Fauna e Flora da Floresta da Tijuca
Fauna: O Parque Nacional da Tijuca possui uma fauna relevante tanto de
invertebrados q...
Hidrografia do Parque Nacional da Tijuca
Sistema do Parque Nacional da Tijuca e bastante extenso e variado.
Entre os princ...
A história da Floresta da Tijuca
O Parque
O Parque Nacional da Tijuca foicriado em 6 de julho de 1961,mas sua história
com...
História da Floresta da Tijuca
O Parque Nacional da Tijuca foi criado em 6 de julho de 1961, mas sua
história começa muito...
A importância da Floresta para manutenção do equilíbrio hídrico da
cidade
O Rio de Janeiro, assim como outras cidades lito...
Floresta da Tijuca – Fauna e Flora
Fauna:
O Parque Nacional da Tijuca possui uma Fauna relevante tanto de
invertebrados co...
A História do Parque Nacional da Tijuca
O Parque Nacional da Tijuca foi criado em 6 de julho de 1961. Fruto de
reflorestam...
Floresta da Tijuca - Hidrografia
O sistema fluvial do Parque Nacional da Tijuca é bastante extenso e
variado. Entre os pri...
Fauna e Flora da Floresta da Tijuca
O Parque Nacional da Tijuca possuiuma fauna relevante tanto de vertebrados
quanto de i...
A importância da floresta para manutenção do equilíbrio hídrico da
cidade
O sistema fluvial do parque nacional da tijuca é...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Floresta da tijuca turma 504

371 visualizações

Publicada em

FT

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
371
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
97
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Floresta da tijuca turma 504

