Páginas Web Ergonomia da interface de comunicaçãode 21 Entidades de Ensino Superior, em Brasília<br />
A existência ou inexistência do campo “PESQUISAR” na primeira página WEB de 21 Entidades de Ensino Superior em Brasília.<b...
Antecedentes<br />A ergonomia das interfaces de comunicação das páginas Web de 21 Entidades de Ensino Superior, em Brasíli...
Como resolver a eficácia da informação, junto à apresentação estética do conteúdo e a facilidade orgânica de interação (na...
Usabilidade<br />A quantidade de informações apresentadas na página inicial de um site de Entidades de Ensino Superior é m...
O site não deve esperar que o usuário descubra sozinho o “caminho das pedras” para a informação que deseja.<br />Sinalizar...
Formulada em 1954, a Lei de Fitts1 é um modelo de comportamento psicomotor baseado em tempo e distância, aplicável ao movi...
A partir de acesso ao site www.google.com foi feita uma pesquisa com os termos “instituição ensino superior Brasília”.<br ...
Centro Universitário UNIEURO<br />http://www.unieuro.edu.br/principal.asp<br />Há motor de  PESQUISA?<br />Não<br />Há pes...
Colégio e Faculdade CECAP<br />http://www.cecap.com.br/<br />Há motor de  PESQUISA?<br />Não<br />Há pesquisa dirigida?<br...
Conclusões<br />Praticamente 50% dos sites pesquisados possui o campo “PESQUISAR” (12 sim, 9 não).<br />Praticamente 50% d...
<ul><li>Os motores de busca, via de regra, são mal posicionados nas páginas, segundo os critérios de Jacob Nielsen e Basti...
Nas páginas acessadas foi observado o resultado entre o que a instituição quer informar (assuntos demais, priorização inad...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ergonomia de Interfaces de Comunicação de páginas Web - 21 Instituições de Ensino Superior de Brasília, DF.

1.626 visualizações

Publicada em

Averiguação sobre a existência ou não do campo PESQUISAR, da possibilidade de modificar o tamanho da fonte das páginas, do número de cores de fontes diferentes e a quantificação de elementos em movimento na página.
UnB – Universidade de Brasília
Faculdade de Comunicação, Comunicação Organizacional
Disciplina: Metodologia de Pesquisa em Comunicação
Profª: Janara Kalline Leal Lopes de Sousa
Aluno: Eugênio Cony Faria Cidade
Brasília, 18/11/2010

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.626
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
112
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ergonomia de Interfaces de Comunicação de páginas Web - 21 Instituições de Ensino Superior de Brasília, DF.

