SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 68
Baixar para ler offline
1
Compressores
Fatores que intervém na seleção do compressor:
1. Capacidade
2. Temperatura do Evaporador
3. Temperatura de Condensação
4. Refrigerantes
5. Sub-resfriamento do refrigerante
6. Superaquecimento do refrigerante
7. Queda de pressão nos tubos de refrigeração
8. Limite de Funcionamento
9. Dissipação de Calor
2
Compressores
1. Capacidade
Quantidade de calor que deve ser transferido do evaporador (Qo)
2. Temperatura do Evaporador
Quanto menor a temperatura, maior a taxa de compressão e maior
a potência necessária.
3. Temperatura de Condensação
Quanto maior a temperatura, maior a potência necessária, maior a
temperatura final de compressão do refrigerante
3
Compressores
Temperaturas de Descarga seguindo compressão isentrópica
Recíproco
4
Compressores
Trabalho de compressão versus Temperatura de Condensação
Recíproco
5
Compressores
Curvas de Eficiência de um Compressor Centrífugo
Centrífugo
6
Compressores
4. Refrigerantes
Limitam a temperatura de evaporação em função de suas
propriedades.
5. Sub-resfriamento do refrigerante
Aumenta o Efeito Frigorífico (E.F.) reduzindo o percentual de líquido
evaporado durante a expansão e garante a eficiência de projeto da
válvula de expansão.
6. Superaquecimento do refrigerante
Aumenta levemente o E.F. (0,3% a 1%). Garante a sucção de
somente vapor superaquecido.
7
Compressores
7. Queda de pressão nos tubos de refrigeração
Em níveis normais, uma perda de equivalente a 1,1°C na tubulação
é admissível.
8. Limite de Funcionamento
O fabricante do compressor normalmente especifica os limites de
funcionamento da unidade (tabelas, gráficos – envelope). Podem
haver limitações na temperatura de sucção, superaquecimento,
relação de compressão, temperatura de descarga, velocidade do
compressor, potência absorvida e refrigeração do motor.
9. Dissipação de Calor
Depende da potência útil do compressor nas condições de
funcionamento menos o calor transferido ao ar ambiente, à camisa
de água ou ao óleo durante a compressão.
8
Seleção de Compressores
SABROE
http://compweb.sabroe.com/compweb/
BITZER
http://www.bitzer.com.br/htmls/download5.htm
EMERSON CLIMATE
http://www.emersonclimate.com/en-
US/resources/calculators/Pages/Calculators.aspx
9
Compressores Recíprocos
Funcionamento de
compressores alternativos
10
Compressores Recíprocos
11
Compressores Recíprocos
Molas Voluta
12
Compressores Recíprocos
13
Compressores Recíprocos
14
Compressores Recíprocos
15
Compressores Recíprocos
16
Compressores Recíprocos
17
Compressores Recíprocos
18
Compressores Recíprocos
19
Compressores Recíprocos
Montagem de Compressor
SABROE SMC 104
20
Compressores Recíprocos
Controle de Pressão
- Alta
- Baixa
21
Compressores Recíprocos
Cabeçote de segurança
- Evitar golpe de líquido
22
Compressores Recíprocos
Controle de capacidade
- Por espaço nocivo
- Por by-pass
23
Compressores Recíprocos
Controle de capacidade - Carlyle
24
Compressores Recíprocos
Controle de capacidade - Copeland
25
Compressores Recíprocos
Controle de capacidade - SABROE
26
Compressores Recíprocos
Limites de Funcionamento
27
Compressores Recíprocos
28
Compressores Recíprocos
29
Compressores Recíprocos
30
Compressores Recíprocos
31
Compressores Recíprocos
Condições Evaporador:
- Potência Frigorífica = 108.000 kcal/h
- Temperatura = -1,1 °C
- Superaquecimento = 11,1 °C
- Queda de Pressão no tubulação de sucção = ∆P = 0,14 kgf/cm²
Condições Condensador:
- Temperatura de Condensação = 40,5 °C
- Temperatura de Sub-resfriamento = 2,77 ºC
Condições do Compressor:
- Rotação n = 1850 rpm
- Tensão Disponível:
- Resfriamento: a água, injeção de refrigerante
32
33
Compressores Recíprocos
Herméticos
Circuito de Refrigeração
34
Cruzeta
Biela - Manivela
Compressores Recíprocos
Herméticos
35
Compressores Recíprocos Semi -
Herméticos
Vídeo Bitzer
36
Compressores Recíprocos
Lucas Benini
37
Compressores Recíprocos
38
Compressores Recíprocos
39
Compressores Recíprocos
40
Compressores Recíprocos
41
Compressores Recíprocos
42
Compressores Recíprocos
43
Compressores Recíprocos
44
Compressores Recíprocos
45
Compressores Recíprocos
46
Compressores Recíprocos
47
Compressores Recíprocos
48
Compressores Recíprocos
49
Compressores Recíprocos
50
Compressores Recíprocos
51
Compressores Recíprocos
52
Compressores Recíprocos
53
Compressores Recíprocos
54
Compressores Recíprocos
55
Compressores Recíprocos
56
Compressores Recíprocos
57
Compressores Parafuso
Funcionamento
Vídeo Bitzer
58
Compressores Parafuso
Controle de Capacidade
Vídeo Bitzer
59
Compressores Parafuso
Controle de
Capacidade
60
Compressores Parafuso
Controle de
Capacidade
61
Compressores Parafuso
Simples
Compressão
62
Compressores Parafuso
Simples
Compressão
63
Compressores Parafuso
Filtro
O DEMISTER é um conjunto de telas que aumentam a eficiência de
separação, porque as gotículas ao se chocarem contra as malhas das
telas, aumentam de tamanho e caem sob ação da gravidade
Vídeo Bitzer
64
Compressores Parafuso
Filtro
Os filtros coalescentes de remoção de partículas em suspensão são
compostos de um conjunto de obstáculos projetados para maximizar o
efeito dos três processos de coalescência.
Os filtros coalescentes direcionam o fluxo de ar de dentro para fora.
Os contaminantes são capturados na malha do filtro e reunidos em
gotículas maiores através de colisões com as microfibras de borosilicato.
Por fim, essas gotículas passam para o lado externo do tubo do
elemento filtrante, onde são agrupadas e drenadas pela ação da
gravidade.
65
Compressores Parafuso
Lubrificação
Vídeo Bitzer
66
Compressores Parafuso
Taxa de
Compressão
67
Compressores Parafuso
Temperatura de
Descarga
68
Compressores Parafuso
Temperatura de
Descarga
Pressões durante admissão,
compressão e descarga para
Linha de descarga com:
a) Mesma pressão
b) Com pressão maior
c) Com pressão menor

