SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 40

Ser Negro em Paracatu

 80% população preta/parda segundo IBGE.
 Representatividade; ( quantas lideranças negras?
Prefeitos, vereadores, Secretários, mulheres negras...
Joaquim Barbosa, Benedita Gouveia, Arthur Oliveira,
Dário Alegria, Cristiano Costa Bezerra, Dona
Cristina do São Domingos ente outros...
 Racismos Institucional presente na maioria das
esferas do estado;
Ser Negro em Paracatu

 Necessidade de maior Valorização Cultural e
histórica Afro-paracatuense;
 Silenciamento ( Quilombolas, Quilombos Urbanos/
Rurais, Religiosidade, Identidade Negra );
Ser Negro em Paracatu

 Genocídio Negro:
Ser negro em Paracatu

 Fundação Consciência e Arte;
 Fundação Casa de Cultura através do Prêmio
Mulheres e incluiu mulheres comunidades
tradicionais e negros ilustres;
 Trabalho do Fala Negra;
 Trabalho de pesquisa mestrado e doutorado sobre as
comunidades quilombolas locais na UNB, UFU e
Universidade de Lisboa. ( Valorização Externa).
Trabalhos Exitosos

 Empoderar a população Negro e pardos;
 Trabalhar em prol da materialização das
Legislações;
 Ampliar as parcerias Universidades, Escolas e
Iniciativa Privada;
 Implementar a Políticas Igualdade Racial no
Município e Conselhos;
 Implementar as Diretrizes para Educação para
Relações Étnicos Raciais e Ed. Escolar quilombola;
 Produzir a reescrita da História Local.
Ser negro em Paracatu
Ações Prioritárias:

 Implantação das Escolas no território quilombola.
 Adequação do PPP das escolas, para Educação para
Relações Étnico Raciais.
 Quilombos Urbanos ( Paracatuzinho, JK e Alto do
Açude).
Ser negro em Paracatu
Ações Prioritárias:
Comunidades Quilombola do São Domingos
Paracatu-MG

 Tradicionalmente, os quilombos eram comunidades
autônomas de grande concentração de escravos, afastados
dos centros urbanos e em locais de difícil acesso. E mais
que era um lugar de RESISTÊNCIA e contestação ao
sistema escravista nacional. Local onde viviam e vivem
até hoje em comunidade, com saberes ancestrais e
mantém a cultura da resitência cada dia mais viva.
 Comunidades em Reconhecidas em Paracatu: São
Domingos, Machadinho, Pontal e Familia dos Amaros.
Remanescente
Quilombolas

Comunidade Remanescente de Quilombo do São Domingos, que esta
localizada à 3 km do centro da cidade. É basicamente uma comunidade
rural/ urbana e agrícola, pois, seus moradores cultivam hortas, fabricam
rapadura, possuem pequenas plantações de milho, cana de açúcar e criam
pequenos rebanhos de gado. Moram aproximadamente, quatrocentas
pessoas, organizadas em sessenta e nove famílias. A comunidade está no
local há 295 anos. A comunidade é reconhecida nacionalmente no âmbito
religioso, pois o primeiro registro do Candomblé no Brasil foi no Morro
das Almas. E hoje a comunidade Resiste com todos saberes ancestrais e
modo de vida quilombolas e luta por reconhecimento e seus direitos.
Comunidade Quilombola do
São Domingos

É fundamental diminuir a distância entre o que se diz e o que se faz, de tal
forma que, num dado momento, a tua fala seja a tua prática
Paulo Freire

O Estágio propos um imersão dos alunos dos
cursos de licenciatura da UFU, dentro da
Comunide Quilombola do São Domingos de
vivência com a comunidade por meio do qual
viveram junto com a comunidade experiências
educativas que se dão no espaço da educação
não formal, em diálogo com a educação formal.
A vivência formativo se desenvolveu por meio
de rodas de conversas com a comunidade, bem
como, momentos de integração cultural e social
ao longo dos três dias do Estágio de Vivência.
I Estágio de Vivência
Quilombola

