Jornal Com Social edição de Outubro de 2013 n. 03

479 visualizações

Publicada em

Publicada em: Notícias e política
2 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • COM SOCIAL o jornal !
    Leiam e tirem suas próprias conclusões .
    Você é LIVRE para fazer suas escolhas.
    VOTE COBRE PARTICIPE !
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Meus parabéns ao jornalista Lauro Andrade e ao Instituto Brasil Verdade pelo veículo de informação COM.SOCIAL.
    A cidadania plena é conquistada por escolhas conscientes e pela interferência dos cidadão nas políticas públicas que norteiam suas vidas.Sem informação é impossível que esta interferência em forma de crítica ou sugestão seja feita de forma responsável e madura.
    Seja bem vindo , COM SOCIAL !
    Celina Marrone
    Membro do Comitê executivo MCCE-SP.
    Movimento Voto Consciente
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
479
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
2
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal Com Social edição de Outubro de 2013 n. 03

  1. 1. INSTITUTO BRASIL VERDADE PROMOVE FESTA PARA CRIANÇAS. PÁGINA 06 BAIXADA SANTISTA E GRANDE SÃO PAULO Leia mais na página 04 ANO I - OUTUBRO 2013 - Nº 003 FECLE INICIA SEMANA ACADÊMICA Rubataiana completa 36 anos. Como um lar espiritualista, a entidade oferece atendimento com terapeutas e psicólogos. MOVIMENTO DE AUTONOMIA E EMANCIPAÇÃO DE VICENTE DE CARVALHO ELEGE NOVA DIRETORIA FUNDO SOCIAL DE SOLIDARIEDADE COMPLETA 30 ANOS Leia mais na página 05 COLÉGIO DON DOMÊNICO REALIZA FESTA DAS NAÇÕES Página 04 Entrevista: O JCS entrevistou o arquiteto e urbanista Cláudio Paes Rodrigues, presidente da entidade. Leia mais na página 06
  2. 2. OUTUBRO Página 2 Educação Política: Caminho difícil e árduo, mas único. Lauro Andrade - Editor É notório sabermos que educação é a base da sociedade e falar sobre isso seria discursar sobre o óbvio, toda via, quando falamos em educação política ainda precisamos quebrar as barreiras do preconceito, da ignorância e do individualismo. Paradigmas blindados através dos tempos colaboram com a ideia de que política é algo ruim e não cabe aos bons cidadãos discutir sobre o tema. É verdade que a sociedade civil tem trabalhado de forma organizada na construção de um país menos corrupto e mais transparente, haja vista, tantos movimentos e organizações criadas com este propósito, entretanto, há necessidade urgente da educação para participação popular e para o voto consciente, caso contrário veremos a futura geração sendo mais uma vez vitima das novas formas de espoliação, advinda da falta de conhecimento e do egocentrismo arraigado naqueles que ascendem ao poder. Já passamos da hora de abraçarmos a causa da educação política como diretriz para um futuro, onde tenhamos uma sociedade ativa e participativa. Precisamos desmistificar, criar novos significados e acima de tudo, parar de demonizar a práxis política que de tão desgastada e de tão oportunista virou símbolo de usurpação. Urge a necessidade de se educar para a ética política, não apenas para termos cidadãos conscientes, mas para formarmos homens públicos comprometidos com o bem comum, garantido o protagonismo juvenil tão propagado por aqueles que incansavelmente defendem a causa da criança e do adolescente. Educação e informação construindo a cidadania. Editorial Biografias não autorizadas: a falsa polêmica continua Jorge Maranhão é publicitário, consultor e escritor. Atualmente dirige o Instituto de Cultura de Cidadania A Voz do Cidadão, além de produzir e apresentar boletins semanais sobre cidadania nas rádios Globo e CBN. O tema da liberdade de expressão é o mais caro para a cidadania; que não se tenha dúvida quanto a isso. Sem liberdade de expressão, não há debate público, parlamento, oposição, melhores políticas públicas; nem sequer propostas inovadoras para enfrentar a carregada pauta política atual. Além disso, a liberdade de expressão