Web 2.0 imagem   de fundo informationarchitects.jp
Web 2.0 Introdução
 
 
Web 2.0 Termo cunhado por Tim O'Reilly em 2004 Posição estratégica: “Web como plataforma”
 
Tim O'Reilly <ul><li>“ Beta perpétuo” - não trate o software como um artefato, mas como um processo de comprometimento com...
Um público fiel. Ele se ajusta ao espetáculo.
Públicos de uma pessoa só, produtos se adaptam às pessoas.
A concorrência está a um clique de distância...
Web 2.0 Memes
“ Como genes propagam-se num monte de genes pulando de corpo em corpo através do esperma ou de um óvulo, da mesma forma, m...
 
Web 2.0 Serviços
Características  de conteúdo <ul><li>Descentralização </li></ul><ul><li>Creative Commons </li></ul><ul><li>Taxonomia, Folk...
 
Características  de interatividade <ul><li>Interface Ajax, javascript não-obstrusivo </li></ul><ul><li>Web como plataforma...
 
Interatividade Nathan Shedroff, Information Interaction Design: A Unified Field Theory of Design, http://www.nathan.com/th...
Tipos de serviços <ul><li>Audio:  Last.fm, Pandora, emusic. </li></ul><ul><li>Browsing: Chrome, Reader, Netvibes. </li></u...
Mashups Mistura de dois ou mais serviços web para a criação de novo serviço. Ex: www.dipity.com
E daqui pra frente? <ul><li>Direito autoral e software proprietário estão mudando/acabando </li></ul><ul><li>Padrões open ...
 
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Web 2.0

592 visualizações

Publicada em

Fora de moda o termo, um apanhado da evolução da internet atual e melhorias possíveis para o futuro.

Publicada em: Tecnologia, Design
  • Seja o primeiro a comentar

Web 2.0

  1. 1. Web 2.0 imagem de fundo informationarchitects.jp
  2. 2. Web 2.0 Introdução
  3. 5. Web 2.0 Termo cunhado por Tim O'Reilly em 2004 Posição estratégica: “Web como plataforma”
  4. 7. Tim O'Reilly <ul><li>“ Beta perpétuo” - não trate o software como um artefato, mas como um processo de comprometimento com seus usuários. </li></ul><ul><li>“ Pequenas peças frouxamente unidas” - abra seus dados e serviços para que sejam reutilizados por outros. Reutilize dados e serviços de outros sempre que possível. </li></ul><ul><li>“ Software acima do nível de um único dispositivo” - não pense em aplicativos que estão no cliente ou servidor, mas desenvolva aplicativos que estão no espaço entre eles. </li></ul><ul><li>“ Lei da Conservação de Lucros, de Clayton Christensen” - lembre-se de que em um ambiente de rede, APIs abertas e protocolos padrões vencem, mas isso não significa que a idéia de vantagem competitiva vá embora. </li></ul><ul><li>“ Dados são o novo “Intel inside”” - a mais importante entre as futuras fontes de fechamento e vantagem competitiva serão os dados, seja através do aumento do retorno sobre dados gerados pelo usuário, sendo dono de um nome ou através de formatos de arquivo proprietários. </li></ul>Web 2.0 Compact Definition: Trying Again, http://radar.oreilly.com/archives/2006/12/web-20-compact.html
  5. 8. Um público fiel. Ele se ajusta ao espetáculo.
  6. 9. Públicos de uma pessoa só, produtos se adaptam às pessoas.
  7. 10. A concorrência está a um clique de distância...
  8. 11. Web 2.0 Memes
  9. 12. “ Como genes propagam-se num monte de genes pulando de corpo em corpo através do esperma ou de um óvulo, da mesma forma, memes propagam-se num monte deles pulando de cérebro para cérebro, de uma forma geral podemos chamar isso de imitação.” Richard Dawkins, em o Gene Egoísta
  10. 14. Web 2.0 Serviços
  11. 15. Características de conteúdo <ul><li>Descentralização </li></ul><ul><li>Creative Commons </li></ul><ul><li>Taxonomia, Folksonomia , Ontologias </li></ul><ul><li>CGM (Consumer Generated Media) </li></ul><ul><li>Inteligência coletiva </li></ul><ul><li>Long Tail </li></ul><ul><li>Marketing Viral </li></ul><ul><li>Social Media </li></ul>
  12. 17. Características de interatividade <ul><li>Interface Ajax, javascript não-obstrusivo </li></ul><ul><li>Web como plataforma (Oh RLY?) </li></ul><ul><li>Customização </li></ul><ul><li>Adaptatividade </li></ul><ul><li>Sociabilidade, gerência social </li></ul><ul><li>Usuário no controle </li></ul><ul><li>Acesso independente de dispositivo (+RSS) </li></ul><ul><li>Widgetização </li></ul><ul><li>Memética </li></ul><ul><li>Facilidade de uso </li></ul><ul><li>Privacidade </li></ul><ul><li>Inteligência artificial </li></ul><ul><li>Semântica </li></ul><ul><li>Ontologias </li></ul>
  13. 19. Interatividade Nathan Shedroff, Information Interaction Design: A Unified Field Theory of Design, http://www.nathan.com/thoughts/unified/13.html
  14. 20. Tipos de serviços <ul><li>Audio: Last.fm, Pandora, emusic. </li></ul><ul><li>Browsing: Chrome, Reader, Netvibes. </li></ul><ul><li>Commerce e Reviews: Amazon, Paypal, Ebay. </li></ul><ul><li>Comunicação: Gtalk, MSN, Skype. </li></ul><ul><li>Produtividade: Calendar, Remember the Milk, Mint. </li></ul><ul><li>Fotografia e publishing: Flickr, Blogger, Picasa. </li></ul><ul><li>Procura e referência: Google, Ask, Bing. </li></ul><ul><li>Social: Orkut, Facebook, Twitter. </li></ul><ul><li>Utilidade e segurança: OpenID, Dropbox, Bittorrent. </li></ul><ul><li>Video: Ustream, Youtube, Vimeo. </li></ul>
  15. 21. Mashups Mistura de dois ou mais serviços web para a criação de novo serviço. Ex: www.dipity.com
  16. 22. E daqui pra frente? <ul><li>Direito autoral e software proprietário estão mudando/acabando </li></ul><ul><li>Padrões open para logins, relações sociais, etc </li></ul><ul><li>Como manter a privacidade, sem precisar ser um anônimo </li></ul><ul><li>Internet semântica (microformats, ontologias, RDF, etc) </li></ul><ul><li>Erro humano e abuso </li></ul><ul><li>Entender comportamento humano </li></ul><ul><li>Personalização </li></ul><ul><li>Computação física </li></ul><ul><li>Mobilidade e ubiqüidade </li></ul>

×