Gestão estratégica de custo

10.797 visualizações

Publicada em

Palestra sobre “Custos e Formação de Preços”, sobre “Gestão Estratégica de Custos” como um conceito que se fundamenta nas premissas de planejamento e qualidade e se firma como ferramenta de controle e “Formação de Preços”, num ambiente de competitividade em que a empresa deve compor e acompanhar a performance de suas margens, visando a criação de valor.

Publicada em: Negócios

Gestão estratégica de custo

  1. 1. GESTÃO DE CUSTOS EFORMAÇÃO DE PREÇOS Por: Lauro Jorge Prado“Gestão Estratégica de Custos e Formação de Preços como uma ferramenta de gestão”
  2. 2. SOBRE O PALESTRANTE! • Lauro Jorge Prado - Contador, Pedagogo, Pós-Graduado em Controladoria e Finanças (FAPEI) e em Planejamento e Gestão de Negócios (FAE) e especialização em Gestão Empresarial (FGV), em Custos (FGV), em Educação Virtual (SENAC), em Gestão Agroflorestal (UFPR). • Atuou por mais de 18 anos em empresas do ramo Florestal, Papel e Celulose. • É sócio da Empresa TOPSIS Consultoria Ltda, Consultor em Gestão Empresarial especialista em Contabilidade, Custos e Finanças. • Consultor Certificado pela Thompson Management Horizons.
  3. 3. VOCÊ FAZ BEM AS CONTAS?OU FAZ DE CONTA?
  4. 4. ANÁLISE DE CUSTOS E O ICEBERGCustos VisíveisCustos Invisíveis
  5. 5. COMO VEMOS CUSTOS? Um monte de cálculos, critérios de rateios, etc.; Vários relatórios sobre insumos e produtos; Uma necessidade da contabilidade; Engenharia de cálculos e mapa de alocações Motivo para várias reuniões; Um sistema em computador; Controles, entrada de dados, etc.
  6. 6. COMO DEVERIAMOS VER: VISÃO ESTRATÉGICA Missão, Visão e ValoresCULTURA DE GESTÃO Objetivos Metas Diretrizes Premissas Tático Operacional ORÇAMENTO CUSTOS CAUSAS Planejamento © 2009 Lauro Jorge Prado É preciso mudar de uma visão operacional para uma visão estratégica!
  7. 7. NECESSIDADE DE MUDANÇACrítico no sucesso da implementação. 5% 15% 80% Máquina Programa Pessoas (Hardware) (Software) (Peopleware) Orientação!
  8. 8. ORIENTAÇÃO POR PROCESSO F I P O N P C R R S R L O N . O I C E / D E E C R U N S E E T T S D C O E O O U S S S R R MAPA DE CUSTOS Unidade de Alocação de Custos© 2009 Lauro Jorge Prado
  9. 9. CARACTERÍSTICAS DE UM PROCESSO AUTORIDADE RESPONSABILIDADE CAUSAS EFEITOS MEDIDAS INSUMOS PRODUTOS RECURSOS EQUIPAMENTOS MEIO AMBIENTE PESSOAS SERVIÇOS PROCEDIMENTOS© 2009 Lauro Jorge Prado ISTO TUDO É OBJETO DE CUSTOS: É UMA UNIDADE DE CUSTEIO!
  10. 10. FORMULA É BEM SIMPLES! PROCESSO
  11. 11. CUSTOS DE PRODUÇÃO AMBIENTE: INTERNO E EXTERNOF Energia Manutenção Suprimentos TecnologiaOR CN Unidade de Processo LE IC EE Matéria Produto N Prima 1 2 3 4 5D Acabado T e InsumosO ER SES Meio Expedição Comercial Administração Ambiente
  12. 12. GESTÃO EMPRESARIAL MODERNA Infra Estrutura Recursos Humanos Planejamento e Gestão Tecnologia
