A segurança no ambiente de trabalho é algo muito importante. Dentro do 
ambiente de trabalho várias medidas podem ser toma...
PCMSO – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional 
O PCMSO visa através do diagnóstico precoce de doenças do trabal...
CIPAMIN – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes na Mineração 
Da mesma forma que o PGR (que mencionamos acima) substi...
Mapa de Risco 
É uma representação gráfica dos riscos presentes no ambiente de trabalho. É 
um documento elaborado pela CI...
LTCAT – Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho 
É serve exclusivamente para documentar a necessidade ou não d...
Na segurança do trabalho não basta fazer é preciso provar. Por isso esteja 
atento e guarde tudo referente aos treinamento...
DOCUMENTOS DE SEGURANÇA E DO CORPO DE BOMBEIROS 
A lista de exigências que será mostrada abaixo tanto pode ser exigida pel...
Projeto de Combate a incêndio e Proteções coletivas 
Nesse projeto é incluído, extintores, hidrantes, tubulação de água e ...
Outras ações importantes 
Dependendo do ambiente de trabalho várias outras ações podem ser 
importantes. É preciso analisa...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A segurança no ambiente de trabalho é algo muito importante

319 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
319
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A segurança no ambiente de trabalho é algo muito importante

  1. 1. A segurança no ambiente de trabalho é algo muito importante. Dentro do ambiente de trabalho várias medidas podem ser tomadas a fim de tornar o ambiente de trabalho seguro e harmonioso. Uma dúvida muito comum de empregadores e até do pessoal do SESMT é: O QUE A EMPRESA PRECISA NA PARTE DE SEGURANÇA DO TRABALHO Através desse artigo responderemos essas dúvidas passo a passo. Dentre as várias medidas que podem ser adotadas as mais gerais e que são obrigatórias em todas as empresas são: PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais O PPRA visa buscar através de análises no ambiente de trabalho propor medidas de segurança aplicáveis, a fim de evitar acidentes de trabalho e doenças ocupacionais. Se aprofunde mais no estudo em “O que é PPRA“. PCMAT – Programa de Condições e meio Ambiente de Trabalho na Indústria de Construção O PCMAT é obrigatório apenas em construções que tenham de 20 funcionários acima. Abaixo dos 20 é obrigatório o PPRA. O PCMAT faz a mesma função do PPRA na empresa. O PCMAT é feito com base nas etapas da construção e isso faz com que sua eficiência seja muito grande na análise, reconhecimento , neutralização e controle dos riscos. Mais sobre o tema em “O que é PCMAT“. PGR – Programa de Gerenciamento de Riscos O PGR é como se fosse o PPRA da mineração. O PGR substitui o PPRA na indústria da mineração. E contém etapas de elaboração que foram criadas exclusivamente para buscar neutralizar as situações e agentes causadores de risco na mineração. Segmento esse que tem riscos muito particulares.
  2. 2. PCMSO – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional O PCMSO visa através do diagnóstico precoce de doenças do trabalho e agravos gerais a saúde do trabalhador. Fazer o mapeamento das zonas de riscos. Através dos exames ocupacionais é feito também um mapeamento das doenças mais freqüentes e direcionado um tratamento mais eficaz. Através dos exames previstos no PCMSO e conseqüente mapeamento das doenças do trabalho podemos atuar também de forma preventiva, antecipando os riscos e situações causadoras de riscos, que, aliás, é sempre o recomendado. Se aprofunde mais no assunto em “O que é PCMSO“. ASO – Atestado de Saúde Ocupacional O ASO trabalha dentro do PCMSO. É o atestado usado para documentar se o funcionário está apto ou inapto para exercer sua função no trabalho. No ASO são colocados todos os exames necessários para admissão, demissão, mudança de função ou retorno ao trabalho. Veja mais sobre o assunto em “O que é ASO“ CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes A CIPA nada mais é do que um grupo de trabalhadores que trabalham a prevenção de acidentes na empresa. É formada por metade eleitos pelos funcionários e metade indicada pelo empregador. Normalmente a CIPA trabalha em parceria com o SESMT da empresa (onde houver). A CIPA tem reuniões mensais, são doze reuniões que acontecem dentro do mandato de cada cipeiro. Nessas reuniões são discutidas as situações de riscos na empresa, e são buscados em comum acordo as soluções necessárias para eliminação ou neutralização. Veja maisv sobre o assunto em “O que é CIPA“.
