Trovadorismo

497 visualizações

Publicada em

Poema VIII de Guilherme de Aquitânia (1071-1127)

Publicada em: Educação, Turismo, Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Trovadorismo

  1. 1. TROVADORISMO<br />Poema VIII de Guilherme de Aquitânia (1071-1127)<br />
  2. 2.
  3. 3. I.Farei uma cançãozinha novaantes que vente, gele ou chova.Minha senhora me tenta e me prova,para saber de qual guisa é o amor.E eu, por mais pleitos que me movam,não me desatarei de seus nós.<br />
  4. 4. II.Antes, eu me submeto e me entrego a ela,pode me inscrever em sua lista,e que não me tenhas por ébrio,se a minha boa senhora amo,pois não posso viver sem ela,tão faminto estou de seu amor. <br />
  5. 5. III.Ela é mais branca que o marfim,por isso, a outra não adoro.Se em breve não receber seu auxílio,que minha boa senhora me ame,morrerei, pela cabeça de São Gregório, [2]caso ela não me beije no quarto ou sob a relva. <br />
  6. 6. IV.Qual proveito tereis, nobre senhora,se de vosso amor me distanciar?Parece que desejais tornar-se monja!Saibais que a amo tanto,que temo que a dor me fira,caso não façais direito o erro que vos clamo. <br />
  7. 7. V.Qual proveito tereis se eu me enclaustroe não me tiverdes como vosso?Todo o gozo do mundo é nosso,Senhora, se nos amarmos.A meu amigo Daurostrodirei e ordenarei que cante, não relinche. [3] <br />
  8. 8. VI.Por isso, temo e estremeço,porque te amo com um tão bom amor,que penso nunca ter nascido igualna grande linhagem de Adão. [4] <br />

×