Sistema articular

900 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
900
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
61
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema articular

  1. 1. Professor: José de Arimatea Maciel TECNÓLOGO EM RADIOLOGIA SISTEMA ARTICULAR - ARTICULAÇÕES SINOVIAIS (DIARTROSES) EDUCAÇÃO PROFISSIONAL - CETESP
  2. 2.  CONCEITO: é a conexão existente entre quaisquer partes rígidas componentes do esqueleto, permitindo movimentos em graus variados e possibilitando outras funções.  FUNÇÕES: 1- Ajuda a manter o corpo na posição; 2- Participa do movimento das partes do corpo; 3- Participa da locomoção 1- CONCEITO
  3. 3. 2- CLASSIFICAÇÃO São classificadas em três grupos de acordo com aspectos estruturais e funcionais comuns:  FIBROSAS  CARTILAGINOSAS  SINOVIAIS
  4. 4. ARTICULAÇÕES FIBROSAS (SINARTROSES) As articulações fibrosas incluem todas as articulações onde as superfícies dos ossos estão quase em contato direto, como nas articulações entre os ossos do crânio (exceto a ATM). Há três tipos principais de articulações fibrosas: Suturas do crânio
  5. 5. ARTICULAÇÕES CARTILAGÍNEAS (ANFIARTROSE) Nas articulações cartilaginosas, os ossos são unidos por cartilagem pelo fato de pequenos movimentos serem possíveis nestas articulações, elas também são chamadas de anfiartroses. Existem dois tipos de articulações cartilagíneas: Sínfise púbica.
  6. 6. ARTICULAÇÕES SINOVIAIS (DIARTROSES) As articulações sinoviais incluem a maioria das articulações do corpo. As superfícies ósseas são recobertas por cartilagem articular e unidas por ligamentos revestidos por membrana sinovial. A articulação pode ser dividida completamente ou incompletamente por um disco ou menisco articular cuja periferia se continua com a cápsula fibrosa, enquanto que suas faces livres são recobertas por membrana sinovial. Articulação Articulação do quadril
  7. 7. A união entre os ossos se dá para formar o esqueleto e para permitir a mobilidade. essa mobilidade varia de acordo com o tipo de articulação Articulação ou juntura: conexão existente entre quaisquer partes rígidas do esqueleto, quer sejam ossos, quer sejam cartilagens. MAIS UM EXP: DE ARTICULAÇÃO
  8. 8. Também chamadas de SINARTROSES ou ARTICULAÇÕES FIXAS, são junturas interconectadas por tecido fibroso e de mobilidade nula ou bastante reduzida. Existem dois tipos de junturas fibrosas: a) SUTURAS: as margens contíguas dos ossos são unidas por uma fina camada de tecido fibroso, o ligamento sutural.
  9. 9. TIPOS DE SUTURAS Suturas são articulações fibrosas, constituídas por várias camadas de tecido conjuntivo denso, que se encontram entre os ossos do crânio, estabelecendo ligações entre esses ossos. Podem ser encontrados três tipos de suturas: Suturas planas: A borda dos ossos que se articulam dispõem-se de forma retilínea. Exemplo: sutura entre os ossos nasais (sutura internasal) Suturas escamosas: Articulações que se encontram entre ossos que juntos estabelecem um encurvamento relativamente grande. Exemplo: sutura entre os ossos parietal e temporal (sutura parietotemporal ou escamosa) Suturas serreadas: Articulações que se encontram sob a forma de linhas "denteadas". Exemplo: sutura entre ossos parietais (sutura interparietal ou sagital) Suturas gonfoses: em forma de pinos. Exemplo: Sutura Alvéolo-Dentária (a sutura que forma os dentes)
  10. 10. Sutura Plana (ossos nasais) Sutura Serrátil ou Denteada (ossos parietais) Sutura Escamosa (entre parietal e temporal) Sutura Esquindilese Sutura Gonfose
  11. 11.  B) SINDESMOSES: o tecido conectivo interposto é consideravelmente maior em quantidade do que na sutura.  Ex: Sindesmose Tíbio-Fibular e Articulação Rádio-Ulnar Média
  12. 12.  Também denominada de Anfiartroses ou Articulações Semi-Móveis, são junturas cujo tecido que se interpõe entre as peças que se articulam é o cartilaginoso.  CARTILAGÍNEA SINCONDROSE: quando a cartilagem é hialina. Com o passar do tempo essa cartilagem ossifica (sinostose). Também chamada de Articulação Cartilagínea Primária ou Temporária.  Ex: Sincondrose Esfeno-occipital e Costo-condral
