Cap 6

160 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
160
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cap 6

  1. 1. Os jovens ficam surpresosao verem uma elegante mulherconvivendo em um ambiente tãomedíocre _Precisamos de um quartopara passar a noite – Diz Emily _Ah, mas é claro, imagineique não queria nada além de umlugar para ficar – Diz Melina, que jásabia que os jovens não estavam alipara desfrutar dos “serviçosparticulares” que o hotel oferecia
  2. 2. _Aqui tem alguma bebida,um uísque, conhaque, para podermolhar a boca – Diz Adolf a Melinacom um olhar pretensioso _Ali, a porta a esquerda émeu escritório particular, temvinhos bem envelhecidos, acho queirá gostar – Diz Melina, com um tomde voz sedutor Madeleine vê que os doisestão em uma “sintonia” sensual eprovocante, mas não dá muitatrégua, alias não tinha nenhumrelacionamento instável com Adolf.
  3. 3. Melina direciona os jovenspara diferentes quartos, Michael eEmily ficam em uma pequena suíteao fundo do hotel, nada muitoconfortável, aliás, um lugardecadente. Madeleine está em umquarto no sótão, pequeno ebagunçado. Já Michelle está em umquarto ao lado do escritório deMelina.
  4. 4. Michelle já se preparavapara deitar, toma um breve banho,segue até seu quarto, onde veste umroupão fornecido pelo hotel, ela olhano relógio, que já passava das 6h00da manhã, toma um pequeno copocom água e se deita em umaconfortável cama com lençóis azuis etravesseiros recheados de plumas degansos.
  5. 5. Após cinco minutos de sono,Michelle desperta com um estranhobarulho vindo do escritório deMelina, ela fica curiosa, sai de seuquarto e vai rumo a porta dapequena saleta, se agacha e começa aolhar pela fechadura, ao ver o queestava acontecendo, Michelle ficasurpresa, parece não acreditar noque via, Melina e Adolf, se beijandointensamente enquanto todosdormiam. Ela então segue para osótão, e grita por Madeleine, quedesperta assustada
  6. 6. _O que foi? Porque vocêesta gritando as 6h10 da manhã –Diz Madeleine após olharbrevemente para o relógio _Adolf está te traindo comMelina naquele escritório ao lado demeu quarto – Diz Michelle,surpreendendo Madeleine, que diz _Você deve estar maluca,aquela senhora fina e elegantenunca ficaria com Adolf, umvagabundo desconhecido, não temnem cabimento
  7. 7. _Então você não acredita?Venha ver e tire suas própriasconclusões – Diz Michelle, pegandoa amiga pelo braço, arrastando-a atéo escritório _Mas... – Diz Madeleinesendo interrompida por Michelle _Fique quieta e escute osbarulhos vindos do escritório Madeleine se silencia eapós alguns segundo sem escutarnenhum barulho vindo do cômodo,diz: _Está vendo, nenhumbarulho suspeito, Adolf deve estarem seu quarto
  8. 8. _Mas, mas eu não estoumaluca, eu irei provar que eles estãoai dentro – Diz Michelle, que tentaabrir a porta, mas a mesma estatrancada – Droga! Vamos até oporão. Chegando lá, Michelle vaidiretamente até uma caixa deferramentas que estava em baixo deuma velha mesa de madeira rústica _Mas, como você achou tãorápido? – Questiona Madeleine
  9. 9. _Fique quieta! – OrdenaMichelle, que abre a caixa deferramenta, pegando algo similar auma barra de ferro – Pronto, agorairei provar que aqueles dois semvergonhas estão trancafiadosnaquela sala! – Exclama Michelle,que odeia ser contrariada. As duas voltam para oescritório, que permanece trancado,Michelle começa a golpear afechadura com a dura barra de ferro,não demora muito para que afechadura seja estourada e a portaser aberta, elas adentram comprecaução, mas não vêem nada
  10. 10. _Viu, eu disse que nãoestava acontecendo nada – DizMadeleine, aliviada _Cale a boca – OrdenaMichelle irritada – Está ouvindoisto? – Questiona à Madeleine _Parece ser o barulho dochuveiro – Responde Madeleine _Deve ser Adolf – DizMichelle
  11. 11. As duas andamvagarosamente rumo ao banheiro doescritório, que se parecia mais comuma luxuosa suíte, elas abrem aporta que estava entre aberta, elasvêem alguém se banhar em umagrande banheira, a sombra projetadapela cortina de proteção seassemelha a um homem _Deve ser Adolf! – Repetenovamente Michelle Michelle então abre acortina e diz: _Olha o safado aquiMade... – Ela é interrompida pelogrito de pavor emitido porMadeleine
  12. 12. _Mas qual é o seuproblema garota? – QuestionaMichelle, sem ver o que estavadentro da banheira, Madeleine aresponde indicando para que olhepara a banheira, Michelle se vira esolta um grito de pavor, não podiaser de outra forma, Adolf estavamorto ali, despido, sem os olhos ecom o peito estraçalhado, podia sever o coração dando suas ultimasbatidas, tudo indicava que ele haviasido morto em pouco tempo, suaperna estava perfurada por inúmerasagulhas, sua face estava com cortesprofundos, a boca estava rasgada e agarganta aberta,
  13. 13. as duas ficam aterrorizadas epercebem que alguém chega aoquarto, elas se viram em direção aporta do banheiro, e vêem ninguémmenos do que Melina, com umaexpressão assustada. O que fazer agora? SeráMelina que matou Adolf? Isto seria oóbvio, mas nem sempre o óbviopode ser o certo, ou pode? O queserá daqueles jovens? Madeleine,como ficará após a morte de Adolf?Respostas apenas nos próximoscapítulos!
  14. 14. ©2013 Portal Machado de Assis

×