ciclo celular

228 visualizações

Publicada em

biologia celular

Publicada em: Ciências
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
228
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ciclo celular

  1. 1. Ciclo celular
  2. 2. •  As células se reproduzem pela duplicação de seus conteúdos, e se dividem em duas •  DNA precisa ser fielmente replicado e cromossomos replicados precisam ser segregados em duas células separadas •  Células duplicam seu volume e suas organelas citoplasmáticas em cada ciclo celular  repartição do núcleo e citoplasma em duas células-filhas •  Organismos pluricelulares manter a vida •  Organismos eucariontes unicelulares  gerar a vida
  3. 3. •  Duração varia grandemente de uma célula para outra •  Embriões de moscas  8 minutos •  Célula hepática de mamífero  > 12 meses •  Célula típica de mamífero 24 horas •  Através do ciclo celular o corpo humano inicia sua existência a partir do zigoto
  4. 4. Ciclo celular • Intérfase G1 S G2 • Divisão Mitose Meiose
  5. 5. • A célula usa 2 mecanismos para se dividir: mitose e meiose • Mitose → garante o crescimento dos organismos e a reposição de células mortas. O material genético é transmitido de modo constante de uma célula p/ suas descendentes. • A Mitose é um período da divisão celular em que uma célula- mãe, dará origem a 2 células filhas exatamente idênticas • Permite a manutenção da vida, em organismos pluricelulares; • Gera a vida em organismos unicelulares • Na mitose o envelope nuclear rompe-se, o conteúdo nuclear se condensa em cromossomos visíveis e os microtúbulos se reorganizam para formar o fuso mitótico que irá separar os cromossomos
  6. 6. • Meiose → é o processo de divisão celular que os seres de reprodução sexuada utilizam para formar os seus gametas. • material genético é reduzido à metade • troca de material entre os cromossomos paterno e materno → ↑ variabilidade
  7. 7. • Dois processos opostos – divisão celular e morte celular (apoptose) – regulam o nº de células do organismo. São geneticamente controladas.
  8. 8. • intérfase→ a célula está realizando funções metabólicas e de replicação. • Mitose ou divisão→ a célula cessa funções e se divide. • Período G1 da intérfase • É o intervalo de tempo entre o final de uma mitose e o início da fase S, onde a célula estará realizando o seu crescimento. célula aumentada de tamanho síntese de proteínas síntese de RNA
  9. 9. • Período G0 da intérfase • • As células são menores devido às atividades metabólicas celulares ainda serem lentas.
  10. 10. Variações quanto a proliferação • As células animais podem ser classificadas: – Células que se dividem continuamente : células embrionárias, epitélio que reveste o intestino – Células que ordinariamente não se dividem mas que podem fazê-lo em resposta a estímulos: células em estado de dormência ou quiescência com relação ao crescimento período G0 (G-zero) •  Células desprovidas de fatores de crescimento, tamanho reduzido e DNA não duplicado •  Nutrientes, hormônios de crescimento ou estímulos mecânico, lesão provocada por uma intervenção cirúrgica  estímulos para que a célula se reingressem no ciclo de divisão celular
  11. 11. • Células terminalmente diferenciadas: neurônios, células da musculatura esquelética cardíaca –  Células permanecem indefinidamente no período G0 –  Células que não poderão ser substituídas –  Células que nunca se dividem
  12. 12. Ciclo é regulado para parar em pontos específicos •  Pontos de parada são check-up •  G1 – antes da entrar na fase S do ciclo •  G2 – antes da célula entrar em mitose •  São checadas as condições do meio extracelular e da própria célula
  13. 13. • Pontos críticos da intérfase   • PONTO C: • Mudança na estrutura da cromatina • Aumento no transporte de nutrientes através  da membrana • Produção de novos RNAm
  14. 14. • PONTO V: • Síntese de macromoléculas • Alta atividade enzimática    • PONTO R: • Síntese de proteínas e enzimas necessárias para  síntese do DNA; • Síntese de proteínas regulatórias;
  15. 15. • Fase S da interfase •  Replicação do DNA e dos cromossomos que  passa a ser constituído por 2 cromátides  irmãs, geneticamente idênticas.  • Fase G2 da interfase • condensação de seus cromossomos para  entrar em mitose • síntese de enzimas e proteínas
  16. 16. • Durante o período G2 a célula possuem o dobro (4C)  da quantidade de DNA presente na célula diplóide  original (2C) 
  17. 17. Fases da Mitose *Dividida em 4 fases principais: • Prófase • Metáfase • Anáfase • Telófase
  18. 18. Prófase * Os cromossomos, que foram duplicados durante a fase S da  intérfase, se condensam. • * Os microtúbulos citoplasmáticos são desarranjados e a  célula se prepara para a reorganização destes microtúbulos  formando o fuso mitótico. • carioteca dissolve-se e nucléolo desaparece
