Cibercultura

1.309 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.309
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cibercultura

  1. 1. Pós Graduação em Comunicação Empresarial CIBERCULTURAmídias digitais e sociaisProfessores:Ligiane MalfattiMarcos Silva
  2. 2. EMENTA Características da nova mídia. Contextualização histórica, dados enúmeros da rede. Principais teorias.Aldeia Global. O virtual e o digital. A Cybercultura, caraterísticas. Geração Y. Mídias digitais tradicionais:sites, banners, email marketing. Impactos da interatividade nas mídias tradicionais. Acesso e análise dos veículos de mídias virtuais. Principais sites de interesse aos profissionais de comunicação. Convergência midiática. Sociabilidades no ambiente digital. Mídias sociais e digitais: blogs, facebook. Twitter, orkut, you tube, flickr, slideshare, instagram , google. Produção de conteúdo para o meio digital. Marketing viral e de guerilha.
  3. 3. PLANO DE AULASĒĬ ĤĒ PROFESSOR(A) CONTEÚDO PROGRAMADO DESDOBRAMENTOS Ħ ŃŊ NŃĖÖÔ Œ M ÖŃI ÖPŁØĪ ŃM ÖÑŊ ÖØ ÕŊ Ł ÕÖÓ ŁØ Introdução Contextualização histórica - dados e Universo da internet - conceitos e números números da rede Ligiane Malfatti 1 A cybercultura: cultura digital e cultura das redes- conceitos e Características da cibercultura - Marcos Silva números geração digital Principais características e mudanças WEB 2.0. Web semântica geradas no público
  4. 4. PLANO DE AULAS Contectividade da população e novas Ę ÖÔ ÕŊ ÖNŁØŇ Ô ŁØNŃŁM Ø ØŐ ÖŐ ŃØ Ö ŃNŃØÔ Œ ŁŊ NŃ ÕNŊ Ø formas de atuação no ambiente informação digital2 Ligiane Malfatti Mídias digitais tradicionais (sites, banners, e-mail marketing) Contextualização e cenário atual Participação do profissional de Impactos da interatividade nas mídias tradicionais comunicação neste novo contexto
  5. 5. PLANO DE AULAS Novas mídias digitais (blogs, mídias ĖŁŐ Ǿ Ø Ŋ ŁØNŁ ÕÖPŁ Ô NŊ Ŋ ŃŐ Ŋ NŁNŃǺŅŊ Ǿ Ǿ ŁMŃŐ ǾM ŁÐ ÕǾ ŁǾPŊ ŌŃŐŃQ ÖǺ sociais, facebook, twiiter, orkut, you multimídia tube, google, instagram)3 Marcos Silva Convergência midiática Cultura da Convergência A vida em rede e a info-exclusão Sociabilidades no ambiente digital Cultura participativa e Inteligência coletiva
  6. 6. PLANO DE AULAS ÍŐÖNŒ ÖNŃM Ń NÖŌŁŐ ÖÔ ŃŊ ÑŊŁÓ ÖÕǾ Ł ÖNŊ Ǿ Principais diferenças e características4 Ligiane Malfati Marketing Viral e de Guerrilha conceituação e estudos de caso Open Jornalism, qualidade e credibilidade diante da cultura Blogs - Imagens - Áudio - Video e remix e da blogosfera, infografia digital Infografia Digital
  7. 7. PLANO DE AULAS Ħ ŁŐ Ŋ ÒŃǾÕÑĈÇB Conceituação Gestão de marcas nas redes sociais Contextualização estudos de casos5 Marcos Silva SEO - Otimização do posicionamento de marcas nos sistemas Contextualização e atividades de buscas práticas
  8. 8. PLANO DE AULAS6 Marcos/Ligiane Ē ŌŐ ŃÕǾ ÖNÖØǾŁĿŁÓ Æ ŃØ Ł Ő ŅÖØ GŃŃNĿŁM ĖÖÕMŒ ŃØ ÒÆ ÓØ Æ
  9. 9. AVALIAÇÃOParticipação na discussão gerada no Facebook(Participação presente em aula- 0,3/ aula)(sem estar presente na aula - 0,2/aula)Identificar um case de sucesso digital respondendoa pergunta: de que forma a marca/empresa trabalhouno universo da web? Quais ferramentas utilizou e de que forma?(4,0)Escolher 1 conceito trabalhado nas aulas e explica-lo:poderá escolher a forma mais convenientetexto, apresentação multimídia, animação, vídeoou som.(4,0)
  10. 10. MCM E NOVAS TECNOLOGIASMeios de comunicação de massa ou mídias são os meios ou canais de comunicação usados na transmissão de mensagens a umgrande número de receptores. Nas relações sociais de comunicação(dia a dia ), os meios de comunicação de massa mais comum são os jornais/as revistas, o rádio, a televisão e, o mais recente, a Internet. As obras de Cinema, de Teatro e de outros tipos de Artes também se tornaram meios de comunicação de massas, mas artísticos. Fonte: http://portalrosabeloto.sites.uol.com.br/apostilas/ meios_comunicacao_massa.htm
  11. 11. MCM E NOVAS TECNOLOGIASAs Novas Tecnologias da Informação eComunicação (NTIC`s) abrangem um conjuntode meios de armazenamento, tratamento e dedifusão de informações geradas pela evoluçãode todo aparato da eletrônica que hoje noscerca, em especial a informática, astelecomunicações e os recursos audiovisuais.Fonte:Márcia FigueiredoNovas Tecnologias: Comunicação eLinguagens Midiáticas