é que garante o ambiente democrático, a transparência das informações e a consequente possibilidade de monitoramento do poder público pela sociedade. Falta o entendimento deste ponto pela Justiça - e seus operadores- que continua a afrontar o Artigo 5º em suas sentenças, no que já se apelidou de “censura judiciária” contra jornalistas que incomodam grupos poderosos. Como afirmou certa vez o sempre lúcido ex-ministro do STF, Carlos Ayres Britto, “não se pode alegar o abuso para coibir o uso”. Hoje, a pauta da liberdade de expressão se volta para a proibi- ção de publicação de biografias não autorizadas, e que tem colocado em lados opostos pessoas públicas em geral e escritores e jornalistas. A polêmica só faz crescer, e agora vários artistas de peso se reuniram em um grupo, que quer que o STF julgue improcedente a ADI 4815, da Associação Nacional dos Editores de Livros, que contesta os artigos 20 e 21 da Lei 10.406, de 2002. Esses artigos estabelecem que a “exposição ou a utilização da imagem de uma pessoa poderão ser proibidas, a seu requerimento e sem prejuízo da indenização que couber, se lhe atingirem a honra, a boa fama ou a respeitabilidade, ou se se destinarem a fins comerciais” e que “a vida privada da pessoa natural é inviolável”. Nada mais falso que o dilema de fundo nesta polêmica, pois estamos falando de pessoas - artistas, celebridades e principalmente políticos - que acima de tudo são personagens públicos. E que ganharam e ganham a vida tendo como base essa mesma publicidade. De qualquer forma, nossa Constituição Cidadã garante o direito à liberdade de expressão em seu Artigo 5º, inciso IV: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”. Ou o disposto no segundo parágrafo do Artigo 220: “É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística”. Nada na legislação infraconstitucional pode valer mais que os preceitos da própria Carta Magna. É chegada a hora da sociedade brasileira - sociedade civil, poder público, empresários - se decidir entre a visão romântica, utópica, do Estado-pai, provedor de todas as demandas de cidadãos infantilizados, e a visão realista, hobbesiana, do homem imperfeito, falho, responsável pelos seus atos e, por isso mesmo, autônomo, consciente e independente. Será que vamos escolher o alinhamento com China, Rússia, Cuba, Sudão, Zimbábue, Síria e Arábia Saudita, que restringem a liberdade de expressão? Ou vamos seguir as maiores democracias do mundo, como Estados Unidos, Reino Unido, França e Espanha? Estes países vetam qualquer dispositivo legal de cerceamento prévio de liberdade de expressão, deixando a quem se sentir ofendido o amparo da legislação penal contra calúnia e difamação. Afinal de contas, “é proibido proibir”, um lema tão caro à luta da cidadania nos anos 60 e 70, continua mais atual do que nunca e precisamos ficar sempre atentos. EXPEDIENTE BOLETIM INFORMATIVO JORNAL COM SOCIAL Direção: Lauro Andrade CNPJ: 11.629.015/0001-30 Reporter Fotográfico: Carlos Amaro Conselho editorial: Prof. Ana Paula Nascimento Silva, Prof. Severino Maciel, Gilson Vieira Colaboradores: Jorge Maranhão,. Dr. Adilson José Gonçalves, Dr. Claudio Denipot. Diagramação: Flávio Santos. Info&design - 3029-1383 Impressão: Diário do Litoral Tiragem: 5000 mil
  3. 3. OUTUBRO Educação Política A Baixada Santista e seus deputados federais Dr. Humberto Dantas é cientista política, professor e consultor do Instituto Brasil Verdade. A Baixada Santista é composta por nove municípios e agrega cerca de 1,3 milhão de eleitores. Tamanho contingente foi capaz de ser decisivo nas eleições para deputado federal de 2010. Mas quem são os da região? Trata-se de um conjunto de 18 candidatos que ficaram com 1% ou mais dos votos dados a um candidato nessas cidades. Quando somados, eles representam 70% dos votos nominais para o cargo de deputado federal. No total, 11 foram eleitos diretamente e sete se tornaram suplentes. Ao todo 12 exerceram o mandato. Por onde