O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
Próximos SlideShares
Invertebrados simples
Invertebrados simples
Carregando em…3
×
1 de 46

Poríferos e cnidários

  1. 1. CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Próximo BIOLOGIA DIVERSIDADE ANIMAL Caderno 6 » Capítulo 1 www.sejaetico.com.br
  2. 2. CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Próximo Invertebrados mais simples Caderno 6 » Capítulo 1 www.sejaetico.com.br
  3. 3. CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Próximo PORÍFEROS www.sejaetico.com.br
  4. 4. CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Próximo Características Gerais • Esponjas. • Cerca de 5 000 espécies, 300 espécies brasileiras. • Sésseis. • Existem indivíduos isolados ou coloniais. • Aquáticos, sendo a maioria marinha. • Não possuem tecidos, nem órgãos verdadeiros – Parazoários. • Com simetria radial ou assimétricos. • Filtradores. www.sejaetico.com.br
  5. 5. CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Próximo Fixas ao substrato, em meio aquático (predominantemente marinho). www.sejaetico.com.br
  6. 6. CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Próximo Estrutura corporal -Digestão intracelular; - Trocas gasosas através da superfície corporal, por difusão; - Excreção através da superfície corporal; - Sem sistema circulatório; - Sem sistema nervoso. www.sejaetico.com.br
  7. 7. CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Próximo www.sejaetico.com.br
  8. 8. CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Próximo Invertebrados mais simples Os poríferos (Filo Porifera) Estrutura e funcionamento: • Composição celular: • Dois tipos básicos de células: (Coanócito e amebócito) • Outros tipos celulares: • Pinacócitos – revestimento. • Porócitos – Células que constituem poros celulares. • Miócitos – Células com funções contráteis. • Esclerócitos – Células formadoras de espículas. • Gametócitos – Células com funções de gametas. (Obs.: Todas essas células são oriundas de transformações dos dois tipos básicos.) • As células estão em contato com um material viscoso conhecido como mesênquima. www.sejaetico.com.br
  9. 9. CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Próximo Tipos Morfológicos • Áscon • Sycon • Leucon www.sejaetico.com.br
  10. 10. CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Próximo Sustentação • Esqueleto inorgânico – espículas calcárias ou silicosas. • Esqueleto orgânico – rede de espongina. www.sejaetico.com.br
  11. 11. CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Próximo www.sejaetico.com.br
  12. 12. CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Próximo Reprodução • Assexuada: - Brotamento. - Gemulação (dulcícolas). - Regeneração. • Sexuada: - ausência de gônadas. - dióicas ou monóicas. - desenvolvimento indireto – larva (planctônica) anfiblástula ou parenquímula. www.sejaetico.com.br
  13. 13. CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Próximo Reprodução assexuada - Regeneração; - Brotamento; Gema - Gemulação. Brotamento www.sejaetico.com.br
  14. 14. CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Próximo www.sejaetico.com.br
  15. 15. CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Próximo Reprodução sexuada www.sejaetico.com.br
  16. 16. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 1 Início Voltar Próximo Invertebrados mais simples Os cnidários ou celenterados (Filo Cnidaria) Características gerais: • São seres aquáticos (Marinhos ou de água doce). • Podem ser sésseis ou móveis. • Simetria radial. • Primeiros animais a apresentarem organização tecidual (metazoários). • Também são os primeiros a apresentarem cavidade digestória (enterozoários incompletos). • Apresentam sistema nervoso em rede difusa. • São os primeiros a apresentarem dois folhetos embrionários – Diblásticos (ectoderme e endoderme). • Apresentam cnidócitos – células urticantes. • Material de preenchimento - Mesogleia www.sejaetico.com.br 16
  17. 17. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 1 Início Voltar Próximo Invertebrados mais simples Os cnidários ou celenterados (Filo Cnidaria) Classificação dos cnidários Classe Característica Exemplos Hidras, Physalia (caravela-portuguesa), Hydrozoa (hidrozoários) Predominio de forma pólipo Obelia Scyphozoa (cifosozários) Predomínio da forma medusa Aurelia (água-viva) Anthozoa (antozoários) Apenas forma pólipo Corais, anêmonas-do-mar Predomínio da forma medusa com Cubozoa (cubomedusas) Cubomedusas forma cuboide www.sejaetico.com.br 17
