G 3 - Os Tecidos - 1º D

2.059 visualizações

Publicada em

Seminário - 1º Ano/2010

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.059
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
58
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
67
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

G 3 - Os Tecidos - 1º D

  1. 1. Os Tecidos Alunos(as): Amanda Pereira nº01, Camila Brito nº05, Joyce Pereira nº17, Lidiane nº21, Renata nº29.
  2. 2. Tecidos são grupos de células especializadas na realização de determinadas funções. Eles constituem os órgãos, que se interligam funcional e estruturalmente para formar os sistemas.
  3. 3. Pela diferenciação, a partir do zigoto, surgem os muitos tipos celulares do indivíduo adulto. As células que sofrem diferenciação se modificam, adquirindo novas características, tornando-se especializadas, por exemplo, a síntese de algumas substancias.
  4. 4. A principal característica do tecido é a sua adaptação para a execução de suas funções. Exemplos: - O tecido ósseo, sólido e resistente é adaptado para garantir a sustentação do corpo. - O sangue é um tecido líquido que garante o transporte de um grande numero de substâncias.
  5. 5. Tecido ósseo Tecido muscular Tecido conjuntivo fibroso Tecido adiposo
  6. 6. 1. Tecido epitelial: tem células justapostas, unidas por uma fina camada de substância cimentada.
  7. 7. 2. Tecido conjuntivo: tem predomínio de substância fundamental, intercelular, de consistência gelatinosa, onde as fibras se distribuem. È constituído por vários tipos de células.
  8. 8. 3.Tecido muscular: tem fibras musculares, que são alongadas, com capacidade de contração.
  9. 9. 4.Tecido nervoso: tem células, os neurônios, com longas ramificações, que transmitem o impulso nervoso.
  10. 10. São basicamente tecidos de revestimento e proteção do organismo. Eles recobrem todo o corpo dos animais e forram internamente cavidades e canais de diferentes órgãos, nos quais desempenham inúmeras funções: podem absorver alimentos, trocar gases respiratórios, eliminar excretas, arrastar substancias por meio de batimento ciliar, etc. Os epitélios não apresentam vascularização; apresentam uma polaridade nítida.
  11. 11. Os epitélios são classificados segundo diferentes critérios: forma das células, numero de camadas celulares e função.  Pavimentoso: células achatadas, facilita trocas. Exemplo: alvéolos pulmonares.  Estratificado: varias camadas celulares, protege. Exemplo: epiderme e esôfago.  Pseudo-estratificado (cilíndrico): aparentemente varias camadas, revestimento. Exemplo: traquéia.  Simples cúbico: células cúbicas, revestimentos simples. Exemplo: canais de glândulas, cristalinos.  Simples cilíndrico (prismático): células prismáticas, altas, revestimentos simples. Exemplo: intestino.
  12. 12.  Endotélio: células achatadas mais de espessura variável, facilita as trocas. Exemplo: capilares sanguíneos.
  13. 13. A epiderme é um epitélio que recobre a derme. Ela tem varias camadas celulares. A mais profunda, viva, o estrato germinativo.
  14. 14. Células epidermais formam um longo tubo enrolado na profundidade da derme, constituindo uma glândula Sudorípara, produtora de suor. Essa glândula tubulosa tem paredes simples, cujas células, ao remover água da derme, provocam a perda de calor, o que contribui para a manutenção de uma temperatura corporal constante. As células das glândulas sudoríparas tem seus protoplasmas preservados, De modo que não necessitam de regeneração celular.
  15. 15. Junto ao folículo piloso, o canal que abriga o pêlo, as células epidermais podem originar uma glândula SEBÁCEA. Ela é formada por um grupo de ácinos (alvéolos), esféricos, cujas células produzem uma secreção gordurosa. Nessas glândulas, a secreção implica a total desintegração do protoplasma, com a consequente morte das células.
  16. 16. Originam-se de células epiteliais que se organizam, formando canais para eliminar suas secreções (glândulas exócrinas), ou que se isolam do epitélio e, sem canais, lançam suas secreções, os hormônios, diretamente na corrente sanguínea. Estas últimas são as glândulas endócrinas. As glândulas mamárias, da pele dos mamíferos, são do tipo tubulosa composta, formado por conjuntos de túbulos.
  17. 17. Tipos Características Produto Exemplo Unicelular Uma célula secretora muco Caliciforme (mucosas) Tubulosa Tubo simples ou ramificado Suor, suco gástrico Sudoríparas, gástricas Acinosa Com ácinos, de forma esférica Sebo Sebáceas Apócrinas Perda parcial de células secretoras Leite Mamárias

×