-PÚBLICO-
N-381 REV. L 10 / 2013
PROPRIEDADE DA PETROBRAS 1 página
CONTEC
Comissão de Normalização
Técnica
SC-12
Normas Ge...
-PÚBLICO-
N-381 REV. L 04 / 2012
PROPRIEDADE DA PETROBRAS 17 páginas, Índice de Revisões e GT
Execução de Desenhos e Outro...
-PÚBLICO-
N-381 REV. L 04 / 2012
2
1 Escopo
1.1 Esta Norma fixa as condições exigíveis para a execução de desenhos e outro...
-PÚBLICO-
N-381 REV. L 04 / 2012
3
3.1.2 Além dos formatos da série A, definidos na ABNT NBR 10068, podem ser usados forma...
-PÚBLICO-
N-381 REV. L 04 / 2012
4
3.4.2 O uso da cor em diversos elementos do desenho, executados por meio eletrônico, po...
-PÚBLICO-
N-381 REV. L 04 / 2012
5
Campo 2 - Nome do usuário (Órgão onde deve ser implantado o projeto) ou cliente
externo...
-PÚBLICO-
N-381 REV. L 04 / 2012
6
NOTA O cumprimento deste requisito é opcional.
Campo 19 - Descrição das revisões do doc...
-PÚBLICO-
N-381 REV. L 04 / 2012
7
4 Condições Específicas
4.1 Execução Manual
4.1.1 Os desenhos devem ser executados em p...
-PÚBLICO-
N-381 REV. L 04 / 2012
8
4.4 Formulários Padronizados por Outras Normas
4.4.1 O formulário técnico de engenharia...
-PÚBLICO-
N-381 REV. L 04 / 2012
IR 1/2
ÍNDICE DE REVISÕES
REV. A, B, C, D e E
Não existe índice de revisões.
REV. F
Parte...
-PÚBLICO-
N-381 REV. L 04 / 2012
IR 2/2
REV. L
Partes Atingidas Descrição da Alteração
2 Revisado
3.5.4 Revisado
-PÚBLICO-
N-381 REV. L 04 / 2012
GRUPO DE TRABALHO - GT-12-11
Membros
Nome Lotação Telefone Chave
Laelson Aparecido Martin...
-PÚBLICO-
N-381 REV. L 04 / 2012
2
1 Escopo
1.1 Esta Norma fixa as condições exigíveis para a execução de desenhos e outro...
-PÚBLICO-
N-381 REV. L 04 / 2012
6
NOTA O cumprimento deste requisito é opcional.
Campo 19 - Descrição das revisões do doc...
-PÚBLICO-
N-381 REV. L 04 / 2012
7
4 Condições Específicas
4.1 Execução Manual
4.1.1 Os desenhos devem ser executados em p...
-PÚBLICO-
N-381 REV. L 04 / 2012
8
4.4 Formulários Padronizados por Outras Normas
4.4.1 O formulário técnico de engenharia...
N 0381.
N 0381.
N 0381.
N 0381.
N 0381.
N 0381.
N 0381.
N 0381.
N 0381.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

N 0381.

338 visualizações

Publicada em

N- 0381 Petrobras

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
338
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

N 0381.

  1. 1. -PÚBLICO- N-381 REV. L 10 / 2013 PROPRIEDADE DA PETROBRAS 1 página CONTEC Comissão de Normalização Técnica SC-12 Normas Gerais de Projeto Execução de Desenhos e Outros Documentos Técnicos em Geral 1a Emenda Esta é a 1a Emenda da PETROBRAS N-381 REV. L e se destina a modificar o seu texto nas partes indicadas a seguir: NOTA 1 As novas páginas com as alterações efetuadas estão colocadas nas posições correspondentes. NOTA 2 As páginas emendadas, com a indicação da data da emenda, estão colocadas no final da norma, em ordem cronológica, e não devem ser utilizadas. CONTEÚDO DA 1ª EMENDA - 10 / 2013 - Seção 2: Inclusão da PB-PG-0V3-0054-D. - Subseção 3.5.4: Alteração do campo 27 e 28 e inclusão de Nota. - Subseção 4.2.2: Alteração do texto. - Subseção 4.2.3: Alteração do texto. - Subseção 4.2.4: Inclusão da subseção. - Subseção 4.4.3: Alteração do texto.