 Promover a formação de até 100 dos estudantes dos cursos de
licenciatruras da UFU a partir de metodologias participativas
baseadas nos saberes tradicionais de matriz africana no Brasil;
 Promover o diálogo entre os saberes científicos adquiridos no
âmbito das unidades curriculares dos cursos de licenciatura da
UFU e os saberes ancestrais oriundos das comunidades
quilombolas foco do Projeto.
 Fomentar o desenvolvimento de ações interdisciplinares de
formação de recursos humanos para o ensino, a pesquisa e a
extensão, com vistas a melhoria e promoção da qualidade de
vida e de educação no âmbito das Comunidades Quilombolas
no Brasil, bem como, das universidades brasileiras
Meta do Estágio

























 Empoderamento da Comunidade sobre direitos
seus direitos. Ex: dois alunos da UFU moradores da
comunidade conseguiram bolsas no Diase;
 Convênio com a Faculdade FINON para os jovens
moradores da Comunidade que desejam cursar o
Ensino Superior com desconto de 80% nos 15
cursos da Faculdade;
Resultados do
I Estágio de Vivencia Quilombola

 Envio do Projeto para a Criação da Primeira Escola
Estadual Quilombola de Paracatu.
 Convênio com Secretaria Municipal de Educação
para cursos de capacitação para profissionais da
rede para Relações Étnicos Raciais;
 Fortalecimento da relação UFU e Prefeitura
Municipal para futuras ações, e quem sabe um
Campus.

Você nunca sabe que resultados virão da sua ação. Mas se você
não fizer nada, não existirão resultados.Ghandhi
UBUNTU....
Obrigada pela atenção.
Lara Luisa S.G. Franco
lara.franco@educacao.mg.gov.br
015 38 998061667

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

História e cultura afro brasileira e indígena
História e cultura afro brasileira e indígenaHistória e cultura afro brasileira e indígena
História e cultura afro brasileira e indígenaValeria Santos
 
Cultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e Lúcia
Cultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e LúciaCultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e Lúcia
Cultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e LúciaAlexandre da Rosa
 
A Contribuição do Negro e do Indígena no Desenvolvimento do Povo Brasileiro -...
A Contribuição do Negro e do Indígena no Desenvolvimento do Povo Brasileiro -...A Contribuição do Negro e do Indígena no Desenvolvimento do Povo Brasileiro -...
A Contribuição do Negro e do Indígena no Desenvolvimento do Povo Brasileiro -...Alexandre da Rosa
 
Cartilha Quilombola - Prof. Eliane
Cartilha Quilombola - Prof. ElianeCartilha Quilombola - Prof. Eliane
Cartilha Quilombola - Prof. ElianeAlexandre da Rosa
 
Paracatu... Igualdade Racial
Paracatu... Igualdade RacialParacatu... Igualdade Racial
Paracatu... Igualdade RacialLara Luisa
 
Slide diretrizes étnico racial
Slide diretrizes étnico racialSlide diretrizes étnico racial
Slide diretrizes étnico racialdinhaess
 
Unegro seminaprio
Unegro seminaprioUnegro seminaprio
Unegro seminaprioVera Claro
 
África: Conhecendo e Desmistificando Preconceitos - Prof. Marisa Fontoura
África: Conhecendo e Desmistificando Preconceitos - Prof. Marisa FontouraÁfrica: Conhecendo e Desmistificando Preconceitos - Prof. Marisa Fontoura
África: Conhecendo e Desmistificando Preconceitos - Prof. Marisa FontouraAlexandre da Rosa
 
Cultura afro-brasileira
Cultura afro-brasileiraCultura afro-brasileira
Cultura afro-brasileiraculturaafro
 
DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO QUILOMBOLA
DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO QUILOMBOLADIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO QUILOMBOLA
DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO QUILOMBOLAJoel Soares
 
Uncme Diversidade
Uncme   DiversidadeUncme   Diversidade
Uncme Diversidadeuncmers
 
Texto afinal do que é educação contextualizada (2)
Texto afinal do que é educação contextualizada (2)Texto afinal do que é educação contextualizada (2)
Texto afinal do que é educação contextualizada (2)Maria Vieira
 
Aspectos da cultura quilombola
Aspectos da cultura quilombolaAspectos da cultura quilombola
Aspectos da cultura quilombolamarajoculturarts
 
cultura afro-brasileira
cultura afro-brasileiracultura afro-brasileira
cultura afro-brasileiraculturaafro
 
