D arte 05

837 visualizações

Publicada em

Aula 5 de Direção de Arte - Uninove - 5o. Semestre

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
837
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
37
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

D arte 05

  1. 1. Direção de Arte Prof. Lelo Brito - 5º semestre - terça-feira, 22 de outubro de 13
  2. 2. RAFS, LAYOUTS E FINALIZAÇÕES terça-feira, 22 de outubro de 13
  3. 3. Raf • Após análise do briefing de criação, o Diretor de Criação define as diretrizes para o layout e textos; • Para o layout, o primeiro passo é o raf, ou rascunho; • Definição: terça-feira, 22 de outubro de 13
  4. 4. Rough "Palavra do inglês. Pronuncia-se RAFE. Primeiros rascunhos feitos por designer ou diretor de arte na criação de um anúncio publicitário. Primeira fase de estudos, antes do layout e da arte-final. Esboço inicial do planejamento gráfico de qualquer trabalho a ser impresso." Glossário de termos e verbetes utilizados em design gráfico - ADG (1998, p. 96) terça-feira, 22 de outubro de 13
  5. 5. Aqui, aproveita-se para estudar a distribuição dos elementos, cores, formatos etc., além de rascunhar os textos. A palavra "Inspire" é inserida no esquema, já definida como elemento que ligará o conceito a cada produto da linha, como "inverno" para o produto "Lua", "sexto sentido" para o "Intuição". Campanha Natura Perfumaria terça-feira, 22 de outubro de 13
  6. 6. Layout • Após chegarmos em um consenso a respeito da peça (ainda no raf), partimos para uma busca de referências visuais; • Essas referências devem ir ao encontro do que o tema propõe, algo que reflita visualmente o tema; • A partir daí, passamos a buscar a materialização do raf, de maneira a buscar transmitir o mais exatamente possível a forma final da criação. terça-feira, 22 de outubro de 13
  7. 7. Layout Peça produzida artesanalmente, que busca a visualização e interpretação de um projeto. Instrumento de depuração do próprio projeto. Quando destinado ao cliente, deve simular, da melhor forma possível, o produto final [a peça publicitária]. Adaptado de: Glossário de termos e verbetes utilizados em design gráfico - ADG (1998, p. 67) terça-feira, 22 de outubro de 13
  8. 8. Aqui, aplica-se o que foi rascunhado no raf.Aplica-se imagens, cores, fontes e elementos conforme o estabelecido. Antigamente, o layout era feito à mão, por layoutmen.Atualmente, com a tecnologia e softwares gráficos, o trabalho ficou mais fácil e mais próximo do real. Campanha Natura Perfumaria Pode-se trabalhar com imagens em baixa resolução, ou mesmo com imagens provisórias. terça-feira, 22 de outubro de 13
  9. 9. Arte-final • Aprovado o layout, é preciso fazer um arquivo adequado para a publicação no meio programado; • Há algumas dferenças entre impressos e eletrônicos: terça-feira, 22 de outubro de 13
  10. 10. Arte-final: impressos • Imagens devem estar em alta resolução, em CMYK, assim como os demais elementos da peça; • Preocupar-se com o tamanho correto da mídia, se há elementos a serem 'sangrados'; • As cores devem corresponder ao desejado (há uma enorme diferença entre o que se vê na tela e o resultado impresso); • Etc. terça-feira, 22 de outubro de 13
  11. 11. Arte-final: impressos terça-feira, 22 de outubro de 13
  12. 12. Arte-final: impressos terça-feira, 22 de outubro de 13
  13. 13. Arte-final: impressos terça-feira, 22 de outubro de 13
  14. 14. Fonte BERTOMEU, JoãoV. C. Criação na Propaganda Impressa. São Paulo:Thomson, 2006 terça-feira, 22 de outubro de 13

×