  2. 2. -PÚBLICO- N-381 REV. L 04 / 2012 PROPRIEDADE DA PETROBRAS 17 páginas, Índice de Revisões e GT Execução de Desenhos e Outros Documentos Técnicos em Geral Procedimento Esta Norma substitui e cancela a sua revisão anterior. Cabe à CONTEC - Subcomissão Autora, a orientação quanto à interpretação do texto desta Norma. A Unidade da PETROBRAS usuária desta Norma é a responsável pela adoção e aplicação das suas seções, subseções e enumerações. CONTEC Comissão de Normalização Técnica Requisito Técnico: Prescrição estabelecida como a mais adequada e que deve ser utilizada estritamente em conformidade com esta Norma. Uma eventual resolução de não segui-la (“não-conformidade” com esta Norma) deve ter fundamentos técnico-gerenciais e deve ser aprovada e registrada pela Unidade da PETROBRAS usuária desta Norma. É caracterizada por verbos de caráter impositivo. Prática Recomendada: Prescrição que pode ser utilizada nas condições previstas por esta Norma, mas que admite (e adverte sobre) a possibilidade de alternativa (não escrita nesta Norma) mais adequada à aplicação específica. A alternativa adotada deve ser aprovada e registrada pela Unidade da PETROBRAS usuária desta Norma. É caracterizada por verbos de caráter não-impositivo. É indicada pela expressão: [Prática Recomendada]. SC - 12 Cópias dos registros das “não-conformidades” com esta Norma, que possam contribuir para o seu aprimoramento, devem ser enviadas para a CONTEC - Subcomissão Autora. As propostas para revisão desta Norma devem ser enviadas à CONTEC - Subcomissão Autora, indicando a sua identificação alfanumérica e revisão, a seção, subseção e enumeração a ser revisada, a proposta de redação e a justificativa técnico-econômica. As propostas são apreciadas durante os trabalhos para alteração desta Norma. Normas Gerais de Projeto “A presente Norma é titularidade exclusiva da PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. - PETROBRAS, de uso interno na PETROBRAS, e qualquer reprodução para utilização ou divulgação externa, sem a prévia e expressa autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis. A circulação externa será regulada mediante cláusula própria de Sigilo e Confidencialidade, nos termos do direito intelectual e propriedade industrial.” Apresentação As Normas Técnicas PETROBRAS são elaboradas por Grupos de Trabalho - GT (formados por Técnicos Colaboradores especialistas da Companhia e de suas Subsidiárias), são comentadas pelas Unidades da Companhia e por suas Subsidiárias, são aprovadas pelas Subcomissões Autoras - SC (formadas por técnicos de uma mesma especialidade, representando as Unidades da Companhia e as Subsidiárias) e homologadas pelo Núcleo Executivo (formado pelos representantes das Unidades da Companhia e das Subsidiárias). Uma Norma Técnica PETROBRAS está sujeita a revisão em qualquer tempo pela sua Subcomissão Autora e deve ser reanalisada a cada 5 anos para ser revalidada, revisada ou cancelada. As Normas Técnicas PETROBRAS são elaboradas em conformidade com a Norma Técnica PETROBRAS N-1. Para informações completas sobre as Normas Técnicas PETROBRAS, ver Catálogo de Normas Técnicas PETROBRAS.
  3. 3. -PÚBLICO- N-381 REV. L 04 / 2012 2 1 Escopo 1.1 Esta Norma fixa as condições exigíveis para a execução de desenhos e outros documentos técnicos elaborados para apresentação de projetos. 1.2 Esta Norma deve ser utilizada em conjunto com as normas da ABNT citadas na Seção 2. Em caso de divergência prevalecem os critérios desta Norma. 1.3 Esta Norma se aplica a projetos iniciados a partir da data de sua edição. 1.4 Esta Norma contém Requisitos Técnicos e Práticas Recomendadas. 2 Referências Normativas Os documentos relacionados a seguir são indispensáveis à aplicação deste documento. Para referências datadas, aplicam-se somente as edições citadas. Para referências não datadas, aplicam-se as edições mais recentes dos referidos documentos. PETROBRAS N-75 - Abreviaturas para os Projetos Industriais; PETROBRAS N-1521 - Identificação de Equipamentos Industriais; PETROBRAS N-1710 - Codificação de Documentos Técnicos de Engenharia; PETROBRAS N-2064 - Emissão e Revisão de Documentos de Projeto; PB-PG-0V3-0054-D - Identificação do Nível de Proteção e Tratamento de Informações Empresariais; PB-PG-0V3-0062-B - Regras Gerais para a Segurança da Informação; ABNT NBR 6492 - Representação de Projetos de Arquitetura; ABNT NBR 8196 - Desenho Técnico - Emprego de Escalas; ABNT NBR 8403 - Aplicação de Linhas em Desenhos - Tipos de Linhas - Larguras das Linhas; ABNT NBR 10068 - Folha de Desenho - Leiaute e Dimensões; ABNT NBR 12298 - Representação de Área de Corte por Meio de Hachuras em Desenho Técnico - Procedimento; ABNT NBR 13142 - Desenho Técnico - Dobramento de Cópia; ISA S 5.1 - Instrumentation Symbols and Identification. 3 Condições Gerais 3.1 Formatos e Tipos de Papel 3.1.1 O formato A4, da série A estabelecida na ABNT NBR 10068, deve ser adotado como tamanho mínimo.
