Vamos Falar de Dinheiro PewDiePie
O que é que um jovem sueco de 24 anos perfeitamente comum, tirando o estranho
nick de “P...
Olá, como é que está tudo? Eu sou o PeeeeeewDiePie.
Vamos falar de Dinheiro durante um bocadinho.
Ontem estava em todo o l...
Eu não sabia que se poderia ser grande… Quer dizer eu sabia que havia pessoas grandes
com outro tipo de vídeos mas não hav...
Mas como tudo na vida, é uma questão de perspectiva.
E é uma questão de ter a mente aberta a coisas diferentes daquelas a ...
A vida muda. Todos os dias. E é necessário sabermos lidar com essas mudanças e encará-las da forma mais natural, descontra...
Eu continuaria a fazer isto, mesmo se não fosse tão grande como sou hoje.
Eu estou a partilhar esta história contigo por u...
Vamos falar de dinheiro pew diepie
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Vamos falar de dinheiro pew diepie

364 visualizações

Publicada em

O que é que um jovem sueco de 24 anos perfeitamente comum, tirando o estranho nick de “PewDiePie”, tem a dizer sobre rendimentos mensais de 6 dígitos?
http://ser-livre.com/r/blog-pewdiepie

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
364
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vamos falar de dinheiro pew diepie