estão todos eles? Faremos uma análise por ordem de relevância na região. Comecemos pelos eleitos em exercício de mandato. Marcio França (PSB) ficou com 16,3% dos votos nominais da Baixada Santista. Foi secretário de Turismo do Estado e atualmente está na Câmara dos Deputados. Francisco Everardo, o Tiririca (PR) teve 8,8% dos votos da Baixada Santista e está em Brasília. Alberto Mourão somou 8,6% dos votos, assumiu o mandato como suplente e em 2012 foi eleito prefeito de Praia Grande. Beto Mansur (PP) somou 7% dos votos nominais e em 2012 foi candidato derrotado na eleição à prefeitura de Santos, voltando para Brasília. Antonio Bulhões (PRB) teve 2,2% dos votos da Baixada e Paulo Maluf (PP) 1,9%, ambos estão no mandato. Gabriel Chalita (PSB) teve 1,8% dos votos da região e ao longo do mandato migrou para o PMDB, sendo derrotado na corrida para prefeito de São Paulo. Valdemar Costa Neto (PR) foi eleito com a ajuda de 1,4% dos votos da região e condenado na ação penal 470 (mensalão) no final de 2012. Marco Feliciano (PSC) teve 1,2% do volume de votos nominais da Baixada Santista, Arlindo Chinaglia (PT) 1,1%, Roberto Lucena (PV) 1% e Protógenes Queiroz (PC do B) 1% - os quatro exercem mandato em Brasília. Nesses 12 casos: Beto Mansur (85,4%), Márcio França (75,6%) e Alberto Mourão (65,5%) dependeram fortemente da região – os dois primeiros estão em Brasília e os percentuais indicam o peso da Baixada em suas votações totais. Entre os não eleitos, mas que captaram mais de 1% dos votos nominais da Baixada Santista para deputado federal temos: Maria Lucia Prandi (PT), Vicente Cascione (DEM), Raul Christiano (PSDB), Gilberto Benzi (PDT), Sidnei Aranha (PV) e Marcelo de Souza (PP). Prandi foi para Brasília trabalhar com Marta Suplicy, Christiano foi empossado secretário de Cultura em Santos, Benzi é vereador no Guarujá, Aranha disputou a prefeitura dessa cidade pelo PT e perdeu, e Souza é vereador em São Vicente. Viu? É fácil ficar atento ao movimento de nossos políticos. No próximo número falaremos sobre os deputados estaduais. Página Começam a valer regras para eleições de 2014 Brasília – As regras para as eleições do ano que vem começaram a valer neste, um ano antes do primeiro turno do próximo pleito. As normas estão previstas na Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997) e devem seguidas por candidatos, partidos e eleitores, sob pena de multa ou cassação do mandato. As regras eleitorais para a administração pública começam a valer no dia 1º de janeiro de 2014. O governo fica proibido de distribuir bens, valores e benefícios, exceto em casos de calamidade pública e de programas sociais previstos em lei. A partir do dia 4 de abril, será proibido aumentar salários de servidores públicos, bem como repor perdas causadas pela inflação. Em maio, começam a valer os prazos para os eleitores: o dia 7 é o último para pedir transferência do título de eleitor para outra cidade, para alterar o endereço no cadastro eleitoral e para portadores de deficiência pedirem acesso a 3 seções especiais de votação. As convenções partidárias para escolha dos candidatos e definição das coligações estarão autorizadas de 10 a 30 de junho. Os partidos terão de definir seus representantes para concorrer aos cargos de presidente e vice-presidente da República, governador e vice-governador, senador e respectivos suplentes e deputados federal, estadual e distrital. A propaganda eleitoral nas ruas e na internet será liberada no 6 de julho e a campanha no rádio e na televisão começará no dia 19 de agosto. Evangélicos brasileirosrealizam vigília como parte de movimento mundial contra a corrupção Entre os dias 14 e 20 de outubro, um movimento impulsionado por igrejas evangélicas realizou no Brasil a Vigília contra a Corrupção Mundial. Intitulado “Ame a Verdade: Evangélicos contra a Corrupção”, o movimento faz parte da ação mundial “Exposed 2013″, que foi lançada em Londres. Liderada pelos grupos Desafio