Comocristofoicrucificado

178 visualizações

Publicada em

a cruscificação de jesus

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
178
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comocristofoicrucificado

  1. 1. ComoComo MorreuMorreu JesusJesus Cristo?Cristo? Provas Bíblicas e HistóricasProvas Bíblicas e Históricas acerca da Crucificaçãoacerca da Crucificação do Filho de Deusdo Filho de Deus
  2. 2. Mesmo após mais de 2.000 anosMesmo após mais de 2.000 anos após a morte de Jesus, muitosapós a morte de Jesus, muitos ainda questionam: “Aainda questionam: “A crucificação teria realmente sidocrucificação teria realmente sido numa cruz com o formato quenuma cruz com o formato que conhecemosconhecemos ?? A Sociedade Torre de Vigia, comumente conhecidaA Sociedade Torre de Vigia, comumente conhecida como Testemunhas de Jeová, contesta a informaçãocomo Testemunhas de Jeová, contesta a informação bíblica de que a cruz teria sido realmente no formatobíblica de que a cruz teria sido realmente no formato (cruzada) como conhecemos.(cruzada) como conhecemos. A pergunta que Pilatos fez aos judeus sobre Jesus eA pergunta que Pilatos fez aos judeus sobre Jesus e Barrabás, momentos antes da crucificação, serve deBarrabás, momentos antes da crucificação, serve de base para o início de nossa análise bíblica:base para o início de nossa análise bíblica:
  3. 3. ““A qual dos dois quereis que eu vos livre?”A qual dos dois quereis que eu vos livre?” (Mateus 27.21-23)(Mateus 27.21-23) A resposta do povo:A resposta do povo: Disseram: “Barrabás.”Disseram: “Barrabás.” Pilatos disse-lhes: “O que quereis,Pilatos disse-lhes: “O que quereis, então, que eu faça com Jesus, oentão, que eu faça com Jesus, o chamado Cristo?” Todos disseram:chamado Cristo?” Todos disseram: “Seja pregado numa“Seja pregado numa estaca!estaca!”” EleEle disse: “Por que, o que fez ele dedisse: “Por que, o que fez ele de mal?” Todavia, clamaram aindamal?” Todavia, clamaram ainda mais: “Seja pregado numamais: “Seja pregado numa estaca!estaca!”” E eles disseram: Barrabás.E eles disseram: Barrabás. Disse-lhes Pilatos: Que farei entãoDisse-lhes Pilatos: Que farei então de Jesus, chamado Cristo?de Jesus, chamado Cristo? Disseram-lhe todos: SejaDisseram-lhe todos: Seja crucificadocrucificado. O presidente, porém,. O presidente, porém, disse: Mas que mal fez ele? E elesdisse: Mas que mal fez ele? E eles mais clamavam, dizendo: Sejamais clamavam, dizendo: Seja crucificadocrucificado.. TNM (Tradução do NovoTNM (Tradução do Novo Mundo)Mundo) Bíblia Utilizada pela Sociedade Torre deBíblia Utilizada pela Sociedade Torre de VigiaVigia Tradução de João Ferreira deTradução de João Ferreira de AlmeidaAlmeida
  4. 4. Foi pregado numa Estaca?Foi pregado numa Estaca? Ou foi pregado numa Cruz?Ou foi pregado numa Cruz? Como realmente morreuComo realmente morreu Jesus Cristo?Jesus Cristo?
  5. 5. Sobre a expressão “Madeiro”Sobre a expressão “Madeiro” A Sociedade Torre de Vigia chama atençãoA Sociedade Torre de Vigia chama atenção para a expressão “para a expressão “madeiromadeiro” em Atos” em Atos 5:30 que reza:5:30 que reza: A Sociedade Torre de Vigia cita esteA Sociedade Torre de Vigia cita este versículo para dizer que Jesus foiversículo para dizer que Jesus foi pendurado numa estaca, não numa Cruz.pendurado numa estaca, não numa Cruz. Atos 5:30 “O Deus de nossos antepassadosAtos 5:30 “O Deus de nossos antepassados levantou Jesus, a quem matastes por pendurá-lolevantou Jesus, a quem matastes por pendurá-lo numnum madeiromadeiro.”.”
