Jardim paraíso

1.698 visualizações

Publicada em

Oficina Criação de Texto

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.698
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
49
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jardim paraíso

  1. 1. Oficina de texto Jornal do Paraíso Conselho Comunitário do Jardim Paraíso Algumas questões sobre o trabalho jornalístico, a construção de textos e seus diferentes gêneros
  2. 2. O Jornalismo <ul><li>Suas características (objetividade, imparcialidade, neutralidade). </li></ul><ul><li>O papel do jornalismo na sociedade. </li></ul><ul><li>Os muitos lados do jornalismo – checar os dados porque existem informações que poderão ser conflitantes. </li></ul><ul><li>As diferenças entre o jornalismo comercial e o jornalismo comunitário. </li></ul>
  3. 3. O que são gêneros jornalísticos e para que servem <ul><li>Ao abrir um jornal o leitor perceberá a presença de artigos assinados e matérias claramente opinativas como o Editorial. Nas páginas seguintes terá notícias curtas e algumas reportagens mais extensas. </li></ul><ul><li>No caderno final e nos suplementos especializados terá uma informação mais amena, até com uma linguagem mais alegre como na crônica esportiva ou nas crônicas propriamente ditas. </li></ul><ul><li>Há ainda reportagens fartamente ilustradas sobre viagens, saúde, lazer, comportamento, literatura, além de palavras cruzadas, tiras, horóscopo. </li></ul><ul><li>Por isto alguns autores classificam as matérias jornalísticas por seu conteúdo Informativo (as notícias curtas) e Opinativo (os editoriais e colunas assinadas). </li></ul>
  4. 4. Jornalismo Opinativo <ul><li>Seus gêneros são: </li></ul><ul><li>Artigo – desenvolve argumentos relacionados ao contexto de determinados fatos noticiosos defendendo um ponto de vista através da argumentação; </li></ul><ul><li>Crônica- texto livre, com um caráter que se aproxima ao literário. Trata de assuntos contemporâneos; </li></ul><ul><li>Editorial- justifica as narrativas noticiosas de um determinado veículo defendendo um ponto de vista através da argumentação; </li></ul>
  5. 5. Jornalismo Opinativo <ul><li>Resenha – traz as percepções e análise do autor a partir de obras como livros e filmes, buscando orientar o leitor sobre o que ele poderá encontrar no material referido. </li></ul><ul><li>Coluna – pode ser organizada a partir de um assunto (política, economia, cultura) ou de um autor, que decide os assuntos que irá abordar. Poderá ser organizada no formato de pequenas notas, tratando de temas diversos, ou trazer tudo em forma de um único texto. </li></ul><ul><li>Opinião do leitor – poderá ser expressa nos artigos e crônicas enviadas ao jornal e também pode, em alguns jornais, estar presente no formato de cartas. </li></ul><ul><li>Charge </li></ul><ul><li>Caricatura </li></ul>
  6. 6. Jornalismo Opinativo <ul><li>Como organizar o texto de artigos e editoriais: </li></ul><ul><li>Artigos: </li></ul><ul><li>Em média (existem variações dependendo de cada jornal), o texto de um artigo deve ter entre 1500 a 2500 caracteres). </li></ul><ul><li>O primeiro parágrafo deve ser dedicado à introdução do assunto. </li></ul><ul><li>Os parágrafos de desenvolvimento (desejável uma variação entre o mínimo de 2 e máximo de 5) devem trazer os argumentos, relacioná-los, discutir as questões propostas no primeiro parágrafo. </li></ul><ul><li>O último parágrafo deve encaminhar para uma “conclusão” do que foi tratado anteriormente. </li></ul>
  7. 7. Jornalismo Opinativo <ul><li>Editorial: </li></ul><ul><li>Valem algumas das orientações relacionadas à criação de artigos. </li></ul><ul><li>Em média (existem variações dependendo de cada jornal), o texto de um artigo deve ter entre 1000 a 1500 caracteres). </li></ul><ul><li>O texto do editorial é mais enxuto. Em geral, pode ser desenvolvido em 3 parágrafos mais longos, divididos em introdução, desenvolvimento e conclusão. </li></ul>