Miquéias, Exército da Salvação, Sociedades Bíblicas e Aliança Evangélica Mundial, a campanha tem por objetivo recolher 10 milhões de assinaturas que serão entregues ao G20 na sua reunião a ser realizada em 2014 A igreja precisa estar atenta aos processos de morte predominantes em todos os setores da sociedade e oferecer o seu serviço humilde e diligente, que envolve oração e ação, cooperando sempre na promoção da justiça e da paz, valores constituintes do Reino de Deus – explicou o pastor Daniel de Almeida e Souza Jr., da Aliança Cristã Brasileira. - A crise econômica atual é resultado da ganância, os excessos de culturas corporativas, desonestidade e comportamento irresponsável que toca em nós onde mais dói (referindo-se a desigualdade social) – ressaltou o presidente da campanha, pastor Joel Edwards, diretor internacional do Desafio Miquéias. O movimento ganhou força no Brasil, motivado pelas recentes manifestações populares que tomaram o Brasil em junho e teve como uma de suas motivações a necessidade de ser repensar a democracia. Em seu texto a Exposed 2013 explica que todos os anos “bilhões de dólares são desviados para mãos privadas”, o que causa consequências “devastadoras para os cidadãos comuns”. O texto ressalta ainda que “a corrupção solapa a qualidade dos serviços básicos”. - Ao proclamar a justiça e defender a causa dos mais pobres, nós queremos ver as bênçãos de Deus liberado e restaurado para todos – frisa o texto base da campanha, segundo a agência ALC. Autor: Dan Martins/Gospelmais
  4. 4. OUTUBRO Página 4 Educação Colégio Don Domênico Realiza Festa das Nações Simplesmente um espetáculo, esta é a opinião daqueles que presenciaram a apresentação dos alunos do Colégio Don Domênico neste ultimo fim de semana. Russia, Alemanha, França e EUA foram os países homenageados pela instituição e seus alunos, que há dois meses ensaiam com afinco e determinação. “ Pesquisamos tudo sobre a Rússia, mapa, personagens, curiosidades, dança, esporte, comida, e descobrimos coi- sas que não sabíamos” afirma João Pedro, aluno do 9º ano, que junto com os colegas, apresentou à banca de jurados as informações sobre o país. Para Marcelo Passaes, diretor da escola, o objetivo maior é desenvolver no discente o conhecimento sobre as nações, “ Nosso objetivo é que o aluno tenha uma percepção maior sobre a geografia, história, cultura, gastronomia e costumes das nações aqui representadas” afirma o educador. Após conhecer sobre a cultura e a culinária dos países os presentes puderam conferir o melhor da festa com as apresentações musicais que encantaram o público que contemplava, aplaudia e ovacionava a cada apresentação. Para aqueles que não puderam presenciar a festa, as imagens estarão disponibilizadas no site da escola http://www. colegiodondomenico.com.br/ FECLE inicia Semana Acadêmica Teve inicio nesta segunda feira (21) na Faculdade de Ciências e Letras Don Domênico (FECLE) a Semana Acadêmica. A palestra de abertura foi ministrada pelo consultor em projetos educacionais, Ricardo Orsini, que discorreu sobre a educação como forma de preparar o aluno para a vida e para o mercado de trabalho. “Precisamos entender que o aluno de hoje precisa receber não só formação, mas também informação de qualidade, hoje a escola precisa fornecer essas duas ferramentas para o aluno, e os professores devem estar preparados para isso” afirma Orsini. Já para Ângela Vaz, coordenadora do curso de história, o objetivo é aprimorar o conhecimento “A faculdade que completa 41 anos tem como objetivo a cultura e o aperfeiçoamento do conhecimento e a Semana Acadêmica vem de encontro á tudo isso” afirma a educadora. O evento terá palestras envolvendo todos os cursos até o dia 24 nos dois prédios da unidade. Os participantes poderão conferir oficinas e palestras como: Comunicação, Marketing pessoal, Linguagem funcional e autismo, Musicalização na educação infantil entre outras. Mais informações pelo telefone (13) 3308 3000.
