Estudo de comunidade<br />Disciplina - Pesquisa e Desenvolvimento de Coleções – Profa. Letícia Strehl<br />Aula 3<br />
Sumário<br />Comunidade e necessidades informacionais<br />“A cauda longa” de Chris Anderson<br />
Comunidade e necessidades informacionais<br />
A quem a biblioteca deve                               servir?<br />Não é somente o usuário real<br />Para a biblioteca pú...
A comunidade pode ser<br />VERGUEIRO, W. Desenvolvimento de coleções. ed. São Paulo: Polis, 1989. <br />
A coleção e a comunidade<br />O desenvolvimento da coleção deve levar em conta as necessidades da comunidade de forma AMPL...
As necessidades e a coleção<br />Quais são as necessidades informacionais da comunidade?<br />Quais são as necessidades in...
O que aprendemos sobre necessidades e hábitos informacionais no livro a Cauda Longa?<br />
Da regra dos 80/20 para a regra dos 98%<br />ANDERSON, C. A cauda longa: do mercado de massa para o mercado de nicho. Rio ...
Questão relacionada sobre desenvolvimento de coleções<br />O acesso a uma variedade maior de títulos possibilitada pelo me...
A facilidade de acesso a documentos antigos tem mostrado uma tendência de uso a materiais mais velhos, por exemplo<br />LA...
“o bibliotecário, na verdade, tem que conhecer tanto livros como pessoas, o bastante para fornecer os livros apropriados p...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

3 Desenvolvimento de coleções: comunidade usuária

1.872 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.872
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
86
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

3 Desenvolvimento de coleções: comunidade usuária

  1. 1. Estudo de comunidade<br />Disciplina - Pesquisa e Desenvolvimento de Coleções – Profa. Letícia Strehl<br />Aula 3<br />
  2. 2. Sumário<br />Comunidade e necessidades informacionais<br />“A cauda longa” de Chris Anderson<br />
  3. 3.
  4. 4. Comunidade e necessidades informacionais<br />
  5. 5. A quem a biblioteca deve servir?<br />Não é somente o usuário real<br />Para a biblioteca pública:<br />São todas as pessoas que residem na jurisdição política servida por ela<br />Para a biblioteca escolar:<br />São todos os alunos matriculados na instituição e os professores que os atendem<br />Para a biblioteca universitária:<br />São os corpos discente e docente e os funcionários da instituição<br />Para a biblioteca especializada:<br />Todos os que atuam na instituição a que a criou<br />VERGUEIRO, W. Desenvolvimento de coleções. ed. São Paulo: Polis, 1989. <br />
  6. 6. A comunidade pode ser<br />VERGUEIRO, W. Desenvolvimento de coleções. ed. São Paulo: Polis, 1989. <br />
  7. 7. A coleção e a comunidade<br />O desenvolvimento da coleção deve levar em conta as necessidades da comunidade de forma AMPLA<br />As necessidades dos usuários mais presentes não podem ser confundidas com as necessidades de TODA a comunidade<br />VERGUEIRO, W. Desenvolvimento de coleções. ed. São Paulo: Polis, 1989. <br />
  8. 8. As necessidades e a coleção<br />Quais são as necessidades informacionais da comunidade?<br />Quais são as necessidades informacionais que cabem à biblioteca satisfazer?<br />Quais são as prioridades de atendimento?<br />As necessidades informacionais a serem atendidas devem ser conhecidas com o auxílio dos estudos de comunidade<br />VERGUEIRO, W. Desenvolvimento de coleções. ed. São Paulo: Polis, 1989. <br />
  9. 9. O que aprendemos sobre necessidades e hábitos informacionais no livro a Cauda Longa?<br />
  10. 10. Da regra dos 80/20 para a regra dos 98%<br />ANDERSON, C. A cauda longa: do mercado de massa para o mercado de nicho. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.<br />
  11. 11. Questão relacionada sobre desenvolvimento de coleções<br />O acesso a uma variedade maior de títulos possibilitada pelo meio eletrônico diminuirá a concentração de uso?<br />
  12. 12. A facilidade de acesso a documentos antigos tem mostrado uma tendência de uso a materiais mais velhos, por exemplo<br />LARIVIERE, V.; ARCHAMBAULT, E.; GINGRAS, Y. Long-term patterns in the aging of the scientific literature, 1900–2004. 2007. Trabalhoapresentado no 11th International Conference on Scientometrics and Informetrics, 2007, Madrid. Link<br />
  13. 13. “o bibliotecário, na verdade, tem que conhecer tanto livros como pessoas, o bastante para fornecer os livros apropriados para os seus leitores”<br />

×