Artigo RIBEIRO, A. Lei 10.639 e o PEPIR-GO
Artigo RIBEIRO, A. Lei 10.639 e o PEPIR-GOArtigo RIBEIRO, A. Lei 10.639 e o PEPIR-GO
Artigo RIBEIRO, A. Lei 10.639 e o PEPIR-GOMara Ribeiro
 
Ensino da história e diversidade cultural
Ensino da história e diversidade culturalEnsino da história e diversidade cultural
Ensino da história e diversidade culturalSUPORTE EDUCACIONAL
 

Mais procurados (20)

História e cultura afro brasileira e indígena
História e cultura afro brasileira e indígenaHistória e cultura afro brasileira e indígena
História e cultura afro brasileira e indígena
 
Implementação da Lei 10.639
Implementação da Lei 10.639Implementação da Lei 10.639
Implementação da Lei 10.639
 
Cultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e Lúcia
Cultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e LúciaCultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e Lúcia
Cultura Afro nas Escolas - Lei 10.639/03 - Profs. Laura Longarai e Lúcia
 
A Contribuição do Negro e do Indígena no Desenvolvimento do Povo Brasileiro -...
A Contribuição do Negro e do Indígena no Desenvolvimento do Povo Brasileiro -...A Contribuição do Negro e do Indígena no Desenvolvimento do Povo Brasileiro -...
A Contribuição do Negro e do Indígena no Desenvolvimento do Povo Brasileiro -...
 
Cartilha Quilombola - Prof. Eliane
Cartilha Quilombola - Prof. ElianeCartilha Quilombola - Prof. Eliane
Cartilha Quilombola - Prof. Eliane
 
Paracatu... Igualdade Racial
Paracatu... Igualdade RacialParacatu... Igualdade Racial
Paracatu... Igualdade Racial
 
Slide diretrizes étnico racial
Slide diretrizes étnico racialSlide diretrizes étnico racial
Slide diretrizes étnico racial
 
Unegro seminaprio
Unegro seminaprioUnegro seminaprio
Unegro seminaprio
 
Artigo Lei 10639
Artigo Lei 10639Artigo Lei 10639
Artigo Lei 10639
 
K apresentação lei 10639 03 3 versao
K apresentação lei 10639 03  3 versaoK apresentação lei 10639 03  3 versao
K apresentação lei 10639 03 3 versao
 
África: Conhecendo e Desmistificando Preconceitos - Prof. Marisa Fontoura
África: Conhecendo e Desmistificando Preconceitos - Prof. Marisa FontouraÁfrica: Conhecendo e Desmistificando Preconceitos - Prof. Marisa Fontoura
África: Conhecendo e Desmistificando Preconceitos - Prof. Marisa Fontoura
 
Cultura afro-brasileira
Cultura afro-brasileiraCultura afro-brasileira
Cultura afro-brasileira
 
Educação Quilombora - Profª Me Dila Carvalho
Educação Quilombora - Profª Me Dila CarvalhoEducação Quilombora - Profª Me Dila Carvalho
Educação Quilombora - Profª Me Dila Carvalho
 
DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO QUILOMBOLA
DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO QUILOMBOLADIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO QUILOMBOLA
DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO QUILOMBOLA
 
Uncme Diversidade
Uncme   DiversidadeUncme   Diversidade
Uncme Diversidade
 
Texto afinal do que é educação contextualizada (2)
Texto afinal do que é educação contextualizada (2)Texto afinal do que é educação contextualizada (2)
Texto afinal do que é educação contextualizada (2)
 
Aspectos da cultura quilombola
Aspectos da cultura quilombolaAspectos da cultura quilombola
Aspectos da cultura quilombola
 
cultura afro-brasileira
cultura afro-brasileiracultura afro-brasileira
cultura afro-brasileira
 
Artigo RIBEIRO, A. Lei 10.639 e o PEPIR-GO
Artigo RIBEIRO, A. Lei 10.639 e o PEPIR-GOArtigo RIBEIRO, A. Lei 10.639 e o PEPIR-GO
Artigo RIBEIRO, A. Lei 10.639 e o PEPIR-GO
 