  5. 5. OUTUBRO Bem Estar Lar Assistêncial Rubataiana Completa 36 anos de trabalhos Assistenciais Fundado em 1 de setembro de 1977 na cidade de Guarujá pelo saudoso irmão Manoel Plaça, o Centro Espiritualista de Apoio e Orientação tem como objetivo realizar estudos e pesquisas de Terapias Holísticas (Complementares) de Origem Oriental, desenvolvendo um trabalho de cunho Assistencial sem fins lucrativos. Hoje atendendo mais de três mil pessoas por mês, o Lar se tornou referencia no tratamento holístico. Como uma casa espiritualista a entidade oferece atendimento com terapeutas e psicólogos. Semanalmente dezenas de médiuns trabalham voluntariamente oferecendo a população não só aconselhamento, mas também tratamento complementar para diversas disfunções físicas e emocionais. Pessoas de várias partes do Estado chegam cedo para garantir a senha que começa a ser distribuída ás 19:00hs, filas se formam e a casa não fecha enquanto todos não forem atendidos. Rubataina ganhou fama de casa séria e por ser universalista é frequentada por pessoas de diversas denominações religiosas, é comum encontramos católicos, espiritas e até evangélicos, pessoas que muitas vezes buscam a cura ou mesmo o conforto espiritual. No inicio dos trabalhos Ricardo Plaça, presidente da entidade, faz uma breve palestra para os presentes, enquanto no salão ao lado sua esposa, Shida Veríssimo, realiza orações e meditação com os médiuns voluntários. O atendimento é dividido em salas separadas e por fichas enumeradas e coloridas que indicam ao paciente quando e onde será atendido. Cromoterapia, Passes, Terapia de Reich, Reflexologia, Auriculoterapia e até cirurgias espirituais são realizadas após a primeira consulta que funciona como uma triagem onde o terapeuta identifica qual tratamento será indicado para cada tipo de problema, o bem estar após o tratamento é notável e não faltam testemunhos positivos quanto aos resultados obtidos por aqueles que buscam na casa uma solução para suas angústias. A farmácia onde são doados florais é mantida por doações que normalmente não cobrem os gastos com a manutenção da entidade que não recebe subvenção do poder público mesmo tendo papel fundamental na prevenção de doenças, o que consequentemente faz com que menos pessoas utilizem dos serviços de saúde do município. Ricardo explica que o tratamento complementar tem sido muito utilizado como medida de prevenção, sendo submetido a pesquisas que comprovam sua eficácia “ Acredito que num futuro próximo todos os hospitais tenham atendimento complementar e integral, pois se formos buscar a causa de nossas dores e doenças fatalmente nos depararemos com nosso mudo interior, somos seres integrais e não fragmentados, precisamos tratar não somente nossas dores, mas também o que nos causa dores ” enfatiza o terapeuta. Segundo a psicóloga e voluntária Maria Cristina dos Santos os resultados para aqueles que buscam o Lar é uma melhor qualidade de vida emocional, física e espiritual, pois o Lar visa levar a pessoa a este equilíbrio. “Muitos chegam com dores e males físicos, outros emocionais e espirituais e lá são conduzidos a buscar em si mesmos o potencial da auto cura” afirma Cristina. O processo terapêutico no lar ocorre às segundas e sextas e nas quartas a população pode participar de cursos de autoajuda (gratuito). Na primeira quinzena de novembro , terá inicio o curso de Radiestesia e Radiônica e Medicina Integrativa, Para interessados o Lar Assistencial Rubataiana fica na rua: Manoel Penellas nº536, Santa Rosa- Guarujá Para tornar-se um associado e colaborar com as obras do Lar, basta procurar a direção da entidade nos dias de atendimento. Página Como gostaríamos que as “coisas” viessem de modo mais fácil! 5 Por Cláudio Denipotti Quanto temos dentro de nós? Por quantas já passamos? Por que tantos outros não percebem o que vemos com clareza? Não temos as chances que gostaríamos? Quanto não funciona à nossa volta? Passamos boa parte de nossas vidas acumulando muito e pouco nos utilizando. Acumulando sonhos, conhecimento, idéias e até frustrações... e com tudo guardado, normalmente não tomamos as atitudes necessárias para atingir nossos sonhos. Como também, não nos utilizamos de tudo que sabemos e não falamos sobre nossas idéias, assim como não aproveitamos nossas frustrações para aprender, errar menos e agir mais. E a vida vai passando... Nossas frustrações ocorreram mais, por que erramos ou porque não agimos? Nos omitimos. Assumimos as responsabilidades so- bre estas frustrações ou simplesmente culpamos os outros ou até mesmo “o sistema”? Será que as pessoas acertariam mais conosco se tivéssemos agido melhor com elas? E quanto ao “sistema”? Será que não seria melhor se nos manifestássemos? Se agíssemos para melhorar o que está a nossa volta? Buscando resolver o que percebemos de errado ao invés de esperar que “alguém” o faça? “Hoje é o primeiro dia do resto de nossas vidas” (autor desconhecido), esta frase nos lembra que qualquer dia é momento para AGIR, praticar o que sabemos e buscar, incessantemente, pelo o que for de melhor, para nós, para quem amamos e para a sociedade que vivemos. Um futuro muito melhor nos aguarda! Só depende de VOCÊ.