  12. 12. Quem tem costume de ver, ouvir e/ou usar os diferentes meios de comunicação de massa? vídeo crianças
  13. 13. NÚMEROS E DADOS DA REDE
  14. 14. CONCEITUAÇÃO:SOCIEDADE EM REDE Aldeia global"a novainterdependênciaeletrônica cria omundo à imagem deuma aldeia global" Marshall McLuhan
  15. 15. Os meios de comunicaçãocomo extensões do homem“como extensões de nosso próprio corpo, denossas próprias faculdades, quer se trate dasroupas, habitação, quer se trate dos tipos maisfamiliares de tecnologias, como as rodas, os Marshall McLuhanestribos, que são extensões de várias partes docorpo. A necessidade de amplificar as capacidadeshumanas para lidar com vários ambientes dá lugara essas extensões tanto de ferramentas quanto demobiliário. Essas amplificações de nossascapacidades, espécies de deificações do homem,eu as defino como tecnologias.”O pensamento de Marshall McLuhan continua a sermuito importante para o estudo da comunicaçãoNinguém previu o advento da internet de modo tãoenfático quanto McLuhan
  16. 16. Manuel Castells‘Internet é muito mais que umatecnologia. É um meio decomunicação, de interação e deorganização social’’
  17. 17. Manuel CastellsMovimentos sociais e internet:“A internet não muda comportamentos, mas os comportamentos mudam a internet”.Esse modelo de pensamento dá embasamentoteórico: a partir de tarefas concretas,a transmissão de ideias é rápida e amobilização das pessoas é feita com grande facilidade.
  18. 18. Relações políticas einternet: mostra agrande necessidadede se estabelecer umarelação direta/próximaentre os cidadãos e ogoverno. Ex.:Campanhapresidencial de BarackObama.
  19. 19. Comunicação e PoderComunicação e poder: O poder é baseado no controle da comunicaçãoe da informação. Ex.: Foursquare sendo banido e o Google saindo daChina. http://www.youtube.com/watch?v=vXvccVB9QRY
  20. 20. Revolução das Redes SociaisO Estado e a internet: O poder tem medo da internet, pois esta nãopode ser controlada. Alto grau de viralização de conteúdos, sem filtrospara definir a qualidade e veracidade dessas informações. Ex.:Campanha para salvação dos Galvão Birds. #calaabocagalvao. http://www.youtube.com/watch?v=bdTadK9p14A
  21. 21. CIBERCULTURA
  22. 22. CIBERCULTURA
  23. 23. CIBERESPAÇO A Origem do termo CyberspaceA invenção da palavra cyberspace é atribuída ao escritorde ficção-científica norte-americano William Gibson, em sua obra "Neuromancer", de 1982. Gibson utilizou o termo para definir uma rede de computadores futurista, utilizada conectando-se a mente diretamente a ela.
  24. 24. CIBERESPAÇO É o ambiente composto pelas redes de telecomunicações onde circulam as informações digitais em diversos formatos e dispositivos. Segundo a definição da Unesco, o ciberespaço é um novo ambiente humano e tecnológico de expressão, informação e transações econômicas. Consiste em pessoas de todos os países, de todas as culturas e linguagens, de todas as idades e profissões fornecendo e requisitando informações; uma rede mundial de computadoresinterconectada pela infraestrutura de telecomunicações que permite à informação em trânsito ser processada e transmitida digitalmente.
  25. 25. CIBERESPAÇOTambém pode ser compreendido como uma dimensão da sociedade em rede, onde os fluxos definem novas formas de relações sociais. Castells (1999, p.490)
  26. 26. CIBERCULTURAPierre LévyObras (traduzidas):As tecnologias da inteligência:o futuro do pensamento na era da informática;As árvores de conhecimentos;O que é o virtual?A ideografia dinâmica: para uma imaginação artificial?A máquina universo: criação, cognição e cultura informática;Cibercultura.
  27. 27. CIBERCULTURA A cibercultura é a relação entre as tecnologias de comunicação, informação e a cultura, emergentes a partir da convergência informatização/telecomunicaçãona década de 1970. Trata-se de uma nova relação entre tecnologias e a sociabilidade, configurando a cultura contemporânea (Lemos, 2002).