Ensino da história e diversidade cultural
Ensino da história e diversidade culturalEnsino da história e diversidade cultural
Ensino da história e diversidade cultural
 

Semelhante a I Estágio de Vivência Quilombola UFU e SER negro em Paracatu

Quinzena Da Consciencia Negra
Quinzena Da Consciencia NegraQuinzena Da Consciencia Negra
Quinzena Da Consciencia Negraculturaafro
 
folder_final_1_sejam_bem_vindos_quilombolas.pdf
folder_final_1_sejam_bem_vindos_quilombolas.pdffolder_final_1_sejam_bem_vindos_quilombolas.pdf
folder_final_1_sejam_bem_vindos_quilombolas.pdfderickr296
 
Brasilquilombola 2004
Brasilquilombola 2004Brasilquilombola 2004
Brasilquilombola 2004culturaafro
 
Educação quilombola
Educação quilombolaEducação quilombola
Educação quilombolaGeraa Ufms
 
Comunidades Quilombolas em Chapada do Norte
Comunidades Quilombolas em Chapada do NorteComunidades Quilombolas em Chapada do Norte
Comunidades Quilombolas em Chapada do Nortevanessa_181
 
Comunidades quilombolas em Chapada do Norte
Comunidades quilombolas em Chapada do NorteComunidades quilombolas em Chapada do Norte
Comunidades quilombolas em Chapada do Nortevanessa_181
 
2012 - Cláucia Honnef - a extensão rural e o processo de inclusão educacional
2012 - Cláucia  Honnef - a extensão rural e o processo de inclusão educacional2012 - Cláucia  Honnef - a extensão rural e o processo de inclusão educacional
2012 - Cláucia Honnef - a extensão rural e o processo de inclusão educacionalEzequiel Redin
 
Comunidades Quilombolas em Chapada do Norte
Comunidades Quilombolas em Chapada do NorteComunidades Quilombolas em Chapada do Norte
Comunidades Quilombolas em Chapada do Nortevanessa_181
 
Cultura Indígena
Cultura Indígena Cultura Indígena
Cultura Indígena Gelson Rocha
 
Carta compromisso políticas públicas de prom. iguald. racial - eleições munic...
Carta compromisso políticas públicas de prom. iguald. racial - eleições munic...Carta compromisso políticas públicas de prom. iguald. racial - eleições munic...
Carta compromisso políticas públicas de prom. iguald. racial - eleições munic...Quilombo Pimentel
 
Educacao Quilombola
Educacao QuilombolaEducacao Quilombola
Educacao Quilombolaculturaafro
 
A educação para quilombolas
A educação para quilombolasA educação para quilombolas
A educação para quilombolasGeraa Ufms
 
Jornal da União de Freguesias de S. Clara e Castelo Viegas
Jornal da União de Freguesias de S. Clara e Castelo ViegasJornal da União de Freguesias de S. Clara e Castelo Viegas
Jornal da União de Freguesias de S. Clara e Castelo Viegasclcoimbra
 
Artigo de karem e tonia
Artigo de karem  e toniaArtigo de karem  e tonia
Artigo de karem e toniaKarem Leidiane
 
Artigo de karem e tonia
Artigo de karem  e toniaArtigo de karem  e tonia
Artigo de karem e toniaKarem Leidiane
 
Os mitos e lendas na dinâmica das religiões de matriz africana.
Os mitos e lendas na dinâmica das religiões de matriz africana.Os mitos e lendas na dinâmica das religiões de matriz africana.
Os mitos e lendas na dinâmica das religiões de matriz africana.Aline Sesti Cerutti
 

Semelhante a I Estágio de Vivência Quilombola UFU e SER negro em Paracatu (20)

Quinzena Da Consciencia Negra
Quinzena Da Consciencia NegraQuinzena Da Consciencia Negra
Quinzena Da Consciencia Negra
 
folder_final_1_sejam_bem_vindos_quilombolas.pdf
folder_final_1_sejam_bem_vindos_quilombolas.pdffolder_final_1_sejam_bem_vindos_quilombolas.pdf
folder_final_1_sejam_bem_vindos_quilombolas.pdf
 
Brasilquilombola 2004
Brasilquilombola 2004Brasilquilombola 2004
Brasilquilombola 2004
 
