UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL                  PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO     PROGRAMA DE ATIVIDADES DE APERFEI...
Porto Alegre, outubro de 2010                                2
1 Informações básicas1.1 Atividade de ensino (plano da disciplina)UNIDADE: Faculdade de Biblioteconomia e ComunicaçãoDEPAR...
Legislação    ProcedimentosDesbastamento de coleçõesAvaliação de coleções: metodologias1.2 Posição curricular (semestre, d...
pudesse ser transmito ao aluno. De modo critico, percebemos que éramos orientados por uma forma depensar classificada por ...
a literatura com as questões proposta pelos alunos em seus trabalhos práticos.2.4 Resultados esperadosEsperamos que os alu...
Apêndice 1 – Mapa dos conceitos tratados na disciplina “Pesquisa eDesenvolvimento de Coleções
Apêndice 2 - Orientações para a realização de trabalhoprático de seleção de documentos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Proposta de inovação no ensino da seleção de material bibliográfico em bibliotecas: pré-projeto pedagógico

1.297 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.297
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Proposta de inovação no ensino da seleção de material bibliográfico em bibliotecas: pré-projeto pedagógico

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA DE ATIVIDADES DE APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICOProposta de inovação no ensino da seleção de material bibliográfico em bibliotecas pré-projeto pedagógico Letícia Strehl e Rodrigo Silva Caxias de Sousa
  2. 2. Porto Alegre, outubro de 2010 2
  3. 3. 1 Informações básicas1.1 Atividade de ensino (plano da disciplina)UNIDADE: Faculdade de Biblioteconomia e ComunicaçãoDEPARTAMENTO: Ciências da InformaçãoCURSO: BiblioteconomiaCÓDIGO/DISCIPLINA: BIB03023 - Pesquisa e Desenvolvimento de ColeçõesNATUREZA: ObrigatóriaSÚMULA: Fundamentação teórica do desenvolvimento de coleções. Políticas e processos de pesquisa edesenvolvimento de coleções.OBJETIVOS : a) Desenvolver políticas de P&D de coleções. b) Determinar e executar atividades de seleção, aquisição e desbastamento de coleções. c) Definir procedimentos para avaliação de coleções.COMPETÊNCIAS E HABILIDADES: a) Elaborar políticas de desenvolvimento de coleção para qualquer tipo de unidade de informação; b) Determinar critérios de seleção de documentos; c) Usar fontes de informação necessárias para a atividade de seleção de documentos; d) Conhecer o funcionamento de um setor de aquisição; e) Compreender os trâmites de processos de aquisição nos setores público e privado; f) Avaliar o acervo de uma unidade de informação; g) Realizar o processo de desbastamento de coleção.CONTEÚDO PROGRAMÁTICOPolíticas de P&D de coleçõesSeleção de material bibliográfico Finalidade e princípios gerais Critérios básicosAquisição de material bibliográfico Modalidades 3
  4. 4. Legislação ProcedimentosDesbastamento de coleçõesAvaliação de coleções: metodologias1.2 Posição curricular (semestre, disciplinas anteriores, posteriores, paralelas)ETAPA ACONSELHADA: 6ªPRÉ-REQUISITOS: BIB03027; BIB03026; BIB030211.3 Informações sobre alunosVer informações com a Comgrad2 Proposta2.1 Proposta de alteração, modificação, inovaçãoO ensino de seleção de material bibliográfico é tradicionalmente baseado em aulas expositivasdialogadas que apresentam os critérios e instrumentos de seleção abordados na literatura. Nossaproposta consiste em alterar a forma de introduzir os alunos no tratamento do assunto, substituindo asaulas expositivas iniciais por um exercício prático de tomada de decisões.2.2 JustificativaNo trabalho principal solicitado para a conclusão da Disciplina, os alunos são orientados a elaborar umapolítica de desenvolvimento de coleções, tendo como foco a realidade de uma biblioteca específica aser por eles identificada. Parte significativa deste instrumento de gestão de acervos de bibliotecas éconstituída da definição dos critérios e instrumentos de seleção de material bibliográfico, que deverãoorientar, hipoteticamente, os procedimentos na biblioteca escolhida.No primeiro semestre de 2010, os alunos elaboraram seus trabalhos e, de um modo geral, conseguiramarticular de forma muito superficial os aspectos da política que dizem respeito à seleção. Estadificuldade de pensar os critérios e instrumentos de seleção na situação concreta de uma biblioteca nosfez repensar a forma de trabalho destes conteúdos na Disciplina.Com a abordagem inicial feita em aulas expositivas dialogadas, os alunos pareciam compreender oassunto nas discussões em sala de aula. Todavia, essa compreensão, como o trabalho final demonstrou,mostrou-se limitada aos aspectos teóricos abordados, não contemplando uma habilidade emdesenvolver os conceitos quando os aspectos práticos passavam a complexificar a aplicação datécnica de seleção.De uma certa forma, a estratégia de ensino utilizada pressupunha que o conhecimento que dominamos 4