  4. 4. -PÚBLICO- N-381 REV. L 04 / 2012 3 3.1.2 Além dos formatos da série A, definidos na ABNT NBR 10068, podem ser usados formatos compostos, obtidos pela conjugação de formatos A4, conforme estabelecido na ABNT NBR 6492. [Prática Recomendada] 3.1.3 O uso de formatos diferentes da série dimensional básica deve ser evitado sempre que possível. 3.1.4 Todos os desenhos, a partir do formato A3 e maiores, devem ser virtualmente subdivididos vertical e horizontalmente em campos iguais de 100 mm, indicados seqüencialmente por letras, com início no canto inferior esquerdo do papel, como mostrado na Figura A.5 do Anexo A. 3.1.5 Os originais devem ser emitidos em uma das opções abaixo: a) papel vegetal - no mínimo, gramatura de 90 g/m2 ; ou b) filme poliéster - no mínimo, espessura de 0,003 in; ou c) papel opaco branco - no mínimo, gramatura de 75 g/m2 . 3.2 Escalas 3.2.1 O uso da escala deve ser conforme estabelecido na ABNT NBR 8196. 3.2.2 A escala dos desenhos deve ser escrita no local próprio da legenda e, quando necessário, desenhada sob a forma da escala gráfica junto ao traço inferior do quadro do papel, com um comprimento mínimo de 150 mm (ver Figura A.5 do Anexo A). 3.2.3 Quando existirem na mesma folha desenhos em escalas diferentes, as escalas devem ser indicadas junto aos desenhos/detalhes a que correspondem, e no campo 11 (ver 3.5.4) deve ser anotado: “INDICADAS”. 3.2.4 Quando não for utilizada escala no desenho, deve ser anotado no campo 11 (ver 3.5.4): “SEM ESCALA”. 3.3 Letras e Algarismos 3.3.1 A altura mínima para letras, algarismos e símbolos deve ser de 1 mm. 3.3.2 Na elaboração de documentos por meio eletrônico, devem ser utilizadas fontes que atendam ao 3.3.1 e que se prestem ao uso universal com relação à sua utilização por diferentes aplicativos. NOTA 1 Para fontes sem serifa, deve ser usada a família helvética (exemplo: helvética, arial, entre outras). NOTA 2 Para fontes com serifa, deve ser usada preferencialmente as fontes da família times (exemplo: times, times new roman, entre outras). NOTA 3 Para fontes igualmente espaçadas, deve ser usada a família courier (exemplo: courier, courier new, entre outras). 3.4 Linhas e Hachuras 3.4.1 Os tipos das linhas devem ser conforme a ABNT NBR 8403.