  1. 1. Fauna e Flora da Floresta da Tijuca Fauna: O Parque Nacional da Tijuca possui uma fauna relevante tanto de invertebrados quanto de vertebrados. Os vertebrados são fundamentais para o equilíbrio ecossistêmico e para a manutenção dos processos ecológicos, interagindo de forma complexa com o ambiente e os seres vivos. 1. Aves: O Parque Nacional da Tijuca possui uma imensa variedade de aves como: o Tucano-de-bico-preto, o Tico-Tico, o Tanguará- dançarino … 2. Anfíbios:entre os anfíbios daFlorestadaTijucadestacam-se:aRãzinha, o sapo, a rã-oeldi e o sapo cururuzinho. 3. Répteis: Entre eles, destacam-se: os lagartos e as serpentes. 4. Mamíferos: Atualmente existem 63 espécies de mamíferos de pequeno e médio porte no PNT (Parque Nacional da Tijuca) com destaque para o macaco-prego, o cachorro-do-mato, o tamanduá-mirim, a preguiça.... Infelizmente os mamíferos de grande porte como a onça e a anta foram extintos do parque. Flora: O Parque Nacional da Tijuca apresenta uma biodiversidade significativa, com 1619 espécies de vegetais, sendo que destas, 433 estão ameaçadas de extinção.É possívelobservarno parque o Jequitibá,aJuçara, a Broméliaentre outras. Ana Luíza e Bárbara – Turma: 504 Trabalho desenvolvido por Português e Informática
  2. 2. Hidrografia do Parque Nacional da Tijuca Sistema do Parque Nacional da Tijuca e bastante extenso e variado. Entre os principais córregos e rios estão: No rio Maracanã, Rio Carioca, Rio Cachoeira, Rio das Almas, Córrego da Pedra Bonita, Rio da Barra, Riacho do Pai Ricardo, entre outros. A famosa Cascatinha Taunay está entre diversas queda d' água do Parque, que também conta com a Cachoeirado pai Antônio, Cachoeira do Ramalho, Cachoeira do Horto, Cachoeira dos Primatas, Cachoeira das Almas, entre outras. No século XIX captação das águas do Parque Nacional da Tijuca era estratégico e primordial para o abastecimento da cidade, criando – se, no final daquele século, uma completa rede de pequenas represas, captando a água de diversos rios do Parque. Ainda hoje ás Águas do Parque abastecem diversos bairros vizinhos. Bernardo e Andrei – Turma 504 Trabalho desenvolvido por Português e Informática
  3. 3. A história da Floresta da Tijuca O Parque O Parque Nacional da Tijuca foicriado em 6 de julho de 1961,mas sua história começa muito antes... Nos séculos XVII e XVIII,o Maciço da Tijuca foi,em sua maior parte, ocupado e devastado pela extração de madeiras e da utilização em monoculturas, especialmente o café, o que gerou sérios problemas ambientais com efeitos na cidade do Rio de Janeiro. Os mais perceptíveis delesfoiaescassezde água.Os sistemas que captavam água na Serra do Carioca e no Alto da Boa Vista praticamente secaram. A partir daí, D. Pedro II nomeouaFlorestacomo FlorestaProtetora, ordenousua desapropriação e iniciou seu reflorestamento. Beatriz Lucas e Juliana – T: 504 Trabalho desenvolvido por Português e Informática
  4. 4. História da Floresta da Tijuca O Parque Nacional da Tijuca foi criado em 6 de julho de 1961, mas sua história começa muito antes... Nos séculos XVII e XVIII, o Maciço da Tijuca foi, em sua maior parte, ocupado e devastado pela extração em monoculturas, especialmente o café, o que gerou sérios problemas ambientais com efeitos na cidade do Rio de Janeiro. O mais perceptívelfoia escassezde água,por causa disso iniciou-se o processo de desocupação e recuperação da vegetação natural. Em 1861,as florestas daTijuca e das Paineiras foram declaradas por D. Pedro II como florestas protetoras e teve início então um processo de desapropriação de chácaras e fazendas, com o objetivo de promover o reflorestamento. Em apenas 13 anos mais de 100 mil árvores foram plantadas. A floresta foi transformada em um belo parque com recantos, áreas de lazer, fontes e lagos. Sua ocupação ao longo de 4 séculos gerou uma valiosa herança histórico – cultural, que hoje se constitui em um importante acervo para ser preservado. Bruna e Luana turma.504 Trabalho desenvolvido por Português e Informática
  5. 5. A importância da Floresta para manutenção do equilíbrio hídrico da cidade O Rio de Janeiro, assim como outras cidades litorâneas brasileiras, tem clima tropical atlântico (isto é, quente e úmido), o que significa verões chuvosos e invernos mais secos. A cidade depende da mata atlântica, incluindo a cobertura verde do Parque Nacional da Tijuca, para a manutenção do seu equilíbrio hídrico. Clima As temperaturas médias na cidade variam entre 18ºC e 26ºC,mas elas só vêm dentro do Parque, o clima é sempre mais ameno. A vegetação contribui diretamente para que o microclima da região seja úmido. Carolina e Paula Turma: 504 Trabalho desenvolvido por Português e Informática
