UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO
CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS
CURSO DE BIBLIOTECONOMIA
ALESSANDRA GOMES MELO AGUIAR
FICHA-ES...
ALESSANDRA GOMES MELO AGUIAR
FICHA-ESQUEMA
Atividade apresentada à disciplina
Formação de Coleções, do curso de
Biblioteco...
VERGUEIRO, Waldomiro. Seleção de materiais de informação: princípios e
técnicas. 3. ed. Brasília: Briquet de Lemos, 2010.
...
Critérios que abordam a adequação ao usuário:
- Idioma
- Relevância/Interesse
- Estilo
Critérios relativos aos aspectos ad...
- Existência de uma comissão de seleção, de caráter consultivo, para assessoria ao
responsável pela seleção
- O bibliotecá...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Fichamento do livro de VERGUEIRO, Waldomiro. Seleção de materiais de informação: princípios e técnicas. 3. ed. Brasília: Briquet de Lemos, 2010.

4.990 visualizações

Publicada em

0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.990
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
146
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fichamento do livro de VERGUEIRO, Waldomiro. Seleção de materiais de informação: princípios e técnicas. 3. ed. Brasília: Briquet de Lemos, 2010.

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA ALESSANDRA GOMES MELO AGUIAR FICHA-ESQUEMA São Luís 2013
  2. 2. ALESSANDRA GOMES MELO AGUIAR FICHA-ESQUEMA Atividade apresentada à disciplina Formação de Coleções, do curso de Biblioteconomia da Universidade Federal do Maranhão, para obtenção de nota avaliativa parcial. São Luís 2013
  3. 3. VERGUEIRO, Waldomiro. Seleção de materiais de informação: princípios e técnicas. 3. ed. Brasília: Briquet de Lemos, 2010. A seleção de materiais informacionais é um elemento que interfere permanentemente no processo social, uma vez que é a partir desta ação que o universo informacional de um grupo de usuários é definido; No processo de seleção o bibliotecário deve considerar as necessidades do usuário fazendo com que este seja atuante neste processo; Uma das melhores contribuições do bibliotecário, no que diz respeito à seleção, é a sua capacidade de coordenar demandas e necessidades conflitantes, atuando em conjunto com uma comissão de seleção especialista nos assuntos determinados do acervo; Quanto aos materiais informacionais, a questão não é simplesmente definir quais os melhores materiais, mas sim definir quais materiais são os melhores para um determinado grupo de usuários; Fatores gerais que influenciam o processo de seleção : - O assunto - O usuário - O documento - O preço Os critérios de seleção adotados por uma Unidade Informacional visam guiar o bibliotecário no trabalho periódico de seleção, garantindo a coerência do acervo no transcorrer do tempo; O conjunto de critérios de seleção são definidos na Política de Seleção da U.I; A política de seleção procura garantir que todo material seja incorporado ao acervo segundo razões objetivas pré-determinadas garantindo que os materiais selecionados sejam coerentes com os propósitos e objetivos da U.I; Critérios que abordam o conteúdo de documentos: - Autoridade - Precisão - Imparcialidade - Atualidade - Cobertura/Tratamento
  4. 4. Critérios que abordam a adequação ao usuário: - Idioma - Relevância/Interesse - Estilo Critérios relativos aos aspectos adicionais do documento: - Características físicas - Aspectos especiais - Contribuição potencial - Custo Materiais especiais (materiais não-livros) que devem fazer parte da seleção do acervo também obedece a critérios. Exemplos: - Periódicos: deve-se levar em consideração critérios como o uso e a relevância do título pelo usuário atual, etc; - Histórias em quadrinhos: antevê-se a necessidade de os bibliotecários se familiarizarem com estes materiais, a fim de reconhecerem melhor as particularidades e os tipos de suporte em que as HQ são veiculadas para poderem formular critérios adequados para sua seleção; - Livros infanto-juvenis: o bibliotecários deve estar atento às abordagens temáticas destes livros, uma vez que estes podem influenciar na formação do caráter deste grupo de usuários; - Filmes, vídeos e DVD’s: o critério de seleção para este material varia de acordo com o objetivo das bibliotecas; A seleção de documentos eletrônicos também devem seguir a critérios de específicos, de acordo com os objetivos da U.I, considerando aspectos como o conteúdo, acesso, suporte e custo; Na seleção de documentos eletrônicos, existem critérios pré-estabelecidos para a aquisição dos seguintes materiais: - CD-ROMs e DVD-ROMs - Bases de dados on-line Documentos disponíveis na internet Lista de desiderata: refere-se a materiais que a biblioteca deseja adquirir; Demanda reprimida: indica títulos procurados pelos usuários e não possuídos pelas bibliotecas; Alternativas para a organização das atividades de seleção: - Existência de uma comissão de seleção, de caráter deliberativo, da qual o bibliotecário participa como membro ou coordenador/presidente
  5. 5. - Existência de uma comissão de seleção, de caráter consultivo, para assessoria ao responsável pela seleção - O bibliotecário como selecionador dos materiais É de suma importância para uma U.I possuir um documento formal de Política de Seleção devido ao seu caráter político e administrativo, e deve conter componentes como: - Identificação dos responsáveis pela seleção de materiais -Os critérios utilizados - Os instrumentos auxiliares - As políticas específicas Os critérios de seleção devem funcionar para a biblioteca como as leis funcionam para um país: devem ser obedecidas sempre, acompanhando sempre suas atualizações; Na seleção de materiais informacionais, sejam tradicionais ou especiais, é importante manter a imparcialidade e a objetividade, pensando sempre no usuário e nos objetivos da unidade de informação.

×