Educação quilombola
Educação quilombolaEducação quilombola
Educação quilombola
 
Comunidades Quilombolas em Chapada do Norte
Comunidades Quilombolas em Chapada do NorteComunidades Quilombolas em Chapada do Norte
Comunidades Quilombolas em Chapada do Norte
 
Comunidades quilombolas em Chapada do Norte
Comunidades quilombolas em Chapada do NorteComunidades quilombolas em Chapada do Norte
Comunidades quilombolas em Chapada do Norte
 
2012 - Cláucia Honnef - a extensão rural e o processo de inclusão educacional
2012 - Cláucia  Honnef - a extensão rural e o processo de inclusão educacional2012 - Cláucia  Honnef - a extensão rural e o processo de inclusão educacional
2012 - Cláucia Honnef - a extensão rural e o processo de inclusão educacional
 
Comunidades Quilombolas em Chapada do Norte
Comunidades Quilombolas em Chapada do NorteComunidades Quilombolas em Chapada do Norte
Comunidades Quilombolas em Chapada do Norte
 
Mais cultura
Mais culturaMais cultura
Mais cultura
 
De olho na cultura
De olho na culturaDe olho na cultura
De olho na cultura
 
20171030120022
2017103012002220171030120022
20171030120022
 
Cultura Indígena
Cultura Indígena Cultura Indígena
Cultura Indígena
 
Carta compromisso políticas públicas de prom. iguald. racial - eleições munic...
Carta compromisso políticas públicas de prom. iguald. racial - eleições munic...Carta compromisso políticas públicas de prom. iguald. racial - eleições munic...
Carta compromisso políticas públicas de prom. iguald. racial - eleições munic...
 
Educacao Quilombola
Educacao QuilombolaEducacao Quilombola
Educacao Quilombola
 
A educação para quilombolas
A educação para quilombolasA educação para quilombolas
A educação para quilombolas
 
Jornal da União de Freguesias de S. Clara e Castelo Viegas
Jornal da União de Freguesias de S. Clara e Castelo ViegasJornal da União de Freguesias de S. Clara e Castelo Viegas
Jornal da União de Freguesias de S. Clara e Castelo Viegas
 
Artigo de karem e tonia
Artigo de karem  e toniaArtigo de karem  e tonia
Artigo de karem e tonia
 
Artigo de karem e tonia
Artigo de karem  e toniaArtigo de karem  e tonia
Artigo de karem e tonia
 
Os mitos e lendas na dinâmica das religiões de matriz africana.
Os mitos e lendas na dinâmica das religiões de matriz africana.Os mitos e lendas na dinâmica das religiões de matriz africana.
Os mitos e lendas na dinâmica das religiões de matriz africana.
 
ARTIGO 3.pdf
ARTIGO 3.pdfARTIGO 3.pdf
ARTIGO 3.pdf
 

Mais de Lara Luisa

Consciência Negra 2019
Consciência Negra 2019Consciência Negra 2019
Consciência Negra 2019Lara Luisa
 
Consciência Negra 2019 - Verdadeira História dos Negros/as
Consciência Negra 2019 - Verdadeira História dos Negros/asConsciência Negra 2019 - Verdadeira História dos Negros/as
Consciência Negra 2019 - Verdadeira História dos Negros/asLara Luisa
 
Diversidade Religiosa Brasileira
Diversidade Religiosa BrasileiraDiversidade Religiosa Brasileira
Diversidade Religiosa BrasileiraLara Luisa
 
Comunidade Quilombola Amaros
Comunidade Quilombola AmarosComunidade Quilombola Amaros
Comunidade Quilombola AmarosLara Luisa
 
Relações Étnico Raciais Patos de Minas 2003-2008
Relações Étnico Raciais Patos de Minas 2003-2008Relações Étnico Raciais Patos de Minas 2003-2008
Relações Étnico Raciais Patos de Minas 2003-2008Lara Luisa
 
Contribuintes antigos - Revendo a caderneta e os fiados
Contribuintes antigos - Revendo a caderneta e os fiadosContribuintes antigos - Revendo a caderneta e os fiados
Contribuintes antigos - Revendo a caderneta e os fiadosLara Luisa
 