  6. 6. Outubro SOCIAL Página 6 Crianças das Apaes de Guarujá e de Ferraz de Associações de moradores Vasconcelos participam de atividade na praia serão isentas do pagamento A parceria entre as empre- concelos, interior do Estado A vida para todos” afirma Fátma de taxas sas Lock Jet Ski, Escola Náutica ação fez a inclusão de todos os Monfardini, empresária de GuaruMarina Marola e os conselhos da criança e adolescente (CMDCA) e da pessoa com deficiência (CMPCD), proporcionou um encontro da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Guarujá e da unidade que fica no município de Ferraz de Vas- participantes, cerca 200 crianças e seus acompanhantes, e contou ainda com atividades aquáticas adaptadas. “ A parceria entre poder público e empresa privada é necessária para que possamos unir esforços e levar uma melhor qualidade de já que vê nestas ações uma forma de contribuir com a sociedade. O evento ocorreu na areias da Praia da Enseada, no Canto dos Tortugas, as atividades envolverão passeios de Banana Boat, Disco Sky, Prato Boat, aulas de Stand Up Paddle e Surf. Instituto Brasil Verdade promove festa para criançada Uma festa com muito doce, refrigerante e roda de capoeira, um dia especial para os alunos da Academia de Capoeira Grupo Senzala, o evento foi promovido pelo IBV em conjunto com a academia e o comércio local. Aproximadamente cen- to e cinquenta crianças entre alunos e moradores do bairro fizeram a festa enquanto os país assistam a apresentação cultural. Para mestre Sombrinha a questão é mais que comemoração “esta é uma oportunidade de levar alegria para nossas crianças, criando um ambiente de interação e cultura, contar com o apoio do comércio e dos movimentos sociais é gratificante para nós que fazemos parte da educação desta criançada” afirma o mestre que há 40 anos dissemina a cultura da capoeira na cidade. Brasília – A Câmara dos Deputados aprovou em votação simbólica, o Projeto de Lei 5.643/2009, que dispensa as associações de moradores do pagamento de taxas e emolumentos, para se adaptarem ao Código Civil e ao enquadramento como organizações da sociedade civil de interesse público (Oscips). Apresentado em 2006 e aprovado em 2009 pelo Senado, o projeto de autoria da ex-senadora Serys Slhessarenko (PT-MT) segue para a sanção presidencial. De acordo com a autora, a medida é necessária porque as associações “prestam relevante serviço de mobilização e organização social, com atuação na melhoria da qualidade de vida da população”. “Além disso, as entidades necessitam fazer despesas cartorárias com alteração de seus atos constitutivos, para que possam pleitear o enquadramento como Oscips. Daí porque consideramos ser medida de inteira justiça isentar as entidades do ônus advindo das inovações legislativas”, explicou Slhessarenko. Agência Brasil Fundo Social de Guarujá completa 30 anos de atuação e solidariedade O Fundo Social de Solidariedade de Guarujá completou 30 anos no dia 30 de setembro O órgão municipal foi criado pela Lei 1.647, de 30 de setembro de 1983, ficando vinculado ao Gabinete do Chefe do Executivo e regido por um Conselho Deliberati- vo composto por voluntários. O equipamento público tem a competência de mobilizar a sociedade civil para promover a autonomia da população em situação de risco e vulnerabilidade social. Há 30 anos, o órgão é um diferencial para a sociedade guarujaense, implementando estratégias para a obtenção de recursos para o Fundo, desenvolvendo ações integradas entre as instituições públicas ou privadas, além de apoiar as entidades sociais por meio de campanhas e atividades. No local, também são realizados cursos e iniciativas que desenvolvam atividades artesanais de geração de renda nos setores formal e informal, que promovam oportunidades para o trabalho e melhoria da renda familiar. Atualmente, são realizados os cursos de Corte e Costura Industrial; Crochê; Patchwork; Bordado em Linha; Customização; Cartonagem; e Country. O Fundo Social realiza ainda periodicamente as campanhas “O Pão Nosso”, que envolve entidades assistenciais e supermercados para a arrecadação de alimentos; Campanha Metropolitana do Agasalho; Banco de Óculos; eventos solidários em prol das comunidades e a tradicional Oficina de Recuperação de Brinquedos. Serviço – O Fundo Social de Solidariedade de Guarujá fica na Rua Cavaleiro Nami Jafet, 549 – Centro. Os telefones são 3386-8820 e 33864324.
