Catalizadores quimicos

7.377 visualizações

Publicada em

catalizadores químicos

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Catalizadores quimicos

  1. 1. ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PROFESSORA ZÉLIA SCHARF LAYLIS AMANDA ROSA CATALIZADORES QUÍMICOS JUNHO 2014 CHAPECÓ (SC) CATALISADORES Página 1
  2. 2. INTRODUÇÃO Neste trabalho, será falado um pouco sobre catalisadores químicos, de quando são datados os primeiros usos de catalisadores, onde são utilizados e encontrados, em quais reações químicas podem ser observados, os tipos de catalises químicos, qual o principal elemento catalisador em que forma ele é encontrada etc. O que são inibidores de catalisador e um exemplo para melhor compreendimento. CATALISADORES Página 2
  3. 3. Catalisadores O hidrogênio e o oxigênio gasosos são à temperatura ambiente, mas reagem rapidamente quando expostos à platina (catalisador da reação). Os usos de catalisadores são parte importante da constante busca por novas formas de aumentar o rendimento dos produtos, obtidos em de reações químicas. As primeiras menções de catalisadores datam de dois mil anos atrás, quando os fabricantes de vinhos, pães e queijos descobriram que era necessário adicionar uma pequena quantidade da partida anterior para fazer um novo lote de um desses produtos. Catalisador é uma substância que atua em uma reação, alterando sua velocidade seja positiva ou negativamente, sem ser consumido, durante o processo. Se forem misturadas apenas as substâncias H2 e O2, não haverá reação de formação de água. Entretanto, se for introduzida uma grade de platina, a reação se tornará praticamente instantânea, sem que sofra qualquer alteração. Nesse processo, dizemos que a platina é um catalisador, uma substância que pode aumentar a velocidade da reação, sem que seja consumida no processo. O mecanismo geral da catálise Os químicos chamam de catálise o processo que participa um catalisador. Na catálise, o aumento da velocidade é explicado pelo fato de o catalisador gerar um caminho alternativo para que a reação ocorra com menor consumo de energia. Em outras palavras, o catalisador torna a reação mais fácil. Porém a energia de ativação é um obstáculo para a ocorrência da reação. Fica evidente o principal papel do catalisador: facilitar a reação porque diminui a energia de ativação. Platina (Pt) Durante muito tempo, a platina foi usada somente para falsificação de outros metais nobres. Atualmente, ela é usada principalmente na produção de catalisadores, pois ela acelera algumas reações, especialmente de conversores catalíticos de escapamentos CATALISADORES Página 3
  4. 4. dos veículos, que têm a função de transformar gases poluentes liberados na combustão dos combustíveis em gases não tóxicos. Inibidores de Catalisador Em algumas situações é mais interessante que a reação se processe de forma mais lenta; como, por exemplo, quando se quer determinar a velocidade de reações muito rápidas. Para conseguir tal façanha, controlando e estudando essas reações, costuma-se adicionar uma substância que torna as reações mais lentas, que são denominadas inibidores, venenos ou anticatalisadores. Essas espécies químicas se combinam com o catalisador, anulando ou diminuindo sua ação. O mecanismo de ação do catalisador é diminuir a energia de ativação, facilitando o processo da reação e aumentando sua velocidade. Já os inibidores agem de modo inverso, o que significa que eles aumentam a energia de ativação necessária para os reagentes atingirem o complexo ativado. O arsênico (As) tem a função na reação de Haber-Bosch, reação bastante utilizada na indústria para a produção da amônia, utilizando o ferro (Fe(s)) como catalisador. Assim, a eficiência do ferro se torna muito pequena na presença do arsênico, que o inibe. Tipos de catálise: homogênea e heterogênea Dependendo do número de fases presentes, as catálises classificam-se em: Catálise homogênea O catalisador e os reagentes formam um sistema homogêneo, ou seja, constituem uma única fase. É o caso, por exemplo, do que ocorre no processo: CATALISADORES Página 4
  5. 5. Catálise heterogênea O catalisador e os reagentes formam um sistema com várias fases. Nesses processos geralmente o catalisador é sólido. Alguns exemplos de catalisadores:  A alumina (Al2O3) é utilizada na desidratação de álcoois.  Elementos como prata (Ag), cobre (Cu), platina (Pt), ferro (Fe), níquel (Ni) e seus óxidos, bem como o dióxido de manganês (MnO2), são utilizados em reações de oxidação.  O fosfato de níquel, o cálcio e o óxido de crômio catalisam a desidrogenação de um derivado de petróleo chamado butano. Esse processo é usado na formação do butadieno industrial que, por sua vez, é empregado na produção de borracha sintética. CATALISADORES Página 5
  6. 6. CONCLUSÃO Conclui com este trabalho, que catalisadores existem há muito tempo, pois datam de dois mil anos atrás, e que hoje em dia são muito utilizados na indústria, principalmente na automobilística, onde são utilizados para fazerem o carro não gerar gases tóxicos e que em algumas vezes quando desejado ver o tempo de reação de alguma substancia são usados inibidores de catalisadores, para que o processo ocorra de forma mais lenta e de melhor visualização. CATALISADORES Página 6
  7. 7. REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS http://www.crq4.org.br/quimica_viva__catalisadores http://www.infoescola.com/quimica/catalisadores/ http://www.brasilescola.com/quimica/catalise-catalisador.htm http://pt.wikipedia.org/wiki/Catalisador http://www.brasilescola.com/quimica/inibidores-catalisador.htm CATALISADORES Página 7

×