Por que os jovens
foram às ruas?
Carolina Lara -n°2
Larissa Castro - n°8
Maria Heloísa - n°11
Matheus Barbosa -
n°14
Uma bomba-relógio
Corrupção em todas as esferas do
Estado brasileiroPEC 37/33
Precariedade nas áreas de educação, saúde e
...
As primeiras
manifestações
Reajuste das tarifas ( 2012) –
Natal, RN
2 mil pessoas
Intensa
repressão
policialRevogação do r...
Manifestações de junho
Primeira fase
R$ 3,00 para R$ 3,20
Protesto ‘’tímido’’
Falta de apoio da
mídia
Conflitos violentos ...
Manifestações de junho
Segunda fase
Manifestações pacíficas – pequeno foco
de violência e represálias
Grande participação ...
17 de
junho
20 de
junho
22 de junho
Brasília
São Paulo
Rio
Natal
Florianópolis
Belo Horizonte
São Paulo
protestos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

protestos

623 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

protestos

  1. 1. Por que os jovens foram às ruas? Carolina Lara -n°2 Larissa Castro - n°8 Maria Heloísa - n°11 Matheus Barbosa - n°14
  2. 2. Uma bomba-relógio Corrupção em todas as esferas do Estado brasileiroPEC 37/33 Precariedade nas áreas de educação, saúde e transporteSalários e verbas de gabinete exorbitantes dos políticos brasileirosGastos excessivos com a Copa Aumento nas tarifas: R$ 0,20 ‘’Cura’’ gay
  3. 3. As primeiras manifestações Reajuste das tarifas ( 2012) – Natal, RN 2 mil pessoas Intensa repressão policialRevogação do reajuste ( aumento novamente, 8 meses depois) Porto Alegre (18 de fevereiro,2013) Recife ( 28 de abril, 2013) Descontentamento com o transporte público
  4. 4. Manifestações de junho Primeira fase R$ 3,00 para R$ 3,20 Protesto ‘’tímido’’ Falta de apoio da mídia Conflitos violentos entre os manifestantes e a polícia O Movimento Passe Livre (MPL) defende a adoção da tarifa zero para transporte coletivo. As redes sociais, em especial, o Facebook, foram essenciais para a difusão do movimento. Além de espalhar os ideais, o site foi usado para criar eventos, planejando hora e data para os protestos.
  5. 5. Manifestações de junho Segunda fase Manifestações pacíficas – pequeno foco de violência e represálias Grande participação da população Novas exigências Intensa atenção da mídia
  6. 6. 17 de junho 20 de junho 22 de junho Brasília São Paulo Rio Natal Florianópolis Belo Horizonte São Paulo

×