SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
Baixar para ler offline
Metodologia do Trabalho Científico
               II
        Aula 5: 4 horas

         Curso de Enfermagem
    Prof. Leandro Lourenção Duarte
DISCUSSÃO
• Parte mais complicada de ser feita
• Objetivo principal da discussão é de
  fundamentar e apresentar:
• AS CONCLUSÕES DO TRABALHO!
Antes de mostrar como se chegou as
            conclusões do trabalho
• Validar metodologia (indicar autores que
  demonstrem a adequação da metodologia ou
  que a tenham utilizado; mostrar que a
  metodologia é logicamente válida)
• Validar resultados (mostrar que valores
  obtidos são similares aos relatados por outros
  autores em condições comparáveis; mostre
  que os efeitos esperados-a partir de dados na
  literatura- ocorreram
MOSTRAR COMO SE CHEGOU AS
       CONCLUSÕES DO TRABALHO
• Apresentando um discurso lógico dedutivo ou
  indutivo;
• Mostrando que a conclusão é esperada a
  partir de outros dados da literatura.
DISCURSO LÓGICO DEDUTIVO
• Premissa 1: todos os políticos são desonestos
• Premissa 2: João é um político
• Conclusão: João é desonesto
DISCURSSO LÓGICO INDUTIVO
•   Premissa 1: O político A é desonesto
•   Premissa 2: O político B é desonesto
•   Premissa 3: O político C é desonesto
•   Premissa n: O político n é desonesto
•   Conclusão: Políticos são desonestos
Relacionar os resultados
                                                  Conclusão 4
e conclusões
com os de outros autores


                         Conclusão 3




         Conclusão 1                       Conclusão 2




  Resultado 1    Resultado 2       Literatura 1        Resultado 3   Literatura 2
DISCUSSÃO                         Título do trabalho: Doenças do sistema
                                                    osteomuscular em trabalhadores de
                                                                enfermagem

Dos 14.124 atendimentos médicos realizados na DAST, durante o período
estudado, 6.070 atendimentos (43%) foram feitos aos trabalhadores de
enfermagem. Constatou-se, ainda, que, dos 862 atendimentos psicológicos ...




  Entretanto, essa situação seria apenas mais uma das expressões do conflito
  existente entre capital e trabalho(5), classificando-se de modo restritivo o que
  seja acidente e doença do trabalho, fruto de uma prática decorrente do conceito
  que faz do trabalho e da coisificação da pessoa do trabalhador existente no
  capitalismo.
CONCLUSÃO

A pesquisa realizada evidenciou que 6070 atendimentos a
trabalhadores de enfermagem foram realizados pela Divisão de
Assistência à Saúde dos Trabalhadores da FHEMIG, durante o ano de
2002, ou seja, o número de atendimentos foi superior ao número
de trabalhadores da referida categoria profissional lotados na
instituição, indicando adoecimento da classe trabalhadora.
REVISÃO DA ESTRUTURA DO
                                        TRAB. CIENTÍFICO
TÍTULO   INTRODUÇÃO    OBJETIVOS




                                      CONCLUSÃO



 MM       RESULTADOS   DISCUSSÃO
LEMBRETES: DISPOSIÇÃO PARA ESCREVER!
LEMBRETES: PACIÊNCIA NO LABORATÓRIO
LEMBRETES: PACIÊNCIA PARA PREENCHER O LATTES E BUSCAR RECURSOS
LEMBRETES: FOCO!
Boa sorte no TCC!!!




                Prof. Leandro
Referências da aula
• Volpato, Gilson Luiz (2008) Publicação
  Científica/3ª Edição. Ed. Cultura Acadêmica,
  125p.
• http://www.publicase.com.br

Mais conteúdo relacionado

Destaque

What Makes Great Infographics
What Makes Great InfographicsWhat Makes Great Infographics
What Makes Great InfographicsSlideShare
 
Masters of SlideShare
Masters of SlideShareMasters of SlideShare
Masters of SlideShareKapost
 
STOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to Slideshare
STOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to SlideshareSTOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to Slideshare
STOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to SlideshareEmpowered Presentations
 
10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization
10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization
10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation OptimizationOneupweb
 
How To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content Marketing
How To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content MarketingHow To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content Marketing
How To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content MarketingContent Marketing Institute
 
A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...
A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...
A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...SlideShare
 
How to Make Awesome SlideShares: Tips & Tricks
How to Make Awesome SlideShares: Tips & TricksHow to Make Awesome SlideShares: Tips & Tricks
How to Make Awesome SlideShares: Tips & TricksSlideShare
 

Destaque (8)

What Makes Great Infographics
What Makes Great InfographicsWhat Makes Great Infographics
What Makes Great Infographics
 
Masters of SlideShare
Masters of SlideShareMasters of SlideShare
Masters of SlideShare
 
STOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to Slideshare
STOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to SlideshareSTOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to Slideshare
STOP! VIEW THIS! 10-Step Checklist When Uploading to Slideshare
 
You Suck At PowerPoint!
You Suck At PowerPoint!You Suck At PowerPoint!
You Suck At PowerPoint!
 