  13. 13. MELHOR ORIENTAÇÃO NA DECISÃODEFINIÇÃO DE ÁREA ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOSBase principal: Custeio Atividades RESULTADOS POR AEN 01 OFFICE 02 HOUSE 03 LUXO Receita 0101 Comercial 0201 Comercial 0301 Comercial 0102 Produção 0202 Produção 0302 Produção [-]Impostos 0103 Risco 0203 Risco 0303 Risco [=]Receita 0104 Administr. 0204 Administr. 0304 Administr. Líquida 0105 Financeiro 0205 Financeiro 0305 Financeiro [-] Custos & Despesas© Lauro Jorge Prado 2012 Alocações por AEN [=] Margem
  14. 14. FORMAÇÃO DE PREÇOS1
  15. 15. FORMAÇÃO DE PREÇOS É o método ou forma da empresa elaborar seus preços. Depende de fatores como: • cultura organizacional, concorrência, mercado, tecnologia e remuneração do capital investido. O cálculo do preço de venda procura um valor: • Que possibilita a empresa a maximização dos lucros; • Que seja possível manter a qualidade, atender as necessidades do mercado àquele preço determinado; • Que melhor aproveite os níveis de produção, etc.
  16. 16. FORMAÇÃO DE PREÇOFORMULA: MARK UP - TRADICIONALFaturamento médio mensal: R$ 100.000,00Despesas Fixas médias mensais R$ 20.000,00 20%Custo Unitário Produto sem ICMS R$ 20,00ICMS 17,00%Simples EPP 5,40%Comissão 4,00%Propaganda 2,50%Frete 1,65%Financeiras 5,00%Margem Desejada 5,00%Mark Up: +100%/(100%-(17%+5,4%+4%+2,5%+1,65%+5%+5%+20%))Mark Up: +100%/(100%-62,5%) = 100% / 37,95 = 2,6350Mark Up: R$ 20,00 x 2,6350 = R$ 52,70
  17. 17. TRÊS MANEIRAS DE FIXAR PREÇOS • Fixar preços baseado em custos 1 • Fixar preços baseado em valor 2 percebido • Fixar preços baseado na 3 concorrência
  18. 18. FORMAÇÃO DE PREÇO Aumento de 1% no preço = Aumento de 9% no Lucro Operacional Redução de 1% nos Custos Variáveis = Aumento de 5% no Lucro Operacional Aumento de 1% no Volume = Aumento de 4% no Lucro Operacional Redução de 1% no Custo Fixo = Aumento de 3% no Lucro Operacional
  19. 19. OUTROS FATORES QUE INTERFEREM NO PREÇO Método de Custeio Controle de Estoque Critérios de Rateio Custos Financeiros Custos Associados Variação Cambial
  20. 20. PAINEL DE CONTROLE SOBRE ITENS QUE INTERFEREM NA FORMAÇÃO DE PREÇOS Capacidade Processos Funcionários Rotinas e Instalada ProcedimentoINTERNOS Contas a Receber Contas a Pagar Estoques Prazos CAPITAL GIRO Inflação Impostos Câmbio Marketing EXTERNOS Sociedade PPR Ger. Caixa Valor SOCIET[ARIOS Adicionado
  21. 21. SENSIBILIDADE E CRIAÇÃO DE VALOR Saúde, Conforto, Ergonometria Maior Sensações Moveis feito agregação sobre de valor encomenda Moveis em escala industrial Madeira sólida indústria de Menor Bem físico moveis agregação (Mercadoria) de Valor Àrvore
  22. 22. Ensinar alguém a contar é importante,mas o bom mesmo é ensinar a alguém o que realmente conta. Bob Talbert
  23. 23. QUESTÕES?
  24. 24. CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL CONTATO: Lauro Jorge do Prado Consultor em Gestão Empresarial lauroprado@topsis.com.br Cel: (43) 9111-2752 TOPSIS Consultoria Empresarial Ltda. www.topsis.com.br Rua Emiliano Perneta, 680 Cj. 1703 – Centro 80420-080 Curitiba, PR Fone: (41) 3232-4577

×