Íris
Este é um modelo tradicional japonês e um clássico do origami. Para o executarem usem papel o mais fino
possível. Pap...
5. A folha com os vincos
prévios deve apresentar
este aspecto..
6. Juntar os quatro
cantos de modo que as
dobras em vale d...
17. Rodar 180º de forma
a que as pontas soltas
fiquem para cima.
18. Dobrar, a partir do
vértice inferior, o canto
esquerd...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

íRis

317 visualizações

Publicada em

Publicada em: Diversão e humor, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
317
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

íRis

  1. 1. Íris Este é um modelo tradicional japonês e um clássico do origami. Para o executarem usem papel o mais fino possível. Papel de fotocópia (80gr), por exemplo, já é grosso demais para as dimensões que vos proponho que são de quadrados de 10 cm de lado. E se, depois de fazerem a íris, quiserem fazer uma flor de lapela, cliquem na imagem abaixo De um modo geral será mais fácil ir dobrando o modelo de uma forma simétrica. Por exemplo: depois de executados os passos 10 a 14 numa das faces, verificar se o modelo tem quatro abas para cada lado e repetir o processo (10 a 14) na face inferior, ou diametralmente oposta. Rodar duas abas para a esquerda em cima, e duas abas para a direita em baixo e repetir o processo (10 a 14) na face superior e, finalmente, na face inferior. O mesmo processo deve ser utilizado nos passos 18 a 20. . 1. Começar com uma folha quadrada de papel. 2. Dobrar em vale a meio segundo as duas diagonais e desdobrar. 3. Virar e rodar 45º. Dobrar em vale a meio segundo a horizontal e a vertical, e desdobrar. 4. Dobrar os quatro cantos para o centro. Desdobrar.
  2. 2. 5. A folha com os vincos prévios deve apresentar este aspecto.. 6. Juntar os quatro cantos de modo que as dobras em vale das diagonais se enfiem para dentro. Ficam duas abas triangulares para cada lado. 7. Levantar uma das abas triangulares na vertical e, segurando juntas com o dedo as pontas em baixo, pressionar a parte de cima até achatar o papel. 8. Este é o aspecto do modelo, depois de achatar o papel. Repetir o passo 7 nas outras três abas triangulares. Tentem fazer as dobras sempre de uma forma simétrica. 9. Este é o aspecto do modelo depois de achatarmos o papel nas outras três dobras. O modelo tem 4 abas para cada lado. 10. Dobra em vale a partir do vértice inferior, levando o canto esquerdo para o centro.. 11. Repetir do outro lado. 12. Abrir estas duas últimas dobras. 13. Levantar o papel a partir do centro e inverter e reforçar as dobras, de modo a ficar com este aspecto. 14. Rodar a ponta para baixo. 15. Repetir os passos 10 a 14 nos outros três lados. No final, o modelo apresenta-se assim. ( ← ler info ) 16. Rodar a aba esquerda para a direita de forma a ficarmos com uma face limpa.
  3. 3. 17. Rodar 180º de forma a que as pontas soltas fiquem para cima. 18. Dobrar, a partir do vértice inferior, o canto esquerdo para o centro. – estão a ver agora porque é que o papel deve ser fino. 19. Repetir do lado direito. 20. Depois de fazermos as mesmas dobras (passos 18 e 19) nas outras três faces o modelo apresenta este aspecto. 21.Puxar uma das pontas de cima para baixo para formar a primeira pétala. Vincar bem. 22. Repetir nas outras três pontas. 23. Arredondar as pontas das pétalas para lhes dar um ar mais realista e menos geométrico. Modelo terminado.

×