R4 apresentação gaia

1.412 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.412
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
673
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

R4 apresentação gaia

  1. 1. Eventos & Artefatos Padrões & Formas Estrutura Pensamento & Linguagem Processo Processos e estruturas: organização viva, adaptativa, veloz, criativa Modelos Mentais: visão sistêmica, visão compartilhada, descentralização, democratização Realidade expressa: criatividade, felicidade, cooperação, conexão
  2. 2. O que deve acontecer? Para começar a R4 <ul><ul><li>Gráficos com curvas de comportamento </li></ul></ul><ul><ul><li>Mapa preliminar da R3 (correlação) </li></ul></ul><ul><ul><li>(a parte “quente” do mingau...) </li></ul></ul>
  3. 3. Arquétipos Sistêmicos <ul><li>Figura ou símbolo representativo de um modelo primário, um padrão originário. </li></ul><ul><li>Estrutura mapeada em linguagem sistêmica representativa de um modelo ou padrão de comportamento </li></ul><ul><ul><li>Do grego archétupon “original, modelo, tipo primitivo”, por sua vez de arkhê,ês “o que está na frente, [...] começo, origem, princípio; [...] fundamento” e túpos,ou “marca impressa, figura, símbolo”. </li></ul></ul>
  4. 4. Arquétipos Sistêmicos <ul><li>Ajudam a construir hipóteses coerentes acerca das forças que determinam o comportamento de um sistema </li></ul><ul><li>Com o uso continuado, torna-se ferramenta de uso inconsciente, automático </li></ul> 
  5. 5. A Descrição dos Arquétipos Sistêmicos – Todo arquétipo... <ul><li>...tem um padrão de desempenho (um comportamento, um desenho de gráfico) </li></ul><ul><li>...tem uma descrição com situações genéricas onde ocorre </li></ul><ul><li>...tem exemplos </li></ul><ul><li>...tem princípios gerenciais </li></ul>
  6. 6. A Escolha do Arquétipo <ul><li>Encontrar padrão de comportamento de um arquétipo que combine com o comportamento de um fator chave do sistema </li></ul><ul><li>Observar a descrição dos arquétipos e ver se aplica-se à situação </li></ul><ul><li>Examinar seus exemplos </li></ul>
  7. 7. Arquétipo 1 <ul><li>Se há... Uma variável importante que acelera-se, com crescimento ou colapso exponencial.... Enlace reforçador </li></ul>R
  8. 8. Enlace Reforçador <ul><li>Geram crescimento ou colapso exponencial </li></ul><ul><li>As mudanças apoiam-se em si mesmas </li></ul><ul><li>Pequenas mudanças são amplificadas e transformam-se em grandes mudanças </li></ul><ul><li>Efeito “bola de neve” - círculos virtuosos ou viciosos </li></ul>
  9. 9. AIDS Casos de AIDS Potencial de relações sexuais de risco + + R Transmissão HIV + + Contágio HIV
  10. 10. Qualidade + _ R + _ Qualidade Planejamento Pressão para correção problema Qualidade das soluções
  11. 11. Arquétipo 2 <ul><li>Se há... Um movimento em direção a um alvo, ou então oscilação, flutuando em torno de um alvo único.... Enlace balanceador </li></ul>B
  12. 12. Enlace Equilibrador <ul><li>Promovem a estabilidade, a resistência ou os limites </li></ul><ul><li>Geram as forças de resistência que limitam o crescimento </li></ul><ul><li>Evitam que os sistemas percam o seu equilíbrio natural (homeostase) </li></ul><ul><li>Situações “auto-corrigíveis” </li></ul><ul><li>Possuem implícito um alvo (limitação ou meta) </li></ul>
  13. 13. Arquétipo 3 <ul><li>Se há... crescimento (às vezes impressionante), que passa a estabilizar-se ou entrar em declínio.... Limites do Crescimento </li></ul>
  14. 14. Limites do Crescimento <ul><li>Nada cresce sem limites </li></ul><ul><li>Crescimento e limites aparecem juntos em várias combinações na realidade </li></ul><ul><li>Às vezes o crescimento domina; às vezes os limites dominam (oscilação) </li></ul><ul><li>Crescimento: enlace reforçador </li></ul><ul><li>Limitador: enlace equilibrador </li></ul>B R
  15. 15. Demanda Serviço R B Demanda Propaganda boca-a-boca Satisfação do cliente Capacidade de atendimento + + _ + +
  16. 16. Arquétipo 4 <ul><li>Se há... um sintoma de problema que alternadamente melhora e piora (aumentando o problema, ficando pior do que antes).... “Quebra-galhos” Que Não Dão Certo </li></ul>
