SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 34
Baixar para ler offline
“O psicopata mora ao lado.”
Laura Mallmann Marcht
Mundo do trabalho
Cláudia Giovana
09/05/2013
UNIJUÍ
 “O sistema emocional do psicopata vem
desconectado e não conecta novamente.
Não tem cura até o momento.”
 Não possuí um conceito definido mas é um construto
psicológico que descreve um padrão de
comportamento anti-social crônico. É uma
síndrome, enquanto o transtorno de personalidade
anti-social é um diagnóstico.
 O que é? É um padrão invasivo de desrespeito
e violação dos direitos dos outros, que inicia na
infância ou começo da adolescência e continua
na idade adulta. Para ser psicopata, a pessoa
precisa ter uma história de alguns sintomas
de Transtorno da Conduta antes dos 15 anos.
 Envolve um padrão de comportamento
repetitivo e persistente, no qual ocorre
violação dos direitos básicos dos outros
ou de normas ou regras sociais
importantes e adequadas à idade.
 Pessoas que gostam de se exibir e manipular
os outros.
 Manifestam-se com a agressão a pessoas
e animais, destruição de propriedade,
defraudação ou furto, ou séria violação de
regras.
 “O psicopata é caracterizado por conduta
anti-social crônica que começa na
infância ou adolescência como Transtorno
de Conduta.”
 Embora quase todos os psicopatas tenham
transtorno de personalidade anti-social, apenas
alguns indivíduos com transtorno de
personalidade anti-social são psicopatas.
Narcisismo patológico.
 Pode-se observar que o psicopata se forma
pela falta de confiança básica
familiar, associada à ausência de experiências
amorosas com a figura materna e de
segurança com a paterna.
 Assim, o processo de amadurecimento do
psicopata, é interrompido de maneira abrupta,
antes que se complete o processo de
separação e individuação social.
 Os psicopatas têm um ego grandioso e
patológico e seu super ego que é a instância
moral parece completamente ausente ou
então, está frouxa.
Super ego = família
 São destituídos de qualquer humanidade. Seu
único sistema de valores é o exercício do
poder e da agressão condições que
caracterizam o narcisismo patológico.
 Relacionamentos: Superficial, narcisista,
manipulador.
 Sentimentos: Frieza, sem remorso, sem
empatia, irresponsável (importando-se
apenas com o que lhe trouxer benefícios).
 Estilo de vida: Impulsivo, incapaz de
planejar, imprudente.
 Pode ser confundida com outros
distúrbios de personalidade, tais como
transtorno de personalidade dissocial,
narcísica e esquizóide, bem como outros.
 Leve: aplica os famosos golpes 171
(estelionato ou fraude) e atinge uma pessoa.
 Moderado: que aplica o mesmo golpe, porém
em uma esfera social mais alta e acaba
lesando milhares de pessoas.
 Grave: seria o serial killer, o assassino
para quem não basta matar, tem
que haver atos de crueldade que é mais
raro.
 24% da população carcerária possuí perfil
de psicopatia por causa da ausência das
figuras materna ou paterna.
 A cada 25 pessoas, uma é psicopata.
 Psicopatia: a pessoa tende a se satisfazer
uma “necessidade” que normalmente são
crimes violentos, apesar da lucidez ao
cometer o crime, o psicopata é frio.
 Sociopatia: tem maiores índices de TPAS,
tem falta de relação com outros, vive para
se satisfazer, o outro “não existe”, vive
para si e não possuí escrúpulos.
 Em “a máscara da saúde” enuncia o que
pode levar uma pessoa a se tornar
psicopata:
 Problemas de conduta na infância.
 Inexistência de alucinações e delírio.
 Ausência de manifestações neuróticas.
 Impulsividade e ausência de autocontrole.
 Irresponsabilidade.
 Encanto superficial, notável inteligência e loquacidade.
 Egocentrismo patológico, autovalorização e arrogância.
 Incapacidade de amar.
 Grande pobreza de reações afetivas básicas.
 Vida sexual impessoal, trivial e pouco integrada.
 Falta de sentimentos de culpa e de vergonha.
 Indigno de confiança, falta de empatia nas relações
pessoais.
 Manipulação do outro com recursos enganosos.
 Mentiras e insinceridade.
 Perda específica da intuição.
 Incapacidade para seguir qualquer plano de vida.
 Conduta anti-social sem aparente arrependimento.
 Ameaças de suicídio raramente cumpridas.
 Falta de capacidade para aprender com a
experiência vivida.
 O conceito surgiu na medicina legal, quando os
médicos começaram a observar que certos
criminosos não apresentavam sintomas
clássicos de insanidade.
 A maioria são homens, mas o índice de
mulheres vêm crescendo consideravelmente.
Os homens 3%, possuem perfil agressivo. As
mulheres 1%, tendem a ser manipuladores.
 O psicopata vai atrás daquilo que lhe dá prazer
e em uma empresa, se enxergar a chance de
controlar um grupo de pessoas para conseguir
o que quer, ele vai usar.
 3,9% dos executivos podem ser psicopatas,
sendo uma taxa 4 vezes maior do que na
população geral.
 Em relação a população geral, encontramos
1% = 69 milhões.
 “Eles são capaz de apunhalar empregados e
clientes pelas costas, contar mentiras
premeditadas, arruinar colegas
perigosos, fraudar a contabilidade e eliminar
provas para conseguir o que querem.” Deve-se
isso por não possuírem empatia.
 Apresenta-se como uma pessoa
extremamente inteligente e capaz de
esconder os seus crimes e as suas
atrocidades, podendo esse segredo durar
toda a sua vida.
 Nem todos os assassinos são psicopatas
e nem todos os psicopatas chegam a ser
assassinos, ou mesmo fisicamente
violentos. Seu passado exerce grande
influência.
O psicopata: características e riscos no ambiente de trabalho