  1. 1. Vamos Falar de Dinheiro PewDiePie O que é que um jovem sueco de 24 anos perfeitamente comum, tirando o estranho nick de “PewDiePie”, tem a dizer sobre rendimentos mensais de 6 dígitos? Nestes últimos dias, foi lançada a informação que o YouTuber Felix Kjellberg (mais conhecido pelo seu nome de user “PewDiePie”) gerou rendimentos acima dos 7 milhões de dólares no ano de 2014. Se não conheces o trabalho dele ou nunca ouviste falar, eu explico-te: o que o PewDiePie faz é jogar jogos de vídeo. A sério. Ele grava-se a ele próprio a experimentar e a jogar diferentes jogos de vídeo e a comentar os jogos enquanto os joga. E isso gerou-lhe os seguintes números nos últimos 5 anos até à data de hoje:  2,375 vídeos uploadados  37,856,421 subscritores  9,403,640,262 visualizações (Dados fornecidos nesta fonte) Estes números conferem ao seu canal o canal com mais views DE SEMPRE no YouTube. Não achas que é algo absolutamente incrível? Se fores como eu, deves ter pensado “Como raio é que alguém consegue fazer algo assim?” Se não fores como eu, provavelmente estás indignado, chateado e a pensar o quão injusto ele ser tão rico fazendo o que faz. Ele recebeu muitos comentários negativos dessa natureza. E ele fez um vídeo para dar resposta a isso. “Isto precisa de ser dito“.
  2. 2. Olá, como é que está tudo? Eu sou o PeeeeeewDiePie. Vamos falar de Dinheiro durante um bocadinho. Ontem estava em todo o lado no Facebook quanto dinheiro eu ganhei em 2014. Houve alguns artigos que ficaram populares e… bem estava simplesmente em todo o lado, não só no Facebook. Dinheiro é o tópico que propositadamente tento evitar nestes 5 anos que tenho feito vídeos porque eu apenas… apenas acho que não é importante para ninguém esó quero fazer vídeos de entretenimento. Não me interpretem mal, eu não odeio dinheiro! [risada] Não vou fazer de conta que que não me interessa porque interessa a toda a gente mas quando comecei a usar o YouTube estava na Universidade, estava a empréstimos, nem tinha dinheiro para um computador decente para poder gravar os meus vídeos de eu a jogar. Portanto eu tive a sorte de conseguir vender alguns trabalhos meus de arte online e foi assim que consegui começar. Alguns de vocês conhecem esta história, mas pouco depois eu desisti da Universidade e então tive de arranjar emprego e fui para o primeiro trabalho que consegui arranjar que foi numa banca a vender cachorros-quentes. E muitas pessoas gostam de pegar nesta história como algo negativo do género “Ew, ele fez aquilo?” ou “Nem acredito que costumavas vender cachorros-quentes e agora olhem para ele a ganhar montes de papel.” Não foi nada assim para mim. Eu era a pessoa mais feliz naquela altura porque estava finalmente pela primeira vez em muitos muitos anos a fazer aquilo que eu queria fazer, e o facto de eu poder fazer vídeos era tão importante para mim que tinha de passar algumas horas por dia num emprego que não era tão prestigioso.
  3. 3. Eu não sabia que se poderia ser grande… Quer dizer eu sabia que havia pessoas grandes com outro tipo de vídeos mas não havia ninguém grande em jogos. E não sabia que se podiaganhar dinheiro com isso, portanto nunca foi uma carreira pela qual eu desisti da faculdade para seguir. Isto é algo que eu simplesmente adoro fazer e cá estamos nós 5 anos depois e… e explodiu e uma coisa que eu acho que as pessoas não pensam até lhes ser esfregado na cara é que eu tenho 9 biliões de visualizações e isso traduz-se em algo. Há anúncios nos meus vídeos e eu ganho dinheiro com eles. Portanto quando é lançado quanto ganhei num certo ano, as pessoas ficam tão chocadas e algumas pessoas que eu vi estavam muito muito zangadas. Acham que é injusto, acham que fico de rabo sentado o dia todo a gritar para este ecrã aqui. O que é verdade! [gargalhada] Mas há muito mais do que isso, e compreendo que as pessoas que querem dizer mal vão dizer mal na mesma. Mas não sei, eu acredito mesmo que o dinheiro não te vai fazer feliz. Eu sou tão feliz agora como era há 5 anos atrás. Estou muito feliz por não ter de me preocupar com pagar a renda (o que era um grande problema para mim, quando a Marzia veio para a Suécia mal tínhamos dinheiro para a pagar) [gargalhada], portanto estou feliz por isso mas aparte disso, não muda nada de especial e ver tanta gente chateada com isto tudo é… é simplesmente triste, é um desperdício.” Com esta experiência vejo que em todo o lado o tabu do dinheiro continua bem presente. Se uma pessoa ganha dinheiro sem qualquer formação formal e sem ser através de um emprego dito normal, muitas reacções desta natureza surgem. É perfeitamente normal, pois para uma pessoa que foi formatada toda a vida para ir para a universidade, tirar um curso, arranjar um emprego, trabalhar 40 horas por semana durante 50 anos para depois ter uma reforma para DEPOIS DISSO desfrutar da vida, este estilo de vida é algo que lhe causa um “curto-circuito” . As pessoas ainda vêm o dinheiro como se fosse uma espécie de “bicho-papão”, como se ter rendimentos de 5 ou 6 dígitos por mês fosse uma coisa má.
  4. 4. Mas como tudo na vida, é uma questão de perspectiva. E é uma questão de ter a mente aberta a coisas diferentes daquelas a que estás habituado. Eu identifico-me bastante com a história do PewDiePie: quando tinha cerca de 17 anos (estava quase a terminar o ensino secundário) comecei a desenvolver o meu próprio negócio de Marketing Multinível para poder ter a minha própria independência financeira e comecei a trabalhar a partir da Internet pouco depois. Hoje sou estudante de Medicina Chinesa, estou a seguir a minha paixão e tenho um negócio online que me permite ganhar dinheiro com aquilo que gosto de fazer. Algumas coisas que tanto eu como o PewDiePie querem deixar bem claro:  Somos pessoas perfeitamente comuns  Ganhamos dinheiro com a nossa paixão  Temos um veículo que nos permite fazê-lo. “É isto que eu acho fixe sobre o YouTube. Qualquer um pode tecnicamente fazê-lo. Certamente se eu não existisse, alguém iria ocupar o meu lugar. Eu trabalho tremendamente muito, perguntem à minha namorada [risada]. Portanto eu acho que se tu o quiseres fazer podes fazer e eu acredito em ti.” >Eu acredito piamente que qualquer um pode concretizar qualquer objectivo que tenha. Desde que tenha um veículo e recursos para o fazer. E obviamente desejo de o fazer.
  5. 5. A vida muda. Todos os dias. E é necessário sabermos lidar com essas mudanças e encará-las da forma mais natural, descontraída e positiva possível. E nestes últimos anos, o paradigma do trabalho tem mudado imenso. Há cada vez mais formas de viver os mais diversos estilos de vida e de ganhar dinheiro através de fontes cada vez mais diversas. E com a evolução das tecnologias, ganhar dinheiro a partir de casa é uma realidade cada vez mais presente nos dias de hoje. “Conclusão: parece que todo o mundo se preocupa mais com o dinheiro que eu ganho do que eu. E nós angariámos 1 milhão de dólares para caridade e muito poucos artigos falaram nisso. Não vejo grande motivo pelo qual as pessoas devem se importar com isso, e por isso eu também não me importo.” O YouTube pode ser uma ferramenta para gerar rendimento para ti, se assim o quiseres e se assim fizeres por isso. Como tudo, depende de muito trabalho e dedicação da tua parte. E como o PewDiePie provou, é possível ganhares dinheiro a fazer aquilo que gostas. Não quer dizer que agora tenhas de te agarrar a um computador e pores-te a jogar jogos e a gravá-los. Este rapaz já fazia isso e começou a ganhar dinheiro com isso, mas relembro que foram precisos 5 anos e mais de 2000 vídeos para ter estes resultados. Isso não quer dizer que vás ter os mesmos resultados que ele. O dinheiro não é um bicho de sete-cabeças. O dinheiro não passa de uma energia com a qual podes fazer as coisas mais diversas. Nada mais que isso. Não é nenhum compasso moral nem um manipulador de personalidade. Tem é a capacidade de enfatizar o que uma pessoa já é (como se fosse uma lupa!) e que uma pessoa rica é diferente de uma pessoa que tem dinheiro.
  6. 6. Eu continuaria a fazer isto, mesmo se não fosse tão grande como sou hoje. Eu estou a partilhar esta história contigo por um motivo muito simples: Assim como ele ganha dinheiro a fazer aquilo que gosta, essa é uma realidade que pode ser real também para ti. Não tens de estar preso a um emprego que não gostas. Quero apenas partilhar contigo queexistem outras opções. Principalmente na Internet. Há quem use o Youtube, há quem use blogs, há quem use sistemas inteligentes, há quem trabalhe com tudo isso em simultâneo! Independentemente do método que escolheres, o importante é que faças algo com a qual te sintas realizado e sintas que estás a ser útil e a contribuir para algo maior. É o que eu desejo para mim e é o que desejo para ti também. Comenta a tua opinião sobre o paradigma do trabalho e se concordas com a visão do PewDiePie.

×