1 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
FATORES 
CONDICI_ 
ONANTES 
DO SIGNI_ 
FICADO
2 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
Sem um sujeito capaz de atribuir 
significado, ...
3 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
OS SEIS FATORES 
CONDICIONANTES 
DO SIGNIFICADO...
4 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
USO - ENTORNO - DURAÇÃO 
- PONTO DE VISTA - 
DI...
5 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
USO - ENTORNO - DURAÇÃO 
- PONTO DE VISTA - 
DI...
6 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
O significado só existe a partir 
da percepção ...
7 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
O uso faz relação direta 
à operacionalidade, 
...
8 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
A BÍBLIA 
O que você faz com ela? 
O que um cri...
9 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
O entorno fala da 
interferência da localização...
10 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN
11 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
A duração faz referência ao que 
passou o arte...
12 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
PRATOS ANTIGOS 
Antes, usados para comer pelas...
13 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
O ponto de vista é o modo com que 
as pessoas ...
14 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
Literalmente, é o local onde o ob-servador 
pe...
15 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
Porém, qualquer ponto de vista 
é igualmente p...
16 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
PARTENON 
Construído no periodo de 447-436 a.C...
17 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
O discurso é o ponto de vista co-mentado 
e re...
18 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
LAMPARINA 
Existe uma historia que diz que nas...
19 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
A experiência é o fator mais de-terminante 
e ...
20 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
ÁGUA 
Verão, calor de 40ºC. Correr 20 km. Uma ...
21 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
Esses 6 fatores são vistos 
divididos apenas p...
22 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
O TEMPO...
23 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
O TEMPO... 
Faz o proposito: que é o uso
24 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
O TEMPO... 
Faz o proposito: que é o uso 
Faz ...
25 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
O TEMPO... 
Faz o proposito: que é o uso 
Faz ...
26 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
O TEMPO... 
Faz o proposito: que é o uso 
Faz ...
27 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
O TEMPO... 
Faz o proposito: que é o uso 
Faz ...
28 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
O TEMPO... 
Faz o proposito: que é o uso 
Faz ...
29 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
O tempo é como um fator extra 
e é de tamanha ...
30 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN 
O que nos leva a crer que nenhum 
artefato pos...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Teorias do Design - Fatores Condicionantes do Significado

510 visualizações

Publicada em

"Sem um sujeito capaz de atribuir significado, o objeto não quer dizer nada, ele apenas é." - Cardoso, Rafael (2011, p. 62)

Publicada em: Design
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
510
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teorias do Design - Fatores Condicionantes do Significado

  1. 1. 1 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN FATORES CONDICI_ ONANTES DO SIGNI_ FICADO
  2. 2. 2 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN Sem um sujeito capaz de atribuir significado, o objeto não quer dizer nada, ele apenas é. cardoso, rafael (2011, p. 62)
  3. 3. 3 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN OS SEIS FATORES CONDICIONANTES DO SIGNIFICADO SÃO...
  4. 4. 4 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN USO - ENTORNO - DURAÇÃO - PONTO DE VISTA - DISCURSO - EXPERIÊNCIA
  5. 5. 5 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN USO - ENTORNO - DURAÇÃO - PONTO DE VISTA - DISCURSO - EXPERIÊNCIA
  6. 6. 6 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN O significado só existe a partir da percepção de um observador, sem o mesmo, o artefato não quer dizer nada.
  7. 7. 7 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN O uso faz relação direta à operacionalidade, funcionalidade e aproveitamento do artefato.
  8. 8. 8 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN A BÍBLIA O que você faz com ela? O que um cristão faz com ela? Qual o valor simbolico que ela tem para você, e para alguem que à lê, todos os dia? O que você tem a dizer sobre ela? O que ela quer te dizer?
  9. 9. 9 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN O entorno fala da interferência da localização ao redor do artefato.
  10. 10. 10 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN
  11. 11. 11 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN A duração faz referência ao que passou o artefato. Quanto mais tempo ele dura, maior é a proba-bilidade do mesmo sofrer trans-formações no seu uso e entorno.
  12. 12. 12 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN PRATOS ANTIGOS Antes, usados para comer pelas pessoas que os pos-suiam, hoje podem servir como item de decoração, num museu, na estante da sua casa...
  13. 13. 13 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN O ponto de vista é o modo com que as pessoas observam e remetem hierarquias no modo de observar o artefato.
  14. 14. 14 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN Literalmente, é o local onde o ob-servador permanece olhando o objeto, e dependendo da mudança de perspectiva, muda de forma significativa a experiência.
  15. 15. 15 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN Porém, qualquer ponto de vista é igualmente plausível e impor-tante logicamente para a com-preensão do artefato.
  16. 16. 16 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN PARTENON Construído no periodo de 447-436 a.C. visto como templo de alto respeito a deusa Atena, tinha a inten-ção de proteger os peregrinos e, hoje o povo é visto apenas como um ponto turístico.
  17. 17. 17 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN O discurso é o ponto de vista co-mentado e representativo que agrega sentidos e afetam a com-preensão do artefato.
  18. 18. 18 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN LAMPARINA Existe uma historia que diz que nas cidades existia uma pessoa responsavel por acender e apagar todas as lamparinas das casas, hoje estão nas ruas apenas como ornamentação.
  19. 19. 19 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN A experiência é o fator mais de-terminante e resistente do sig-nificado, pois é referente à todos os fatores passados, na relação direta com o artefato baseado na sua própria experiência.
  20. 20. 20 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN ÁGUA Verão, calor de 40ºC. Correr 20 km. Uma peregri-nação no deserto do Saara. Ingerir algo muito salga-do. Água. Qualquer um que tenha passado por alguma destas experiências, desejou matar a sede com um copo de água.
  21. 21. 21 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN Esses 6 fatores são vistos divididos apenas para reflexão, na pratica eles estão juntos e misturados sem a possibilidade de separa-los. Um fator maior que eles é o tempo.
  22. 22. 22 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN O TEMPO...
  23. 23. 23 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN O TEMPO... Faz o proposito: que é o uso
  24. 24. 24 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN O TEMPO... Faz o proposito: que é o uso Faz a história: que é a duração
  25. 25. 25 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN O TEMPO... Faz o proposito: que é o uso Faz a história: que é a duração Faz a permanência: que é o entorno
  26. 26. 26 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN O TEMPO... Faz o proposito: que é o uso Faz a história: que é a duração Faz a permanência: que é o entorno Faz a atenção: que é o ponto de vista
  27. 27. 27 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN O TEMPO... Faz o proposito: que é o uso Faz a história: que é a duração Faz a permanência: que é o entorno Faz a atenção: que é o ponto de vista Faz a consagração: que é o discurso
  28. 28. 28 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN O TEMPO... Faz o proposito: que é o uso Faz a história: que é a duração Faz a permanência: que é o entorno Faz a atenção: que é o ponto de vista Faz a consagração: que é o discurso Faz a memória: que é a experiência Todos sendo transformados em qualidade estável
  29. 29. 29 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN O tempo é como um fator extra e é de tamanha importância, já que tudo é passível de mudança a partir do tempo, e todos os fa-tores anteriores, mudam devido o tempo.
  30. 30. 30 TEORIAS DO DESIGN | JULIE PIRES UFRJ/2014.2 | COMUNICAÇÃO VISUAL DESIGN O que nos leva a crer que nenhum artefato possui significado es-tável e imutável. cardoso, rafael (2011, p. 70)

×