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Psicopatias
PsicopatiasPsicopatias
Psicopatias
 
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidadeSaúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
 
Psicopatia. CCP. Apresentação
Psicopatia. CCP. ApresentaçãoPsicopatia. CCP. Apresentação
Psicopatia. CCP. Apresentação
 
saude mental
saude mental saude mental
saude mental
 
Transtornos de personalidade
Transtornos de personalidadeTranstornos de personalidade
Transtornos de personalidade
 
Transtornos depressivos
Transtornos depressivosTranstornos depressivos
Transtornos depressivos
 
Transtornos do pensamento: esquizofrenia
Transtornos do pensamento: esquizofreniaTranstornos do pensamento: esquizofrenia
Transtornos do pensamento: esquizofrenia
 
Dependência QuíMica
 Dependência QuíMica Dependência QuíMica
Dependência QuíMica
 
Transtornos ansiosos
Transtornos ansiososTranstornos ansiosos
Transtornos ansiosos
 
Introdução à Psicologia Jurídica
Introdução à Psicologia JurídicaIntrodução à Psicologia Jurídica
Introdução à Psicologia Jurídica
 
Transtorno de personalidade
Transtorno de personalidadeTranstorno de personalidade
Transtorno de personalidade
 
5093 palestra saude_mental_(3)
5093 palestra saude_mental_(3)5093 palestra saude_mental_(3)
5093 palestra saude_mental_(3)
 
Transtorno do Estresse pós traumático
Transtorno do Estresse pós traumáticoTranstorno do Estresse pós traumático
Transtorno do Estresse pós traumático
 
Saúde Mental
Saúde MentalSaúde Mental
Saúde Mental
 
Psicopatia 2012
Psicopatia  2012Psicopatia  2012
Psicopatia 2012
 
As drogas e seus efeitos
As drogas e seus efeitosAs drogas e seus efeitos
As drogas e seus efeitos
 
Transtornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeTranstornos de ansiedade
Transtornos de ansiedade
 
Depressao diagnostico e tratamento
Depressao diagnostico e tratamentoDepressao diagnostico e tratamento
Depressao diagnostico e tratamento
 
Como cuidar da minha saúde mental?
Como cuidar da minha saúde mental?Como cuidar da minha saúde mental?
Como cuidar da minha saúde mental?
 
