Creative commons mídias digitais - estácio jf

240 visualizações

Publicada em

Trabalho de Pós Graduação em Mídias Digitais - Estácio Juiz de Fora.
Autores: Fábio Marchetto, Leone Milane Mathias e Natália Guilhon Loures.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
240
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Creative commons mídias digitais - estácio jf

  1. 1. Fábio MarchettoLeone Milane MathiasNatália Guilhon Loures
  2. 2.  Copyright Todos os direitos reservados Copyleft Todos os direitos liberadosCreative CommonsAlguns direitos liberados
  3. 3.  É uma organização sem fins lucrativos; Licenças de direitos autorais; Permite o compartilhamento sobre as condições de suaescolha; Permitem que você modifique seus termos de direitosautorais para melhor atender às suas necessidades.
  4. 4.  Acesso universal a pesquisa, educação e cultura atravésda Internet; Sem se preocupar com barreira legais ou autorização doautor; Fornecer uma infra-estrutura livre, pública, epadronizada, que cria um equilíbrio entre a realidade daInternet e da realidade de leis de direitos autorais.
  5. 5.  Um conjunto de licenças de direitos autorais eferramentas que criam um equilíbrio dentro dotradicional "todos os direitos reservados". Especialistas de direitos autorais no mundo todo paragarantir que as licenças são legalmente sólidas,globalmente aplicáveis, e sensível às necessidades dosusuários.
  6. 6.  Trabalhando ao lado dos funcionários do CC, está umgrupo mundial de voluntários que consiste em mais de100 filiados que trabalham em mais de 70 jurisdiçõespara apoiar e promover as atividades do CC em todo omundo
  7. 7.  Esta licença permite que outros distribuam, remixem,adaptem ou criem obras derivadas, mesmo que para usocom fins comerciais, contanto que seja dado crédito pelacriação original. Esta é a licença menos restritiva de todasas oferecidas, em termos de quais usos outras pessoaspodem fazer de sua obra.
  8. 8.  Esta licença permite que outros remixem, adaptem, ecriem obras derivadas ainda que para fins comerciais,contanto que o crédito seja atribuído ao autor e queessas obras sejam licenciadas sob os mesmos termos.Esta licença é geralmente comparada a licenças desoftware livre. Todas as obras derivadas devem serlicenciadas sob os mesmos termos desta. Dessa forma, asobras derivadas também poderão ser usadas para finscomerciais.
  9. 9.  Esta licença permite a redistribuição e o uso para finscomerciais e não comerciais, contanto que a obra sejaredistribuída sem modificações e completa, e que oscréditos sejam atribuídos ao autor.
  10. 10.  Esta licença permite que outros remixem, adaptem, ecriem obras derivadas sobre a obra licenciada, sendovedado o uso com fins comerciais. As novas obras devemconter menção ao autor nos créditos e também nãopodem ser usadas com fins comerciais, porém as obrasderivadas não precisam ser licenciadas sob os mesmostermos desta licença.
  11. 11.  Esta licença permite que outros remixem, adaptem e criemobras derivadas sobre a obra original, desde que com finsnão comerciais e contanto que atribuam crédito ao autor elicenciem as novas criações sob os mesmos parâmetros.Outros podem fazer o download ou redistribuir a obra damesma forma que na licença anterior, mas eles tambémpodem traduzir, fazer remixes e elaborar novas históriascom base na obra original. Toda nova obra feita a partirdesta deverá ser licenciada com a mesma licença, de modoque qualquer obra derivada, por natureza, não poderá serusada para fins comerciais.
  12. 12.  Esta licença é a mais restritiva dentre as nossas seislicenças principais, permitindo redistribuição. Ela écomumente chamada “propaganda grátis” pois permiteque outros façam download das obras licenciadas e ascompartilhem, contanto que mencionem o autor, massem poder modificar a obra de nenhuma forma, nemutilizá-la para fins comerciais.
  13. 13.  No início de 2009, a Al Jazeera lançou uma CreativeCommons Repository, seção de seu site dedicada apostagem de vídeos sob a licença CC Atribuição. Estesvídeos foram filmados em Gaza, com destaque para oconflito Israel/Palestina. Enquanto a maioria dos meios decomunicação ocidental não tinha acesso à área, a AlJazeera estava visivelmente presente. Eram filmagens quealguém poderia ver e usar livremente, contanto que a AlJazeera fosse creditado.