  19. 19. • * O cromossomo mitótico consiste em duas  cromátides que estão conectadas por uma região  denominada de Centrômero. • * Na superfície deste centrômero existem dois  cinetocoros, um deles está associado a cromátide.  • * O outro cinetocoro está associado ao fuso mitótico  e é através dele que resulta a movimentação  cromossomal. • * Desorganização do envelope nuclear.  • * A célula segue para a metáfase. 
  20. 20. PRÓFASE
  21. 21. • Metáfase: • Os  cromossomos  atingem  o  máximo  de  condensação,  e  localizam-se  na  zona  equatorial  da  célula,  ligados  aos  centríolos  pelas  fibras  do  fuso  acromático  (microtúbulos→tubulina)  que  liga  o  cinetócoro  aos  centríolos. • Ao  fim  da  metáfase  as  cromátides  -  irmãs  de  cada  cromossomo  iniciam  a  sua  separação  até  ficarem  unidas  somente pelos centrômeros (assemelhando-se a letra X). • Esta  é  a  melhor  fase  p/  a  visualização  dos  cromossomos,  que  estão  condensados  ao  máximo  mostram  suas  cromátides-irmãs bem separadas unidas pelo centrômero.
  22. 22. Anáfase: • O centrômero de cada cromossomo divide-se  longitudinalmente, e as cromátides-irmãs,  agora chamadas de cromossomos filhos vão  se separando e dirigindo p/ os pólos da célula  indo 2n cromossomos p/ cada pólo. • * Acredita-se que a força que movimenta as  cromátides tem origem através da  polimerização de proteínas dos microtúbulos  (actina, miosina e tubulina). 
  23. 23. Anáfase
  24. 24. Telófase: • Após 2 conjuntos de cromossomos atingirem os pólos  opostos da célula, os cromossomos se descondensam, as  fibras do fuso se desintegram e a tubulina fica armazenada  na célula. • Formam-se novas membranas celulares e a célula começa a  se dividir. • * Formação de uma constrição ao nível da zona equatorial  da célula-mãe, que vai progredindo e termina por dividir o  citoplasma e suas organelas em duas partes iguais.  • * Neste ponto a célula termina a fase de divisão celular  (Mitose) e entra na fase de replicação do DNA (Intérfase)  iniciando um novo ciclo.
  25. 25. Telófase
  26. 26. CICLO DE DIVISÃO CELULAR
  27. 27. Mitose da célula vegetal
  28. 28. MEIOSE • Multiplicação celular meiótica, onde o nº cromossômico diplóide (2n) é reduzido à metade no estado haplóide (n) durante a formação de gametas. • células diplóides dividem-se por meiose para formar células haplóides, e as células haplóides de dois indivíduos fundem-se em pares na fertilização para formar novas células diplóides. • No processo, os genomas são misturados e recombinados produzindo indivíduos com uma nova coleção de genes. • Possui duas divisões sucessivas: • Meiose I → divisão reducional • Meiose II → Divisão equacional.
  29. 29. • A primeira divisão (meiose I) é composta por quatro fases: Prófase I, Metáfase I, Anáfase I e Telófase I. Prófase I - período mais longo subdividido em: Leptóteno, Zigóteno, Paquíteno, Diplóteno e Diacinese
  30. 30. GAMETOGÊNESE • → Processo meiótico que produz células haplóides e a sua subsequente maturação em gametas. • Célula pluripotente→ linhagem germinativa ⇒ ovócitos e espermatozóides.
  31. 31. Espermatogênese • Formação dos gametas masculinos (espermatozóides) • 4 espermatozóides a partir de 1 espermatócito primário • Produção é contínua, portanto não ocorre acúmulo de influências ambientais ao longo do tempo, como veremos na formação do gameta feminino • Espermiogênese- transformação da espermátide em espermatozóide
  32. 32. Ovogênese • formação dos gametas femininos (óvulos). • 20º dia de gestação - início das saliências gonadais. • 5º mês de gestação todos os ovócitos primários estão no início da Meiose (diplóteno) e ficam estacionados nesta fase até a ovulação (13 a 45 anos).
  33. 33. • após a ovulação o ovócito termina a divisão I da meiose e só completa a meiose II se ocorrer fecundação.
  34. 34. • Exercícios de fixação • 1. Cite a principal função da mitose e da meiose. • 2. Como a meiose difere da mitose? Considere as diferenças no mecanismo e também nos resultados finais.
  35. 35. • 3. Quatro dos seguintes eventos são parte tanto da meiose quanto da mitose, mas um é só meiótico. Qual e porque? • (1) formação de cromátides, • (2) formação de fuso, • (3) condensação dos cromossomos, • (4) movimento dos cromossomos para os pólos, • (5) pareamento cromossômico.
  36. 36. • 4. Organize os seguintes processos de meiose na ordem em que eles ocorrem: • (I) os centrômeros se dividem; (II) as células tornam-se haplóides; (III) os cromossomos homólogos se segregam; (IV) os cromossomos se pareiam; (V) são formados os núcleos dos gametas; (VI) o DNA se replica; (VII) ocorre o crossing-over. • 5. Por que a meiose é tão importante na evolução? • 6. O que são gametas • 7. Que é gametogênese? • 8. Quais são as principais etapas da espermatogênese? • 9. O que é o acrossoma do espermatozóide e qual a sua importância na fertilização.

×