Psicoses
PsicosesPsicoses
Psicoses
 

Destaque

A Psicopatia no Ordenamento Jurídico Brasileiro
A Psicopatia no Ordenamento Jurídico BrasileiroA Psicopatia no Ordenamento Jurídico Brasileiro
A Psicopatia no Ordenamento Jurídico Brasileirolerroyt
 
Transtorno de conduta e emoções
Transtorno de conduta e emoçõesTranstorno de conduta e emoções
Transtorno de conduta e emoçõestoninhas
 
MENTES PERIGOSAS: O PERFIL PSICOLÓGICO DO PSICOPATA
MENTES PERIGOSAS: O PERFIL PSICOLÓGICO DO PSICOPATA MENTES PERIGOSAS: O PERFIL PSICOLÓGICO DO PSICOPATA
MENTES PERIGOSAS: O PERFIL PSICOLÓGICO DO PSICOPATA Alexandre Caputo
 
Segundo teste para saber se é um psicopata
Segundo teste para saber se é um psicopataSegundo teste para saber se é um psicopata
Segundo teste para saber se é um psicopataByron Lanverly
 
Transtorno de Conduta
Transtorno de CondutaTranstorno de Conduta
Transtorno de CondutaCassia Dias
 
Teste de psicopatia 01
Teste de psicopatia 01Teste de psicopatia 01
Teste de psicopatia 01Byron Lanverly
 
Transtornos de personalidade - neuropsicologia
Transtornos de personalidade - neuropsicologia Transtornos de personalidade - neuropsicologia
Transtornos de personalidade - neuropsicologia amamikoi
 
Manejo do adolescente com transtorno de conduta
Manejo do adolescente com transtorno de condutaManejo do adolescente com transtorno de conduta
Manejo do adolescente com transtorno de condutaCláudio Costa
 
Esclarecimentos psicopatia e sociopatia
Esclarecimentos psicopatia e sociopatiaEsclarecimentos psicopatia e sociopatia
Esclarecimentos psicopatia e sociopatiajulilp10
 
Livro formação social personalidade professor
Livro formação social personalidade professorLivro formação social personalidade professor
Livro formação social personalidade professorjlpenteado
 
Transtornos de comportamento antissocial
Transtornos de comportamento antissocialTranstornos de comportamento antissocial
Transtornos de comportamento antissocialmiusela
 
Os desafios da prevenção e do tratamento da
Os desafios da prevenção e do tratamento daOs desafios da prevenção e do tratamento da
Os desafios da prevenção e do tratamento daAlinebrauna Brauna
 

Destaque (20)

A Psicopatia no Ordenamento Jurídico Brasileiro
A Psicopatia no Ordenamento Jurídico BrasileiroA Psicopatia no Ordenamento Jurídico Brasileiro
A Psicopatia no Ordenamento Jurídico Brasileiro
 
Transtorno de conduta e emoções
Transtorno de conduta e emoçõesTranstorno de conduta e emoções
Transtorno de conduta e emoções
 
Psicopatía
PsicopatíaPsicopatía
Psicopatía
 
MENTES PERIGOSAS: O PERFIL PSICOLÓGICO DO PSICOPATA
MENTES PERIGOSAS: O PERFIL PSICOLÓGICO DO PSICOPATA MENTES PERIGOSAS: O PERFIL PSICOLÓGICO DO PSICOPATA
MENTES PERIGOSAS: O PERFIL PSICOLÓGICO DO PSICOPATA
 
Psicopatía
PsicopatíaPsicopatía
Psicopatía
 
Psicopatia
PsicopatiaPsicopatia
Psicopatia
 
Segundo teste para saber se é um psicopata
Segundo teste para saber se é um psicopataSegundo teste para saber se é um psicopata
Segundo teste para saber se é um psicopata
 
Transtornos Disruptivos
Transtornos DisruptivosTranstornos Disruptivos
Transtornos Disruptivos
 
Projeto recover
Projeto recoverProjeto recover
Projeto recover
 
Transtorno de Conduta
Transtorno de CondutaTranstorno de Conduta
Transtorno de Conduta
 
Teste de psicopatia 01
Teste de psicopatia 01Teste de psicopatia 01
Teste de psicopatia 01
 
Transtornos de personalidade - neuropsicologia
Transtornos de personalidade - neuropsicologia Transtornos de personalidade - neuropsicologia
Transtornos de personalidade - neuropsicologia
 
Manejo do adolescente com transtorno de conduta
Manejo do adolescente com transtorno de condutaManejo do adolescente com transtorno de conduta
Manejo do adolescente com transtorno de conduta
 