  5. 5. -PÚBLICO- N-381 REV. L 04 / 2012 4 3.4.2 O uso da cor em diversos elementos do desenho, executados por meio eletrônico, pode ser feito na impressão para comentários. [Prática Recomendada] 3.4.3 Para a impressão final, os desenhos devem ser apresentados somente na cor preta, exceto quando as cores forem imprescindíveis para o entendimento do documento (tais como: mapas, levantamento topográfico). NOTA 1 Recomenda-se evitar a associação do uso de cores na definição de espessuras das linhas do desenho. [Prática Recomendada] NOTA 2 Caso seja feita a opção da associação do uso de cor à espessura, o documento deve conter uma tabela de equivalência (cor versus espessura). 3.4.4 Recomenda-se que a espessura mínima normal das linhas dos desenhos seja de 0,35 mm e que para as linhas de chamada, de cota e outras linhas secundárias dos desenhos a espessura mínima seja de 0,13 mm. [Prática Recomendada] 3.4.5 O espaçamento entre as linhas de um desenho nunca deve ser menor do que três vezes a sua espessura. 3.4.6 Não devem ser misturados, em um mesmo desenho, traços à tinta e a lápis. 3.4.7 As hachuras devem ser conforme a ABNT NBR 12298. 3.5 Dimensões dos Formulários e Legenda 3.5.1 Todas as folhas do documento técnico devem conter um quadro destinado à legenda, contendo todas as indicações necessárias à sua exata identificação e interpretação. 3.5.2 As dimensões, disposição e legendas dos documentos técnicos devem estar de acordo com os respectivos formatos: a) formato A4, conforme Figuras A.1 a A.4 do Anexo A; b) formato A3, conforme Figuras A.5 a A.8 do Anexo A; c) formatos A2 ou maiores, conforme Figuras A.5 e A.9 do Anexo A. 3.5.3 A disposição geral do desenho técnico, para os formatos A3 ou maiores, deve ser de acordo com a Figura A.5 do Anexo A. 3.5.4 O preenchimento dos diversos campos da legenda deve ser como explicado a seguir: Campo 1 - Marca da PETROBRAS ou Empresas Contratadas (empresas projetistas, empresas de construção e montagem, empresas de consultoria, empreiteiras, consórcios de empresas). NOTA 1 No caso de documentos elaborados cuja propriedade do conteúdo e utilização sejam exclusivos da Empresa Contratada, não aplicar a marca PETROBRAS. Se a Empresa Contratada possuir logomarca ou logotipo próprio, deve aplicá-la neste campo. Não aplicar o 4.4.3. NOTA 2 No caso de documentos elaborados por empresa contratada, cuja propriedade do conteúdo seja, mesmo que parcialmente, da PETROBRAS, aplicar somente a marca da PETROBRAS (composta de símbolo e logotipo da PETROBRAS).
  6. 6. -PÚBLICO- N-381 REV. L 04 / 2012 5 Campo 2 - Nome do usuário (Órgão onde deve ser implantado o projeto) ou cliente externo a que se destina o documento técnico. No caso de desenhos de caráter geral, não destinados especificamente a nenhum cliente ou usuário, este campo deve ficar em branco. Campo 3 - Nome do programa ou projeto a que se destina o documento técnico. No caso de desenho de caráter geral, este campo pode ficar em branco. Campo 4 - Nome da área de atividade ou unidade, dentro do Órgão onde deve ser implantado o projeto. No caso de desenhos de caráter geral, este campo pode ficar em branco. Campo 5 - Título do documento técnico. No caso de desenhos referentes a qualquer equipamento ou instrumento identificado, deve ser colocada em destaque a identificação do equipamento ou instrumento de acordo com a PETROBRAS N-1521 e a ISA S 5.1 ou conforme definido pela PETROBRAS. Campo 6 - Sigla ou nome do Órgão da PETROBRAS executante do projeto. No caso de projetos elaborados por Empresas Contratadas, esse campo deve ser preenchido com a sigla ou nome do Órgão contratante do Projeto da PETROBRAS. Campo 7 - Sigla da Gerência do Órgão da PETROBRAS ou sigla da Empresa Contratada. Campo 8 - Identificação do responsável pela concepção da revisão (incluindo a REV. 0) do documento técnico. Campo 9 - Identificação do responsável pela verificação da revisão do documento técnico. Campo 10 - Identificação do responsável pela aprovação da revisão do documento técnico. Campo 11 - Indicação da escala do desenho, de acordo com o 3.2 desta Norma, quando for o caso. Campo 12 - Identificação da categoria do documento (exemplo: Folha de Dados, Requisição de Material, Cronograma), deve ser de acordo com a PETROBRAS N-1710. Campo 13 - Data da revisão do documento técnico. Campo 14 - Numeração das folhas do documento técnico. Campo 15 - Número do documento técnico. A numeração deve ser codificada pela PETROBRAS ou pela Empresa Contratada, de acordo com a PETROBRAS N-1710. Campo 16 - Indicação de revisão do documento técnico, conforme a PETROBRAS N-2064. Campo 17 - Código do Centro de Custo (CC), Ordem de Trabalho (OT), número do Programa Orçamentário ou Solicitação de Estudos de Projetos (SEP), a que está vinculado o documento técnico, quando houver. Caso contrário preencher com um traço horizontal. Campo 18 - Espaço reservado para emissão original: a) Empresas Contratadas, devendo obrigatoriamente conter: — razão social da empresa contratada por extenso; — numeração interna de referência (se houver); — número do contrato a que está vinculado o documento técnico; — nome e rubrica do responsável técnico pelo documento técnico; — número do seu registro no órgão de classe (exemplo: CREA, CRQ); NOTA 1 Se houver aplicação da marca PETROBRAS no documento, está proibida a utilização da logomarca ou logotipo de empresas contratadas. NOTA 2 Caso necessário, o campo 18 deve ser utilizado para o preenchimento do número do registro no órgão de classe do técnico da PETROBRAS. NOTA 3 Todo o conteúdo do campo 18 deve ser preenchido com fonte do mesmo tamanho. b) para identificação de arquivos em meio eletrônico devem ser informados, no mínimo, o aplicativo, a sua versão, idioma e o nome do arquivo, nesta seqüência; exemplo: 1) Microstation® /V. 5.0/I-DE-4300.93-6250-942-PCE- 001=A.dgn. 1) Microstation ® é o nome comercial do software da Bentley Systems. Esta informação é dada para facilitar aos usuários desta Norma e não constitui um endosso por parte da PETROBRAS ao produto citado. Podem ser utilizados produtos equivalentes, desde que conduzam aos mesmos resultados.
