SlideShare uma empresa Scribd logo
Programa do Curso de História 
da Arte 
Objetivos: 
Identificar e reconhecer na leitura da imagem os elementos básicos da linguagem visual bem como a 
sua aplicação na análise e na compreensão de imagens passadas ou presentes. 
Identificar, por meio dos indícios, alguns elementos que auxiliem a interpretação da figura e sua 
contextualização histórica (social e política). 
A arte na história: refletir sobre a finalidade/funcionalidade da produção artística em seus diferentes 
períodos. 
Transmitir aos alunos conhecimentos da História da Arte, possibilitando o contato com o universo 
artístico do homem, dos primórdios da civilização a Idade Média. 
Elaborar registros pessoais para sistematização e assimilação das experiências 
Observar, estudar e compreender diferentes obras de artes visuais, artistas e movimentos artísticos.
A imagem como linguagem artística. Exercitar e saber, por meio dos recursos compositivos, 
interpretarem uma imagem plástica visual e, nela reconhecer elementos que permitam a realização 
do contexto histórico a qual a mesma está inserida. 
A Arte na pré-história. Reconhecer os elementos artísticos da arte rupestre bem como a sua 
funcionalidade. 
Comparar, de maneira sucinta, as diferenças das quatro primeiras grandes civilizações: 
Mesopotâmia, Egito, China, Índia. Verificando, nelas, as principais características estéticas e sua 
importância dentro da sociedade. 
A Arte Mesopotâmica: identificar os elementos gráficos que definiram a Mesopotâmia como sendo o 
marco de uma nova fase na expressão humana “organizada”. 
Reconhecer nas produções “artísticas” a funcionalidade da arte no Egito, sua simbologia e suas 
regras representativas. 
Observar o uso, desde os primórdios, de uma perspectiva aérea na arte chinesa/japonesa. 
Observar a correlação entre movimento e sua representação na escultura e na dança indiana. 
Reconhecer, na Arte Grega/Romana a sistematização de uma convenção. Identificar nas obras, 
principalmente nas esculturas, a aplicação do ideal de Beleza. Reconhecer nas construções a 
relação das proporções matemáticas. 
Verificar a influência da arte Oriental na constituição de um novo “modelo”: a arte Cristã Primitiva e 
sua consolidação nos Períodos Românico e Gótico. Estabelecer correlacionar esses dois períodos 
e os acontecimentos históricos de fixação de uma nova filosofia: a cristã estabelecida por uma nova 
sociedade – a católica, apostólica e romana.
Antes de iniciarmos o 
nosso estudo sobre as 
diferentes manifestações 
artísticas do homem 
através dos tempos é 
necessário 
compreendermos alguns 
pontos.
• O homem não vive isolado, ele é fruto do meio em que vive. 
• O Homem comunica seus valores por meio de códigos e símbolos 
reconhecíveis. 
Cabe A arte: 
• Interpretar e transformar o mundo abstrato em algo que seja 
passível de compreensão. 
• Organizar o simbólico e, ao mesmo tempo apresentar um aspecto 
estético – belo. 
• A produção artística como a vemos hoje é algo que remonta o 
século XIV, até então a arte era funcional e como tal era 
prescindível para o homem. 
• A arte hoje é variável e muitas vezes inexplicável, mesmo assim ela 
continua sendo um fenômeno cultural que ajuda a definir e 
representar o homem como espécie. Pensando nesse aspecto é 
que devermos começar o nosso estudo sobre a Arte.
O que você vê?
• O que vejo é realmente o que entendo? 
““IInn BBeedd””,, 22000000
Possibilidades de compreensão e leitura 
Imagem: 
• Comunica – tem uma significação que é produzida com 
um sentido. 
• Dinâmica ou estática 
• O observador é seu co-autores 
• Sua civilização – modela o público que a fabricou 
• Representa algo para alguém – pode ser gráfica, 
plástica ou fotográfica, portanto ela é um signo. 
- SIGNO Þ tudo aquilo que representa outra coisa 
portanto é: algo que está no lugar de outra coisa Þ 
sua presença designa ou significa outra coisa, 
ausente, concreta ou abstrata. 
Pense na palavra árvore.
• Imagem → “...reune e coordena dentro de 
um limite diferentes categorias de 
signos... (...icônicos, analógicos), mas 
também signos plásticos (cores, 
formas,composição interna, textura) e a 
maior parte do tempo também signos 
lingüísticos (linguagem verbal). É sua 
relação, sua interação, que produz o 
sentido que aprendemos a decifrar mais 
ou menos conscientemente ...” (JOLY, 38)
Imagem - Ideologia 
•Ideologia: modos pelos quais o significado (ou significação) contribui para manter as 
relações de dominação (EAGLETON, p.19) / modo de legitimação do poder de uma 
classe ou grupo social dominante 
Estratégias desse processo de legitimação: 
. promove crenças e valores compatíveis com o poder dominante 
. universalização de tais crenças, transformando-as em óbvias e inevitáveis 
-“Ideologia é mais uma questão de ‘discurso’ que de ‘linguagem’” / deve-se considerar 
quem, o que, com quem e com que finalidade estão falando ® contexto social 
“... a arte é, evidentemente, uma atividade ideológica e um produto ideológico.” 
“Na medida em que as pessoas, inclusive os artistas, estão social e historicamente 
situadas, e são membros de determinados grupos sociais, então, seu pensamento, 
inclusive suas idéias artísticas, é ideológico...” (WOLFF, p.80)
Imagem como propaganda, 
ontem e hoje 
• É o resultado do processo de produção de 
significados, signos e valores na vida social; 
• É um veículo de comunicação que institui 
idéias e o modo de pensar de um grupo; 
• É o processo pelo qual a vida social é 
convertida em uma realidade natural; 
• É meio pelo qual os indivíduos vivenciam suas 
relações com uma estrutura social.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ARTE - UEM - CONHECIMENTOS GERAIS
ARTE - UEM - CONHECIMENTOS GERAISARTE - UEM - CONHECIMENTOS GERAIS
ARTE - UEM - CONHECIMENTOS GERAIS
VIVIAN TROMBINI
 