Personalidade
PersonalidadePersonalidade
Personalidade
 
Jornada de actualización fiscal
Jornada de actualización fiscalJornada de actualización fiscal
Jornada de actualización fiscal
 
Esclarecimentos psicopatia e sociopatia
Esclarecimentos psicopatia e sociopatiaEsclarecimentos psicopatia e sociopatia
Esclarecimentos psicopatia e sociopatia
 
Livro formação social personalidade professor
Livro formação social personalidade professorLivro formação social personalidade professor
Livro formação social personalidade professor
 
Transtornos de comportamento antissocial
Transtornos de comportamento antissocialTranstornos de comportamento antissocial
Transtornos de comportamento antissocial
 
Maconha
MaconhaMaconha
Maconha
 
Os desafios da prevenção e do tratamento da
Os desafios da prevenção e do tratamento daOs desafios da prevenção e do tratamento da
Os desafios da prevenção e do tratamento da
 

Semelhante a O psicopata: características e riscos no ambiente de trabalho

Transtorno dissociativo de identidade final
Transtorno dissociativo de identidade finalTranstorno dissociativo de identidade final
Transtorno dissociativo de identidade finalAngelo Magliani
 
PSICOPATIA - SERIAL KILLERS AMERICANOS DOS ANOS 80: MODUS OPERANDIS
PSICOPATIA - SERIAL KILLERS AMERICANOS DOS ANOS 80: MODUS OPERANDISPSICOPATIA - SERIAL KILLERS AMERICANOS DOS ANOS 80: MODUS OPERANDIS
PSICOPATIA - SERIAL KILLERS AMERICANOS DOS ANOS 80: MODUS OPERANDISMelissaAnsaneloRosa
 
Psicopatia E Mídia
Psicopatia E  MídiaPsicopatia E  Mídia
Psicopatia E MídiaRenato Moura
 
ORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDA
ORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDAORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDA
ORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDARafael Almeida
 
Psicopatologia E Enclausuramento
Psicopatologia E EnclausuramentoPsicopatologia E Enclausuramento
Psicopatologia E EnclausuramentoAna Sofia Costa
 
Doenças do foro psicologico(1)
Doenças do foro psicologico(1)Doenças do foro psicologico(1)
Doenças do foro psicologico(1)softgirl1617
 
Prevenção ao suicídio - Infância e adolescência
Prevenção ao suicídio - Infância e adolescênciaPrevenção ao suicídio - Infância e adolescência
Prevenção ao suicídio - Infância e adolescênciaLuciana França Cescon
 
Psicopatia e sociopatia
Psicopatia e sociopatiaPsicopatia e sociopatia
Psicopatia e sociopatiajaniramr
 
Dificuldades na socialização e ressocialização (Psicopatia)
Dificuldades na socialização e ressocialização (Psicopatia)Dificuldades na socialização e ressocialização (Psicopatia)
Dificuldades na socialização e ressocialização (Psicopatia)João Marcelo
 
Personalidade limitrofe
Personalidade limitrofePersonalidade limitrofe
Personalidade limitrofeTânia collyer
 
Abuso Sexual ( Pedofilia)
Abuso Sexual ( Pedofilia)Abuso Sexual ( Pedofilia)
Abuso Sexual ( Pedofilia)martasara
 
Psicotipos de personalidade
Psicotipos de personalidadePsicotipos de personalidade
Psicotipos de personalidadeCamilla_Fagundes
 

Semelhante a O psicopata: características e riscos no ambiente de trabalho (20)

Transtorno dissociativo de identidade final
Transtorno dissociativo de identidade finalTranstorno dissociativo de identidade final
Transtorno dissociativo de identidade final
 
PSICOPATIA - SERIAL KILLERS AMERICANOS DOS ANOS 80: MODUS OPERANDIS
PSICOPATIA - SERIAL KILLERS AMERICANOS DOS ANOS 80: MODUS OPERANDISPSICOPATIA - SERIAL KILLERS AMERICANOS DOS ANOS 80: MODUS OPERANDIS
PSICOPATIA - SERIAL KILLERS AMERICANOS DOS ANOS 80: MODUS OPERANDIS
 
Psicologia-b Serial Killer
Psicologia-b Serial KillerPsicologia-b Serial Killer
Psicologia-b Serial Killer
 