  7. 7. -PÚBLICO- N-381 REV. L 04 / 2012 6 NOTA O cumprimento deste requisito é opcional. Campo 19 - Descrição das revisões do documento técnico, conforme a PETROBRAS N-2064. Campo 20 - Notas gerais relativas ao desenho técnico (exceto formato A4) conforme indicado na Figura A.5 do Anexo A. Esse campo pode também ser utilizado para tabelas, simbologias e correlatos, conforme necessário. Campo 21 - Documentos de referência, relativos ao desenho técnico (exceto formato A4), como indicado na Figura A.5 do Anexo A. Campo 22 - Identificação do responsável pela concepção do documento técnico na emissão (REV. 0). Campo 23 - Data da emissão (REV. 0) do documento técnico. Campo 24 - Identificação do responsável pela verificação da emissão (REV. 0) do documento técnico. Campo 25 - Identificação do responsável pela aprovação da emissão (REV. 0) do documento técnico. Campo 26 - Formato definido pela ABNT NBR 10068. Exemplo A0 1189 x 841. Campo 27 - Classificação do documento para a identificação do nível de proteção e tratamento de informações, conforme os procedimentos PETROBRAS PB-PG-0V3-00054 e PETROBRAS PB-PG-0V3-00062. NOTA Deve-se utilizar apenas a identificação textual, e nunca utilizar os ícones opcionais mencionados no procedimento PETROBRAS PB-PG-0V3-00054. Campo 28 - Sigla da gerência do Órgão da PETROBRAS gestora das informações, conforme competência definida nos procedimentos PETROBRAS PB-PG-0V3-00054 e PETROBRAS PB-PG-0V3-00062-B. NOTA Nos campos 8, 9, 10, 22, 24 e 25 não devem ser utilizadas as iniciais do nome como identificação. 3.6 Revisões 3.6.1 Nos desenhos técnicos de formato A4 e nos documentos técnicos em geral (Figura A.1 do Anexo A), as revisões devem ser indicadas no espaço ao pé da página. Nos desenhos de formato A3 ou maiores, as revisões devem ser indicadas no espaço acima da legenda (ver Figuras A.6 e A.9 do Anexo A). 3.6.2 Os procedimentos de execução de emissão e revisão de desenhos devem ser conforme a PETROBRAS N-2064. 3.7 Manuseio 3.7.1 Somente os desenhos reproduzidos (cópias) devem ser dobrados. Os desenhos originais e as cópias reproduzíveis não devem ser enrolados nem dobrados. Quando indispensável, enrolar para transporte e acondicionar em canudos impermeáveis. 3.7.2 O dobramento das cópias deve ser feito como recomendado pela ABNT NBR 13142. 3.8 Abreviaturas Para abreviaturas deve ser utilizada a PETROBRAS N-75.