  3. 3. CIPAMIN – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes na Mineração Da mesma forma que o PGR (que mencionamos acima) substitui o PPRA na mineração a CIPAMIN substitui a CIPA na mineração. A CIPAMIN tem um formato um pouco diferente da CIPA convencional. A diferença existe justamente por causa das particularidades dos riscos do ambiente. Veja mais em O que é CIPAMIN Ordem de serviço Toda empresa precisa emitir Ordem de Serviço. Ela é um documento que visa dar ciência ao funcionário sobre os riscos do ambiente. Como também documentar as medidas preventivas ou corretivas que deverão ser seguidas por ele. A Ordem de Serviço deve ser elaborada por função. Conheça mais sobre o assunto em “O que é Ordem de Serviço“.
  4. 4. Mapa de Risco É uma representação gráfica dos riscos presentes no ambiente de trabalho. É um documento elaborado pela CIPA e que além de mostrar os riscos deve também ditar as medidas preventivas ou corretivas necessárias. Mais sobre o assunto em “O que é Mapa de Risco“
  5. 5. LTCAT – Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho É serve exclusivamente para documentar a necessidade ou não de aposentadoria especial por causa exposição a agentes nocivos no ambiente de trabalho conforme Art. 58 da Lei 8.213 / 91. Veja mais em “O que é LTCAT“. Laudo de Insalubridade É usado para documentar a necessidade ou não do pagamento de insalubridade (isso não deve ser feito no LTCAT). Muitas empresas na dúvida sobre o pagamento de insalubridade ou por querer antecipar, e assim evitar reclamações trabalhistas tem implantado com freqüência esse laudo. Treinamentos:
  6. 6. Na segurança do trabalho não basta fazer é preciso provar. Por isso esteja atento e guarde tudo referente aos treinamentos. Lista de presença, fotos, vídeos, guarde tudo! Eles poderão ser uma prova que precisa futuramente em defesas em favor da empresa na Justiça do Trabalho. De integração:Antes de iniciar os trabalhos na empresa o funcionário precisa passar por um treinamento de integração. No treinamento de integração que são apresentados os riscos do ambiente de trabalho, bem como, as medidas de segurança a serem adotadas e os EPI’s a serem utilizados. De uso de EPI’s: Segundo a Norma Regulamentadora 6, item 6,6,1 todo funcionário precisa passar pelo treinamento sobre uso de EPI. No treinamento são tratados temas como, formas de uso adequado do EPI, formas de guarda, conservação e higienização, PPP – Perfil Profissiográfico Previdenciário O PPP é um resumo da vida de trabalho do funcionário. É um documento normatizado pelo INSS. Deve ser emitido no ato de demissão do funcionário e para fins de aposentadoria perante o INSS. Toda empresa precisa emitir PPP e o empregador precisa estar preparado para fazê-lo. Veja mais em “O que é PPP“. Ficha de EPI A Ficha de EPI é muito importante. Além de documentar a entrega do EPI muitas vezes ela serve até como prova na justiça. É usada quando o funcionário insiste que não recebia o EPI para o desempenho do trabalho. Falamos bastante sobre o que envolve essas questões legais do EPI em “O que fazer quando o funcionário não quiser usar EPI“.