  5. 5. pudesse ser transmito ao aluno. De modo critico, percebemos que éramos orientados por uma forma depensar classificada por Becker como sendo apoiada numa premissa epistemológica empirista, a domito da transferência de conteúdo. Naturalmente, nunca consideramos que o aluno deveria submeter-se à fala do professor (o autor destaca que este seria outro aspecto inerente à epistemologia empirista).Mas, certamente, dissociamos nosso modo de ensino da reflexão sobre a nossa própria forma deaprendizagem de um assunto tão prático e técnico como é a seleção. Aprendemos o que aprendemos(num nível que nos possibilitou ensinar), depois de uma larga vivência profissional, orientada porproblemas concretos e conduzida por muitas leituras.Essa reflexão sobre a nossa própria forma de aprendizagem nos levou a introduzir as temáticas deseleção a partir de um trabalho a ser realizado em grupo, e que se constituísse num desafio que exigiriareflexão sobre o assunto, realização de leituras e um comprometimento com uma tomada de decisões aser defendida entre os alunos da turma. Como base nesta proposta, as atividades abaixo foramplanejadas e executadas. Buscamos com isso aproximar nossa estratégia pedagógica da epistemologiaconstrutivista, instigando os alunos a problematizarem sua ação em relação à seleção (Becker, (s.d.).2.3 Plano de atividade/execuçãoPreparação de materialElaboração de mapa conceitual Ago. 2010Elaboração de mapa dos conceitos tratados na disciplina de modo a possibilitar ao aluno uma visãogeral dos assuntos a serem desenvolvidos pelo grupo no trabalho prático .VER APÊNDICE 1Formulação das orientações do trabalho prático Ago. 2010Formulação das orientações que nortearão a realização do trabalho prático, bem como a indicaçãoda bibliografia que auxiliará os alunos no desenvolvimento da atividade.VER APÊNDICE 2Implementação da atividadeEsclarecimento das orientações Set. 2010Explicação e discussão presencial das orientações para realização do trabalho prático. Publicação dasorientações no Moodle.Organização da atividade Set. 2010Divisão da turma em grupos. Definição do cronograma. Disponibilização de um dia de aula pararealização do trabalho. Esclarecimento de dúvidas no decorrer do trabalho.Apresentação e entrega dos trabalhos Set./Out. 2010Apresentação dos trabalhos realizados pelos grupos, com uma defesa fundamentada das decisõestomadas sobre os materiais a selecionar. Discussão dos tópicos levantados pelos alunos.Conclusão da atividade Out. 2010Realização de uma aula expositiva dialogada, trabalhando em profundidade os assuntos, confrontando 5
  6. 6. a literatura com as questões proposta pelos alunos em seus trabalhos práticos.2.4 Resultados esperadosEsperamos que os alunos construam seus conhecimentos a respeito dos critérios e instrumentos deseleção de modo a desenvolver habilidades para manipular o conceitos e técnicas de modo articuladocom as demandas profissionais que enfrentarão.2.5 Descrição da forma como os resultados serão verificadosNossa forma de tentar inferir sobre o sucesso ou não desta estratégia de abordagem do assunto deseleção será de duas maneiras: a) A consistência e adequação dos argumentos utilizados para defender as decisões tomadas no exercício de seleção propriamente dito; b) A qualidade do capítulo de seleção na política de desenvolvimento de coleções que será elaborada como o trabalho final da Disciplina. Para este caso vamos comparar com os resultados obtidos no semestre anterior, quando utilizamos a aula expositiva dialogada como principal recurso de ensino dos conteúdos. Sabemos as conclusões resultantes desta comparação são limitadas, não realizamos trabalhos em ciências sociais em condições experimentais. Todavia, vamos averiguar de forma aproximada os tipos de problemas apresentados nos diferentes semestres.2.6 Referências ́ ́BECKER, F. Modelos pedagogicos e modelos epistemologicos. s.d.TAVARES, R. Construindo mapas conceituais. Ciências & Cognição, v. 12, n., p. 72-85. 2007. 6
  7. 7. Apêndice 1 – Mapa dos conceitos tratados na disciplina “Pesquisa eDesenvolvimento de Coleções
  8. 8. Apêndice 2 - Orientações para a realização de trabalhoprático de seleção de documentos

×