  7. 7. OUTUBRO Participação Popular Página 7 Semana pela Democratização da Comunicação em SP terá debates, ato de rua e lançamentos de livro e pesquisa sobre o setor A Semana pela Democratização da Comunicação é celebrada há cerca de dez anos em todo o Brasil. Para marcar o dia 17 de outubro, Dia Nacional de Luta pela Democratização no setor, e dialogar com a população em torno do tema, movimentos, universidades e entidades realizaram diversas atividades pelo país. Este ano, em que a sociedade civil está mobilizada em torno do Projeto de Lei de Iniciativa Popular da Mídia Democrática, a semana teve como foco o fortalecimento da luta por um novo marco regulatório das comunicações no Brasil. Em São Paulo, um conjunto variado de atividades, proposto pela Frente Paulista pelo Direito à Comunicação e Liberdade de Expressão e pelo Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação, entre outras entidades, marcaram a Semana. Na segunda-feira, dia 14, às 12h, na USP, aconteceu uma oficina sobre mulher, estética e mídia. Também na universidade, no dia 16, quarta-feira, foi realizado debate “A violência da mídia contra a mulher”. No mesmo dia 16, um outro ato contra a censura na internet e pela liberdade e privacidade na rede, em frente à sede da Vivo-Telefônica. O objetivo da manifestação é protestar contra o filtro que as operadoras de telefonia querem impor na rede para poder cobrar mais dos usuários pelo acesso a sites e aplicativos de compartilhamento de arquivos, músicas e filmes. Os ativistas pediram a aprovação urgente do Marco Civil da Internet, com garantia da privacidade dos usuários e da neutralidade da rede. Às 19h30, o livro “Conselhos de Comunicação Social A interdição de um instrumento de democracia participativa”, de Venício Lima, foi lançado em um debate com o deputado estadual Antonio Mentor e com o vereador José Américo, autores dos projetos de Conselho Estadual e Municipal de comunicação. O autor pesquisou to- das as iniciativas de conselhos de comunicação em curso no país e sua importância para a garantia da liberdade de expressão do conjunto da população. Já na quinta-feira, dia 17 na Câmara Municipal, aconteceu o lançamento da campanha de coleta de assinaturas para o Projeto de Lei de Iniciativa Popular da Mídia Democrática. A Semana de Democratização da Comunicação em SP terminou com a coleta de assinaturas para o projeto da Mídia Democrática na sexta-feira, dia 18, às 19h, em frente à FMU da Rua Vergueiro em SP. Emancipação de Vicente de Carvalho No intuito de transformar Vicente de Carvalho na 10º cidade da região metropolitana da Baixada Santista o Movimento de Autonomia e Emancipação de Vicente de Carvalho elegeu nova diretoria tendo como presidente o arquiteto e urbanista Claudio Rodrigues, Vice-Presidente: Francisco Tico Barbato, Tesoureira: Zuleica Ignácio Campos de Oliveira, Secretário: Solano Soares, Coordenador Geral: Claudinei Pirani Buscando esclarecer alguns pontos da emancipação fomos entrevistar o presidente do movimento. JCS - O primeiro movimento é de 1953, o que se tem feito desde então? Claudio Rodrigues - O Movimento realmente foi criado em 1.953, promoveu tentativas de emancipação em 1.979 , 1.985 e 1.991, sempre esbarrando em questões de legislação; sendo que as exigências de ordem técnica sempre foram atendidas. A defesa dos interesses da população do Itapema e do potencial do distrito sempre esteve na pauta do movimento e de seus representantes. JCS - Dentro do que já foi estudado e levantado durante esses anos quais as vantagens de se emancipar o distrito? Teremos autonomia para desenvolver nossas vocações, priorizar nossas necessidades, aperfeiçoar os recursos públicos e melhorar a qualidade de vida dos moradores. JCS - E as desvantagens? Claudio Rodrigues - Os 4 primeiros anos serão de muito trabalho para estruturarmos um novo modelo de cidade, mais eficiente, progressista , moderna, enxuta e livre dos vícios da sede JCS - Correremos o risco de uma das cidades perder receita e apenas dividirmos a miséria? Claudio Rodrigues - A receita do distrito esta firmada no trabalho, no comercio, na prestação de serviços, nas atividades portuárias, e essas atividades sempre estarão em crescimento, desenvolvimento e modernização; quanto a miséria em nossa cidade de Guarujá, existe por falta de planejamento, priorização de metas, incompetência e corrupção. JCS - Após a emancipação ficará mais fácil de termos uma alfandega e sermos reconhecido como porto de