  18. 18. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 1 Início Voltar Próximo Invertebrados mais simples Os cnidários ou celenterados (Filo Cnidaria) Formas básicas: Pólipos (A) e medusas (B) www.sejaetico.com.br 18
  19. 19. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 1 Início Voltar Próximo Invertebrados mais simples Os cnidários ou celenterados (Filo Cnidaria) Estrutura e funcionamento: • Digestão e nutrição: • Cavidade digestória (Cavidade gastrovascular ou celêntero) • Digestão extra e intracelular. • Extracelular – Secreção de enzimas por células glandulares da gastroderme. • Intracelular – ação de células nutritivomusculares da gastroderme. • Um orifício (Função oral e anal). • Respiração: ocorre por difusão. • Excreção: difusão – excreção de amônia. www.sejaetico.com.br 19
  20. 20. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 1 Início Voltar Próximo Invertebrados mais simples Os cnidários ou celenterados (Filo Cnidaria) Estrutura e funcionamento: • Sistema nervoso difuso: • Apresentam manchas ocelares (sensíveis à luz). • Estatocistos (Percepção de posicionamento). • Reprodução assexuada: • Brotamento. • Estrobilização: fragmentação corporal, constituindo cada fragmento um novo indivíduo. www.sejaetico.com.br 20
  21. 21. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 1 Início Voltar Próximo Invertebrados mais simples Os cnidários ou celenterados (Filo Cnidaria) www.sejaetico.com.br 21
  22. 22. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 1 Início Voltar Próximo Invertebrados mais simples Os platelmintos (Filo Platyhelmithes) www.sejaetico.com.br 22
  23. 23. Início Voltar Próximo www.sejaetico.com.br 23
  24. 24. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 1 Início Voltar Próximo Invertebrados mais simples Os platelmintos (Filo Platyhelmithes) Estrutura e função: • São triblásticos, simetria bilateral, encefalização. • Cavidade digestória. • Ausência do sistema respiratório e circulatório. • Excreção por células-flamas ( excreta principal é a amônia). • Sistema nervoso ganglionar cordonal – Presença de gânglios cerebróides. • Órgãos sensoriais – Ocelos (fotorreceptores), quimiorreceptores e estatocistos. www.sejaetico.com.br 24
  25. 25. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 1 Início Voltar Próximo Invertebrados mais simples Os platelmintos (Filo Platyhelmithes) www.sejaetico.com.br 25
  26. 26. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 1 Início Voltar Próximo www.sejaetico.com.br 26
  27. 27. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 2 Início Voltar Próximo Helmitíases www.sejaetico.com.br 27
  28. 28. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 2 Início Voltar Próximo Helmitíases Esquistossomose www.sejaetico.com.br 28
  29. 29. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 2 Início Voltar Próximo Helmitíases Esquistossomose Sintomatologia Fase aguda: Fraqueza,diminuição do apetite, febre, mal-estar, calafrios, delírios, náuseas e diarreia. Pode evoluir para mau funcionamento do fígado, estado de coma e morte. Fase crônica: Manifestações mais comuns são: anemia intensa, fezes sanguinolentas, diarreia, fraqueza, falta de ar, náuseas e vômitos, dor abdominal, febre e grande aumento do fígado e do baço. A obstrução dos vasos sanguíneos do fígado provoca acúmulo de líquido na cavidade abdominal, que os médicos chamam ascite, popularmente conhecida como barriga-d’água. www.sejaetico.com.br 29
  30. 30. Início Voltar Próximo www.sejaetico.com.br 30
  31. 31. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 2 Início Voltar Próximo Helmitíases Esquistossomose www.sejaetico.com.br 31
  32. 32. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 2 Início Voltar Próximo Helmitíases Teníase Características gerais • Causadas por tênias (ou solitárias) - espécies Taenia solium e Taenia saginata. • Hermafroditas absolutos, realizando autofecundação. • A incidência mundial da Taenia saginata é maior que a da Taenia solium. • No Brasil, a Taenia solium — maioria dos casos de teníase. • São vermes intestinais. • Absorvem nutrientes pré-digeridos (ação espoliativa). www.sejaetico.com.br 32
