Poema: Desejos     Autor: Luiz Gonzaga PinheiroMúsica: Forever you and I
Eu queria realmente e irreverentemente, poisjamais tive vocação para o pieguismo, ser alguém                  que auxilia.
Queria levar um verso que provocasse o inverso            do descontentamento.
Queria levar o afeto que acalmasse o desafeto           do meu amado pastor.
E queria ser a crença que abafasse adescrença do homem pobre e sofredor.
Mas ai de mim tão atrasado, que o que realmente edescaradamente faço é ser infiel a quem me é fiel.
É ter incerteza da própria certeza
Daquele que é meu verso e de mim tão diverso:            o meu amado senhor.
•    Formatação: o caçador de imagens
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Os desejos

310 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Os desejos

  1. 1. Poema: Desejos Autor: Luiz Gonzaga PinheiroMúsica: Forever you and I
  2. 2. Eu queria realmente e irreverentemente, poisjamais tive vocação para o pieguismo, ser alguém que auxilia.
  3. 3. Queria levar um verso que provocasse o inverso do descontentamento.
  4. 4. Queria levar o afeto que acalmasse o desafeto do meu amado pastor.
  5. 5. E queria ser a crença que abafasse adescrença do homem pobre e sofredor.
  6. 6. Mas ai de mim tão atrasado, que o que realmente edescaradamente faço é ser infiel a quem me é fiel.
  7. 7. É ter incerteza da própria certeza
  8. 8. Daquele que é meu verso e de mim tão diverso: o meu amado senhor.
  9. 9. • Formatação: o caçador de imagens

×