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (17)

Compressores manutenção
Compressores manutençãoCompressores manutenção
Compressores manutenção
 
06a compressores
06a compressores06a compressores
06a compressores
 
Compressores e Reservatórios de Ar
Compressores e Reservatórios de ArCompressores e Reservatórios de Ar
Compressores e Reservatórios de Ar
 
Aula compressores 2 s 2015
Aula compressores 2 s 2015Aula compressores 2 s 2015
Aula compressores 2 s 2015
 
Manual de aplicação de compressores EMBRACO
Manual de aplicação de compressores EMBRACOManual de aplicação de compressores EMBRACO
Manual de aplicação de compressores EMBRACO
 
Pneumática - Principios
Pneumática - PrincipiosPneumática - Principios
Pneumática - Principios
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho
 
Manual pneumatica ar_comprimido 2
Manual pneumatica ar_comprimido 2Manual pneumatica ar_comprimido 2
Manual pneumatica ar_comprimido 2
 
TRABALHO DE PNEUMATICA
TRABALHO DE PNEUMATICATRABALHO DE PNEUMATICA
TRABALHO DE PNEUMATICA
 
pneumatica
pneumaticapneumatica
pneumatica
 
Manual de aplicação de compressores embraco 2
Manual de aplicação de compressores embraco 2Manual de aplicação de compressores embraco 2
Manual de aplicação de compressores embraco 2
 
Hidráulica e pneumática
Hidráulica e pneumáticaHidráulica e pneumática
Hidráulica e pneumática
 
Um novo modelo de compressor de parafuso para a simulação do sistema de refri...
Um novo modelo de compressor de parafuso para a simulação do sistema de refri...Um novo modelo de compressor de parafuso para a simulação do sistema de refri...
Um novo modelo de compressor de parafuso para a simulação do sistema de refri...
 