  8. 8. -PÚBLICO- N-381 REV. L 04 / 2012 7 4 Condições Específicas 4.1 Execução Manual 4.1.1 Os desenhos devem ser executados em papel vegetal translúcido ou filme poliéster, empregando-se, em cada caso, grafite ou tinta adequada ao tipo do material utilizado. NOTA Nos desenhos em formato A4 pode ser utilizado papel opaco branco. [Prática Recomendada] 4.1.2 Os originais e as cópias reproduzíveis, que podem estar sujeitos a intenso manuseio, devem ser executados em folhas de filme poliéster. 4.2 Execução Eletrônica 4.2.1 Os desenhos devem ser executados através de um aplicativo de CAD (“Computer Aided Design”). Exemplo: 1) AutoCad® , MicroStation® . 4.2.2 Os arquivos dos documentos digitais devem ser armazenados em seu formato nativo, isto é, no formato em que foi originalmente elaborado. 4.2.3 O documento oficial (digital e suas revisões) deve ser impresso em papel branco opaco. 4.2.4 Versões finalizadas devem ser armazenadas adicionalmente no formato PDF/A, para garantir acesso eletrônico no futuro mesmo na ausência do editor original. 4.3 Requisitos Adicionais para Desenhos e Documentos Técnicos 4.3.1 Para documentos técnicos, no formato A4, a folha de rosto deve ser a indicada na Figura A.1 do Anexo A. Para as demais folhas usar as Figuras A.2 e A.4 do Anexo A. NOTA Caso o usuário considere conveniente utilizar o verso da folha, usar a Figura A.3 do Anexo A. 4.3.2 Para desenhos, no formato A3, usar a Figura A.7 do Anexo A. Para outros documentos técnicos, no formato A3, usar a Figura A.8 do Anexo A combinada com a Figura A.1 do Anexo A como folha de rosto. 4.3.3 Para desenhos e documentos, no formato A2 ou maiores, usar a Figura A.9 do Anexo A. 4.3.4 Além do que estabelece esta Norma, podem ser indicadas, pela PETROBRAS, normas complementares relativas às diversas disciplinas do projeto. [Prática Recomendada] 4.3.5 Nas Figuras A.2 e A.3, a linha tracejada é somente uma indicação visual dos limites da área útil do documento, não necessitando ser representada na impressão. Caso necessário esta delimitação, deve ser representada por linha contínua na impressão. 1) AutoCad ® é o nome comercial do software da AutoDesk Inc. Esta informação é dada para facilitar aos usuários desta Norma e não constitui um endosso por parte da PETROBRAS ao produto citado. Podem ser utilizados produtos equivalentes, desde que conduzam aos mesmos resultados.
  9. 9. -PÚBLICO- N-381 REV. L 04 / 2012 8 4.4 Formulários Padronizados por Outras Normas 4.4.1 O formulário técnico de engenharia, padronizado por outra norma PETROBRAS, deve ser atualizado pela Subcomissão Autora da CONTEC utilizando o formato, as dimensões dos formulários e a legenda conforme critérios estabelecidos nesta Norma. 4.4.2 A parte interna do formulário, padronizado por outra norma PETROBRAS e atualizado pela Subcomissão Autora da CONTEC, deve ser inserida devidamente no formato adequado estabelecido nesta Norma. 4.4.3 No rodapé da folha de rosto devem constar as informações apresentadas no Exemplo a seguir. EXEMPLO Este documento é de propriedade da PETROBRAS, sendo proibida a utilização fora da sua finalidade. Formulário Pertencente à PETROBRAS N-XXXX Rev. X NOTA 1 As informações do rodapé mencionadas em 4.4.3 não necessitam ser repetidas nas demais folhas quando o formulário for padronizado por uma única norma. [Prática Recomendada] NOTA 2 Nos casos em que o documento técnico elaborado necessite explicitar diferentes normas sob as quais estão padronizadas, as informações do rodapé mencionadas em 4.4.3 devem ser repetidas nas respectivas folhas.
  10. 10. -PÚBLICO- N-381 REV. L 04 / 2012 IR 1/2 ÍNDICE DE REVISÕES REV. A, B, C, D e E Não existe índice de revisões. REV. F Partes Atingidas Descrição da Alteração Todos os itens Revisados Figura A.1 a A.4 Revisadas Figura A.6 a A.8 Revisadas REV. G Partes Atingidas Descrição da Alteração 3.4.3 e 3.4.4 Revisados 3.5.2 Revisado 3.5.4 Revisado 3.6.2 Revisado 4.3.2 e 4.3.3 Revisados 4.4.3 Incluído Figura A.1 Revisada Figuras A.5 e A.6 Revisadas Figura A.7 Incluída Figuras A.8 e A.9 Revisadas REV. H Partes Atingidas Descrição da Alteração Revalidação REV. J Partes Atingidas Descrição da Alteração 2 Revisado 3.5.4 Revisado Figuras A.1 a A.9 Revisadas REV. K Partes Atingidas Descrição da Alteração 3.5.4 Revisado 4.4.3 Revisado
  11. 11. -PÚBLICO- N-381 REV. L 04 / 2012 IR 2/2 REV. L Partes Atingidas Descrição da Alteração 2 Revisado 3.5.4 Revisado
