Diversidade Cultural Globalização e culturas locais:  dimensões, efeitos e perspectivas Leonardo Brant
Três sentidos de globalização HIPERGLOBALIZANTE: A globalização é um fenômeno primordialmente econômico.  Existe hoje uma ...
Liberdade cultural Na indústria cinematográfica, as produções dos EUA representam, normalmente, cerca de 85% das audiência...
Cultura e o sistema ONU <ul><li>UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação Ciência e Cultura </li></ul><ul><li...
Cultura e o sistema ONU <ul><li>WSIS – Cúpula Mundial para a Sociedade da Informação </li></ul><ul><li>WIPO (OMPI) – Organ...
Convenção da UNESCO, o processo <ul><li>Exceção cultural – França, década de 50 </li></ul><ul><li>Ronda do Uruguai da Orga...
Convenção da UNESCO, o processo <ul><li>Declaração pela Diversidade Cultural – Conselho Europeu (2000) e UNESCO (2001) </l...
Convenção da UNESCO, o processo <ul><li>Entrada do EUA na Unesco </li></ul><ul><li>Obstrução estratégica do processo </li>...
Convenção da UNESCO, o processo <ul><li>Votação: 148 a favor, 2 contra </li></ul><ul><li>Documento não subordinado a outro...
Diversidade Cultural, o conceito <ul><li>Celebração do(s) outro(s)? </li></ul><ul><li>Cooperação, co-existência e co-inspi...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Diversidade Cultural

3.334 visualizações

Publicada em

O cenário internacional e as propostas da Convenção da Unesco sobre a diversidade cultural são dissecadas nesta apresentação de Leonardo Brant.

Publicada em: Educação, Espiritual, Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.334
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Diversidade Cultural

  1. 1. Diversidade Cultural Globalização e culturas locais: dimensões, efeitos e perspectivas Leonardo Brant
  2. 2. Três sentidos de globalização HIPERGLOBALIZANTE: A globalização é um fenômeno primordialmente econômico. Existe hoje uma economia global cada vez mais integrada. Globalização da Cultura – Fábio Cesnik e Priscila Beltrame CÉTICA: A globalização é um mito. O que existe é um aumento da interação entre os governos nacionais. TRANSFORMACIONISTA: A globalização é uma nova força condutora, por trás de mudanças rápidas e intensas (políticas, econômicas e sociais), de um processo contraditório e de direção incerta.
  3. 3. Liberdade cultural Na indústria cinematográfica, as produções dos EUA representam, normalmente, cerca de 85% das audiências de cinema de todo o mundo. A liberdade cultural no mundo diversificado PNUD 2004 O mais impressionante são os ‘adolescentes mundiais’, que habitam um ‘espaço mundial’, com uma única cultura pop mundial, absorvendo os mesmos vídeos e a mesma música e proporcionando um mercado enorme para tênis, camisetas e jeans de marca. Pesquisas de mercado identificaram uma ‘elite mundial’, uma classe média mundial que segue o mesmo estilo de consumo e prefere ‘marcas mundiais’.
  4. 4. Cultura e o sistema ONU <ul><li>UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação Ciência e Cultura </li></ul><ul><li>WTO (OMC) – Organização Mundial do Comércio </li></ul><ul><ul><ul><li>GATT – Acordo Geral de Comércio de Produtos </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>GATS – Acordo Geral de Comércio de Serviços </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>TRIPS – Tratado de Propriedade Intelectual </li></ul></ul></ul>
  5. 5. Cultura e o sistema ONU <ul><li>WSIS – Cúpula Mundial para a Sociedade da Informação </li></ul><ul><li>WIPO (OMPI) – Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI) </li></ul><ul><li>UNDP (PNUD) – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento </li></ul><ul><li>UNCTAD – Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento </li></ul>
  6. 6. Convenção da UNESCO, o processo <ul><li>Exceção cultural – França, década de 50 </li></ul><ul><li>Ronda do Uruguai da Organização Mundial do Comércio – 1994 </li></ul><ul><li>Década da UNESCO pela cultura e desenvolvimento – Relatório Nossa Diversidade Criativa </li></ul><ul><li>Conferência da UNESCO - Stockholm 1998 </li></ul>
  7. 7. Convenção da UNESCO, o processo <ul><li>Declaração pela Diversidade Cultural – Conselho Europeu (2000) e UNESCO (2001) </li></ul><ul><li>Redes de Ministros (RIPC) e da sociedade civil (RIDC) </li></ul><ul><li>Organizações Internacionais (Francofonia, UNCTAD, Parlamento Europeu, PNUD, etc) </li></ul>
  8. 8. Convenção da UNESCO, o processo <ul><li>Entrada do EUA na Unesco </li></ul><ul><li>Obstrução estratégica do processo </li></ul><ul><li>Tentativa de adiamento da Convenção para 2007/08 </li></ul><ul><li>Negociação com países aliados </li></ul><ul><li>Apresentação de 28 emendas durante a 33a Conferência </li></ul><ul><li>Pressão da embaixada dos EUA em cima de todos os membros votantes. </li></ul>
  9. 9. Convenção da UNESCO, o processo <ul><li>Votação: 148 a favor, 2 contra </li></ul><ul><li>Documento não subordinado a outros tratados, porém sem poder de retificação de tratados existentes </li></ul><ul><li>Publicação após a ratificação de 30 Estados-membro </li></ul><ul><li>Desenvolvimento de políticas locais </li></ul><ul><li>Criação de um fundo internacional </li></ul><ul><li>Diálogo da Convenção com outros organismos </li></ul>
  10. 10. Diversidade Cultural, o conceito <ul><li>Celebração do(s) outro(s)? </li></ul><ul><li>Cooperação, co-existência e co-inspiração entre culturas? </li></ul><ul><li>Preservação de culturas perante o avanço de culturas homogêneas? </li></ul><ul><li>Ampliação do conceito de cultura para além do viés mercadológico? </li></ul><ul><li>Promoção da atividade cultural local, para enfrentar a homogeneização? </li></ul><ul><li>Humanização do processo de globalização? </li></ul><ul><li>Alternativa ao poder concentrado dos grandes grupos de mídia? </li></ul><ul><li>Alternativa ao projeto hegemônico norte-americano? </li></ul>

×