10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization
10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization
10 Ways to Win at SlideShare SEO & Presentation Optimization
 
How To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content Marketing
How To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content MarketingHow To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content Marketing
How To Get More From SlideShare - Super-Simple Tips For Content Marketing
 
A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...
A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...
A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...
 
How to Make Awesome SlideShares: Tips & Tricks
How to Make Awesome SlideShares: Tips & TricksHow to Make Awesome SlideShares: Tips & Tricks
How to Make Awesome SlideShares: Tips & Tricks
 

Semelhante a metodologia do trabalho cientifico 5

TCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva Muñoz
TCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva MuñozTCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva Muñoz
TCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva MuñozRilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Metodologia de pesquisa: ASPECTORS TEÓRICOS E PRATICOS ptx
Metodologia de pesquisa: ASPECTORS TEÓRICOS E PRATICOS ptxMetodologia de pesquisa: ASPECTORS TEÓRICOS E PRATICOS ptx
Metodologia de pesquisa: ASPECTORS TEÓRICOS E PRATICOS ptxprofjanainagimenes
 
LETRAMENTO ACADÊMICO.ppt
LETRAMENTO ACADÊMICO.pptLETRAMENTO ACADÊMICO.ppt
LETRAMENTO ACADÊMICO.pptssuser864284
 
As Etapas de uma pesquisa científica - Universo
As Etapas de uma pesquisa científica - UniversoAs Etapas de uma pesquisa científica - Universo
As Etapas de uma pesquisa científica - Universoniviaferreiratr
 
Livro o processo de avaliação em psicopedagogia clinica
Livro o processo de avaliação em psicopedagogia clinicaLivro o processo de avaliação em psicopedagogia clinica
Livro o processo de avaliação em psicopedagogia clinicaAndre Silva
 
Livro o processo de avaliação em psicopedagogia clinica
Livro o processo de avaliação em psicopedagogia clinicaLivro o processo de avaliação em psicopedagogia clinica
Livro o processo de avaliação em psicopedagogia clinicaAndre Silva
 
Aula 2. metodologia científica
Aula 2. metodologia científicaAula 2. metodologia científica
Aula 2. metodologia científicaMarina Atzingen
 
Hipotese e objectivos especificos
Hipotese e objectivos especificosHipotese e objectivos especificos
Hipotese e objectivos especificosArlindo Francisco
 
Orientações para projeto de pesquisa
Orientações para projeto de pesquisaOrientações para projeto de pesquisa
Orientações para projeto de pesquisaCRIS TORRES
 
FAEME METODOLOGIA CIENTÍFICA
FAEME METODOLOGIA CIENTÍFICAFAEME METODOLOGIA CIENTÍFICA
FAEME METODOLOGIA CIENTÍFICAUFMA e UEMA
 
SLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptx
SLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptxSLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptx
SLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptxFABOLASOARESDOSREIS
 
MANUAL do aluno_metodologia científica_2023.1.docx
MANUAL  do aluno_metodologia científica_2023.1.docxMANUAL  do aluno_metodologia científica_2023.1.docx
MANUAL do aluno_metodologia científica_2023.1.docxESTUDOMED
 
Como preparar e_apresentar_em_encontros_cientificos [modo de compatibilidade]
Como preparar e_apresentar_em_encontros_cientificos [modo de compatibilidade]Como preparar e_apresentar_em_encontros_cientificos [modo de compatibilidade]
Como preparar e_apresentar_em_encontros_cientificos [modo de compatibilidade]gisa_legal
 
Como preparar e_apresentar_em_encontros_cientificos [modo de compatibilidade]
Como preparar e_apresentar_em_encontros_cientificos [modo de compatibilidade]Como preparar e_apresentar_em_encontros_cientificos [modo de compatibilidade]
Como preparar e_apresentar_em_encontros_cientificos [modo de compatibilidade]gisa_legal
 
Palestra sobre redação científica - Biblioteca EEFE
Palestra sobre redação científica - Biblioteca EEFEPalestra sobre redação científica - Biblioteca EEFE
Palestra sobre redação científica - Biblioteca EEFEUniversidade de São Paulo
 

