Cap 15

130 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Cap 15

  1. 1. Folhas deOUTONO Já se passaram incríveis 20 anosdesde aquela terrível época de minhavida, as lembranças ainda atormentavamminha mente e machucavam minha alma.Todos os dias, ao levantar, terríveisflashbacks passavam como filmes emminha mente, quase todos os dias merecordava daquela terrível morte queminha mãe sofrera, do rosto de
  2. 2. Folhas deOUTONOMackenzie e de meu amor por Sean, maseu sabia que deveria esquecer o maisrápido possível esses terríveisacontecimentos de meu passado, mas eusó poderia esquecê-los quando colocasseMackenzie atrás das grades e reencontrarSean, além de descobrir a identidade dochefe do tráfico humano.
  3. 3. Folhas deOUTONOCom a ajuda de Bryan, que foi como umverdadeiro pai para mim, consegui meformar em direito, hoje sou delegada etrabalho em um pequena delegacia aoleste da cidade. Mesmo com o passar dotempo, nunca me esqueci do que haviapassado na Irlanda, meu desejo era voltaraté lá, investigar Mackenzie e a todo oesquema de tráfico humano e resgatarSean daquele pesadelo, mas como eupoderia realizar meu plano? O destinoentão resolveu me ajudar.
  4. 4. Folhas deOUTONO Era apenas uma exaltantesegunda-feira de maio quando recebiaquela denuncia surpreendente _O que? Tráfico de pessoas? –Questiono assustada após ler o boletimde ocorrência sobre minha mesa _Sim Rachel, absurdo não? –Diz Miguel, este era meu ajudante nadelegacia, alto, ombros largos e corpolevemente malhado, loiro dos olhos azuise o mais assustador, timidamenteapaixonado por mim
  5. 5. Folhas deOUTONO _Não há nada de absurdoMiguel, tráfico de pessoas existe e é umcaso muito grave – Digo, espantando-o –Miguel, quem fez esta denuncia? –Questiono _Foi uma mulher, cabeloscastanhos e aparentando 40 anos, diz sechamar Julia _Por favor, convoque-a para viraté a delegacia, tenho algumas perguntasa fazer – Ordeno
  6. 6. Folhas deOUTONO Miguel prontamente entra emcontato com a tal mulher, não demoramuito até ela chegar a delegacia, ela estaaparentemente assustada com aconvocação, Miguel a conduz até minhasala, ela entra e se senta em umamodesta cadeira de madeira _Não precisa ficar tão assustada,não há nada grave, li sua denuncia efiquei curiosa com o caso – Explico –Bom, a senhora fez uma denuncia sobre otráfico humano, poderia me explicar o porquê?
  7. 7. Folhas deOUTONO _Meus filhos trabalhavam nointerior, na fazenda de café de um velhocoronel nazista – Diz ela com os olhosmarejados – Eles então receberam oconvite por parte deste coronel, para iremtrabalhar na Europa, mas não especificoubem aonde – Diz ela, um pouco confusa –eles então embarcaram em um precárionavio que estava atracado na cidade deLitlle Village _ Litlle Village? – Questiono amim mesma ao lembrar que fui traficadada mesma forma que os filhos daquelasenhora haviam sido
  8. 8. Folhas deOUTONO _Se passaram alguns anos e eununca mais tive notícias deles, mas, emum dia de domingo, eu tive uma terrívelsurpresa, estava em casa fazendo meusdeveres de mulher quando um pequenogaroto me chamou dizendo que um demeus filhos havia chegado a bordo deuma terrível embarcação, eu prontamentecorra ao encontro desde, que esta deitadosobre a praia visivelmente desidratado
  9. 9. Folhas deOUTONO, parecia não comer e beber a vários dias,em seu último suspiro ele disse um nome“Kennedy Mackenzie” – No mesmoinstante, um arrepio causado peloespanto toma conta de mim, eufinalmente havia conseguido algo que meajuda-se a investigar o tráfico de pessoas.
  10. 10. Folhas deOUTONO Já passavam da 23h00minhr, orelato daquela senhora não saia de minhamente, meu momento de reflexão éinterrompido com a chegada de Miguel _Parece que o depoimentodaquela mulher mexeu bastante com você _Sim, o que aquela senhoradisse nesta sala esta atormentando minhamente há horas – Digo _Mas por quê? Isto não é nadamais do que uma denuncia absurda,tráfico de pessoas, por favor... – DizMiguel com desprezo
  11. 11. Folhas deOUTONO _Não zombe disto... – Alerto _Mas não existe provas de queisto exista, pelo menos não neste caso,não sei como você pode afirmar queexista este tal tráfico humano _Eu afirmo, pois fui vitima desteesquema... – Digo causando espanto emMiguel _Mas, como assim? – QuestionaMiguel curioso
  12. 12. Folhas deOUTONO _Quando era criança, fui vitimado tráfico humano junto a minha mãe, emum golpe de sorte, consegui me salvar,mas ela, não... – Digo, me emocionandoao final da frase – Até hoje não consigome perdoar pela sua morte e nem pordeixar o pobre Sean abandonado naquelelocal _E quem é Sean? – QuestionaMiguel _Um amigo, um pobre garotoque me ajudou a suportar a tudo queestava passando _Mas então, o que iremos fazercom este caso? – Questiona Miguel
  13. 13. Folhas deOUTONO _Nós temos que acabar comtodo o esquema, prender Mackenzie e ochefe do esquema, além de salvar Sean etodas as pessoas vitimas do tráfico _E como poderíamos fazer isto?– Questiona Miguel _Arrume as malas, amanhãmesmo nós iremos Viajar, iremos para aIrlanda! – Digo.
  14. 14. ©2013 Portal Machado de

×