Aula 01 introdução a arte como experiência
Aula 01 introdução a arte como experiênciaAula 01 introdução a arte como experiência
Aula 01 introdução a arte como experiência
Elizeu Nascimento Silva
 
Arte
ArteArte
Arte - O que é Arte? - 3aço - Prof. Kelly Mendes
Arte - O que é Arte? - 3aço - Prof. Kelly MendesArte - O que é Arte? - 3aço - Prof. Kelly Mendes
Arte - O que é Arte? - 3aço - Prof. Kelly Mendes
Natália Malheiro
 
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA ARTE
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA ARTEINTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA ARTE
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA ARTE
Cristiane Seibt
 
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Secretaria de Educação do Maranhão e Imagética Consultoria e Design
 
A arte na história
A arte na históriaA arte na história
A arte na história
Artedoiscmb Cmb
 
3º - Definição de arte
3º - Definição de arte3º - Definição de arte
3º - Definição de arte
Caio Cæsar
 
Arte, cultura e filosofia
Arte, cultura e filosofiaArte, cultura e filosofia
Arte, cultura e filosofia
Kelly Ariane Buás Bráz
 
Artes visuais
Artes visuaisArtes visuais
Artes visuais
Leska Cavalcanti
 
Apostila do 2º ano 3º e 4º bi
Apostila do 2º ano   3º e 4º biApostila do 2º ano   3º e 4º bi
Apostila do 2º ano 3º e 4º bi
Duzg
 
Aula 2 arte - 2º ano
Aula 2   arte - 2º anoAula 2   arte - 2º ano
Aula 2 arte - 2º ano
VIVIAN TROMBINI
 
Apostila de-artes-visuais
Apostila de-artes-visuais Apostila de-artes-visuais
Apostila de-artes-visuais
Alexandre Marques
 
Arte e cultura
Arte e culturaArte e cultura
Arte e cultura
artbio
 
Artes visuais e Ateliê
Artes visuais e AteliêArtes visuais e Ateliê
Artes visuais e Ateliê
Calton Domingos Valente
 