  12. 12. -PÚBLICO- N-381 REV. L 04 / 2012 GRUPO DE TRABALHO - GT-12-11 Membros Nome Lotação Telefone Chave Laelson Aparecido Martins ENGENHARIA/IEEPT/EEPTM/EAPR 819-3586 SGNJ Flaviano Leite de Oliveira E&P-ENGP/IPMI/EISA 814-2675 Q008 Marilda Martins Coelho TRANSPETRO/PRES/SE/ENG/POE/SID 811-9242 XVBT Marcelo Jaccoud Amaral TI/IDTA/AT 8143485 BI70 Paulo Roberto O. de Araújo UN-RIO/ENGP/EISA 816-1890 Q005 Romério O. Bittencourt E&P-ENGP/IPMI/EISA 814-4528 W0F3 Miguel João Borges Filho CENPES/EB-AB-G&E/AEDC 812-4877 BR88 Convidado(s) Max Yukio Minato E&P-ENGP/IPP/EISA 814-0539 BZJ5 Secretário Técnico Flávio Miceli ENGENHARIA/AG/NORTEC-GC 719-3078 ERQE
  13. 13. -PÚBLICO- N-381 REV. L 04 / 2012 2 1 Escopo 1.1 Esta Norma fixa as condições exigíveis para a execução de desenhos e outros documentos técnicos elaborados para apresentação de projetos. 1.2 Esta Norma deve ser utilizada em conjunto com as normas da ABNT citadas na Seção 2. Em caso de divergência prevalecem os critérios desta Norma. 1.3 Esta Norma se aplica a projetos iniciados a partir da data de sua edição. 1.4 Esta Norma contém Requisitos Técnicos e Práticas Recomendadas. 2 Referências Normativas Os documentos relacionados a seguir são indispensáveis à aplicação deste documento. Para referências datadas, aplicam-se somente as edições citadas. Para referências não datadas, aplicam-se as edições mais recentes dos referidos documentos. PETROBRAS N-75 - Abreviaturas para os Projetos Industriais; PETROBRAS N-1521 - Identificação de Equipamentos Industriais; PETROBRAS N-1710 - Codificação de Documentos Técnicos de Engenharia; PETROBRAS N-2064 - Emissão e Revisão de Documentos de Projeto; PETROBRAS PB-PG-0V3-0062-B - Regras Gerais para a Segurança da Informação; ABNT NBR 6492 - Representação de Projetos de Arquitetura; ABNT NBR 8196 - Desenho Técnico - Emprego de Escalas; ABNT NBR 8403 - Aplicação de Linhas em Desenhos - Tipos de Linhas - Larguras das Linhas; ABNT NBR 10068 - Folha de Desenho - Leiaute e Dimensões; ABNT NBR 12298 - Representação de Área de Corte por Meio de Hachuras em Desenho Técnico - Procedimento; ABNT NBR 13142 - Desenho Técnico - Dobramento de Cópia; ISA S 5.1 - Instrumentation Symbols and Identification. 3 Condições Gerais 3.1 Formatos e Tipos de Papel 3.1.1 O formato A4, da série A estabelecida na ABNT NBR 10068, deve ser adotado como tamanho mínimo.
  14. 14. -PÚBLICO- N-381 REV. L 04 / 2012 6 NOTA O cumprimento deste requisito é opcional. Campo 19 - Descrição das revisões do documento técnico, conforme a PETROBRAS N-2064. Campo 20 - Notas gerais relativas ao desenho técnico (exceto formato A4) conforme indicado na Figura A.5 do Anexo A. Esse campo pode também ser utilizado para tabelas, simbologias e correlatos, conforme necessário. Campo 21 - Documentos de referência, relativos ao desenho técnico (exceto formato A4), como indicado na Figura A.5 do Anexo A. Campo 22 - Identificação do responsável pela concepção do documento técnico na emissão (REV. 0). Campo 23 - Data da emissão (REV. 0) do documento técnico. Campo 24 - Identificação do responsável pela verificação da emissão (REV. 0) do documento técnico. Campo 25 - Identificação do responsável pela aprovação da emissão (REV. 0) do documento técnico. Campo 26 - Formato definido pela ABNT NBR 10068. Exemplo A0 1189 x 841. Campo 27 - Classificação do documento quanto ao grau de sigilo conforme o procedimento PETROBRAS PB-PG-0V3-00062-B. Campo 28 - Sigla da gerência do Órgão da PETROBRAS gestora das informações, conforme competência definida no procedimento PETROBRAS PB-PG-0V3-00062-B. NOTA Nos campos 8, 9, 10, 22, 24 e 25 não devem ser utilizadas as iniciais do nome como identificação. 3.6 Revisões 3.6.1 Nos desenhos técnicos de formato A4 e nos documentos técnicos em geral (Figura A.1 do Anexo A), as revisões devem ser indicadas no espaço ao pé da página. Nos desenhos de formato A3 ou maiores, as revisões devem ser indicadas no espaço acima da legenda (ver Figuras A.6 e A.9 do Anexo A). 3.6.2 Os procedimentos de execução de emissão e revisão de desenhos devem ser conforme a PETROBRAS N-2064. 3.7 Manuseio 3.7.1 Somente os desenhos reproduzidos (cópias) devem ser dobrados. Os desenhos originais e as cópias reproduzíveis não devem ser enrolados nem dobrados. Quando indispensável, enrolar para transporte e acondicionar em canudos impermeáveis. 3.7.2 O dobramento das cópias deve ser feito como recomendado pela ABNT NBR 13142. 3.8 Abreviaturas Para abreviaturas deve ser utilizada a PETROBRAS N-75.