Introdução à pneumática
Introdução à pneumáticaIntrodução à pneumática
Introdução à pneumática
 
Compressores Lubrificados
Compressores LubrificadosCompressores Lubrificados
Compressores Lubrificados
 
Compressores
Compressores Compressores
Compressores
 
Bombas e compressores
Bombas e compressoresBombas e compressores
Bombas e compressores
 

Semelhante a 06b compressores

Controle Superaquecimento
Controle SuperaquecimentoControle Superaquecimento
Controle SuperaquecimentoEver
 
Reguladordecapacidade
ReguladordecapacidadeReguladordecapacidade
ReguladordecapacidadeMarco Ramos
 
MANUAL SERVIÇO COMPRESSOR.pdf
MANUAL SERVIÇO COMPRESSOR.pdfMANUAL SERVIÇO COMPRESSOR.pdf
MANUAL SERVIÇO COMPRESSOR.pdfErisson4
 
Sistema de alimentacao
Sistema de alimentacaoSistema de alimentacao
Sistema de alimentacaoVMarochi
 
Unicold - Climatização de data center SDX
Unicold - Climatização de data center SDXUnicold - Climatização de data center SDX
Unicold - Climatização de data center SDXGilson Bertini
 
Manual instalacao-operacao-compressores-condensadoras-elgin
Manual instalacao-operacao-compressores-condensadoras-elginManual instalacao-operacao-compressores-condensadoras-elgin
Manual instalacao-operacao-compressores-condensadoras-elginandydurdem
 
Cpvs product presentation
Cpvs product presentationCpvs product presentation
Cpvs product presentationjrcompressores
 
Catálogode condensadoras
Catálogode condensadorasCatálogode condensadoras
Catálogode condensadorasDaniel Engmek
 
Motores de Combustão Interna SI e CI.pdf
Motores de Combustão Interna SI e CI.pdfMotores de Combustão Interna SI e CI.pdf
Motores de Combustão Interna SI e CI.pdfCaltonBlend
 
Manaul de serviço cbr600 f(3) (2001~) arrefeci
Manaul de serviço cbr600 f(3) (2001~) arrefeciManaul de serviço cbr600 f(3) (2001~) arrefeci
Manaul de serviço cbr600 f(3) (2001~) arrefeciThiago Huari
 
Manualpneumatica arcomprimido
Manualpneumatica arcomprimidoManualpneumatica arcomprimido
Manualpneumatica arcomprimidoTamara Félix
 

Semelhante a 06b compressores (20)

Controle Superaquecimento
Controle SuperaquecimentoControle Superaquecimento
Controle Superaquecimento
 
Catalogo embraco
Catalogo embracoCatalogo embraco
Catalogo embraco
 
Reguladordecapacidade
ReguladordecapacidadeReguladordecapacidade
Reguladordecapacidade
 
Sistema booster
Sistema boosterSistema booster
Sistema booster
 
MANUAL SERVIÇO COMPRESSOR.pdf
MANUAL SERVIÇO COMPRESSOR.pdfMANUAL SERVIÇO COMPRESSOR.pdf
MANUAL SERVIÇO COMPRESSOR.pdf
 
02 ciclo saturado simples
02 ciclo saturado simples02 ciclo saturado simples
02 ciclo saturado simples
 
Sistema de alimentacao
Sistema de alimentacaoSistema de alimentacao
Sistema de alimentacao
 
Aula 3
Aula 3Aula 3
Aula 3
 
Iveco euro 3 bosch ms6
Iveco euro 3 bosch ms6Iveco euro 3 bosch ms6
Iveco euro 3 bosch ms6
 
UFCD 8660 .pptx
UFCD 8660 .pptxUFCD 8660 .pptx
UFCD 8660 .pptx
 
Unicold - Climatização de data center SDX
Unicold - Climatização de data center SDXUnicold - Climatização de data center SDX
Unicold - Climatização de data center SDX
 
spray_evapo2019.pdf
spray_evapo2019.pdfspray_evapo2019.pdf
spray_evapo2019.pdf
 
Manual instalacao-operacao-compressores-condensadoras-elgin
Manual instalacao-operacao-compressores-condensadoras-elginManual instalacao-operacao-compressores-condensadoras-elgin
Manual instalacao-operacao-compressores-condensadoras-elgin
 
Cpvs product presentation
Cpvs product presentationCpvs product presentation
Cpvs product presentation
 