Filosofia da arte
Filosofia da arteFilosofia da arte
Filosofia da arte
CEEJA VILHENA
 
Marco operacional de artes e literatura
Marco operacional de artes e literaturaMarco operacional de artes e literatura
Marco operacional de artes e literatura
ELAINE BARROMEU
 
O ensino de arte e educação
O ensino de arte e educaçãoO ensino de arte e educação
O ensino de arte e educação
Fladia
 
Introducao arte
Introducao arteIntroducao arte
Introducao arte
Over Lane
 

Mais procurados (19)

ARTE - UEM - CONHECIMENTOS GERAIS
ARTE - UEM - CONHECIMENTOS GERAISARTE - UEM - CONHECIMENTOS GERAIS
ARTE - UEM - CONHECIMENTOS GERAIS
 
Aula 01 introdução a arte como experiência
Aula 01 introdução a arte como experiênciaAula 01 introdução a arte como experiência
Aula 01 introdução a arte como experiência
 
Arte
ArteArte
Arte
 
Arte - O que é Arte? - 3aço - Prof. Kelly Mendes
Arte - O que é Arte? - 3aço - Prof. Kelly MendesArte - O que é Arte? - 3aço - Prof. Kelly Mendes
Arte - O que é Arte? - 3aço - Prof. Kelly Mendes
 
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA ARTE
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA ARTEINTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA ARTE
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA ARTE
 
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
 
A arte na história
A arte na históriaA arte na história
A arte na história
 
3º - Definição de arte
3º - Definição de arte3º - Definição de arte
3º - Definição de arte
 
Arte, cultura e filosofia
Arte, cultura e filosofiaArte, cultura e filosofia
Arte, cultura e filosofia
 
Artes visuais
Artes visuaisArtes visuais
Artes visuais
 
Apostila do 2º ano 3º e 4º bi
Apostila do 2º ano   3º e 4º biApostila do 2º ano   3º e 4º bi
Apostila do 2º ano 3º e 4º bi
 
Aula 2 arte - 2º ano
Aula 2   arte - 2º anoAula 2   arte - 2º ano
Aula 2 arte - 2º ano
 
Apostila de-artes-visuais
Apostila de-artes-visuais Apostila de-artes-visuais
Apostila de-artes-visuais
 
Arte e cultura
Arte e culturaArte e cultura
Arte e cultura
 
Artes visuais e Ateliê
Artes visuais e AteliêArtes visuais e Ateliê
Artes visuais e Ateliê
 
Filosofia da arte
Filosofia da arteFilosofia da arte
Filosofia da arte
 
Marco operacional de artes e literatura
Marco operacional de artes e literaturaMarco operacional de artes e literatura
Marco operacional de artes e literatura
 
O ensino de arte e educação
O ensino de arte e educaçãoO ensino de arte e educação
O ensino de arte e educação
 
Introducao arte
Introducao arteIntroducao arte
Introducao arte
 

Semelhante a Aula 1 (1)

O que é a arte
O que é a arteO que é a arte
O que é a arte
Ana Barreiros
 
Arte 1 médio slide
Arte 1 médio slideArte 1 médio slide
Arte 1 médio slide
Eponina Alencar
 
Marco operacional de artes e literatura
Marco operacional de artes e literaturaMarco operacional de artes e literatura
Marco operacional de artes e literatura
ELAINE BARROMEU
 
O que é arte?
O que é arte?O que é arte?
O que é arte?
Rafael Lucas da Silva
 
Apostila de arte_artes_visuais_2014
Apostila de arte_artes_visuais_2014Apostila de arte_artes_visuais_2014
Apostila de arte_artes_visuais_2014
Sheila Rodrigues
 
Apostila de arte_artes_visuais_2014
Apostila de arte_artes_visuais_2014Apostila de arte_artes_visuais_2014
Apostila de arte_artes_visuais_2014
VIVIAN TROMBINI
 
Apostila de artes visuais 2014
Apostila de artes visuais 2014 Apostila de artes visuais 2014
Apostila de artes visuais 2014
Tininha Souza
 
