Formação crp paic+

514 visualizações

Publicada em

Slides utilizados durante formação de professores multiplicadores do Programa PAIS+ realizada no Centro de Referência do Professor de Fortaleza. (Junho/2013)

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
514
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Formação crp paic+

  1. 1. Formação Multiplicadores PAIC+ Tecnologias Digitais no Ensino da Matemática Fortaleza - CE Junho/2013
  2. 2. Prof. Ms. Dennys Leite Maia Prof. Joserlene (Leno) Lima Pinheiro Aluno do Mestrado Acadêmico em Educação da Universidade Estadual do Ceará - UECE. Pedagogo formado pela Universidade Estadual do Ceará - UECE. Integrante do Grupo de Pesquisa Matemática e Ensino - MAES; Possui formação em Tecnologia Mecatrônica e eletrotécnica pelo IFCE; Suas áreas de estudos são: tecnologias digitais na educação; Software Livre; Ensino de Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental; formação de professores e Educação Aberta e a Distância. Pedagogo, especialista em Planejamento, Implementação e Gestão da Educação a Distância, Mestre em Educação e aluno do Curso de Doutorado em Educação Brasileira. Atualmente é professor da UECE, membro do Grupo de Pesquisa Matemática e Ensino (MAES) e integra a equipe de formação do Projeto Um Computador por Aluno (UCA). Suas áreas de estudos são: tecnologias digitais na educação; ; Software Livre; Ensino de Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental; formação de professores e Educação Aberta e a Distância.
  3. 3. Bolsistas de Iniciação Científica: Francisca Wellingda Leal da Silva, aluna do curso de pedagogia da Universidade Estadual do Ceará, bolsista IC FUNCAP e membro do Grupo de Pesquisa Matemática e Ensino (MAES). Paulo César da Silva Batista, aluno do curso de pedagogia da Universidade Estadual do Ceará, bolsista IC UECE e membro do Grupo de Pesquisa Matemática e Ensino (MAES). Nassara Maia Cabral Cardoso Gomes, aluna do curso de Pedagogia da Universidade Estadual do Ceará e bolsista de IC UECE e membro do Grupo de Pesquisa Matemática e Ensino (MAES).
  4. 4. Para começar... Com quem dialogamos? Quais suas particularidades? Quais são suas demandas? Como podemos colaborar? Questionário: http://tinyurl.com/form-paic
  5. 5. Tecnologias Digitais no Ensino da Matemática... O que você estaria apto a propor?
  6. 6. PRA INÍCIO DE CONVERSA... ● Informática Educativa (IE) é o uso dos recursos computacionais com vistas à aprendizagem discente; ● Técnica ≠ Tecnologia ● Tecnologias (Ferramentas): ○ Tecnologia “analógica”→ Material dourado, giz/pincel, livro... ○ Tecnologia digital (TD) → Computadores, netbooks, tablets, celulares... ≃ Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC)Ss
  7. 7. IE COMO TENDÊNCIA NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: ● Entre as 10 linhas de pesquisa mais estudadas em EM (Dario Fiorentini & Sergio Lorenzato, 2006); ● Um dos caminhos para se fazer Matemática na sala de aula (Adair Nacarato, Brenda Mengali & Carmen Passos, 2009); ● Pensar EM a partir da produção de significados é pensá-la a partir da linguagem.
  8. 8. MAS POR QUE TECNOLOGIAS DIGITAIS NO ENSINO DA MATEMÁTICA? Vamos voltar no tempo?