Projeto Inclusão Digital
Projeto Inclusão DigitalProjeto Inclusão Digital
Projeto Inclusão DigitalLara Luisa
 
Reinventando Ensino Médio em Minas Gerais " Dilemas"
Reinventando Ensino Médio em Minas Gerais " Dilemas"Reinventando Ensino Médio em Minas Gerais " Dilemas"
Reinventando Ensino Médio em Minas Gerais " Dilemas"Lara Luisa
 
Calendários 2017 Anos Iniciais
Calendários  2017 Anos IniciaisCalendários  2017 Anos Iniciais
Calendários 2017 Anos IniciaisLara Luisa
 
Conselho de classe Legal
Conselho de classe LegalConselho de classe Legal
Conselho de classe LegalLara Luisa
 
Compreendendo a Resolução 2197/2012 SEE/MG
Compreendendo a Resolução 2197/2012 SEE/MGCompreendendo a Resolução 2197/2012 SEE/MG
Compreendendo a Resolução 2197/2012 SEE/MGLara Luisa
 
Geografia do Estado de Minas Gerais
 Geografia do Estado de Minas Gerais  Geografia do Estado de Minas Gerais
Geografia do Estado de Minas Gerais Lara Luisa
 
Virada Educação 2 Sugestão
Virada Educação 2  SugestãoVirada Educação 2  Sugestão
Virada Educação 2 SugestãoLara Luisa
 
CBCs. Editado Eixos Português 5º ano
 CBCs. Editado Eixos Português 5º ano  CBCs. Editado Eixos Português 5º ano
CBCs. Editado Eixos Português 5º ano Lara Luisa
 
CBCs Editado -Eixos Português 4º ano
CBCs Editado -Eixos Português 4º anoCBCs Editado -Eixos Português 4º ano
CBCs Editado -Eixos Português 4º anoLara Luisa
 
Editado CBCs- Eixos Português 3º ano
 Editado CBCs- Eixos Português 3º ano Editado CBCs- Eixos Português 3º ano
Editado CBCs- Eixos Português 3º anoLara Luisa
 
Editado CBCs - Eixos Português 2º ano
 Editado CBCs - Eixos Português 2º ano Editado CBCs - Eixos Português 2º ano
Editado CBCs - Eixos Português 2º anoLara Luisa
 
Editado CBCs- Eixos Português 1 ano
 Editado CBCs- Eixos Português 1 ano Editado CBCs- Eixos Português 1 ano
Editado CBCs- Eixos Português 1 anoLara Luisa
 
CBCs Anos Iniciais Minas Geras Editados 5º ano Português
 CBCs Anos Iniciais Minas Geras Editados 5º ano  Português CBCs Anos Iniciais Minas Geras Editados 5º ano  Português
CBCs Anos Iniciais Minas Geras Editados 5º ano PortuguêsLara Luisa
 

Mais de Lara Luisa (20)

Consciência Negra 2019
Consciência Negra 2019Consciência Negra 2019
Consciência Negra 2019
 
Consciência Negra 2019 - Verdadeira História dos Negros/as
Consciência Negra 2019 - Verdadeira História dos Negros/asConsciência Negra 2019 - Verdadeira História dos Negros/as
Consciência Negra 2019 - Verdadeira História dos Negros/as
 
Diversidade Religiosa Brasileira
Diversidade Religiosa BrasileiraDiversidade Religiosa Brasileira
Diversidade Religiosa Brasileira
 
Comunidade Quilombola Amaros
Comunidade Quilombola AmarosComunidade Quilombola Amaros
Comunidade Quilombola Amaros
 
Relações Étnico Raciais Patos de Minas 2003-2008
Relações Étnico Raciais Patos de Minas 2003-2008Relações Étnico Raciais Patos de Minas 2003-2008
Relações Étnico Raciais Patos de Minas 2003-2008
 
Contribuintes antigos - Revendo a caderneta e os fiados
Contribuintes antigos - Revendo a caderneta e os fiadosContribuintes antigos - Revendo a caderneta e os fiados
Contribuintes antigos - Revendo a caderneta e os fiados
 
Projeto Inclusão Digital
Projeto Inclusão DigitalProjeto Inclusão Digital
Projeto Inclusão Digital
 