Fund. filosóficos e sociológicos da arte nota 10,0
Fund. filosóficos e sociológicos da arte   nota 10,0Fund. filosóficos e sociológicos da arte   nota 10,0
Fund. filosóficos e sociológicos da arte nota 10,0
HENRIQUE GOMES DE LIMA
 
Arte e sua função - Alexandre Linares e Ana Paula Dibbern
Arte e sua função - Alexandre Linares e Ana Paula DibbernArte e sua função - Alexandre Linares e Ana Paula Dibbern
Arte e sua função - Alexandre Linares e Ana Paula Dibbern
Alexandre Linares
 
Arte
ArteArte
Apostila de-artes-visuais (1)
Apostila de-artes-visuais (1)Apostila de-artes-visuais (1)
Apostila de-artes-visuais (1)
Fábia Michelle Pereira
 
Arte (Academia ENEM).pptx
Arte (Academia ENEM).pptxArte (Academia ENEM).pptx
Arte (Academia ENEM).pptx
CludioMrcioCunhaSous
 
Ribas; vivian calazans open
Ribas; vivian calazans   openRibas; vivian calazans   open
Ribas; vivian calazans open
Acervo_DAC
 
Arte literária 2012 nota de aula 1 mast
Arte literária 2012 nota de aula 1 mastArte literária 2012 nota de aula 1 mast
Arte literária 2012 nota de aula 1 mast
Péricles Penuel
 
Conceito de arte
Conceito de arteConceito de arte
Conceito de arte
Jailson Carvalho
 
Elementos Para Leitura Da Imagem
Elementos Para Leitura Da ImagemElementos Para Leitura Da Imagem
Elementos Para Leitura Da Imagem
elizetearantes
 
Vamos falar de arte(1)
Vamos falar de arte(1)Vamos falar de arte(1)
Vamos falar de arte(1)
Luis Silva
 
HISTÓRIA SOCIALO DA ARTE papel social .pdf
HISTÓRIA SOCIALO DA ARTE papel social .pdfHISTÓRIA SOCIALO DA ARTE papel social .pdf
HISTÓRIA SOCIALO DA ARTE papel social .pdf
Universidade Dederal do Oeste do Pará
 
¡ATENÇÃO ARTE! imaginabilidade e legibilidade como estratégia de pertencim...
¡ATENÇÃO ARTE! imaginabilidade e legibilidade como estratégia de pertencim...¡ATENÇÃO ARTE! imaginabilidade e legibilidade como estratégia de pertencim...
¡ATENÇÃO ARTE! imaginabilidade e legibilidade como estratégia de pertencim...
MarcelaBelo1
 
357727624-Historia-Da-Arte-Aplicada-Ao-Turismo-Aula-02.pptx
357727624-Historia-Da-Arte-Aplicada-Ao-Turismo-Aula-02.pptx357727624-Historia-Da-Arte-Aplicada-Ao-Turismo-Aula-02.pptx
357727624-Historia-Da-Arte-Aplicada-Ao-Turismo-Aula-02.pptx
RecepoTuju
 

Semelhante a Aula 1 (1) (20)

O que é a arte
O que é a arteO que é a arte
O que é a arte
 
Arte 1 médio slide
Arte 1 médio slideArte 1 médio slide
Arte 1 médio slide
 
Marco operacional de artes e literatura
Marco operacional de artes e literaturaMarco operacional de artes e literatura
Marco operacional de artes e literatura
 
O que é arte?
O que é arte?O que é arte?
O que é arte?
 
