(1865 – 1916)
Obras: Cancioneiro guasca  (1910) Contos gauchescos  (1912) Lendas do Sul (1913) Casos do Romualdo  (1952, edição póst...
-   Nasceu em Pelotas em 1865, descendente de    uma família da elite rural sul-rio-grandense.-   Aos 13 anos foi para o R...
 Muitos   pelotenses ainda o tratavam com  deferência, mas por suas origens  aristocráticas e seu caráter generoso;  outr...
 João Simões Lopes Neto é o verdadeiro consolidador de uma corrente da ficção brasileira que fixa as diferentes zonas rur...
 Registro predominantemente realista do  universo gauchesco Utilização artística da linguagem própria  da campanha sul-r...
 Todos os relatos de Simões Lopes Neto  transcorrem no passado, abrangendo um  período histórico que se inicia depois da ...
 Contudo,  não se trata de contos históricos, pois o interesse do ficcionista é muito mais a tragédia humana do que a pin...
Oautor possuía um amplo domínio damatéria-prima de suas histórias. Era umconhecimento do mundo gauchesco quese originava ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Simões lopes neto

1.700 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.700
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
61
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Simões lopes neto

  1. 1. (1865 – 1916)
  2. 2. Obras: Cancioneiro guasca (1910) Contos gauchescos (1912) Lendas do Sul (1913) Casos do Romualdo (1952, edição póstuma)
  3. 3. - Nasceu em Pelotas em 1865, descendente de uma família da elite rural sul-rio-grandense.- Aos 13 anos foi para o RJ estudar no famoso Colégio Abílio- Fixou residência na sua terra natal- Trajetória empresarial malograda- Fracassos econômicos- Empobrecido, sobreviveu das atividades jornalísticas, estampando seus relatos em periódicos.- Ninguém percebeu sua importância literária
  4. 4.  Muitos pelotenses ainda o tratavam com deferência, mas por suas origens aristocráticas e seu caráter generoso; outros viam nele apenas um derrotado, um tipo que merecia piedade. A própria mulher com quem não teve filhos, parecia não amá-lo. Em 1916, morreu em Pelotas, aos 51 anos, vítima de uma úlcera perfurada.
  5. 5.  João Simões Lopes Neto é o verdadeiro consolidador de uma corrente da ficção brasileira que fixa as diferentes zonas rurais do país. Essa corrente, iniciada durante o Romantismo, recebeu o nome de Regionalismo.
  6. 6.  Registro predominantemente realista do universo gauchesco Utilização artística da linguagem própria da campanha sul-rio-grandense Sentido universal dos contos
  7. 7.  Todos os relatos de Simões Lopes Neto transcorrem no passado, abrangendo um período histórico que se inicia depois da Independência e alcança o início do século XX. Vários momentos significativos da fomação do RS são evocados como pano de fundo de seus contos: Revolução Farroupilha, Guerras Platinas, Guerra do Paraguai, etc.
  8. 8.  Contudo, não se trata de contos históricos, pois o interesse do ficcionista é muito mais a tragédia humana do que a pintura detalhada de um período.
  9. 9. Oautor possuía um amplo domínio damatéria-prima de suas histórias. Era umconhecimento do mundo gauchesco quese originava de duas fontes básicas: a dacultura letrada e de sua própriaobservação pessoal.

×