DOCE INFERNOAÇÚCAR – GUERRA E ESCRAVIDÃONO BRASIL HOLANDÊS
Invasão holandesa• Em 14 de fevereiro de 1630, os holandeses (também chamadosde flamengos), aportaram no nordeste brasilei...
Domingos Calabar e Nova Holanda• Domingos Fernandes Calabar ajudou os holandeses a dominar parte donordeste do Brasil. De ...
Cidade Maurícia• Ao chegar em Recife, Nassau encontrou uma população de cerca de 7 milpessoas, vivendo nas piores condiçõe...
Insurreição Pernambucana• No nordeste do Brasil, os engenhos de cana-de-açúcar viviam dificuldadesnum ano de pragas e seca...
Viagem de volta• Maurício de Nassau voltou à Europa no mesmo barco que o trouxera aoBrasil, o Zuphen. Com uma frota de 13 ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Doce Inferno - açúcar - guerra e escravidão no Brasil holandês - Sweet Hell - sugar - War and Slavery in Dutch Brazil

1.264 visualizações

Publicada em

Sobre o livro Doce Inferno - açúcar - guerra e escravidão no Brasil holandês. De: Elsa Gonçalves Avancini.

About the Book Sweet Hell - sugar - War and Slavery in Dutch Brazil. From: Elsa Gonçalves Avancini.************** P.S: It's/is in portuguese.**************

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.264
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Doce Inferno - açúcar - guerra e escravidão no Brasil holandês - Sweet Hell - sugar - War and Slavery in Dutch Brazil

  1. 1. DOCE INFERNOAÇÚCAR – GUERRA E ESCRAVIDÃONO BRASIL HOLANDÊS
  2. 2. Invasão holandesa• Em 14 de fevereiro de 1630, os holandeses (também chamadosde flamengos), aportaram no nordeste brasileiro com uma armada de 67velas. Desembarcaram em Pau Amarelo, litoral norte de Pernambuco, etomaram a direção de Olinda. Por fim, estabeleceram-se no povoado doRecife.
  3. 3. Domingos Calabar e Nova Holanda• Domingos Fernandes Calabar ajudou os holandeses a dominar parte donordeste do Brasil. De lá, partiram para a conquista do Maranhão, que foiconquistado em 1641.• Em Pernambuco, os holandeses ficaram por 24 anos. Assim Recife seriaconhecida como Nova Holanda. Para governá-la, a Companhia das ÍndiasOcidentais enviou o conde Maurício de Nassau. Ao desembarcar em 1637,ele daria início à chamada “idade de ouro” do Brasil holandês.
  4. 4. Cidade Maurícia• Ao chegar em Recife, Nassau encontrou uma população de cerca de 7 milpessoas, vivendo nas piores condições de higiene. Na falta de habitações,iniciou construções, na Ilha de Antônio Vaz, sendo assim a Cidade Maurícia.• Durante a sua administração, Recife tornou-se a cidade mais cosmopolita docontinente. Holandeses, franceses, alemães, poloneses que integravam osquadros da Companhia das Índias viajavam para lá.
  5. 5. Insurreição Pernambucana• No nordeste do Brasil, os engenhos de cana-de-açúcar viviam dificuldadesnum ano de pragas e seca, a Companhia das Índia Ocidentais vendo istopassou a cobrar a liquidação das dívidas. Levando o surgimento da I.P., quegerou à quebra do domínio neerlandês (holandês) no Brasil.Pintura de Victor Meireles (1831-1903) retratando as Batalha dos Guararapes,(1648-49)vencidas pelos luso-brasileiros da insurreição pernambucana.
  6. 6. Viagem de volta• Maurício de Nassau voltou à Europa no mesmo barco que o trouxera aoBrasil, o Zuphen. Com uma frota de 13 navios, levando consigo 2,6 milhõesde florins. Ao voltar para Europa, até a sua morte, em 1679, Nassau seriachamado de “o brasileiro”.

×