Apostila de arte_artes_visuais_2014
Apostila de arte_artes_visuais_2014Apostila de arte_artes_visuais_2014
Apostila de arte_artes_visuais_2014
 
Apostila de arte_artes_visuais_2014
Apostila de arte_artes_visuais_2014Apostila de arte_artes_visuais_2014
Apostila de arte_artes_visuais_2014
 
Apostila de artes visuais 2014
Apostila de artes visuais 2014 Apostila de artes visuais 2014
Apostila de artes visuais 2014
 
Fund. filosóficos e sociológicos da arte nota 10,0
Fund. filosóficos e sociológicos da arte   nota 10,0Fund. filosóficos e sociológicos da arte   nota 10,0
Fund. filosóficos e sociológicos da arte nota 10,0
 
Arte e sua função - Alexandre Linares e Ana Paula Dibbern
Arte e sua função - Alexandre Linares e Ana Paula DibbernArte e sua função - Alexandre Linares e Ana Paula Dibbern
Arte e sua função - Alexandre Linares e Ana Paula Dibbern
 
Arte
ArteArte
Arte
 
Apostila de-artes-visuais (1)
Apostila de-artes-visuais (1)Apostila de-artes-visuais (1)
Apostila de-artes-visuais (1)
 
Arte (Academia ENEM).pptx
Arte (Academia ENEM).pptxArte (Academia ENEM).pptx
Arte (Academia ENEM).pptx
 
Ribas; vivian calazans open
Ribas; vivian calazans   openRibas; vivian calazans   open
Ribas; vivian calazans open
 
Arte literária 2012 nota de aula 1 mast
Arte literária 2012 nota de aula 1 mastArte literária 2012 nota de aula 1 mast
Arte literária 2012 nota de aula 1 mast
 
Conceito de arte
Conceito de arteConceito de arte
Conceito de arte
 
Elementos Para Leitura Da Imagem
Elementos Para Leitura Da ImagemElementos Para Leitura Da Imagem
Elementos Para Leitura Da Imagem
 
Vamos falar de arte(1)
Vamos falar de arte(1)Vamos falar de arte(1)
Vamos falar de arte(1)
 
HISTÓRIA SOCIALO DA ARTE papel social .pdf
HISTÓRIA SOCIALO DA ARTE papel social .pdfHISTÓRIA SOCIALO DA ARTE papel social .pdf
HISTÓRIA SOCIALO DA ARTE papel social .pdf
 
¡ATENÇÃO ARTE! imaginabilidade e legibilidade como estratégia de pertencim...
¡ATENÇÃO ARTE! imaginabilidade e legibilidade como estratégia de pertencim...¡ATENÇÃO ARTE! imaginabilidade e legibilidade como estratégia de pertencim...
¡ATENÇÃO ARTE! imaginabilidade e legibilidade como estratégia de pertencim...
 
357727624-Historia-Da-Arte-Aplicada-Ao-Turismo-Aula-02.pptx
357727624-Historia-Da-Arte-Aplicada-Ao-Turismo-Aula-02.pptx357727624-Historia-Da-Arte-Aplicada-Ao-Turismo-Aula-02.pptx
357727624-Historia-Da-Arte-Aplicada-Ao-Turismo-Aula-02.pptx
 

Aula 1 (1)