  15. 15. -PÚBLICO- N-381 REV. L 04 / 2012 7 4 Condições Específicas 4.1 Execução Manual 4.1.1 Os desenhos devem ser executados em papel vegetal translúcido ou filme poliéster, empregando-se, em cada caso, grafite ou tinta adequada ao tipo do material utilizado. NOTA Nos desenhos em formato A4 pode ser utilizado papel opaco branco. [Prática Recomendada] 4.1.2 Os originais e as cópias reproduzíveis, que podem estar sujeitos a intenso manuseio, devem ser executados em folhas de filme poliéster. 4.2 Execução Eletrônica 4.2.1 Os desenhos devem ser executados através de um aplicativo de CAD (“Computer Aided Design”). Exemplo: 2) AutoCad® , MicroStation® . 4.2.2 Os arquivos dos documentos originais devem ser armazenados em seu formato nativo, isto é, no formato originalmente elaborado. 4.2.3 O documento oficial (original e suas revisões) deve ser impresso em papel branco opaco. 4.3 Requisitos Adicionais para Desenhos e Documentos Técnicos 4.3.1 Para documentos técnicos, no formato A4, a folha de rosto deve ser a indicada na Figura A.1 do Anexo A. Para as demais folhas usar as Figuras A.2 e A.4 do Anexo A. NOTA Caso o usuário considere conveniente utilizar o verso da folha, usar a Figura A.3 do Anexo A. 4.3.2 Para desenhos, no formato A3, usar a Figura A.7 do Anexo A. Para outros documentos técnicos, no formato A3, usar a Figura A.8 do Anexo A combinada com a Figura A.1 do Anexo A como folha de rosto. 4.3.3 Para desenhos e documentos, no formato A2 ou maiores, usar a Figura A.9 do Anexo A. 4.3.4 Além do que estabelece esta Norma, podem ser indicadas, pela PETROBRAS, normas complementares relativas às diversas disciplinas do projeto. [Prática Recomendada] 4.3.5 Nas Figuras A.2 e A.3, a linha tracejada é somente uma indicação visual dos limites da área útil do documento, não necessitando ser representada na impressão. Caso necessário esta delimitação, deve ser representada por linha contínua na impressão. . 2) AutoCad ® é o nome comercial do software da AutoDesk Inc. Esta informação é dada para facilitar aos usuários desta Norma e não constitui um endosso por parte da PETROBRAS ao produto citado. Podem ser utilizados produtos equivalentes, desde que conduzam aos mesmos resultados.
  16. 16. -PÚBLICO- N-381 REV. L 04 / 2012 8 4.4 Formulários Padronizados por Outras Normas 4.4.1 O formulário técnico de engenharia, padronizado por outra norma PETROBRAS, deve ser atualizado pela Subcomissão Autora da CONTEC utilizando o formato, as dimensões dos formulários e a legenda conforme critérios estabelecidos nesta Norma. 4.4.2 A parte interna do formulário, padronizado por outra norma PETROBRAS e atualizado pela Subcomissão Autora da CONTEC, deve ser inserida devidamente no formato adequado estabelecido nesta Norma. 4.4.3 No rodapé da folha de rosto devem constar as informações apresentadas no Exemplo a seguir. EXEMPLO As Informações deste Documento são Propriedade da PETROBRAS, sendo Proibida a Utilização Fora da sua Finalidade. Formulário Pertencente à PETROBRAS N-XXXX Rev. X NOTA 1 As informações do rodapé mencionadas em 4.4.3 não necessitam ser repetidas nas demais folhas quando o formulário for padronizado por uma única norma. [Prática Recomendada] NOTA 2 Nos casos em que o documento técnico elaborado necessite explicitar diferentes normas sob as quais estão padronizadas, as informações do rodapé mencionadas em 4.4.3 devem ser repetidas nas respectivas folhas.

×