  17. 17. “ Quebra-galhos” Que Não Dão Certo <ul><li>Toda e qualquer decisão tem conseqüências a curto e longo prazo </li></ul><ul><li>Um sintoma de problema surge, solicitando uma solução </li></ul><ul><li>Um conserto (quebra-galho), o que alivia o sintoma (enlace equilibrador) </li></ul><ul><li>Mas as conseqüências impremeditadas pioram o problema (enlace reforçador), solicitando dose mais forte do quebra-galho </li></ul>
  18. 18. “ Quebra-galhos” Que Não Dão Certo B stress ...Férias Dormir Rebites Red bull Zona Clube de mulheres Shopping Salão de beleza Fofoca Largar tudo Chutar o pau da barraca Chutar a sogra Chutar o cachorro esporte R Ressaca Probl saude Probl $ Probl profissionais Probl morais/psicológicos Canha Pinga...
  19. 19. Exercício: aplicando arquétipos <ul><li>Ache as variáveis centrais do seu trabalho e seu comportamento </li></ul><ul><li>Veja se “bate” com algum dos padrões de arquétipo </li></ul>
  20. 20. Arquétipo 5 <ul><li>Se há... Um sintoma de problema que alternadamente melhora e piora, aumentando a necessidade de soluções sintomáticas, ao passo que a capacidade do sistema para consertar-se diminui.... Transferindo o Fardo </li></ul>
  21. 21. Transferindo o fardo <ul><li>Começa com um sintoma de problema </li></ul><ul><li>Alguém lança mão de uma solução sintomática </li></ul><ul><li>À medida que é usada, dificulta a solução fundamental (desvio atenção) </li></ul>
  22. 22. Transferindo o fardo B B Sintoma do problema (desemp. mensur. ou observável) Conserto rápido Fonte do problema ou causa fundamental Ações corretivas ou soluções fundamentais R Efeitos colaterais (conseqüências impremeditadas do conserto)
  23. 23. Arquétipo 6 <ul><li>Se há... Crescimento na atividade total (soma dos esforços locais), mas os desempenhos individuais estão caindo ou; </li></ul><ul><li>Se há... uma propriedade comum que quanto mais é explorada por cada um individualmente, pior é para todos.... Tragédia da Propriedade Comum </li></ul>
  24. 24. Tragédia da propriedade comum <ul><li>Pessoas beneficiam-se individualmente por um recurso compartilhado </li></ul><ul><li>Mas, em algum ponto, o volume de atividade cresce demais, esgotando o recurso </li></ul><ul><li>A atividade individual de consumo do recurso sobe vigorosamente </li></ul><ul><li>O ganho marginal vai se reduzindo, ao esgotar-se o recurso </li></ul>
  25. 25. Arquétipo 7 <ul><li>Se... </li></ul><ul><ul><li>... há um crescimento que se aproxima de um limite; </li></ul></ul><ul><ul><li>... este limite que pode ser eliminado ou empurrado para o futuro se for feito um investimento em capacidade adicional; </li></ul></ul><ul><ul><li>... o investimento não for no momento certo para impedir a queda, jamais será feito... </li></ul></ul><ul><li>Crescimento e subinvestimento </li></ul>
  26. 26. Crescimento e subinvestimento <ul><li>Quanto maior a demanda, maior o desempenho </li></ul><ul><li>Mas, em algum ponto, um limite de crescimento é atingido, reduzindo o desempenho </li></ul><ul><li>Um investimento em aumento da capacidade deveria ter sido feito antes. Se foi feito, o limite é elevado. Porém, fazer antes é contra-intuitivo (para que elevar a capacidade quando ainda há ociosidade) </li></ul><ul><li>Se não foi feito, as conseqüências colaterais do limite geram redução do desempenho, que entra em espiral de vício. </li></ul><ul><li>Deixar para fazer o investimento só quando for necessário é tarde demais. Talvez o sistema nunca mais se recupere. </li></ul>
  27. 27. Crescimento e subinvestimento R B Ação de crescimento Processo de crescimento Sintoma de problema Processo limitador Desempenho real B Solução fundamental
  28. 28. Para seguir adiante... <ul><li>Combinar arquétipos </li></ul><ul><li>Utilizar as relações lineares de causa-e-efeito obtidas da análise de correlação </li></ul>
  29. 29. Mapa Sistêmico <ul><li>Focalize atenção em duas ou três variáveis principais . Localize um ou mais arquétipos que se apliquem a elas. </li></ul><ul><li>Combine os arquétipos com os mapas sistêmicos desenhados anteriormente por análise de correlação. </li></ul>

×