  6. 6. FatoFato A própria TNM (Tradução do Novo Mundo),aA própria TNM (Tradução do Novo Mundo),a Bíblia Utilizada pela Sociedade Torre de Vigia,Bíblia Utilizada pela Sociedade Torre de Vigia, em sua nota de rodapé diz que a palavra que foiem sua nota de rodapé diz que a palavra que foi traduzida por madeiro poderia também ter sidotraduzida por madeiro poderia também ter sido traduzida por árvore:traduzida por árvore: Ou seja: Madeiro não quer dizer apenas “Estaca”Ou seja: Madeiro não quer dizer apenas “Estaca” Ou “árvore”. Gr.:Ou “árvore”. Gr.: xý·lou;xý·lou;
  7. 7. Como o DicionárioComo o Dicionário Aurélio define madeiro?Aurélio define madeiro? 1. Peça ou tronco grosso de madeira,1. Peça ou tronco grosso de madeira, madeira, lenhomadeira, lenho 2 .2 . CruzCruz
  8. 8. Conclusão 1Conclusão 1 A expressãoA expressão “madeiro”“madeiro” aplica-se tantoaplica-se tanto à umaà uma “estaca”,“estaca”, como à umacomo à uma “cruz”“cruz” ou à umaou à uma “árvore”!“árvore”! A expressão Madeiro, portanto, nãoA expressão Madeiro, portanto, não é prova de que Jesus tenha sidoé prova de que Jesus tenha sido crucificado numa “estaca”crucificado numa “estaca”
  9. 9. Evidência HistóricaEvidência Histórica (mal)utilizada pela Torre de Vigia(mal)utilizada pela Torre de Vigia A Sociedade Torre de Vigia, mostra comoA Sociedade Torre de Vigia, mostra como evidência histórica uma gravura feita porevidência histórica uma gravura feita por Justo Lipsio (1547-1606).Justo Lipsio (1547-1606). Esta gravura encontra-se na Tradução doEsta gravura encontra-se na Tradução do Novo Mundo com Referências – páginaNovo Mundo com Referências – página 15181518..
  10. 10. Homem PregadoHomem Pregado na Estacana Estaca Referência:Página 19 doReferência:Página 19 do livrolivro De cruci libri tres,De cruci libri tres, de Justo Lipsiode Justo Lipsio A Sociedade retirou a foto ao lado, do livro “De cruci libri tres”, de Justo Lipsio
  11. 11. A Sociedade Torre de vigia, usa esta gravura como prova de que Jesus foi pregado numa “estaca” e não numa “cruz”
  12. 12. Contestação à essa teoriaContestação à essa teoria O que a Sociedade Torre de vigia não diz é que oO que a Sociedade Torre de vigia não diz é que o livro “livro “De cruci libri tres”,De cruci libri tres”, de Justo Lipsiode Justo Lipsio ““nãonão continha apenas aquela ilustração sobrecontinha apenas aquela ilustração sobre as execuções romanas”as execuções romanas”.. Haviam muitas outras que foramHaviam muitas outras que foram convenientemente não citadas.convenientemente não citadas. Senão vejamos:Senão vejamos:
  13. 13. Homem CrucificadoHomem Crucificado Referência:Referência: De cruci libri tresDe cruci libri tres Página 47Página 47
  14. 14. Outras Formas de ExecuçãoOutras Formas de Execução
  15. 15. Outras Formas de ExecuçãoOutras Formas de Execução
  16. 16. Outras Formas de ExecuçãoOutras Formas de Execução
  17. 17. Conclusão 2Conclusão 2 De acordo com referência histórica deDe acordo com referência histórica de ““De cruci libri tres”De cruci libri tres” pode sede concluirpode sede concluir que Jesus poderia ter sido tantoque Jesus poderia ter sido tanto crucificado, quanto pregado numacrucificado, quanto pregado numa estaca.estaca.
  18. 18. Evidencias BíblicasEvidencias Bíblicas da Crucificaçãoda Crucificação
  19. 19. Texto 1Texto 1 (Mateus 27:35-37)(Mateus 27:35-37) Tendo-o pregado numa estaca, distribuíram aTendo-o pregado numa estaca, distribuíram a sua roupagem exterior por lançar sortes, e,sua roupagem exterior por lançar sortes, e, sentados, vigiavam sobre ele ali. Tambémsentados, vigiavam sobre ele ali. Também puserampuseram “por cima de sua cabeça”“por cima de sua cabeça” aa acusação contra ele, por escrito: “Este éacusação contra ele, por escrito: “Este é Jesus, o Rei dos judeus.”Jesus, o Rei dos judeus.”