  • 1. Programa do Curso de História da Arte Objetivos: Identificar e reconhecer na leitura da imagem os elementos básicos da linguagem visual bem como a sua aplicação na análise e na compreensão de imagens passadas ou presentes. Identificar, por meio dos indícios, alguns elementos que auxiliem a interpretação da figura e sua contextualização histórica (social e política). A arte na história: refletir sobre a finalidade/funcionalidade da produção artística em seus diferentes períodos. Transmitir aos alunos conhecimentos da História da Arte, possibilitando o contato com o universo artístico do homem, dos primórdios da civilização a Idade Média. Elaborar registros pessoais para sistematização e assimilação das experiências Observar, estudar e compreender diferentes obras de artes visuais, artistas e movimentos artísticos.
  • 2. A imagem como linguagem artística. Exercitar e saber, por meio dos recursos compositivos, interpretarem uma imagem plástica visual e, nela reconhecer elementos que permitam a realização do contexto histórico a qual a mesma está inserida. A Arte na pré-história. Reconhecer os elementos artísticos da arte rupestre bem como a sua funcionalidade. Comparar, de maneira sucinta, as diferenças das quatro primeiras grandes civilizações: Mesopotâmia, Egito, China, Índia. Verificando, nelas, as principais características estéticas e sua importância dentro da sociedade. A Arte Mesopotâmica: identificar os elementos gráficos que definiram a Mesopotâmia como sendo o marco de uma nova fase na expressão humana “organizada”. Reconhecer nas produções “artísticas” a funcionalidade da arte no Egito, sua simbologia e suas regras representativas. Observar o uso, desde os primórdios, de uma perspectiva aérea na arte chinesa/japonesa. Observar a correlação entre movimento e sua representação na escultura e na dança indiana. Reconhecer, na Arte Grega/Romana a sistematização de uma convenção. Identificar nas obras, principalmente nas esculturas, a aplicação do ideal de Beleza. Reconhecer nas construções a relação das proporções matemáticas. Verificar a influência da arte Oriental na constituição de um novo “modelo”: a arte Cristã Primitiva e sua consolidação nos Períodos Românico e Gótico. Estabelecer correlacionar esses dois períodos e os acontecimentos históricos de fixação de uma nova filosofia: a cristã estabelecida por uma nova sociedade – a católica, apostólica e romana.
  • 3. Antes de iniciarmos o nosso estudo sobre as diferentes manifestações artísticas do homem através dos tempos é necessário compreendermos alguns pontos.
  • 4. • O homem não vive isolado, ele é fruto do meio em que vive. • O Homem comunica seus valores por meio de códigos e símbolos reconhecíveis. Cabe A arte: • Interpretar e transformar o mundo abstrato em algo que seja passível de compreensão. • Organizar o simbólico e, ao mesmo tempo apresentar um aspecto estético – belo. • A produção artística como a vemos hoje é algo que remonta o século XIV, até então a arte era funcional e como tal era prescindível para o homem. • A arte hoje é variável e muitas vezes inexplicável, mesmo assim ela continua sendo um fenômeno cultural que ajuda a definir e representar o homem como espécie. Pensando nesse aspecto é que devermos começar o nosso estudo sobre a Arte.
  • 5. O que você vê?
  • 6. • O que vejo é realmente o que entendo? ““IInn BBeedd””,, 22000000
  • 7.
  • 8. Possibilidades de compreensão e leitura Imagem: • Comunica – tem uma significação que é produzida com um sentido. • Dinâmica ou estática • O observador é seu co-autores • Sua civilização – modela o público que a fabricou • Representa algo para alguém – pode ser gráfica, plástica ou fotográfica, portanto ela é um signo. - SIGNO Þ tudo aquilo que representa outra coisa portanto é: algo que está no lugar de outra coisa Þ sua presença designa ou significa outra coisa, ausente, concreta ou abstrata. Pense na palavra árvore.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12. • Imagem → “...reune e coordena dentro de um limite diferentes categorias de signos... (...icônicos, analógicos), mas também signos plásticos (cores, formas,composição interna, textura) e a maior parte do tempo também signos lingüísticos (linguagem verbal). É sua relação, sua interação, que produz o sentido que aprendemos a decifrar mais ou menos conscientemente ...” (JOLY, 38)
  • 13.
  • 14.
  • 15. Imagem - Ideologia •Ideologia: modos pelos quais o significado (ou significação) contribui para manter as relações de dominação (EAGLETON, p.19) / modo de legitimação do poder de uma classe ou grupo social dominante Estratégias desse processo de legitimação: . promove crenças e valores compatíveis com o poder dominante . universalização de tais crenças, transformando-as em óbvias e inevitáveis -“Ideologia é mais uma questão de ‘discurso’ que de ‘linguagem’” / deve-se considerar quem, o que, com quem e com que finalidade estão falando ® contexto social “... a arte é, evidentemente, uma atividade ideológica e um produto ideológico.” “Na medida em que as pessoas, inclusive os artistas, estão social e historicamente situadas, e são membros de determinados grupos sociais, então, seu pensamento, inclusive suas idéias artísticas, é ideológico...” (WOLFF, p.80)
  • 16.
  • 17. Imagem como propaganda, ontem e hoje • É o resultado do processo de produção de significados, signos e valores na vida social; • É um veículo de comunicação que institui idéias e o modo de pensar de um grupo; • É o processo pelo qual a vida social é convertida em uma realidade natural; • É meio pelo qual os indivíduos vivenciam suas relações com uma estrutura social.