Guarujá, ou melhor, de Vicente de Carvalho? subnormais(favelas) e como estarão divididas após uma eventual emancipação? Claudio Rodrigues - Ficaremos com a responsabilidade dos nossos bairros de chaparral , vila nova parque estuário, Forro Society e outros menores, já que Prainha , Marezinha e Conceiçaozinha já estão com verbas do PAC. Claudio Rodrigues - Com certeza, independentes teremos mais poder, objetividade e determinação para conquistarmos os nossos direitos, pois o movimento já em 1.993 alertava e previa um super-porto em Vicente de Carvalho , isto ha 20 anos JCS - Já foi realizado algum levantamento sobre as moradias JCS - Quais são as ações que estão sendo realizadas para levantar dados que gerem informações palpáveis? Claudio Rodrigues - A comissão de assuntos relevantes da câmara de Guarujá está promovendo questionamentos a prefeitura , IBGE e órgãos estaduais e federais sobre o distrito , como arrecadações e população JCS - O movimento já esta colhendo assinatura? Por quê? Claudio Rodrigues - Não é o momento ainda , estamos colhendo dados , informações para esclarecer a população e fazendo isso em conjunto com a câmara municipal, tudo terá o seu tempo certo, temos responsabilidade , historia e compromissos com o itapema JCS - Há alguma outra questão que o Senhor gostaria de levar para nosso leitor? Claudio Rodrigues - Durante e mesmo depois desse processo de emancipação, tenhamos ou não plebiscito, seja ele favorável ou não a emancipação, tanto o Guarujá quanto o itapema não serão mais os mesmos, pois estamos a partir desse momento ,que é histórico, discutindo como nunca se discutiu a cidade, seus problemas , seus projetos , seus governantes , suas leis urbanas, as soluções propostas, o porto , o aeroporto , o túnel, a vida na cidade , as suas vocações e a maneira como o Guarujá e o Itapema foram e estão sendo administrados e com certeza uma nova consciência politica poderá estar sendo formada, onde os cidadãos possam participar
  8. 8. OUTUBRO Geral Página 8 CNA arrecada Brinquedos para crianças carentes Responsabilidade social é com este intuito que a escola de idiomas CNA lançou mais uma campanha para arrecadação de brinquedos em Guarujá. Como em todos os anos a escola organizou uma campanha para arrecadação de brinquedos novos e usados entre seus alunos, chegando a mais de seiscentas peças. Para a gerente administrativa, Monique Tavares, a ideia principal é arrecadar brinquedos que estavam sem uso e doar aqueles mais carentes “Todo ano fazemos campanha e este ano tivemos arrecadação recorde, fizemos divulgação em nossas próprias escolas, pedindo que os alunos doassem brinquedos novos ou usados em bom estado,e para incentivar a solidariedade também realizamos uma campanha incentivando aqueles que se matricularam neste período a trazer brinquedos” afirma Monique “No total, arrecadamos 600 brinquedos, alguns que estavam novos, ainda na caixa, esses levamos até a Associação Casa Caridade Lar Evangélico Maanaim, no Jd”. Santa Genoveva, aqui mesmo no Guarujá, Os outros brinquedos foram encaminhados ao Fundo Social de Solidariedade da cidade”. Enfatiza Como forma de trabalhar a conscientização dos alunos durante o ano a escola dedica-se ainda a Campanhas sobre os perigos da dengue, campanha do agasalho, incentivo a práticas de esporte etc. CNA Guarujá e CNA Vicente de Carvalho. 3308-3030/3395-7007 www.institutobrasilverdade.org.br www.amigosdoguaruja.org.br www.eleicoeslimpas.org.br Estrada do Pernambuco, 263A Enseada • Guarujá/SP Tel.:(13) 3351-4452 Concurso premia jovens estudantes O concursos “Presidente da Câmara por um dia” e “Prefeito por um dia”, realizado anualmente pela Secretaria Municipal de Educação premiou este ano os jovens Vinícius de Freitas Lima, do 9º ano, da Escola Municipal Lucimara de Jesus Vicente, e a aluna Bianca Nicole dos Reis Noleto, do 5º ano da Escola Municipal Professor Antônio Ferreira Almeida Júnior. Ambos exerceram por um dia, o cargo de chefe do Executivo e presidente do Legislativo Municipal. O critério de escolha foi uma redação, aplicada meses antes em todas as escolas da rede municipal, à qual os estudantes tiveram que expor planos para a melhoria da Cidade, em diversos aspectos. Prevista na Lei Municipal nº 2.348/1994, a iniciativa busca premiar alunos da rede municipal de ensino, entre 10 a 14 anos. Depois da escolha dos representantes da escola, as redações são enviadas para a Secretaria de Educação, que seleciona os dois melhores trabalhos.

×