  20. 20. Também puseramTambém puseram “por cima de sua cabeça”“por cima de sua cabeça” a acusação contra ele, por escrito: “Este é Jesus,a acusação contra ele, por escrito: “Este é Jesus, o Rei dos judeus.”o Rei dos judeus.” Por Cima da Cabeça e não das Mãos
  21. 21. Texto 2Texto 2 ((João 20:24-25João 20:24-25)) Tomé, porém, um dos doze, que era chamado OTomé, porém, um dos doze, que era chamado O Gêmeo, não estava com eles quando JesusGêmeo, não estava com eles quando Jesus veio. Conseqüentemente, os outros discípulosveio. Conseqüentemente, os outros discípulos diziam-lhe: “Temos visto o Senhor!” Mas, elediziam-lhe: “Temos visto o Senhor!” Mas, ele lhes disse: “A menos que eu veja nas suaslhes disse: “A menos que eu veja nas suas mãosmãos o sinalo sinal dos pregosdos pregos e ponha o meue ponha o meu dedo no sinaldedo no sinal dos pregosdos pregos, e ponha a minha, e ponha a minha mão no seu lado, certamente não acreditarei.”mão no seu lado, certamente não acreditarei.”
  22. 22. Prego ou Pregos nas Mãos?Prego ou Pregos nas Mãos? Mais de 1 prego = pregos 1 prego apenas
  23. 23. Sinal do Prego ou dosSinal do Prego ou dos “Pregos”?“Pregos”?
  24. 24. Conclusão 3Conclusão 3 Tiago refere-se a sinal dosTiago refere-se a sinal dos “pregos”“pregos” ee não do prego nas mãos de Jesus. Logo,não do prego nas mãos de Jesus. Logo, as representações artísticas usadas pelaas representações artísticas usadas pela Sociedade estão em desacordo com asSociedade estão em desacordo com as escrituras. Mesmo assim a Sociedade dizescrituras. Mesmo assim a Sociedade diz que está certa.que está certa.
  25. 25. Alguns têm concluído também de João 20:25Alguns têm concluído também de João 20:25 que foram usadosque foram usados ““dois pregos”dois pregos” , um para, um para cada mão. Mas, deve-se entender o uso quecada mão. Mas, deve-se entender o uso que Tomé fez do plural (pregos) comoTomé fez do plural (pregos) como descriçãodescrição precisaprecisa, indicando que cada uma das mãos de, indicando que cada uma das mãos de Jesus foi furada com um prego diferente?Jesus foi furada com um prego diferente? Segundo a Sociedade Torre de Vigia, as testemunhas oculares: João e Tomé, não poderiam ter feito uma descrição precisa. Mas, a Sociedade Torre de Vigia 2000 anos depois, pode!
  26. 26. Vemos que a morte de Cristo na estaca é a crençaVemos que a morte de Cristo na estaca é a crença número 6 das Testemunhas de Jeovánúmero 6 das Testemunhas de Jeová EM QUE AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ CRÊEM A Bíblia é a Palavra de Deus e é a verdade A Bíblia é mais confiável do que a tradição O nome de Deus é Jeová Cristo é o Filho de Deus e é inferior a ele Cristo foi a primeira criação de Deus Cristo morreu numa estaca, não numa cruz
  27. 27. NOTA DE ESCLARECIMENTO A ESUTES faz uso legal do 5º artigo da Constituição Federal em seus incisos IV e IX: “É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX). Em nosso país, vivemos um Estado Democrático de Direito ”sendo" inviolável a liberdade de consciência e de crença. Esclarecemos que qualquer crítica que se faça a respeito de doutrinas ,crenças, menções ou comparações se limitam puramente aos campos teológico e doutrinário. Não se pode falar em crime de difamação ou crime contra a honra de quem quer que seja.As discussões doutrinárias e teológicas em questão, não estão voltadas para pessoas, mas para idéias e doutrinas. Vale lembrar, que ainda que não creiamos no que acabamos de refutar, respeitamos a crença e liberdade de expressão da Sociedade Torre de Vigia, bem como de toda e qualquer religião.

×