  13. 13. CARTILAGÍNEA SÍNFISE: quando a cartilagem é FIBROSA. Também chamada de Articulação Cartilagínea Secundária ou Permanente. Sínfise Verdadeira: (disco compacto) Ex: Articulação dos corpos das vértebras. Sínfise Falsa: (disco cavitário) Ex: Sínfise Púbica
  14. 14.  Também denominadas de Diartroses ou Articulações Móveis  Nestas articulações o elemento que se interpõe às peças que se articulam é um líquido denominado líquido sinovial.
  15. 15.  1) Quanto ao número de extremidades ósseas articulares SIMPLES COMPOSTA
  16. 16. 2) Quanto ao número de cavidades articulares UNICAMERA L BICAMERAL POLICAMERAL
  17. 17.  3) Quanto à forma da extremidade óssea e/ou movimento realizado: 1. PLANA 2. GÍNGLIMO 3. PIVÔ 4. CONDILAR 5. ELIPSÓIDE 6. SELAR 7. ESFERÓIDE
  18. 18.  SINOVIAL PLANA: as superfícies articulares são planas ou ligeiramente curvas, permitindo deslizamento entre os ossos.
  19. 19.  SINOVIAL GÍNGLIMO: o nome refere-se muito mais aos movimento que realiza (flexão e extensão dobradiça)
  20. 20.  SINOVIAL PIVÔ OU TROCÓIDE: as superfícies articulares são segmentos de cilindro, permitindo movimento de rotação
  21. 21.  SINOVIAL ELIPSÓIDE: as superfícies articulares são de forma elíptica, permitindo flexão, extensão, abdução e adução Articulação rádio- cárpica
  22. 22.  SINOVIAL SELAR: as superfícies articulares são em forma de sela, apresentando concavidade e convexidade recíprocas Articulação Carpo- Metacárpica do polegar
  23. 23.  SINOVIAL ESFERÓIDE: as superfícies articulares são segmentos de esferas que se encaixam em cavidades
  24. 24. As articulações podem realizar movimentos de um, dois ou três eixos. 1. Monoaxial ou que possui um só grau de liberdade (só permitem a flexão e extensão, como a do cotovelo) 2. Biaxial, se os realiza em torno de dois eixos ( 2 graus de liberdade - realizam extensão, flexão, adução e abdução, como a rádio-cárpica (art. do punho); e 3. Triaxial, se eles forem realizados em torno de três eixos (3 graus de liberdade - as que além de flexão, extensão, abdução e adução, permitem também a rotação - ex. ombro e quadril).
  25. 25.  Superfícies Articulares: partes ósseas que entram em contato nos movimentos articulares  Cartilagem Articular: revestimento das superfícies articulares. Quase sempre é hialino. Apresenta-se branca, lisa e brilhante, sem vascularização e sem inervação
  26. 26. Cápsula Articular: membrana conjuntiva que envolve as extremidades articulares. Apresenta dois folhetos: ►Folheto externo: Membrana Fibrosa ►Folheto interno: Membrana Sinovial
  27. 27.  Cavidade Articular: espaço delimitado pela membrana sinovial e cartilagem articular, é preenchido pelo líquido sinovial  Líquido Sinovial: fluido viscoso e pegajoso, semelhante à clara de ovo. O ácido hialurônico é quem lhe confere a viscosidade. Funções: Lubrificar e nutrir a cartilagem articular
  28. 28.  LIGAMENTOS: são estruturas destinadas a manter as peças ósseas articulares em posição, evitando movimentos excessivos e anormais e limitando a amplitude dos movimentos normais.  Classificação quanto à função: ▶De Reforço ▶De Orientação ▶De Limitação ou Contenção
  29. 29.  Classificação quanto à localização: ►Capsulares ►Extracapsulares: ▪Intra-articulares e Extra-articulares
  30. 30. DISCOS MENISCOS LÁBIOS OU ORLAS Funções: *Absorver os choques mecânicos *Melhorar os encaixes entre as superfícies *Facilitar os movimentos *Ampliar a superfície articular
  31. 31.  Movimentos ativos: ▶Deslizamento ▶Angulares: Flexão – Extensão (Eixo Ântero-posterior) Adução – Abdução (Eixo Látero-lateral) ▶Rotacionais: Rotação (Eixo Crânio-caudal) ▶Circunferencial: Circundução
  32. 32. Oposição e Reposição Supinação e Pronação Elevação e Depressão Protrusão e Retrusão Inversão e Eversão
  33. 33. OBRIGADO!

×