Estratágia de leitura a última crônica

2.815 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.815
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
157
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estratágia de leitura a última crônica

  1. 1. TEXTO TRABALHADO:TEXTO TRABALHADO:““A ÚLTIMA CRÔNICAA ÚLTIMA CRÔNICA””FERNANDO SABINOFERNANDO SABINOEstratégias de CompreensãoEstratégias de Compreensãoda Leiturada Leitura
  2. 2. ESTRATÉGIAS QUE SERÃO TRABALHADAS:ESTRATÉGIAS QUE SERÃO TRABALHADAS: ComparaçãoComparação dede informaçõesinformações ::aoaolongo da leitura comparando informaçõeslongo da leitura comparando informaçõesadvindas do texto, de outros textos e doadvindas do texto, de outros textos e doconhecimento de mundo do discente, deconhecimento de mundo do discente, demaneira a construir os sentidos do textomaneira a construir os sentidos do textoque está lendo.que está lendo. Generalização:Generalização: conclusões gerais apósconclusões gerais apósanálise de informações resultante da leituraanálise de informações resultante da leitura(síntese).(síntese).
  3. 3. Comparação de informaçõesComparação de informaçõesLLEITURA COLABORATIVAEITURA COLABORATIVA(ANTECIPAÇÃO / INDUTIVA)(ANTECIPAÇÃO / INDUTIVA)
  4. 4. 1ª1ª etapaetapa::Leitura dirigida do texto, feita peloLeitura dirigida do texto, feita peloprofessor.professor.
  5. 5. 2ª2ª etapaetapa:: ANÁLISE DO TÍTULO.ANÁLISE DO TÍTULO.Por que o texto tem esse nome “Por que o texto tem esse nome “AAúltima crônicaúltima crônica”?”?O que ele sugere?O que ele sugere?
  6. 6. 3ª3ª etapaetapa:: ANÁLISE DO PRIMEIRO PARÁGRAFO.ANÁLISE DO PRIMEIRO PARÁGRAFO.⇒ Onde se passa a história?Onde se passa a história?⇒ Situe-o geograficamente.Situe-o geograficamente.⇒ => O que narrador faz neste=> O que narrador faz nestelugar?lugar?
  7. 7. ANÁLISE DO SEGUNDO PARÁGRAFO.ANÁLISE DO SEGUNDO PARÁGRAFO.
  8. 8. 4ª4ª etapaetapa:: No trecho:No trecho:““Ao fundo do botequim um casal deAo fundo do botequim um casal depretos acaba de sentar-se, numapretos acaba de sentar-se, numadas últimas mesas...”das últimas mesas...”⇒ Que termo usado pelo autor tem tomQue termo usado pelo autor tem tompejorativo?pejorativo?⇒ Qual foi a intenção do autor ao narrarQual foi a intenção do autor ao narrarque o casal sentou ao fundo doque o casal sentou ao fundo dobotequim?botequim?
  9. 9.  5ª etapa:5ª etapa:No trecho:No trecho:““A compostura da humildade, na contenção deA compostura da humildade, na contenção degestos e palavras, deixa-se acrescentar pelagestos e palavras, deixa-se acrescentar pelapresença de uma negrinha de seus três anos,presença de uma negrinha de seus três anos,laço na cabeça, toda arrumadinha no vestidolaço na cabeça, toda arrumadinha no vestidopobre...”pobre...”⇒ Que diferença há entre os termos usados pelo autorQue diferença há entre os termos usados pelo autorao referir-se ao casal e a menina?ao referir-se ao casal e a menina?⇒ Ainda de acordo com o trecho acima citado quaisAinda de acordo com o trecho acima citado quaissão os termos que denotam claramente a classesão os termos que denotam claramente a classesocial que pertence a família?social que pertence a família?⇒ Que sentimentos o autor expressa para com aQue sentimentos o autor expressa para com apersonagem-menina, ao usar os diminutivos-personagem-menina, ao usar os diminutivos-arrumadinha, negrinha, menininha, fitinha?arrumadinha, negrinha, menininha, fitinha?
  10. 10. o 6ª etapa:6ª etapa:No trecho:No trecho:““Três seres esquivos que compõem emTrês seres esquivos que compõem emtorno à mesa a instituição tradicional datorno à mesa a instituição tradicional dafamília, célula da sociedade. Vejo,família, célula da sociedade. Vejo,porém, que se preparam para algo maisporém, que se preparam para algo maisque matar a fome”.que matar a fome”.=>Quem são esses “=>Quem são esses “três esquivostrês esquivos”?”?Levante hipóteses a respeito do que elesLevante hipóteses a respeito do que elesestão fazendo ali.estão fazendo ali.
