Elliott Erwitt
Laís Santos
Iluminação- 2015/2
Curso Superior de Tecnologia em Fotografia /Ulbra
Fernando Pires
Texto definido por ele para definir um fotografo:
“Trata-se de reagir ao que você vê,
mas sempre sem preconceito. Você
pod...
Nasceu em Paris no dia 26 de Julho de 1928, filho de imigrantes
russos. Viveu sua infância em Milão, e já adolescente (194...
Elliott ficou conhecido por suas fotos em preto e branco e por sua
leveza ao fotografar. A maioria de suas fotos tem algo ...
Fonte:
http://www.elliotterwitt.com/lang/index.html
Elliott erwitt
Elliott erwitt
Elliott erwitt
Elliott erwitt
Elliott erwitt
Elliott erwitt
Elliott erwitt
Elliott erwitt
Elliott erwitt
Elliott erwitt
Elliott erwitt
Elliott erwitt
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Elliott erwitt

180 visualizações

Publicada em

Trabalho auto retrato - Iluminação Ulbra 2015/2

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
180
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
43
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Elliott erwitt

  1. 1. Elliott Erwitt Laís Santos Iluminação- 2015/2 Curso Superior de Tecnologia em Fotografia /Ulbra Fernando Pires
  2. 2. Texto definido por ele para definir um fotografo: “Trata-se de reagir ao que você vê, mas sempre sem preconceito. Você pode encontrar motivos para fotos em qualquer lugar. É simplesmente uma questão de perceber as coisas e organizá-las. Você só precisa se preocupar com o que o rodeia, ter respeito pela humanidade e uma vocação para a comédia.”
  3. 3. Nasceu em Paris no dia 26 de Julho de 1928, filho de imigrantes russos. Viveu sua infância em Milão, e já adolescente (1941) emigrou para os Estados Unidos. Ainda adolescente, morando em Hollywood, tomou gosto pela fotografia e foi estudar fotografia na Los Angeles City College. Em 1948 mudou-se para Nova York e estudou cinema na New School for Social Research. Em 1949 viajou pela França e pela Itália fotografando com uma câmera Rolleiflex. Em 1951 Faz o serviço militar e passa a trabalhar como fotografo de uma Unidade do Exército tanto na Alemanha como na França. Elliott já era um bom fotógrafo, mas sua técnica se aprimora muito mais quando conhece Roy Stryker, Edward Steichen e Robert Capa. Stryker lhe consegui um emprego na Standard Oil Company e um projeto para documentar a cidade de Pittsburgh. Em 1953 Elliott se associa à agência Magnum e trabalha como freelance para as revistas Collier’s , Look e Life e Holiday. Depois de seu primeiro divórcio, em 1960, sua casa pegou fogo queimando grande parte de seus arquivos fotográficos.
  4. 4. Elliott ficou conhecido por suas fotos em preto e branco e por sua leveza ao fotografar. A maioria de suas fotos tem algo de engraçado, algumas ironia ou apresentam situações absurdas. É um dos poucos fotógrafos que se dedicou ao risco na fotografia. Essa é a maioria característica dos trabalhos de Elliott . Ele também tinha uma certa predileção por fotografar cachorros e suas “relações” com o ser humano, fotografou rostos conhecidos como Marilyn Monroe e Che Guevara. Mais recentemente Elliott criou um alter ego de nome ANDRÉ S. SOLIDOR, um artista contemporâneo vindo de uma colônia Francesa no Caribe. Por intermédio de SOLIDOR, Elliott satiriza os excessos que se apresentam na produção fotográfica nos dias de hoje.
  5. 5. Fonte: http://www.elliotterwitt.com/lang/index.html

×