Curso compressores
Curso compressoresCurso compressores
Curso compressores
 
Catálogode condensadoras
Catálogode condensadorasCatálogode condensadoras
Catálogode condensadoras
 
Shp aula - componentes
Shp   aula - componentesShp   aula - componentes
Shp aula - componentes
 
Motores de Combustão Interna SI e CI.pdf
Motores de Combustão Interna SI e CI.pdfMotores de Combustão Interna SI e CI.pdf
Motores de Combustão Interna SI e CI.pdf
 
Manaul de serviço cbr600 f(3) (2001~) arrefeci
Manaul de serviço cbr600 f(3) (2001~) arrefeciManaul de serviço cbr600 f(3) (2001~) arrefeci
Manaul de serviço cbr600 f(3) (2001~) arrefeci
 
Manualpneumatica arcomprimido
Manualpneumatica arcomprimidoManualpneumatica arcomprimido
Manualpneumatica arcomprimido
 

Mais de Luiz Carlos Martinelli Júnior

Recomendações de projeto para operação segura de sistemas de amonia
Recomendações de projeto para operação segura de sistemas de amoniaRecomendações de projeto para operação segura de sistemas de amonia
Recomendações de projeto para operação segura de sistemas de amoniaLuiz Carlos Martinelli Júnior
 

Mais de Luiz Carlos Martinelli Júnior (20)

2015 09 Power Engineering
2015 09 Power Engineering2015 09 Power Engineering
2015 09 Power Engineering
 
2015 08 Power Engineering
2015 08 Power Engineering2015 08 Power Engineering
2015 08 Power Engineering
 
2016 02 Power Engineering
2016 02 Power Engineering2016 02 Power Engineering
2016 02 Power Engineering
 
2015 11 12 Cogeneration & On-Site Power Production
2015 11 12 Cogeneration & On-Site Power Production2015 11 12 Cogeneration & On-Site Power Production
2015 11 12 Cogeneration & On-Site Power Production
 
2015 11 Power Magazine
2015 11 Power Magazine2015 11 Power Magazine
2015 11 Power Magazine
 
York Projeto Camaras Frias
York Projeto Camaras FriasYork Projeto Camaras Frias
York Projeto Camaras Frias
 
Refrigeration Piping Handbook Dupont
Refrigeration Piping Handbook DupontRefrigeration Piping Handbook Dupont
Refrigeration Piping Handbook Dupont
 
Recomendações de projeto para operação segura de sistemas de amonia
Recomendações de projeto para operação segura de sistemas de amoniaRecomendações de projeto para operação segura de sistemas de amonia
Recomendações de projeto para operação segura de sistemas de amonia
 
Válvulas Termostáticas
Válvulas TermostáticasVálvulas Termostáticas
Válvulas Termostáticas
 
Gv 12 combustão
Gv 12 combustãoGv 12 combustão
Gv 12 combustão
 
Gv 11 cogeração
Gv 11 cogeraçãoGv 11 cogeração
Gv 11 cogeração
 
Gv 10 tratamento de água
Gv 10 tratamento de águaGv 10 tratamento de água
Gv 10 tratamento de água
 
Gv 09 válvulas de segurança
Gv 09 válvulas de segurançaGv 09 válvulas de segurança
Gv 09 válvulas de segurança
 
Gv 07.2 prevenção explosões
Gv 07.2 prevenção explosõesGv 07.2 prevenção explosões
Gv 07.2 prevenção explosões
 
Gv 08 purgadores
Gv 08 purgadoresGv 08 purgadores
Gv 08 purgadores
 
Gv 06 regulagem e controle 2
Gv 06 regulagem e controle 2Gv 06 regulagem e controle 2
Gv 06 regulagem e controle 2
 
Gv 07.1 prevenção explosões
Gv 07.1 prevenção explosõesGv 07.1 prevenção explosões
Gv 07.1 prevenção explosões
 
Gv 05 operação de caldeiras
Gv 05 operação de caldeirasGv 05 operação de caldeiras
Gv 05 operação de caldeiras
 
Gv 01 fotos
Gv 01 fotosGv 01 fotos
Gv 01 fotos
 
Gv 03 caldeiras componentes
Gv 03 caldeiras componentesGv 03 caldeiras componentes
Gv 03 caldeiras componentes
 

Último

atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 

Último (20)

atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 

06b compressores