Povos índigenas

1.973 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.973
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
64
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Povos índigenas

  1. 1. Os Povos Índigenas Com muito esforço e muitas dificuldades os índios vem conquistando pequenas coisas,como exemplo disso temos o projeto E'ma Pia que foi concebido e implementado.O Programa E´ma Pia de Acesso e Permanência de Indígenas no Ensino Superior trata-se de uma ação do Núcleo Insikiran da Universidade Federal de Roraima voltada para atividades de extensão e pesquisa e para garantir meios efetivos de propiciação do acesso e da permanência de indígenas ao ensino superior. Açoes e metas do programa E'ma pia: 1) Diagnóstico da demanda e da presença dos povos indígena de Roraima por educação superior; 2) Curso Pré Vestibular; 3) Eventos técnico-científicos e culturais ; 4) Cursos de Extensão no Paricarana e nas comunidades ; 5) Atividade continuada de Leitura e Produção Textual para alunos indígenas ; 6) Publicações ; 7) Estruturação e Reforma da Casa do Estudante Indígena ; 8) Centro de Documentação, Acervo e Sala de Estudo ; 9) Fundo de Financiamento de Projetos a Pesquisa de Alunos Indígenas ; 10) Implantação do Laboratório de Informática ; 11) Cursos de Graduação .
  2. 2. Além de promover o acesso e a permanência de estudantes indígenas ao ensino superior, o objetivo do Programa E´ma Pia é o de sensibilizar uma parcela considerável da universidade com relação às demandas dos povos indígenas e à percepção da riqueza das suas culturas, com a finalidade de trazer, de fato, o debate sobre a diversidade social no Brasil para dentro da universidade. A Constituição de 1988 revela um grande esforço da Constituinte no sentido de preordenar um sistema de normas que pudesse efetivamente proteger os direitos e interesses dos índios. Alcançou um nível de proteção inteiramente satisfatório. Deu um largo passo à frente na questão indígena, com vários dispositivos referentes aos índios, nos quais dispõe sobre a propriedade das terras ocupadas pelos índios, a competência da União para legislar sobre populações indígenas, relações das comunidades indígenas com suas terras, preservação de suas línguas, usos, costumes e tradições. Segundo o Artigo 231 "São reconhecidos aos índios sua organização social, costumes, línguas, crenças e tradições, e os direitos originários sobre as terras que tradicionalmente ocupam, competindo à União demarcá-las, proteger e fazer respeitar todos os seus bens." A Constituição vigente foi a que mais se preocupou com a proteção ao indígena, baseada num poderoso "lobby" que valoriza a idéia de homem primitivo, puro e não pervertido pela civilização. Os índios são reconhecidos como comunidade e a maior
  3. 3. preocupação é com relação às suas terras. A Constituição garante aos indígenas a posse das terras que tradicionalmente ocupam, mas não as que já ocuparam no passado. Os povos indígenas contribuiram e tiveram muita influência em nossa cultura,e na história do nosso país.Hoje a populaçao de índios diminuiu bastante,mas ainda existem muitas tribos indígenas que preservam seus costumes e crenças. Os índios também tem seus direitos e tem leis que ajudam a preservar a cultura e o espaço em que eles vivem,mas na maioria das vezes essas leis e esses direitos não são respeitados,nem pela justiça nem pelos cidadãos. Mas eles tem enfrentado tudo e vem avançando.Hoje, existem muitos índios que vivem em casas que têm luz elétrica e som. Já somam 5 mil os índios matriculados em universidades, estudando Medicina e Direito, por exemplo, e 20 mil os professores indígenas que ensinam nas línguas que falam. A mais recente conquista da população indígena foi na política , a criaçao em 2006, da CNPI – Comissão Nacional de Política Indigenista, que instituiu um foro de discussão, com os próprios índios, a respeito da elaboração de políticas públicas federais para a classe indígena.
  4. 4. Em outros países da América Latina, tais como Equador, Peru e Bolívia a população indígena ultrapassa 50%. Esse é um dos fatores que lhes garante uma forte participação política e conquista de direitos civis importantes. Veja abaixo a participação política indígena em alguns outros países da América do Sul. Bolívia: possui hoje a maior bancada de oposição do parlamento e para o Movimento Indígena Pachakutik (MIP). Em 2002 haviam 41 cadeiras de partidos indígenas no parlamento boliviano. Venezuela:Possui um partido político indígena desde 1997 Partido do Povo Unido Multiétnico da Amazônia (Puama). Em 1999 os indígenas venezuelanos ganharam na Assembléia Constituinte o direito de cadeira reservada em nível nacional, estadual e local. Peru: O partido conseguiu eleger representantes nas eleições de 1998 e 2002, mas tem enfrentado problemas com fraudes e para inscrever seus candidatos nas diferentes esferas de representatividade. Guiana: Foi criado, em 2001, o Partido Guyana Action Party (GAP) que e terminou em 3º lugar nas eleições, conseguindo duas cadeiras no parlamento.
  5. 5. Colômbia: O partido indígena Aliança Social Indígena (ASI) cresce muito no país e consegue agrupar setores populares não indígenas. O futuro dos índios no Brasil dependerá de várias opções estratégicas, tanto do Estado brasileiro e da comunidade internacional quanto das diferentes etnias. Trata-se de parceria. As populações indígenas têm direito a seus territórios por motivos históricos, que foram reconhecidos no Brasil ao longo dos séculos. Mas estes direitos não devem ser pensados como uma perda para o resto do Brasil: ao contrário, são um pré- requisito da preservação de uma riqueza ainda inestimada mas crucial, a biodiversidade e os conhecimentos das populações tradicionais sobre as espécies naturais. O que se deve procurar, no interesse de todos, é dar as condições para não perdemos nosso maior tesouro que é a nossa cultura.E os índios fazem parte dela,e temos que ajudar a preservar essa cultura. O futuro dos povos indígenas no Brasil é ainda incerto. Cabe a eles mesmos encontrarem canais mais efetivos de um relacionamento mais harmonioso e menos destrutivo com segmentos da sociedade nacional e com o Estado brasileiro. Mas também depende de todos nós, do nosso projeto de cidadania, que possa contemplar um futuro digno para todos os segmentos que conformam este país de dimensões
  6. 6. continentais. De um papel desempenhado na história, eles precisam encontrar um lugar nos projetos de futuro do Brasil,para que seus costumes,crenças,tradiçoes,sua língua e sua identidade nao desapareçam.
  7. 7. continentais. De um papel desempenhado na história, eles precisam encontrar um lugar nos projetos de futuro do Brasil,para que seus costumes,crenças,tradiçoes,sua língua e sua identidade nao desapareçam.

×