Reinventando Ensino Médio em Minas Gerais " Dilemas"
Reinventando Ensino Médio em Minas Gerais " Dilemas"Reinventando Ensino Médio em Minas Gerais " Dilemas"
Reinventando Ensino Médio em Minas Gerais " Dilemas"
 
Calendários 2017 Anos Iniciais
Calendários  2017 Anos IniciaisCalendários  2017 Anos Iniciais
Calendários 2017 Anos Iniciais
 
Francis Bacon
Francis BaconFrancis Bacon
Francis Bacon
 
Conselho de classe Legal
Conselho de classe LegalConselho de classe Legal
Conselho de classe Legal
 
Compreendendo a Resolução 2197/2012 SEE/MG
Compreendendo a Resolução 2197/2012 SEE/MGCompreendendo a Resolução 2197/2012 SEE/MG
Compreendendo a Resolução 2197/2012 SEE/MG
 
Geografia do Estado de Minas Gerais
 Geografia do Estado de Minas Gerais  Geografia do Estado de Minas Gerais
Geografia do Estado de Minas Gerais
 
Virada Educação 2 Sugestão
Virada Educação 2  SugestãoVirada Educação 2  Sugestão
Virada Educação 2 Sugestão
 
CBCs. Editado Eixos Português 5º ano
 CBCs. Editado Eixos Português 5º ano  CBCs. Editado Eixos Português 5º ano
CBCs. Editado Eixos Português 5º ano
 
CBCs Editado -Eixos Português 4º ano
CBCs Editado -Eixos Português 4º anoCBCs Editado -Eixos Português 4º ano
CBCs Editado -Eixos Português 4º ano
 
Editado CBCs- Eixos Português 3º ano
 Editado CBCs- Eixos Português 3º ano Editado CBCs- Eixos Português 3º ano
Editado CBCs- Eixos Português 3º ano
 
Editado CBCs - Eixos Português 2º ano
 Editado CBCs - Eixos Português 2º ano Editado CBCs - Eixos Português 2º ano
Editado CBCs - Eixos Português 2º ano
 
Editado CBCs- Eixos Português 1 ano
 Editado CBCs- Eixos Português 1 ano Editado CBCs- Eixos Português 1 ano
Editado CBCs- Eixos Português 1 ano
 
CBCs Anos Iniciais Minas Geras Editados 5º ano Português
 CBCs Anos Iniciais Minas Geras Editados 5º ano  Português CBCs Anos Iniciais Minas Geras Editados 5º ano  Português
CBCs Anos Iniciais Minas Geras Editados 5º ano Português
 

Último

Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 

Último (20)

Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 

I Estágio de Vivência Quilombola UFU e SER negro em Paracatu

  • 1.  Ser Negro em Paracatu
  • 2.   80% população preta/parda segundo IBGE.  Representatividade; ( quantas lideranças negras? Prefeitos, vereadores, Secretários, mulheres negras... Joaquim Barbosa, Benedita Gouveia, Arthur Oliveira, Dário Alegria, Cristiano Costa Bezerra, Dona Cristina do São Domingos ente outros...  Racismos Institucional presente na maioria das esferas do estado; Ser Negro em Paracatu
  • 3.   Necessidade de maior Valorização Cultural e histórica Afro-paracatuense;  Silenciamento ( Quilombolas, Quilombos Urbanos/ Rurais, Religiosidade, Identidade Negra ); Ser Negro em Paracatu
  • 4.   Genocídio Negro: Ser negro em Paracatu
  • 5.   Fundação Consciência e Arte;  Fundação Casa de Cultura através do Prêmio Mulheres e incluiu mulheres comunidades tradicionais e negros ilustres;  Trabalho do Fala Negra;  Trabalho de pesquisa mestrado e doutorado sobre as comunidades quilombolas locais na UNB, UFU e Universidade de Lisboa. ( Valorização Externa). Trabalhos Exitosos
  • 6.   Empoderar a população Negro e pardos;  Trabalhar em prol da materialização das Legislações;  Ampliar as parcerias Universidades, Escolas e Iniciativa Privada;  Implementar a Políticas Igualdade Racial no Município e Conselhos;  Implementar as Diretrizes para Educação para Relações Étnicos Raciais e Ed. Escolar quilombola;  Produzir a reescrita da História Local. Ser negro em Paracatu Ações Prioritárias:
  • 7.   Implantação das Escolas no território quilombola.  Adequação do PPP das escolas, para Educação para Relações Étnico Raciais.  Quilombos Urbanos ( Paracatuzinho, JK e Alto do Açude). Ser negro em Paracatu Ações Prioritárias:
  • 8. Comunidades Quilombola do São Domingos Paracatu-MG
  • 9.   Tradicionalmente, os quilombos eram comunidades autônomas de grande concentração de escravos, afastados dos centros urbanos e em locais de difícil acesso. E mais que era um lugar de RESISTÊNCIA e contestação ao sistema escravista nacional. Local onde viviam e vivem até hoje em comunidade, com saberes ancestrais e mantém a cultura da resitência cada dia mais viva.  Comunidades em Reconhecidas em Paracatu: São Domingos, Machadinho, Pontal e Familia dos Amaros. Remanescente Quilombolas
  • 10.  Comunidade Remanescente de Quilombo do São Domingos, que esta localizada à 3 km do centro da cidade. É basicamente uma comunidade rural/ urbana e agrícola, pois, seus moradores cultivam hortas, fabricam rapadura, possuem pequenas plantações de milho, cana de açúcar e criam pequenos rebanhos de gado. Moram aproximadamente, quatrocentas pessoas, organizadas em sessenta e nove famílias. A comunidade está no local há 295 anos. A comunidade é reconhecida nacionalmente no âmbito religioso, pois o primeiro registro do Candomblé no Brasil foi no Morro das Almas. E hoje a comunidade Resiste com todos saberes ancestrais e modo de vida quilombolas e luta por reconhecimento e seus direitos. Comunidade Quilombola do São Domingos
  • 11.  É fundamental diminuir a distância entre o que se diz e o que se faz, de tal forma que, num dado momento, a tua fala seja a tua prática Paulo Freire
  • 12.  O Estágio propos um imersão dos alunos dos cursos de licenciatura da UFU, dentro da Comunide Quilombola do São Domingos de vivência com a comunidade por meio do qual viveram junto com a comunidade experiências educativas que se dão no espaço da educação não formal, em diálogo com a educação formal. A vivência formativo se desenvolveu por meio de rodas de conversas com a comunidade, bem como, momentos de integração cultural e social ao longo dos três dias do Estágio de Vivência. I Estágio de Vivência Quilombola
  • 13.   Promover a formação de até 100 dos estudantes dos cursos de licenciatruras da UFU a partir de metodologias participativas baseadas nos saberes tradicionais de matriz africana no Brasil;  Promover o diálogo entre os saberes científicos adquiridos no âmbito das unidades curriculares dos cursos de licenciatura da UFU e os saberes ancestrais oriundos das comunidades quilombolas foco do Projeto.  Fomentar o desenvolvimento de ações interdisciplinares de formação de recursos humanos para o ensino, a pesquisa e a extensão, com vistas a melhoria e promoção da qualidade de vida e de educação no âmbito das Comunidades Quilombolas no Brasil, bem como, das universidades brasileiras Meta do Estágio
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34.
  • 35.
  • 36.
  • 37.
  • 38.   Empoderamento da Comunidade sobre direitos seus direitos. Ex: dois alunos da UFU moradores da comunidade conseguiram bolsas no Diase;  Convênio com a Faculdade FINON para os jovens moradores da Comunidade que desejam cursar o Ensino Superior com desconto de 80% nos 15 cursos da Faculdade; Resultados do I Estágio de Vivencia Quilombola
  • 39.   Envio do Projeto para a Criação da Primeira Escola Estadual Quilombola de Paracatu.  Convênio com Secretaria Municipal de Educação para cursos de capacitação para profissionais da rede para Relações Étnicos Raciais;  Fortalecimento da relação UFU e Prefeitura Municipal para futuras ações, e quem sabe um Campus.
  • 40.  Você nunca sabe que resultados virão da sua ação. Mas se você não fizer nada, não existirão resultados.Ghandhi UBUNTU.... Obrigada pela atenção. Lara Luisa S.G. Franco lara.franco@educacao.mg.gov.br 015 38 998061667