Psicopatia E Mídia
Psicopatia E  MídiaPsicopatia E  Mídia
Psicopatia E Mídia
 
Segue a entrevista
Segue a entrevistaSegue a entrevista
Segue a entrevista
 
Todos somos um pouco psicopatas
Todos somos um pouco psicopatasTodos somos um pouco psicopatas
Todos somos um pouco psicopatas
 
maio laranja (1).pptx
maio laranja (1).pptxmaio laranja (1).pptx
maio laranja (1).pptx
 
ORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDA
ORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDAORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDA
ORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDA
 
Psicopatologia E Enclausuramento
Psicopatologia E EnclausuramentoPsicopatologia E Enclausuramento
Psicopatologia E Enclausuramento
 
Doenças do foro psicologico(1)
Doenças do foro psicologico(1)Doenças do foro psicologico(1)
Doenças do foro psicologico(1)
 
Doenças do foro psicológico
Doenças do foro psicológicoDoenças do foro psicológico
Doenças do foro psicológico
 
Prevenção ao suicídio - Infância e adolescência
Prevenção ao suicídio - Infância e adolescênciaPrevenção ao suicídio - Infância e adolescência
Prevenção ao suicídio - Infância e adolescência
 
Psicopatia e sociopatia
Psicopatia e sociopatiaPsicopatia e sociopatia
Psicopatia e sociopatia
 
Dificuldades na socialização e ressocialização (Psicopatia)
Dificuldades na socialização e ressocialização (Psicopatia)Dificuldades na socialização e ressocialização (Psicopatia)
Dificuldades na socialização e ressocialização (Psicopatia)
 
Personalidade limitrofe
Personalidade limitrofePersonalidade limitrofe
Personalidade limitrofe
 
Abuso Sexual ( Pedofilia)
Abuso Sexual ( Pedofilia)Abuso Sexual ( Pedofilia)
Abuso Sexual ( Pedofilia)
 
Violência: impactos na saúde mental e no trânsito
Violência: impactos na saúde mental e no trânsitoViolência: impactos na saúde mental e no trânsito
Violência: impactos na saúde mental e no trânsito
 
Psicotipos de personalidade
Psicotipos de personalidadePsicotipos de personalidade
Psicotipos de personalidade
 
Boderline
BoderlineBoderline
Boderline
 
Abuso sexual-1212061080118991-8
Abuso sexual-1212061080118991-8Abuso sexual-1212061080118991-8
Abuso sexual-1212061080118991-8
 