  7. 7. DOCUMENTOS DE SEGURANÇA E DO CORPO DE BOMBEIROS A lista de exigências que será mostrada abaixo tanto pode ser exigida pelo Fiscal do Ministério do Trabalho quanto pelo Corpo de Bombeiros. O mais provável é que o Corpo de Bombeiros exija para liberar o AVCB (Auto de Vitoria do Corpo de Bombeiros). Laudo do sistema elétrico Serve para atestar a condição dos sistemas elétricos da empresa. Normalmente esse é um documento que os bombeiros exigem para liberação do AVCB Projeto e execução de SPDA (pára-raios) O SPDA (Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas) tem sido mais um dos documentos mais exigidos pelo Corpo de Bombeiros para a liberação do AVCB. Normalmente o Bombeiro exige o projeto e confere com o SPDA que está instalado na edificação.
  8. 8. Projeto de Combate a incêndio e Proteções coletivas Nesse projeto é incluído, extintores, hidrantes, tubulação de água e motores de pressão usados no combate a incêndio, guarda corpos, saídas de emergência, sinalização de extintores, etc. Nesse caso, o Bombeiro pede o projeto e visita à empresa para observar se tudo está feito conforme ele (projeto) determina. Veja mais sobre os documentos exigidos pelo Corpo de Bombeiros em Relatório de inspeção do Corpo de Bombeiros – Itens exigidos Rotina de trabalho Ás vezes será necessário interferir decisivamente na forma como os trabalhos são realizados. Essa interferência varia de local para local, vamos citar algumas: - Interferência no modo do transporte manual de carga. Poderão ser levantados questionários como:  A postura usada pelo trabalhador no desenvolvimento da atividade é a correta?  A distância percorrida pelo trabalhador com a carga é aceitável do ponto de vista ergonômico?  Será que posso usar algum outro tipo de transportador para minimizar o desgaste do trabalho em pelo menos parte do percurso (carrinhos, paleteiras)?  A peso da carga e o tipo físico do trabalhador são compatíveis para um trabalho seguro?  Será que o trabalhador tem alguma dica de melhoria que poderia ser implantada? Perguntas como essas e outras podem causar enorme mudança na forma como os trabalhos são realizados. A partir das ideias levantadas podemos determinar enormes mudanças. O foco como sempre é garantir um ambiente seguro e a integridade física do trabalhador. É preciso estar sempre atento ao ambiente de trabalho, pois, sempre pode acontecer uma situação que modifica a rotina de trabalho. E essa situação pode trazer riscos e situações imprevistas das mais variadas formas. Não é só a construção civil que tem um ambiente com os riscos mutáveis. Outros ambientes esporadicamente também podem ser.
  9. 9. Outras ações importantes Dependendo do ambiente de trabalho várias outras ações podem ser importantes. É preciso analisar friamente o local de trabalho para determina-las. A grosso modo, iremos determinar alguns item que deverão demandar muito de nossa atenção: - Caldeiras, compressores e vasos de pressão: Precisam ter laudo emitido por profissional legalmente habilitado. Os trabalhadores devem ser treinados quanto ao uso do equipamento e procedimentos de emergência. - Fornos: Os trabalhadores devem ser treinados tanto na forma de trabalho quanto nos procedimentos de emergência, tanto nos primeiros socorros em caso de queimaduras quanto prevenção e combate a incêndio. - Fundições: Forma de trabalho, primeiros socorros, prevenção e combate a incêndio, extintores nas proximidades e outras situações analisadas no ambiente. - Produtos químicos: Precisam estar guardados em local apropriado. A FISPQ deve estar em local de fácil acesso e os trabalhadores devem ser treinamentos quanto ao manuseio a armazenagem. Veja mais em O que é FISPQ (Ficha de Segurança de Produtos Químicos) - Materiais perfurocortantes: Precisa que a pessoa que manipule seja treinada a respeito e saiba descarta-los em segurança. Falo mais sobre eles em Riscos no ambiente hospitalar 2. Conclusão Essas são apenas algumas de outras tantas ações necessárias ao ambiente de trabalho. Tudo dependerá (como já disse várias vezes :)) de uma análise prévia do ambiente onde o trabalho é realizado.

×