  28. 28. leis fundadoras da ciberculturaO princípio de conexão em rede: “a rede está em todos os lugares”,. Essa lei é o princípio de conectividadegeneralizada, iniciou com o surgimento da Internet e o atual CC móvel (computador coletivo móvel), era dacomputação pervasiva com a explosão dos celulares e das redes Wi-Fi. Tudo comunica e tudo está em rede: pessoas, máquinas, objetos, monumentos, cidades
  29. 29. leis fundadoras da cibercultura Cultura remix (possibilidade de apropriação, desvios ecriação livre), que começam com a música, com os DJ’s no hip hop e os Sound Systems, a partir de outros formatos, modalidades ou tecnologias, potencializados pelas características das ferramentas digitais e pela dinâmica da sociedade contemporânea. BBC mostra como a “ciber-cultura-remix” está em expansão através dos blogs, podcasts, sistemas P2P, obras artísticas e softwares livres
  30. 30. leis fundadoras da cibercultura O princípio que rege a cibercultura é a “re-mixagem,combinações, colagens e cut-up de informação a partir das tecnologias digitais. vídeo remix http://vimeo.com/32677841 http://vimeo.com/32680066
  31. 31. leis fundadoras da cibercultura“mídia do cidadão”, onde todos são estimulados a produzir, distribuir e reciclar conteúdos.
  32. 32. web 1.0 No primeiro nível de sua evolução (a “Web 1.0”), oswebsites ofereciam “pacotes fechados” de informação.No caso dos jornais, não havia muita diferença entre a versão impressa e a que podia ser lida numa tela.
  33. 33. web 1.0Semelhante a uma biblioteca. Permite assistir e ler, mas não ter um vínculo com a fonte da informação, exceto por meio da troca de e-mails.
  34. 34. web 2.0 O nascimento do que é conhecido como Web 2.0 marcou talvez a diferença mais drástica que podemos observar neste campo. Isso aconteceu a partir do que é conhecido como “socialização da rede”, quando os usuários começaram a participar ativamente da gestão de conteúdo, compartilhando materiais de seu interesseem plataformas como o YouTube (www.youtube.com) ou o Flickr (www.flickr.com).
  35. 35. web 2.0 e a interação entre os usuários das chamadas “redessociais” – sites como Orkut (www.orkut.com), Facebook (www.facebook.com) ou Twitter (www.twitter.com) Serviço Comprador Valor (U$) Flickr Yahoo 30 a 35 milhões Delicious Yahoo 30 a 35 milhões Blogger Google 20 milhões You Tube Google 1,65 bilhões
  36. 36. web 2.0 As pessoas fazem contatos entre si, originando a Web social. Ela permite enviar e baixar arquivos por conta própria. Facilita a comunicação entre as pessoas e promove a formação de grupos de indivíduos com interesses comuns. Se a Web 2.0 fosse uma biblioteca,qualquer pessoa poderia colocar um texto seu na estantee escolher textos alheios. Mas os autores também podem comunicar entre si e discutir as suas obras vídeo consumidor 2.0
  37. 37. Se a Web 1.0 foi baseada na tecnologia, a Web 2.0centrou-se na iniciativa, atitude, interesse e participação
  38. 38. web 3.0 Um degrau evolutivo acima, a Web 3.0 representa acapacidade dos aplicativos de se interconectarem entre si
  39. 39. web 3.0 Envolve a conexão de informações disponíveis em plataformas já existentes. Voltando ao exemplo da biblioteca, além dos elementos descritos acima, elainclui a “presença” de um conselheiro (não uma pessoa, mas um software) que interpreta quais as são obras ou autores favoritos do usuário para recomendar-lhe um novo título ou sugerir-lhe outro autor, já que ainterligação das aplicações torna possível a existência de ferramentas altamente “intuitivas”.
  40. 40. web semânticaAlguns argumentam que isso leva ao que se conhececomo “inteligência artificial”, embora outros ainda não vejam potencial nisso, empiricamente falando. Esta interligação permite construir a chamada “Web Semântica”, ou seja, uma plataforma capaz de “compreender” as necessidades do usuário.Freebase, Powerset, Twine, AdaptiveBlue, Hakia, Talis, TrueKnowledge, TripIt, ClearForest, Spock
  41. 41. web semânticaonde poderiam funcionar elementos da Web capazes de tomar decisões tal como faria uma pessoa.
  42. 42. Alguns argumentam que o cérebro está evoluindo graças às buscas sistemáticas na Web. Diferentes estudos científicos afirmam que as buscas na rede estimulamcentros do cérebro que controlam a tomada de decisões e o raciocínio complexo
  43. 43. geração Y vídeo Jornal da Globo
  44. 44. geração digital • Com a tecnologia no bolso • Mobilidade e interatividade • “Anytime, anyplace, no matter”• A qualquer tempo, em qualquer lugar, sem problema • MEU ESCRITÓRIO É NA PRAIA
  45. 45. vídeo- solidão na internetvídeo- mude o mundo

×