  9. 9. USO DAS TD NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: ● Vantagens tanto para o ensino (professor) quanto para a aprendizagem (aluno); ○ Complementar situações de ensino; ○ Simular situações ○ Permitem apreensão de conceitos matemáticos; ● Várias finalidades: ○ fonte de informação; ○ auxílio no processo de construção do conhecimento; ○ desenvolver autonomia (pensar, refletir, criar soluções) ■ Conteúdos atitudinais (PCN)
  10. 10. FORMAÇÃO E PRÁTICA DOCENTE PARA O ENSINO DA MATEMÁTICA COM USO DAS TD: ● Poucas mudanças ainda são vislumbradas na Escola (Marilena Bittar, 2010); ● O professor deve não apenas usá-los, mas incorporá-lo a sua prática (Aires Castro Filho, 2007); ● Enquanto alguns professores sequer sabem usar os recursos, outros dominam, apenas, do ponto de vista técnico; ● Necessidade de formação durante as licenciaturas e de formação continuada;
  11. 11. CONCEPÇÕES DE APRENDIZAGEM ● Teorias Comportamentais (behaviorista) ● Teorias Cognitivistas (construtivista/sócio interacionista) ○ Abordagens pedagógicas de softwares educativos ■ Instrucionista → Base comportamentalista ■ Construcionista → Base cognitivista B. F. Skinner Máquina de Ensinar Seymour Papert Linguagem Logo
  12. 12. COMO AS TECNOLOGIAS DIGITAIS ESTÃO CHEGANDO ÀS ESCOLAS ● Laboratórios de Informática Educativa (LIE): ○ Computadores providos de software livre, com conexão a internet; ○ “Sala de aula” em que os alunos acessam os recursos digitais; ○ Não deve fazer parte do currículo escolar como disciplina, mas como extensão da sala de aula; ○ No momento, as atividades nos LIE estão suspensas.
  13. 13. COMO AS TECNOLOGIAS DIGITAIS ESTÃO CHEGANDO ÀS ESCOLAS ● Programa Um Computador Por Aluno (PROUCA) ○ Ideia da ONG One Laptop Per Child (OLPC) ○ Um laptop educacional (uquinha) para cada aluno ○ Projeto piloto → 300 escolas no País, sendo 9 no Ceará (2 na capital e 7 no interior). ■ EMEIF Monteiro Lobato (SER V) ● LIE Móvel ○ A partir do PROUCA o município de Fortaleza adotou para escolas, a priori, sem LIE; ○ Serão distribuídos em kits de 32 laptops ○ O professor regente trabalhará os recursos didáticos digitais com seus alunos no modelo 1:1
  14. 14. LIE: ● 1 para muitos; ● Imobilidade; ● Uso esporádico; ● Conectabilidade; ● Pouca integração de recursos; ● Implantação isolada. DIFERENÇAS: UCA e LIE Móvel: ● 1:1 ● Mobilidade; ● Uso intensivo; ● Conectividade; ● Integração de recursos; ● Implantação sistêmica. (CASTRO FILHO, 2011: Palestra InfoBrasil)
  15. 15. É RECOMENDÁVEL QUE AS TD NO ENSINO DA MATEMÁTICA: ● Leve em conta sua adequação ao plano de aula e não o contrário; ● Destine-se ao ensino de um conteúdo/conceito específico; ● Explore um conjunto de propriedades, diferentes situações e sistemas de representações; ● Oportunize situações que sejam mais difíceis de serem exploradas com outras mídias (papel, caneta, quadro...)
  16. 16. OBJETOS DE APRENDIZAGEM (OA): O QUE É? ONDE CONSEGUIR? COMO UTILIZAR?
  17. 17. OBJETOS DE APRENDIZAGEM: ● Recursos digitais, disponíveis na internet, de fácil acesso; ● Utilizado para a aprendizagem ● Tipos de OA: ○ Animação/Simulação ○ Áudio ○ Experimento prático ○ Hipertexto ○ Imagem ○ Mapa ○ Software educativo
  18. 18. PORTAIS DE ACESSO A OBJETOS DE APRENDIZAGEM
  19. 19. PORTAL DO PROFESSOR ● Portal do Professor (MEC) ● Endereço: <portaldoprofessor.mec.gov.br/> ● Repositório de planos de aula, recursos educacionais digitais, ferramentas para interação com outros professores etc. ● Foco na Educação Básica e Profissional.