  6. 6. Floresta da Tijuca – Fauna e Flora Fauna: O Parque Nacional da Tijuca possui uma Fauna relevante tanto de invertebrados como de vertebrados. Mamíferos: 63 espécies de mamíferos de média e pequena parte no PNT para destaque para o Macaco – Prego, o cachorro – do – mato, o Tamanduá – mirim, a paca, a preguiça, a cutia, o ouriço, o cacheiro, gambá, o tapiti, o caxinguelê, o morcego, o beija – flor e o quati animal simbólico. Aves: Com 226 espécies, o tucano de bico preto, o tico-tico, o tanguará dançarino, o cuspidordamáscarapreta, o pica-pau anão, a saia de sete cores o gato – ramo verdadeiro, o tiê preto, o tangarizinha, a maíra da mata, o periquito rico e a triba de testa vermelha Anfíbios e Répteis Os anfíbios podem viver em diferente s ambientes e próximos às carpas d' água. 39 espécies de anfíbios entre eles a rainhazinha, o sapo, a rã de Goeldi, e o sapo cruzinha Os répteis são elementos importantes controlando as populações de suas presas ajudando o equilíbrio. 31 espécies de répteis lagartos e serpentes. Os animais invertebrados importantes são eles; camarão da água doce, libélulas, besouros e borboletas. Flora: Cidade significativa com 1619 espécies de vegetais sendo que dessas 433 estão extintas que são elas: Quaresmeira em Ubatuba, paineira e ipê amarelo, capaíba,pau ferro,bejaúva,juçara, sonhos d'ouro,orquídeabromélia e begônia Clara Chaia e Beatriz Tebaldi Turma :504 Trabalho desenvolvido porPortuguês e Informática
  7. 7. A História do Parque Nacional da Tijuca O Parque Nacional da Tijuca foi criado em 6 de julho de 1961. Fruto de reflorestamento na época do segundo reinado – o devastamento por causa das lavouras de café – estava prejudicando o abastecimento de água do Rio. No século XVIII, o Maciço da Tijuca foi, em sua maior parte, ocupada pela extração de madeiras e dá utilização em monoculturas, especialmente o café, o que gerou sérios problemas ambientais com efeitos na cidade do Rio de Janeiro. O mais perceptivo deles foi escassez de água. Os sistemas que captavam água na Serra da Carioca e no alto da Boa Vista praticamente secaram e em um caso pioneiro da importância dos serviços ambientais. Gabriel Leão, Igor Santos e Victor Bossi. Trabalho desenvolvido por Português e Informática
  8. 8. Floresta da Tijuca - Hidrografia O sistema fluvial do Parque Nacional da Tijuca é bastante extenso e variado. Entre os principais córregos e rios estão: o Rio Maracanã, Rio Carioca, Rio Cachoeira, Rio das Almas, Córrego da Pedra Bonita, Rio da Barra, Riacho Pai Ricardo,Rio Cabeça,Riacho da Lagoinha e Rio Silvestre.A famosa Cascatinha Taunay está entre as diversas quedas d'água do Parque, que também conta com a cachoeira Pai Antônio, Cachoeira do Ramalho, Cachoeiras do Horto, Cachoeiras dos Primatas, Cachoeira das Almas, Cascata Gabriela, Cascata Diamantina, Cascata do Conde,Cascata da Cova Onça, Cascatas das Sete Quedas, em meio a outras, No século XIX, a captação das águas do Parque Nacional da Tijuca era estratégicae primordial para o abastecimento da cidade, criando-se, no final daquele século, uma completa rede de pequenas represas, captando a água de diversos rios do Parque. Ainda hoje as águas do Parque abastecem diversos bairros vizinhos. Alunos: Luís Felipe e João Fernando Turma: 504
  9. 9. Fauna e Flora da Floresta da Tijuca O Parque Nacional da Tijuca possuiuma fauna relevante tanto de vertebrados quanto de invertebrados. 63 espécies de mamíferos de médio e pequeno porte no Parque Nacional da Tijuca com destaque para o macaco-prego,o cachorro-do-mato,o tamanduá- mirim a paca, a preguiça, a cutia, o ouriço cacheiro, o gambá, o tapiti, o caxinguelê, o morcego, o beija-flor e o quati, animal simbólico. Com 226 espéciesde aves, como porexemplo,o tucano do pico preto, o tico- tico, o tangara dançarino, o cuspidor da máscara preta, o pica-pau anão, a saira sete cores,o gaturamo verdadeiro,o tiê preto,o tangarisinha, a maíra da mata, o periquito rico e a triba de testa vermelha. ANFÍBIOS E RÉPTEIS: Os anfíbios podem viver em diferentes ambientes.E próximo a carpas d'água. 39 espécies de anfíbios entre eles a rainhazinha, o sapo, a rã de Galdi e o sapo curuzinha. Os répteis são elementos importantes controlando as populaçõessuas presas ajudando a manter o equilíbrio com 31 espécies de répteis como lagarto e serpentes. INVERTEBRADOS: Os animais invertebrados têm um importante papel no ecossistema decompondo a matéria orgânica e reduzindo na polinização das plantas produzindo frutos na CadeiaAlimentar como camarão da água doce,libélulas, os besouros e as borboletas. Patrick Turma 504 Trabalho desenvolvido porPortuguês e Informática
  10. 10. A importância da floresta para manutenção do equilíbrio hídrico da cidade O sistema fluvial do parque nacional da tijuca é bastante extenso e variado. Entre as principais córregos e rios estão, Rio Maracanã, Rio Cachoeira, Rio das almas, Córrego da Pedra Bonita, Rio da Barra, Riacho Pai Ricardo, Rio Cabeça, Riacho da Lagoinha e Rio Silvestre. A famosa Cascatinha Taunay está entre as diversas quedas d' água do parque que também conta com a Cachoeira do Pai Antônio, dos Primatas, Cachoeira das Almas, Cascata Gabriela, Cascata Diamantina, Cascata do Conde, Cascata da Cova da Onça, Cascata das Setes Quedas, em meio a outras. No XIX, a captação das águas do Parque Nacional da Tijuca era estratégicae primordial para abastecimento da cidade, criando-se, no final daquele século, uma completa rede de pequenas represas, captando a água de diversos rio do parque. Ainda hoje as águas do parque abastecem diversos bairros vizinhos. O Rio de Janeiro, assim como outras cidades litorâneas brasileiras, tem clima tropical atlântico. Gabriel Tabatchnik e Gabriel Fernandez Turma 504 Trabalho desenvolvido porPortuguês e Informática

×