O controle   Na porta                               Ritmo sobre o     a varredeira varre o cisco             varre o cisco...
O mundo medido pelo corpo        humano                       Pés                       Jardas                       Braça...
Controlar – contornar - neutralizar    O impacto negativo da variedade e da                 contingência:Impossibilidade d...
Lévi-Strauss e o primeiro ato de              cultura• Proibição do incestoNecessidade de distinções artificiais sobre  in...
Estado Moderno:• Unificação do espaço submetido à sua  autoridade diretaSubstituição das práticas locais e dispersas por p...
A batalha dos mapasPoderes centrais: desnorteados frente à  variedade de sistemas de medidas e  contagens• Melhor lidar co...
O ofício do cartógrafo• Subordinar o espaço a um único mapa  oficial• Desqualificação de outras representaçõesou represent...
Revolução: a perspectiva• Percepção humana na organização do  espaçoO olho do observador como ponto de  partida de toda pe...
Determinava o tamanho e as distâncias  mútuas dos objetos que entravam no seu  campoEra o único ponto de referência para  ...
Qualquer observador, colocado naquela ponto veria as relações espaciais entre os objetos exatamente da mesma forma.Não mai...
Duplo efeito:• Atrelou a natureza praxeomórfica da  distância à necessidade de uma nova  homogeneidade• Despersonalizou as...
Perspectiva como técnicaRepresentaçãohumana na Idade   Figura humana em perspectivaMédia
Instrumentos de medição
Tecnologias modernas de       cartografia
A pergunta agora é:De que ponto do espaço?Ponto privilegiado de observaçãoMelhor percepçãoCapaz de superar a relatividade
Inovação moderna:• Transformar a transparência e a  legibilidade do espaço como objetivo  SISTEMATICAMENTE perseguidoTorna...
Do mapeamento do espaço à    espacialização dos mapasPrincípios de uniformidade e regularidade• Norteiam as necessidades g...
Diferentes espaços Cadeias       Inaptos para o Manicômios      convívio social cemitérios      - desviantesFábricas      ...
A cidade perfeita• Espaço ordenado e depurado de todo  ACASO:Tudo que seja fortuitoAcidentalambivalente
Espaço moderno• Despojamento do ser humano:Ausência de multidõesEsquinas vaziasAnonimato dos lugaresMonotonia das formasAu...
O espaço urbanocomo planejamentoe o urbanismo comoforma de vida
Sévariade (Bauman)
O mapa e o território• Modernização = monopolização dos  direitos cartográficos• O mapa deve anteceder ao território  mape...
O mundo clean do admirável      mundo novo
Fobias espaciais – O panóptico• Os muros das cidadesBairros vigiadosEspaços públicos protegidosCondomíniosPortões eletrôni...
PANOPTICO
3 formas de perceber o espaço• Foucault – Ordem (violência) transmitida  numa tecnologia disciplinar• De Certeau – instânc...
O controle sobre o espaco e o tempo arremos
O controle sobre o espaco e o tempo arremos
O controle sobre o espaco e o tempo arremos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O controle sobre o espaco e o tempo arremos

970 visualizações

Publicada em

O controle sobre o espaco e o tempo , grupo de estudos da UNIRIO- Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - Arremos prof.Joao Marcus.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
970
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
287
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O controle sobre o espaco e o tempo arremos