  11. 11. ANÁLISE DO TERCEIRO PARÁGRAFO.ANÁLISE DO TERCEIRO PARÁGRAFO.
  12. 12. 7ª etapa7ª etapa::““O pai, depois de contar o dinheiroO pai, depois de contar o dinheiroque discretamente retirou do bolso,que discretamente retirou do bolso,aborda o garçom...”aborda o garçom...”⇒ Por que o pai conta o dinheiro antes dePor que o pai conta o dinheiro antes defazer o pedido ao garçom?fazer o pedido ao garçom?⇒ Qual será o pedido que ele fará aoQual será o pedido que ele fará aogarçom?garçom?
  13. 13. 8ª etapa8ª etapa::““... e aponta no balcão um pedaço de... e aponta no balcão um pedaço debolo sob a redoma. A mãe limita-se abolo sob a redoma. A mãe limita-se aficar olhando imóvel, vagamenteficar olhando imóvel, vagamenteansiosa, como se aguardasse aansiosa, como se aguardasse aaprovação do garçom.”aprovação do garçom.”⇒ Por que o garçom não aprovaria oPor que o garçom não aprovaria opedido do pai?pedido do pai?
  14. 14. ANÁLISE DO QUARTO PARÁGRAFO.ANÁLISE DO QUARTO PARÁGRAFO.
  15. 15. 9ª etapa9ª etapa::““O homem atrás do balcão apanha a porção doO homem atrás do balcão apanha a porção dobolo com a mão, larga-o no pratinho- um bolobolo com a mão, larga-o no pratinho- um bolosimples, amarelo- escuro, apenas uma pequenasimples, amarelo- escuro, apenas uma pequenafatia triangular. A negrinha, contida na suafatia triangular. A negrinha, contida na suaexpectativa , olha a garrafa de Coca- Cola e oexpectativa , olha a garrafa de Coca- Cola e opratinho que o garçom deixou à sua frente. Porpratinho que o garçom deixou à sua frente. Porque não começa a comer?”que não começa a comer?”⇒ Observe que ao descrever a cena que estáObserve que ao descrever a cena que estádiante dos olhos, o narrador-personagemdiante dos olhos, o narrador-personagemquestiona:questiona: por que não começa a comerpor que não começa a comer??
  16. 16. ANÁLISE DO QUINTO PARÁGRAFO.ANÁLISE DO QUINTO PARÁGRAFO.
  17. 17. 10ª etapa:10ª etapa:““O pai corre os olhos pelo botequimO pai corre os olhos pelo botequimsatisfeito, como a se convencersatisfeito, como a se convencerintimamente do sucesso da celebração”.intimamente do sucesso da celebração”.⇒ Por que o pai se sente satisfeito?Por que o pai se sente satisfeito?
  18. 18.  11ª etapa11ª etapa::““Dá comigo de súbito, a observá-lo, nossosDá comigo de súbito, a observá-lo, nossosolhos se encontram, ele se perturba,olhos se encontram, ele se perturba,constrangido- vacila, ameaça abaixar a cabeça,constrangido- vacila, ameaça abaixar a cabeça,mas acaba sustentando o olhar e enfim se abremas acaba sustentando o olhar e enfim se abreum sorriso”.um sorriso”.=> Levante hipóteses: por que o pai no=> Levante hipóteses: por que o pai noprimeiro momento ameaça abaixar aprimeiro momento ameaça abaixar acabeça?cabeça?=> Explique o que sentiu o narrador-=> Explique o que sentiu o narrador-personagem quando o pai sorri para ele.personagem quando o pai sorri para ele.
  19. 19. GENERALIZAÇÃO:GENERALIZAÇÃO: Levantamento das palavras-chave do texto.Levantamento das palavras-chave do texto. Produção da síntese do texto.Produção da síntese do texto. Síntese do texto através da linguagem não-Síntese do texto através da linguagem não-verbal( SITUAÇÃOverbal( SITUAÇÃOINICIAL,DESENVOLVIMENTO, CONFLITO,INICIAL,DESENVOLVIMENTO, CONFLITO,CLÍMAX E DESFECHO).CLÍMAX E DESFECHO). Esquema.Esquema.
  20. 20. PRODUÇÃO TEXTUAL:PRODUÇÃO TEXTUAL: Reescrita do texto mudando o foco dosReescrita do texto mudando o foco dospersonagens: a família passa a pertencer apersonagens: a família passa a pertencer aalta classe social e o narrador- personagemalta classe social e o narrador- personagemassume as características atribuídas aassume as características atribuídas afamília. Mudando assim, o desfecho dafamília. Mudando assim, o desfecho dahistória.história.

×