Entrevistas

3.105 visualizações

Publicada em

Entrevistas

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Entrevistas

  1. 1. Redação Jornalística I Prof. Ms. Laércio Torres de Góes
  2. 2. Entrevista  Os sentidos da palavra entrevista  a) Qualquer procedimento de apuração junto a uma fonte capaz de diálogo;  b) Uma conversa de duração variável com personagem notável ou portador de conhecimento ou informação de interesse para o público;  c) A matéria
  3. 3. Tipos de entrevistas  Segundo os objetivos:  Ritual – É geralmente breve. Sua importância é menos o conteúdo e mais aspectos formais. Jogadores ou técnicos após o jogo. Chegada de visitantes ilustres (ilustrativa).  Temática – Aborda um tema sobre o qual o entrevistado é uma autoridade (exposição de versões ou interpretações dos fatos), podendo contribuir para elucidar um problema , expor um ponto de vista (voz de autoridade).  Testemunhal – Aborda algo que o entrevistado testemunhou (fatos vividos ou impressões subjetivas).  Em profundidade – O foco é o entrevistado como personagem. Suas características, sua obra, seu jeito (pessoal).
  4. 4. Tipos de entrevistas  Quanto às circunstâncias da realização:  Ocasional – Não programada antecipadamente. Sem a preparação, o entrevistado tende a dar respostas espontâneas, sinceras.  Confronto – É quando o repórter assume o papel de inquisidor, contra-argumentando com veemência, com base em dossiês ou documentos. Comum no jornalismo panfletário – pretende-se ouvir o outro lado mas, na verdade, não lhe é dada chance de reação. Este efeito fica mais claro em TV e rádio ao vivo.  Coletiva – Quando o entrevistado é submetido a perguntas de vários repórteres. O comando fica normalmente com o assessor ou o entrevistado (eventos/autoridades).
  5. 5. Tipos de entrevistas  Quanto às circunstâncias da realização:  Individual – Entrevista entre um entrevistado e um entrevistador.  Dialogal – É a entrevista por excelência. Marcada com antecedência, reúne entrevistador e entrevistado num ambiente controlado. Permite-se o aprofundamento das ideias.  Exclusiva – Quando o entrevistado concede a um único veículo entrevistas numa abordagem exclusiva para um único veículo (Mensalão/Roberto Jefferson/Lula em Paris).
  6. 6. Métodos de entrevista  Na entrevista por telefone ou internet suprime-se o controle e a presença.  Por e-mails ou chat, depende da destreza do entrevistado. Se for ágil, a conversa flui, se não fica arrastada. Há, frequentemente, perda de espontaneidade quando se escreve.  Mesmo em conversas com webcâmera, há perda de espontaneidade.
  7. 7. A qualidade da entrevista depende...  Da forma como um dos pontos reage a pergunta/resposta do outro;  A proximidade física permite a aferição da resposta (feedback/empatia).  O ambiente partilhado facilita a comunicação.
  8. 8. Do ponto de vista de apresentação  No jornalismo impresso:  Seleção das proposições mais importantes do entrevistado – aspas para o que é transcrição integral e flexibilidade com as palavras para o que não é transcrição;  Exposição em texto corrido do perfil de uma pessoa;  Apresentação em perguntas e respostas (ping-pongue).
  9. 9. Do ponto de vista de apresentação  No jornalismo radiofônico e televisivo:  É preciso se preparar com antecedência, mas sem se esquecer de deixar margem para a naturalidade.  Entrevistas ao vivo demandam destreza do entrevistador e entrevistado.  Entrevistas temáticas e rituais funcionam bem por telefone.
  10. 10. Do ponto de vista de apresentação  No jornalismo radiofônico ou televisivo:  Entrevistas testemunhais não. Já em entrevistas dialogais e em profundidade não se deve fazê-las por telefone.  Podem ser editadas e utilizados trechos como depoimentos em textos lidos.  Há ainda os talk-shows.  Na televisão, a entrevista devassa o entrevistado fornecendo mais detalhes sobre seus gestos, hábitos e gestos.
  11. 11. Cuidados importantes  Cuidado com gravadores. Anote palavras-chave que lhes permita a reconstituição das falas.  Preparação prévia não é algema. É preciso aprender a perguntar sobre respostas (pesquisa).  Saber ler sinais corporais, silêncios, relutâncias é fundamental.  Saber a hora de retomar o tema, quando o entrevistado foge do assunto, formulando uma pergunta nova sobre o aspecto “negligenciado” (condução).  Não insistir em linhas que se mostrem improdutivas.
  12. 12. Cuidados importantes  O entrevistador é coadjuvante. O entrevistado é que é a estrela.  Ser respeitoso e compreensivo. Demonstre interesse pelo que está sendo dito.  Não apresentar impaciência, discordância ou simpatia entusiasmada.  Há sempre um momento certo para encerrar a entrevista.
  13. 13. Notas gerais sobre entrevistas          Pergunte primeiro se pode Gravar ou fotografar. Respeito à imagem e privacidade Questão do off Esteja informado sobre o entrevistado Informações da pauta Pesquisa: internet/arquivo Faça um roteiro de perguntas Deixe espaço para criar perguntas no momento
  14. 14. Notas gerais sobre entrevistas  Testar e checar equipamentos eletrônicos de gravação  Na dúvida, usar o tratamento formal Senhor ou senhora Sinal de respeito Manter distanciamento       Ouça de verdade Demonstrar atenção Feed-back: outras perguntas poderão surgir
  15. 15. Notas gerais sobre entrevistas           Não dispute com o entrevistado Discrição Se colocar no lugar do público Perguntar o que o público quer saber Não roube a ideia de ninguém Referência no uso de citação de terceiros. Reconheça o limite Voltar a uma questão que o entrevistado se recusa a responder. Mas há um limite. Não podemos ser inconvenientes e mal-educados. Não tentar manipular. Ser esperto. Buscar a transparência.
  16. 16. Notas gerais sobre entrevistas        Desconfie da memória Utilizar gravação e anotação Provar que as informações são verdadeiras Não invente entrevistado Ética/verdade Tenha paixão Amar conversar, ouvir e pesquisar
  17. 17. Notas gerais sobre entrevistas           Pergunte por último “Tem alguma coisas que gostaria de acrescentar?” Entrevistado também se prepara Não é só o entrevistador que decide quando acaba Escolha os temas e edite Edição Organizar os eixos Escolher o título: citação do entrevistado/frase que resuma o espírito da entrevista Olho: destaques/recurso gráfico Revisão e publicação
  18. 18. Bibliografia  CAPUTO, Stela Guedes. Sobre entrevistas – Teoria, prática e experiências. Petrópolis:Vozes, 2006.  LAGE, Nilson. A Reportagem: teoria e técnica de entrevista e pesquisa jornalística. Rio de Janeiro: Record, 2006.

×