  8. 8. Jornalismo Informativo <ul><li>A construção da notícia começa com o trabalho da reportagem. Ele é fundamental e é desejável que seja realizado da maneira mais completa possível. </li></ul><ul><li>Notícias se constroem pela consulta de documentos, textos, diversas outras referencias, mas, sobretudo, pela consulta às fontes. </li></ul><ul><li>Fontes são pessoas que podem fornecer informações sobre o assunto em questão. </li></ul><ul><li>É desejável que se consulte quantas fontes forem necessárias para se construir uma notícia que tenha multiplicidade de visões. </li></ul>
  9. 9. Jornalismo Informativo <ul><li>Nota - informação rápida estruturada em um texto pequeno e conciso. </li></ul><ul><li>Manchetes – é o título que destaca o assunto principal daquela edição. </li></ul><ul><li>Capa – composta por fotos e textos que chamam para a leitura da matéria completa. </li></ul><ul><li>Fotos – elas podem ilustrar a matéria, servir para o complemento do texto. No entanto, existem fotos que conseguem expressar tão bem através da imagem, que estas acabam “falando” por si. </li></ul><ul><li>Legendas – tem o objetivo de contextualizar a foto. Pode trazer uma informação mais genérica ou situar o local, data, nome de pessoas. </li></ul><ul><li>Gravata – nem sempre utilizada, traz algumas informações que complementam o título. </li></ul><ul><li>Box- texto colocado entre fios, isolado graficamente do corpo da cobertura, que destaca algum aspecto, personagem(ns) ou comentário referente ao texto principal ou ao(s) texto(s) coordenado(s), podendo conter um aspecto pitoresco da notícia, um conjunto de declarações sobre o fato abordado, uma entrevista com um dos personagens, um histórico ou a opinião do jornal sobre o assunto. </li></ul><ul><li>Infográfico- gráfico, geralmente acompanhado por uma arte visual, esquematiza, de forma rápida e simplificada, dados estatísticos, comparações, mapas; no exemplo de índices de acidentes com motos,poderia ser utilizado para mostrar o aumento das ocorrências, ano a ano, nos últimos dez anos. </li></ul>
  10. 10. Jornalismo Informativo <ul><li>O lead </li></ul><ul><li>O lead é, em jornalismo, a primeira parte de uma notícia, geralmente posta em destaque e que fornece ao leitor a informação básica sobre o tema e pretende prender-lhe o interesse. É uma expressão inglesa que significa &quot;guia” ou &quot;o que vem à frente&quot;. </li></ul><ul><li>Na teoria do jornalismo, as seis perguntas básicas do lead devem ser respondidas na elaboração de uma matéria; São elas: &quot;O quê?&quot;, &quot;Quem?&quot;, &quot;Quando?&quot;, &quot;Onde?&quot;, &quot;Como?&quot;, e &quot;Por quê?&quot;. O lead, portanto, deve informar qual é o fato jornalístico noticiado e as principais circunstâncias em que ele ocorre. </li></ul><ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><li>A seqüência com que a notícia se desenrolou seguiu a ordem econômica global. Primeiro, logo cedo em 26 de dezembro, pelo milagre da telefonia móvel, vieram as histórias de horror de turistas ocidentais que passavam o feriado de Natal junto ao mar em lugares como Sri Lanka e Tailândia, em lados opostos da Baía de Bengala . Seus locais turísticos praianos haviam sido inundados por imensas ondas. Dali para a frente, a escala conhecida do desastre seguiu aumentando sem remorso. As vítimas - muitas dezenas de milhares de mortos, centenas de milhares desaparecidos, milhões aprendendo a aceitar as perdas - foram, como é normal, geralmente os pobres, vulneráveis e distantes. Vilas inteiras de pescadores não contados e anônimos foram engolidas pelo mar que os sustentava. (“Tsunami na Ásia: o mar cruel. Jornal The Economist jan.2005) </li></ul>

×