Semelhante a metodologia do trabalho cientifico 5 (20)

TCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva Muñoz
TCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva MuñozTCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva Muñoz
TCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva Muñoz
 
Metodologia de pesquisa: ASPECTORS TEÓRICOS E PRATICOS ptx
Metodologia de pesquisa: ASPECTORS TEÓRICOS E PRATICOS ptxMetodologia de pesquisa: ASPECTORS TEÓRICOS E PRATICOS ptx
Metodologia de pesquisa: ASPECTORS TEÓRICOS E PRATICOS ptx
 
LETRAMENTO ACADÊMICO.ppt
LETRAMENTO ACADÊMICO.pptLETRAMENTO ACADÊMICO.ppt
LETRAMENTO ACADÊMICO.ppt
 
Método lógico para redação científica
Método lógico para redação científicaMétodo lógico para redação científica
Método lógico para redação científica
 
As Etapas de uma pesquisa científica - Universo
As Etapas de uma pesquisa científica - UniversoAs Etapas de uma pesquisa científica - Universo
As Etapas de uma pesquisa científica - Universo
 
Dissertação Cientifica
Dissertação CientificaDissertação Cientifica
Dissertação Cientifica
 
Aula 4 - Curso de Comunicação e Redação Científica
Aula 4 - Curso de Comunicação e Redação Científica Aula 4 - Curso de Comunicação e Redação Científica
Aula 4 - Curso de Comunicação e Redação Científica
 
Projeto de Pesquisa - Profa. Rilva Muñoz
Projeto de Pesquisa - Profa. Rilva MuñozProjeto de Pesquisa - Profa. Rilva Muñoz
Projeto de Pesquisa - Profa. Rilva Muñoz
 
Livro o processo de avaliação em psicopedagogia clinica
Livro o processo de avaliação em psicopedagogia clinicaLivro o processo de avaliação em psicopedagogia clinica
Livro o processo de avaliação em psicopedagogia clinica
 
Livro o processo de avaliação em psicopedagogia clinica
Livro o processo de avaliação em psicopedagogia clinicaLivro o processo de avaliação em psicopedagogia clinica
Livro o processo de avaliação em psicopedagogia clinica
 
Aula 2. metodologia científica
Aula 2. metodologia científicaAula 2. metodologia científica
Aula 2. metodologia científica
 
Hipotese e objectivos especificos
Hipotese e objectivos especificosHipotese e objectivos especificos
Hipotese e objectivos especificos
 
Orientações para projeto de pesquisa
Orientações para projeto de pesquisaOrientações para projeto de pesquisa
Orientações para projeto de pesquisa
 
FAEME METODOLOGIA CIENTÍFICA
FAEME METODOLOGIA CIENTÍFICAFAEME METODOLOGIA CIENTÍFICA
FAEME METODOLOGIA CIENTÍFICA
 
Anteprojeto de pesquisa aula 3
Anteprojeto de pesquisa   aula 3Anteprojeto de pesquisa   aula 3
Anteprojeto de pesquisa aula 3
 
SLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptx
SLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptxSLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptx
SLIDE METODOLOGIA DE PESQUISA USP (1).pptx
 
MANUAL do aluno_metodologia científica_2023.1.docx
MANUAL  do aluno_metodologia científica_2023.1.docxMANUAL  do aluno_metodologia científica_2023.1.docx
MANUAL do aluno_metodologia científica_2023.1.docx
 
Como preparar e_apresentar_em_encontros_cientificos [modo de compatibilidade]
Como preparar e_apresentar_em_encontros_cientificos [modo de compatibilidade]Como preparar e_apresentar_em_encontros_cientificos [modo de compatibilidade]
Como preparar e_apresentar_em_encontros_cientificos [modo de compatibilidade]
 
Como preparar e_apresentar_em_encontros_cientificos [modo de compatibilidade]
Como preparar e_apresentar_em_encontros_cientificos [modo de compatibilidade]Como preparar e_apresentar_em_encontros_cientificos [modo de compatibilidade]
Como preparar e_apresentar_em_encontros_cientificos [modo de compatibilidade]
 
Palestra sobre redação científica - Biblioteca EEFE
Palestra sobre redação científica - Biblioteca EEFEPalestra sobre redação científica - Biblioteca EEFE
Palestra sobre redação científica - Biblioteca EEFE
 

Mais de Leandro Lourenção Duarte (9)

metodologia do trabalho científico 4
metodologia do trabalho científico 4metodologia do trabalho científico 4
metodologia do trabalho científico 4
 
metodologia do trabalho científico 3
metodologia do trabalho científico 3metodologia do trabalho científico 3
metodologia do trabalho científico 3
 