  14. 14.  Mais recentemente a Al Jazeera lançou o Al Jazeera Blogs,um site com mensagens escritas por jornalistas ecorrespondentes proeminentes da rede de televisão AlJazeera, todos liberado sob a licença CC BY-NC-ND.
  15. 15.  O primeiro filme ganhador de Oscar(curta documentário, 1997) a serlicenciado sob uma licença CreativeCommons foi A Story of Healing, deDonna Dewey. O curta-metragemacompanha o dia-a-dia de cirurgiões doInterplast, uma organização queoferece gratuitamente cirurgiasplásticas reconstrutivas a pessoas comferimentos e com deformidadescongênitas.
  16. 16.  Flickr foi um das primeiras grandes comunidades on-line aincorporar opções de licenciamento do CreativeCommons em sua interface de usuário, dando afotógrafos de todo o mundo a oportunidade decompartilhar facilmente fotos nos termos de sua escolha.Como a comunidade Flickr cresceu, assim como o númerode imagens licenciadas em CC - atualmente, existe maisde 200 milhões no site – estabelecendo o Flickr comomaior fonte da Web de conteúdo licenciando em CC.
  17. 17.  Serviços do Flickr tem crescido para incluir um CC imageportal e recursos avançados de pesquisa CC, tornando olocal um dos recursos mais úteis do mundo paradescobrir a criatividade que está disponível para ocompartilhamento livre e legal, uso e remixagem.
  18. 18.  Google tem utilizado licenças CC em uma variedade decasos em todo os seus serviços digitais. Seja permitindocapacidades CC de busca através de seu principal motorde busca, motor de pesquisa de imagens, e motor debusca de livros, ou permitindo que os usuários usem alicença CC em seu próprio conteúdo no Picasa, GoogleKnol, e documentação no Google Code. O YouTube, que éde propriedade do Google, acrescentou a opção delicenciamento CC BY para uploads de vídeo, usadolicenças CC em seu programa de áudio-swap, permitindoaos usuários trocar uma música com "Todos os DireitosReservados" em faixas musicais semelhantes licenciadasem CC.
  19. 19.  O líder do Nine Inch Nails, Trent Reznor, usou o CC paraliberar o álbum Ghosts I-IV nomeado ao Grammy, sob alicença CC BY-NC-SA. Enquanto Reznor deu o primeirodisco de graça digitalmente, O NIN vendeu desde odownload de um álbum completo por $5 a um BoxPremium por $300. Limitado a 2.500 unidades, o Boxarrecadou $750.000 em lucro para a banda.
  20. 20.  Ghosts se tornou o download MP3 pago número 1 noAmazon.com em 2008. O próximo álbum do Nine InchNails, The Slip, foi lançado gratuitamente sob a mesmalicença, alimentando uma turnê com ingressos esgotados.
  21. 21.  MIT OpenCourseWare vem lançando seus materiais sob alicença CC BY-NC-SA desde 2004. Hoje, o MIT OCW temmais de 1900 cursos disponíveis on-line livres eabertamente para qualquer um, em qualquer lugar, paraadaptar, traduzir, e redistribuir; O conceito OpenCourseWare já se espalhou para dezenasde universidades em todo o mundo
  22. 22.  Há uma série de revistas que estão abrindo o caminho nosentido de garantir e possibilitar o compartilhamento ereutilização de conteúdo acadêmico, mais notavelmenteo Public Library of Science (PLoS), BioMed Central , eHindawi . PLoS, por exemplo, publica sete revistascientíficas. Todo o conteúdo PLoS é publicado sob umalicença Creative Commons BY.
  23. 23.  Wikipedia recentemente migrou sua estrutura delicenciamento da GNU Free Documentation License para aCreative Commons BY-SA. A maior e mais citadaenciclopédia colaborativa do mundo fez esta mudançaatravés de uma votação da comunidade e por uma boarazão . Ao mudar para a licança CC BY-SA, a Wikipedia (etoda a coleção de sites de Wikimedia) permite que oconteúdo flua legalmente dentro e fora do site comfacilidade, permitindo que um dos grandes recursosculturais da revolução digital interaja legalmente comuma infindável variedade de instituições culturaissemelhantes.
  24. 24.  A Administração Obama tem usado licenças CreativeCommons de várias maneiras, de licenciamento de fotosda campanha presidencial , a liberação de informaçõessobre a transição no site Change.gov através de umalicença CC BY.
  25. 25.  Este trabalho está licenciado sob uma Licença CreativeCommons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0Não Adaptada. Para ver uma cópia desta licença, visitehttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/.

×