  1. 1. O controle Na porta Ritmo sobre o a varredeira varre o cisco varre o cisco varre o cisco espaço Na pia a menininha escova os dentes eo escova os dentes escova os dentes tempo No arroio a lavadeira bate a roupa bate a roupa bate a roupa Até que enfim se desenrola a corda toda e o mundo gira imóvel como um pião! Mario Quintana
  2. 2. O mundo medido pelo corpo humano Pés Jardas Braças Punhados Polegadas Manhãs – morgen ou Acres (alemão)
  3. 3. Controlar – contornar - neutralizar O impacto negativo da variedade e da contingência:Impossibilidade de tratamento uniforme de todos os suditosImposição de medidas padrão obrigatórias: distância, superfície, volumeSubstitui o uso da força física
  4. 4. Lévi-Strauss e o primeiro ato de cultura• Proibição do incestoNecessidade de distinções artificiais sobre indivíduos que não se diferenciamProgressivamente insere o mundo “natural” nas divisões, classificações e distinções
  5. 5. Estado Moderno:• Unificação do espaço submetido à sua autoridade diretaSubstituição das práticas locais e dispersas por práticas administrativasPonto unificado de referência: universal e impositivo
  6. 6. A batalha dos mapasPoderes centrais: desnorteados frente à variedade de sistemas de medidas e contagens• Melhor lidar com corporações, líderes, anciãos.• Preferência pelo pagamento em moeda• Desafio: legibilidade e transparência do espaço – “reorganizar” o espaço.
  7. 7. O ofício do cartógrafo• Subordinar o espaço a um único mapa oficial• Desqualificação de outras representaçõesou representações• Legível pelo poder estatalImune ao processamento semântico pelos usuários / vítimasResistente às iniciativas interpretativas fora do controle.
  8. 8. Revolução: a perspectiva• Percepção humana na organização do espaçoO olho do observador como ponto de partida de toda perspectiva
  9. 9. Determinava o tamanho e as distâncias mútuas dos objetos que entravam no seu campoEra o único ponto de referência para localização dos objetos no espaçoCONSEQUÊNCIA:Impessoalidade do olho que observaO ponto de observação é mais importante.
  10. 10. Qualquer observador, colocado naquela ponto veria as relações espaciais entre os objetos exatamente da mesma forma.Não mais o observador, mas a localização inteiramente quantificável do ponto de observação
  11. 11. Duplo efeito:• Atrelou a natureza praxeomórfica da distância à necessidade de uma nova homogeneidade• Despersonalizou as consequências das origens subjetivas das percepções. A pergunta não é mais “quem” olha...
  12. 12. Perspectiva como técnicaRepresentaçãohumana na Idade Figura humana em perspectivaMédia
  13. 13. Instrumentos de medição
  14. 14. Tecnologias modernas de cartografia
  15. 15. A pergunta agora é:De que ponto do espaço?Ponto privilegiado de observaçãoMelhor percepçãoCapaz de superar a relatividade
  16. 16. Inovação moderna:• Transformar a transparência e a legibilidade do espaço como objetivo SISTEMATICAMENTE perseguidoTornar o mundo receptivo à administração supracomunitária estatal.
  17. 17. Do mapeamento do espaço à espacialização dos mapasPrincípios de uniformidade e regularidade• Norteiam as necessidades globais de uma cidade• Separar espacialmente partes da cidade dedicada a diferentes funções• Ou pela qualidade de seus habitantesCada “tribo” um distrito separadoCada família um apartamento separado
  18. 18. Diferentes espaços Cadeias Inaptos para o Manicômios convívio social cemitérios - desviantesFábricas Espaços de produção eShopping Centers consumo
  19. 19. A cidade perfeita• Espaço ordenado e depurado de todo ACASO:Tudo que seja fortuitoAcidentalambivalente
  20. 20. Espaço moderno• Despojamento do ser humano:Ausência de multidõesEsquinas vaziasAnonimato dos lugaresMonotonia das formasAusência de intrigas, perplexidade, excitação
  21. 21. O espaço urbanocomo planejamentoe o urbanismo comoforma de vida
  22. 22. Sévariade (Bauman)
  23. 23. O mapa e o território• Modernização = monopolização dos direitos cartográficos• O mapa deve anteceder ao território mapeado• A cidade como palimpsesto• A cidade/espaço como projeção do mapa sobre o espaçoBrasília: fazer surgir do mapa
  24. 24. O mundo clean do admirável mundo novo
  25. 25. Fobias espaciais – O panóptico• Os muros das cidadesBairros vigiadosEspaços públicos protegidosCondomíniosPortões eletrônicosCâmeras de vigilância
  26. 26. PANOPTICO
  27. 27. 3 formas de perceber o espaço• Foucault – Ordem (violência) transmitida numa tecnologia disciplinar• De Certeau – instâncias abertas à criatividade humana• Bourdieu – relação dialética entre o corpo e uma organização estruturada do espaço e do tempo – determinam as práticas e representações comuns.

×