O psicopata: características e riscos no ambiente de trabalho

  • 1. “O psicopata mora ao lado.” Laura Mallmann Marcht Mundo do trabalho Cláudia Giovana 09/05/2013 UNIJUÍ
  • 2.  “O sistema emocional do psicopata vem desconectado e não conecta novamente. Não tem cura até o momento.”
  • 3.  Não possuí um conceito definido mas é um construto psicológico que descreve um padrão de comportamento anti-social crônico. É uma síndrome, enquanto o transtorno de personalidade anti-social é um diagnóstico.
  • 4.  O que é? É um padrão invasivo de desrespeito e violação dos direitos dos outros, que inicia na infância ou começo da adolescência e continua na idade adulta. Para ser psicopata, a pessoa precisa ter uma história de alguns sintomas de Transtorno da Conduta antes dos 15 anos.
  • 5.  Envolve um padrão de comportamento repetitivo e persistente, no qual ocorre violação dos direitos básicos dos outros ou de normas ou regras sociais importantes e adequadas à idade.
  • 6.  Pessoas que gostam de se exibir e manipular os outros.
  • 7.  Manifestam-se com a agressão a pessoas e animais, destruição de propriedade, defraudação ou furto, ou séria violação de regras.
  • 8.  “O psicopata é caracterizado por conduta anti-social crônica que começa na infância ou adolescência como Transtorno de Conduta.”
  • 9.  Embora quase todos os psicopatas tenham transtorno de personalidade anti-social, apenas alguns indivíduos com transtorno de personalidade anti-social são psicopatas. Narcisismo patológico.
  • 10.  Pode-se observar que o psicopata se forma pela falta de confiança básica familiar, associada à ausência de experiências amorosas com a figura materna e de segurança com a paterna.
  • 11.  Assim, o processo de amadurecimento do psicopata, é interrompido de maneira abrupta, antes que se complete o processo de separação e individuação social.
  • 12.  Os psicopatas têm um ego grandioso e patológico e seu super ego que é a instância moral parece completamente ausente ou então, está frouxa. Super ego = família
  • 13.  São destituídos de qualquer humanidade. Seu único sistema de valores é o exercício do poder e da agressão condições que caracterizam o narcisismo patológico.
  • 14.  Relacionamentos: Superficial, narcisista, manipulador.  Sentimentos: Frieza, sem remorso, sem empatia, irresponsável (importando-se apenas com o que lhe trouxer benefícios).
  • 15.  Estilo de vida: Impulsivo, incapaz de planejar, imprudente.
  • 16.  Pode ser confundida com outros distúrbios de personalidade, tais como transtorno de personalidade dissocial, narcísica e esquizóide, bem como outros.
  • 17.  Leve: aplica os famosos golpes 171 (estelionato ou fraude) e atinge uma pessoa.  Moderado: que aplica o mesmo golpe, porém em uma esfera social mais alta e acaba lesando milhares de pessoas.
  • 18.  Grave: seria o serial killer, o assassino para quem não basta matar, tem que haver atos de crueldade que é mais raro.
  • 19.  24% da população carcerária possuí perfil de psicopatia por causa da ausência das figuras materna ou paterna.  A cada 25 pessoas, uma é psicopata.
  • 20.  Psicopatia: a pessoa tende a se satisfazer uma “necessidade” que normalmente são crimes violentos, apesar da lucidez ao cometer o crime, o psicopata é frio.
  • 21.  Sociopatia: tem maiores índices de TPAS, tem falta de relação com outros, vive para se satisfazer, o outro “não existe”, vive para si e não possuí escrúpulos.
  • 22.  Em “a máscara da saúde” enuncia o que pode levar uma pessoa a se tornar psicopata:  Problemas de conduta na infância.  Inexistência de alucinações e delírio.  Ausência de manifestações neuróticas.
  • 23.  Impulsividade e ausência de autocontrole.  Irresponsabilidade.  Encanto superficial, notável inteligência e loquacidade.  Egocentrismo patológico, autovalorização e arrogância.  Incapacidade de amar.
  • 24.  Grande pobreza de reações afetivas básicas.  Vida sexual impessoal, trivial e pouco integrada.  Falta de sentimentos de culpa e de vergonha.  Indigno de confiança, falta de empatia nas relações pessoais.
  • 25.  Manipulação do outro com recursos enganosos.  Mentiras e insinceridade.  Perda específica da intuição.  Incapacidade para seguir qualquer plano de vida.  Conduta anti-social sem aparente arrependimento.
  • 26.  Ameaças de suicídio raramente cumpridas.  Falta de capacidade para aprender com a experiência vivida.
  • 27.  O conceito surgiu na medicina legal, quando os médicos começaram a observar que certos criminosos não apresentavam sintomas clássicos de insanidade.
  • 28.  A maioria são homens, mas o índice de mulheres vêm crescendo consideravelmente. Os homens 3%, possuem perfil agressivo. As mulheres 1%, tendem a ser manipuladores.
  • 29.  O psicopata vai atrás daquilo que lhe dá prazer e em uma empresa, se enxergar a chance de controlar um grupo de pessoas para conseguir o que quer, ele vai usar.
  • 30.  3,9% dos executivos podem ser psicopatas, sendo uma taxa 4 vezes maior do que na população geral.  Em relação a população geral, encontramos 1% = 69 milhões.
  • 31.  “Eles são capaz de apunhalar empregados e clientes pelas costas, contar mentiras premeditadas, arruinar colegas perigosos, fraudar a contabilidade e eliminar provas para conseguir o que querem.” Deve-se isso por não possuírem empatia.
  • 32.  Apresenta-se como uma pessoa extremamente inteligente e capaz de esconder os seus crimes e as suas atrocidades, podendo esse segredo durar toda a sua vida.
  • 33.  Nem todos os assassinos são psicopatas e nem todos os psicopatas chegam a ser assassinos, ou mesmo fisicamente violentos. Seu passado exerce grande influência.