  1. 1. Páginas Web Ergonomia da interface de comunicaçãode 21 Entidades de Ensino Superior, em Brasília<br />
  2. 2. A existência ou inexistência do campo “PESQUISAR” na primeira página WEB de 21 Entidades de Ensino Superior em Brasília.<br />A possibilidade de alterar o tamanho da “FONTE”<br />A quantidade de fontes com cores diferentes<br />Objetos da pesquisa/Tema:<br />
  3. 3. Antecedentes<br />A ergonomia das interfaces de comunicação das páginas Web de 21 Entidades de Ensino Superior, em Brasília, de forma geral.<br />A construção do lay-out da página inicial, em relação às prioridades comunicacionais da Entidade de Ensino.<br />A mancha gráfica, as áreas ocupadas, o uso das cores, dos elementos gráficos, de ícones e de fotografias.<br />As tipologias usadas, bem como o tamanho das fontes originais, sua legibilidade e possibilidade de aumento, com relação à importância do assunto e facilidade de leitura para pessoas com deficiência visual.<br />
  4. 4. Como resolver a eficácia da informação, junto à apresentação estética do conteúdo e a facilidade orgânica de interação (navegação), os conteúdos apresentados, os objetivos de comunicação da Entidade de Ensino, com o provimento dos meios (links, caixas com pré-escolhas - dropdownlists) para que o usuário acesse o que quer, mas não está visível, sem ofender a usabilidade ou a estética da página?<br />Um problema difícil<br />
  5. 5. Usabilidade<br />A quantidade de informações apresentadas na página inicial de um site de Entidades de Ensino Superior é muito vasta.<br />É necessária a realização de pesquisas junto aos usuários para conhecer suas necessidades, hábitos de navegação e demandas ao navegar no site da instituição, no intuito de prover uma experiência amigável de navegação, rápida e, desejavelmente, sem nenhum aprendizado específico.<br />O espaço destinado aos resultados da pesquisa deve prover informações pertinentes à demanda do usuário.<br />A usabilidade de um site reside na qualidade das informações oferecidas e na sua facilidade de uso, com o mínimo de esforços e o máximo de resultados.<br />
  6. 6. O site não deve esperar que o usuário descubra sozinho o “caminho das pedras” para a informação que deseja.<br />Sinalizar de forma inequívoca a direção e os procedimentos a serem seguidos para que o usuário obtenha a informação desejada é altamente recomendável.<br />A página inicial deve responder às questões do usuário antes que ele começe a clicar pelo site, à procura de respostas às suas questões.<br />O usuário precisa ser produtivo e o centro das atenções do site.<br />A página inicial deve ser criada para que o usuário acesse, em poucos e simples passos, a informação desejada.<br />
  7. 7. Formulada em 1954, a Lei de Fitts1 é um modelo de comportamento psicomotor baseado em tempo e distância, aplicável ao movimento humano desde que rápido, dirigido e unidimensional.<br />A Lei de Fitts estabelece que o tempo necessário para efetuar um movimento é afetado pela distância e a precisão que o alvo requer para ser acertado.<br />O tempo para alcançar um objetivo com o mouse é função da distância e tamanho do objetivo. Quanto menor a distância, e maior o tamanho, mais amigável é o mecanismo de interação. Pode-se mover o mouse rapidamente até o alvo que a probabilidade de acerto é elevada (Fonte: Instituto Brasileiro de Amigabilidade e Usabilidade - http://www.ibrau.com.br/artigoleidefitts.htm).<br />1 Paul M. Fitts (1954). The information capacity of the human motor system in controlling the amplitude of movement. Journal of Experimental Psychology, volumen 47, nº 6, junio de 1954, pp. 381–391. (Reimpreso en Journal of Experimental Psychology: General, 121(3):262-269, 1992) - http://pt.wikipedia.org/wiki/Lei_de_Fitts#Refer.C3.AAncias<br />
  8. 8. A partir de acesso ao site www.google.com foi feita uma pesquisa com os termos “instituição ensino superior Brasília”.<br />Dos resultados obtidos foram escolhidas 21 Entidades de Ensino Superior de Brasília (1 entidade de ensino à distância, por seu renome).<br />Foram realizados “PDF’s” de cada uma das primeiras páginas das instituições e, a partir da análise de cada uma delas, foram tabulados os dados obtidos em uma planilha.<br />Procedimentos metodológicos<br />
  9. 9. Centro Universitário UNIEURO<br />http://www.unieuro.edu.br/principal.asp<br />Há motor de PESQUISA?<br />Não<br />Há pesquisa dirigida?<br />Sim = 3<br />Há fontes coloridas?<br />Sim = 12<br />Pode alterar o tamanho da fonte?<br />Não<br />Objetos se movem (letras, fotos, Flash, Gif, Java)?<br />Sim = 12<br />
  10. 10. Colégio e Faculdade CECAP<br />http://www.cecap.com.br/<br />Há motor de PESQUISA?<br />Não<br />Há pesquisa dirigida?<br />Não<br />Há fontes coloridas?<br />Sim = 7<br />Pode alterar o tamanho da fonte?<br />Não<br />Objetos se movem (letras, fotos, Flash, Gif, Java)?<br />Sim = 4<br />
  11. 11.
  12. 12.
  13. 13. Conclusões<br />Praticamente 50% dos sites pesquisados possui o campo “PESQUISAR” (12 sim, 9 não).<br />Praticamente 50% dos sites pesquisados tem outras possibilidades de pesquisa, geralmente dirigida. Só é possível pesquisar dentro das opções apresentadas.<br />Somente 2 entre 21 sites (9,52%) permitem que a fonte dos textos tenha seu tamanho alterado.<br />Metade dos sites utiliza tipologia heterogênea (famílias, tamanhos e cores diferentes para assuntos de mesma hierarquia), apresentando lay-outs confusos e de leitura desagradável.<br />23,81% dos sites chegam a apresentar 10 cores em sua tipologia, consideradas cores de fundo com tipos vazados.<br />14,29% das páginas pesquisadas usam até 8 cores, segundo os mesmos critérios acima.<br />Apenas 3 sites se utilizam de 3 cores em sua tipologia e apenas um somente uma cor ou variante dela.<br />
  14. 14. <ul><li>Os motores de busca, via de regra, são mal posicionados nas páginas, segundo os critérios de Jacob Nielsen e BastienScapin (Usability is a quality attribute that assesses how easy user interfaces are to use. The word "usability" also refers to methods for improving ease-of-use during the design process - http://www.useit.com/alertbox/20030825.html).
  15. 15. Nas páginas acessadas foi observado o resultado entre o que a instituição quer informar (assuntos demais, priorização inadequada, muitos elementos e um festival de fontes coloridas) e o lay-out que resulta dessa inadequação.
  16. 16. A usabilidade, do ponto de vista dos usuários não é, e deveria ser, o critério mais importante na elaboração das páginas.</li></li></ul><li>UnB – Universidade de Brasília<br />Faculdade de Comunicação, Comunicação Organizacional<br />Disciplina: Metodologia de Pesquisa em Comunicação<br />Profª: Janara Kalline Leal Lopes de Sousa<br />Aluno: Eugênio Cony Faria Cidade<br />Brasília, 18/11/2010<br />Ergonomia de Interfaces de ComunicaçãoO campo “pesquisar”, em páginas WEB de Entidades de Ensino Superior, em Brasília<br />

×