  33. 33. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 2 Início Voltar Próximo Helmitíases Teníase www.sejaetico.com.br 33
  34. 34. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 2 Início Voltar Próximo Helmitíases Teníase www.sejaetico.com.br 34
  35. 35. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 2 Início Voltar Próximo www.sejaetico.com.br 35
  36. 36. Início Voltar Próximo www.sejaetico.com.br 36
  37. 37. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 2 Início Voltar Próximo Helmitíases Cisticercose • O ser humano, ao ingerir ovos da Taenia solium na água ou em alimentos, como verduras cruas. • Homem assume o papel de hospedeiro intermediário. • Os ovos rompem-se no intestino, liberando larvas. • Penetram na corrente sanguínea, instalando-se em algum órgão originando os cisticercos. A autoinfestação: • Proglotes grávidas se rompem perto do ânus. • Ovos passam para as mãos, sendo levados à boca (autoinfestação externa). • Em casos mais raros pode ocorrer a autoinfestação por via interna. • Neurocisticercose: cisticercos se instalam no sistema nervoso central (encéfalo e/ou medula espinhal), provocando dor de cabeça, convulsões e distúrbios psíquicos. www.sejaetico.com.br 37
  38. 38. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 2 Início Voltar Próximo Helmitíases Profilaxia: As medidas preventivas contra a teníase e a cisticercose consistem em: Cisticercose: • educação sanitária; • saneamento básico, destinação adequada das fezes humanas; • cuidados com alimentos crus. Teníase: • cuidados com a ingestão de carnes (cozimento, salgamento ou exposição a frio intenso); • tratamento das pessoas parasitadas (diminuição das fontes de transmissão). • Obs.: Como a cisticercose pode resultar da autoinfecção, a profilaxia da teníase também evita a cisticercose. www.sejaetico.com.br 38
  39. 39. Início Voltar Próximo www.sejaetico.com.br 39
  40. 40. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 1 Início Voltar Próximo Invertebrados mais simples Os nematoides (Filo Nematoda) Características gerais: • São vermes cilíndricos não segmentados. • Apresentam cavidade corporal – Pseudoceloma. • Apresentam tubo digestório completo (enterozoários completos). • Apresentam esqueleto hidrostático. (Pressão do líquido pseudocelomático contra uma cutícula pouco distensível). • Vivem em ambientes úmidos, aquáticos ou no interior de organismos. • Algumas espécies são parasitas, inclusive de seres humanos. • Respiração por difusão. • Sistema excretor – Sistema em ‘H’. • Sistema nervoso ganglionar cordonal – Um anel ao redor da farínge com um cordão dorsal e um ventral. www.sejaetico.com.br 40
  41. 41. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 1 Início Voltar Próximo Invertebrados mais simples Os nematoides (Filo Nematoda) www.sejaetico.com.br 41
  42. 42. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 1 Início Voltar Próximo Invertebrados mais simples Os nematoides (Filo Nematoda) Reprodução: • Maioria é dioica. • Espermatozoides se locomovem por movimentos ameboides. • Fecundação interna. • Pode ocorrer dimorfismo sexual (característico em lombrigas). • O desenvolvimento é indireto. www.sejaetico.com.br 42
  43. 43. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 1 Início Voltar Próximo Invertebrados mais simples Os anelídeos (Filo Annelida) www.sejaetico.com.br 43
  44. 44. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 1 Início Voltar Próximo Invertebrados mais simples Os anelídeos (Filo Annelida) Estrutura e funcionamento: • Digestão: Tubo digestório completo (papo, moela e tiflossole). • Circulação: • Sistema circulatório fechado. • 5 a 15 pares de vasos contráteis ao redor da faringe. • Um grande vaso dorsal e um ventral. • Presença de hemoglobina dissolvida no plasma. • Respiração: Cutânea e branquial. • Excreção: • Por metanefrídios (ou apenas chamados de nefrídios) – 1 par por segmento. • Extremidade de captação – Nefróstoma (apresenta cílios e filtra o celoma). • Extremidade de eliminação – Nefridióporo (elimina ureia e amônia). www.sejaetico.com.br 44
  45. 45. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 1 Início Voltar Próximo Invertebrados mais simples Os anelídeos (Filo Annelida) www.sejaetico.com.br 45
  46. 46. BIOLOGIA » CADERNO 6 » CAPÍTULO 1 Início Voltar Próximo Invertebrados mais simples Os anelídeos (Filo Annelida) www.sejaetico.com.br 46

×