  20. 20. RIVED (Rede Interativa Virtual de Educação) ● Fábrica Virtual da RIVED ● Endereço: <rived.mec.gov.br/> ● Repositório de OA para o Ensino Fundamental, Médio, Profissionalizante e Superior. Os OA da RIVED acompanham um Guia para o Professor. ● Algumas instituições da Fábrica Virtual da RIVED: ○ UNIFRA: http://sites.unifra.br/Default.aspx?alias=sites.unifra.br/rived ○ UNIJUI:http://projetos.unijui.edu.br/matematica/fabrica_virtual/ ○ UFU:http://www.rived.ufu.br/matematica.html
  21. 21. TV ESCOLA ● Canal Público de TV voltado para a Educação Brasileira (MEC); ● Endereço: <tvescola.mec.gov.br>; ● Vídeos e programas educativos de diversas áreas; Foco na Educação Básica. ● Videoteca: ○ Especial de Matemática: ○ Série: Matemática em toda parte ○ Série: A história da Matemática
  22. 22. BIOE ● Banco Internacional de Objetos Educacionais (MEC e Ministério da Ciência e Tecnologia - MCT) ● Endereço: <objetoseducacionais2.mec.gov.br/> ● Repositório com OA da Educação Infantil ao Ensino Superior e outras modalidades de ensino.
  23. 23. PROATIVA ● Grupo de Pesquisa e Produção de Ambientes Interativos e Objetos de Aprendizagem (Universidade Federal do Ceará) ● Endereço: <proativa.vdl.ufc.br> ● Foco em atividades de Matemática para os anos iniciais ○ Construtora RIVED; ○ Números Múltiplos; ○ e É o Bicho!.
  24. 24. MDMAT ● Mídias Digitais para a Matemática (Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS / Laboratório de Estudos Cognitivos - LEC) ● Endereço: <mdmat.mat.ufrgs.br/anos_iniciais/> ● Foco em atividades de Matemática para os anos iniciais. ○ Números e operações → Campo aditivo → Máquina de café ○ Espaço e forma → Representação de objetos → Jogo figuras
  25. 25. NOAS ● Núcleo de Desenvolvimento de Objetos de Aprendizagem Significativa do Sistema de Ensino CNEC. ● Endereço: <http://www.noas.com.br/ensino- fundamental-1/matematica/> ● Foco em atividades de Matemática para os anos iniciais. ○ Roleta da multiplicação ○ Estacionamento ○ Ponteiros a solta ○ Nomeando numerais
  26. 26. MAES ● Em breve banco de OA de Matemática ○ Projeto OBAMA: Objetos de Aprendizagem para Matemática ● Ate o momento foram catalogados mais 130 OA de Matemática para a Educação Básica ● OA de Matemática (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio) produzidos por diferentes instituições.
  27. 27. ATIVIDADE EXPLORATÓRIA: ● Busquem OA, a partir dos repositórios apresentados, que explorem diferentes competências matemáticas; ● Tomem como referência os "Descritos de Matemática para o 5º Ano". Esse documento é o referência para avaliações de larga escala da Educação Básica; ● Para a Matemática são 28 descritores, divididos nos 4 blocos de conteúdo dos PCN. ● Em duplas, apresentem, pelo menos, um OA que explore um dos descritores que receberam. Cada participante receberá um número que diz respeito a um descritor. ● A lista de descritores está disponível: http://tinyurl.com/descritores- mat-5oano ● Os OA encontrados devem ser catalogados no link: http://tinyurl. com/busca-oa-mat ● Ao final, os OA serão socializados e discutidos com todo o grupo.
  28. 28. OBRIGADO! Site: sites.google.com/site/maesuece E-mail: maes.uece@gmail.com Twitter: @MAES_uece

×