Deus ajuda quem cedo madruga
Deus ajuda quem cedo madrugaDeus ajuda quem cedo madruga
Deus ajuda quem cedo madruga
 
metodologia do trabalho científico 2
metodologia do trabalho científico 2metodologia do trabalho científico 2
metodologia do trabalho científico 2
 
Dia do Biomédico
Dia do BiomédicoDia do Biomédico
Dia do Biomédico
 
Metodologia trab científico
Metodologia trab científicoMetodologia trab científico
Metodologia trab científico
 
Neurofisiologia 2
Neurofisiologia 2Neurofisiologia 2
Neurofisiologia 2
 
Neurofisiologia 1
Neurofisiologia 1Neurofisiologia 1
Neurofisiologia 1
 
Introdução à Fisiologia Humana
Introdução à Fisiologia HumanaIntrodução à Fisiologia Humana
Introdução à Fisiologia Humana
 

Último

Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptxLuana240603
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfandreaLisboa7
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASyan1305goncalves
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAElianeAlves383563
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persafelipescherner
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 

Último (20)

Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 

metodologia do trabalho cientifico 5

  • 1. Metodologia do Trabalho Científico II Aula 5: 4 horas Curso de Enfermagem Prof. Leandro Lourenção Duarte
  • 2. DISCUSSÃO • Parte mais complicada de ser feita • Objetivo principal da discussão é de fundamentar e apresentar: • AS CONCLUSÕES DO TRABALHO!
  • 3. Antes de mostrar como se chegou as conclusões do trabalho • Validar metodologia (indicar autores que demonstrem a adequação da metodologia ou que a tenham utilizado; mostrar que a metodologia é logicamente válida) • Validar resultados (mostrar que valores obtidos são similares aos relatados por outros autores em condições comparáveis; mostre que os efeitos esperados-a partir de dados na literatura- ocorreram
  • 4. MOSTRAR COMO SE CHEGOU AS CONCLUSÕES DO TRABALHO • Apresentando um discurso lógico dedutivo ou indutivo; • Mostrando que a conclusão é esperada a partir de outros dados da literatura.
  • 5. DISCURSO LÓGICO DEDUTIVO • Premissa 1: todos os políticos são desonestos • Premissa 2: João é um político • Conclusão: João é desonesto
  • 6. DISCURSSO LÓGICO INDUTIVO • Premissa 1: O político A é desonesto • Premissa 2: O político B é desonesto • Premissa 3: O político C é desonesto • Premissa n: O político n é desonesto • Conclusão: Políticos são desonestos
  • 7. Relacionar os resultados Conclusão 4 e conclusões com os de outros autores Conclusão 3 Conclusão 1 Conclusão 2 Resultado 1 Resultado 2 Literatura 1 Resultado 3 Literatura 2
  • 8. DISCUSSÃO Título do trabalho: Doenças do sistema osteomuscular em trabalhadores de enfermagem Dos 14.124 atendimentos médicos realizados na DAST, durante o período estudado, 6.070 atendimentos (43%) foram feitos aos trabalhadores de enfermagem. Constatou-se, ainda, que, dos 862 atendimentos psicológicos ... Entretanto, essa situação seria apenas mais uma das expressões do conflito existente entre capital e trabalho(5), classificando-se de modo restritivo o que seja acidente e doença do trabalho, fruto de uma prática decorrente do conceito que faz do trabalho e da coisificação da pessoa do trabalhador existente no capitalismo.
  • 9. CONCLUSÃO A pesquisa realizada evidenciou que 6070 atendimentos a trabalhadores de enfermagem foram realizados pela Divisão de Assistência à Saúde dos Trabalhadores da FHEMIG, durante o ano de 2002, ou seja, o número de atendimentos foi superior ao número de trabalhadores da referida categoria profissional lotados na instituição, indicando adoecimento da classe trabalhadora.
  • 10. REVISÃO DA ESTRUTURA DO TRAB. CIENTÍFICO TÍTULO INTRODUÇÃO OBJETIVOS CONCLUSÃO MM RESULTADOS DISCUSSÃO
  • 12. LEMBRETES: PACIÊNCIA NO LABORATÓRIO
  • 13. LEMBRETES: PACIÊNCIA PARA PREENCHER O LATTES E BUSCAR RECURSOS
  • 15. Boa sorte no TCC!!! Prof. Leandro
  • 16. Referências da aula • Volpato, Gilson Luiz (2008) Publicação Científica/3ª Edição. Ed. Cultura Acadêmica, 125p. • http://www.publicase.com.br