Web 2.0 imagem   de fundo informationarchitects.jp
Web 2.0 Introdução
 
 
Web 2.0 Termo cunhado por Tim O'Reilly em 2004 Posição estratégica: “Web como plataforma”
 
Tim O'Reilly <ul><li>“ Beta perpétuo” - não trate o software como um artefato, mas como um processo de comprometimento com...
Um público fiel. Ele se ajusta ao espetáculo.
Públicos de uma pessoa só, produtos se adaptam às pessoas.
A concorrência está a um clique de distância...
Web 2.0 Memes
“ Como genes propagam-se num monte de genes pulando de corpo em corpo através do esperma ou de um óvulo, da mesma forma, m...
 
Web 2.0 Serviços
Características  de conteúdo <ul><li>Descentralização </li></ul><ul><li>Creative Commons </li></ul><ul><li>Taxonomia, Folk...
 
Características  de interatividade <ul><li>Interface Ajax, javascript não-obstrusivo </li></ul><ul><li>Web como plataforma...
 
Interatividade Nathan Shedroff, Information Interaction Design: A Unified Field Theory of Design, http://www.nathan.com/th...
Tipos de serviços <ul><li>Audio:  Last.fm, Pandora, emusic. </li></ul><ul><li>Browsing: Chrome, Reader, Netvibes. </li></u...
Mashups Mistura de dois ou mais serviços web para a criação de novo serviço. Ex: www.dipity.com
E daqui pra frente? <ul><li>Direito autoral e software proprietário estão mudando/acabando </li></ul><ul><li>Padrões open ...
 
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Web 2.0

574 visualizações

Publicada em

Fora de moda o termo, um apanhado da evolução da internet atual e melhorias possíveis para o futuro.

Publicada em: Tecnologia, Design
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
574
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
21
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Web 2.0

  1. 1. Web 2.0 imagem de fundo informationarchitects.jp
  2. 2. Web 2.0 Introdução
  3. 5. Web 2.0 Termo cunhado por Tim O'Reilly em 2004 Posição estratégica: “Web como plataforma”
  4. 7. Tim O'Reilly <ul><li>“ Beta perpétuo” - não trate o software como um artefato, mas como um processo de comprometimento com seus usuários. </li></ul><ul><li>“ Pequenas peças frouxamente unidas” - abra seus dados e serviços para que sejam reutilizados por outros. Reutilize dados e serviços de outros sempre que possível. </li></ul><ul><li>“ Software acima do nível de um único dispositivo” - não pense em aplicativos que estão no cliente ou servidor, mas desenvolva aplicativos que estão no espaço entre eles. </li></ul><ul><li>“ Lei da Conservação de Lucros, de Clayton Christensen” - lembre-se de que em um ambiente de rede, APIs abertas e protocolos padrões vencem, mas isso não significa que a idéia de vantagem competitiva vá embora. </li></ul><ul><li>“ Dados são o novo “Intel inside”” - a mais importante entre as futuras fontes de fechamento e vantagem competitiva serão os dados, seja através do aumento do retorno sobre dados gerados pelo usuário, sendo dono de um nome ou através de formatos de arquivo proprietários. </li></ul>Web 2.0 Compact Definition: Trying Again, http://radar.oreilly.com/archives/2006/12/web-20-compact.html
  5. 8. Um público fiel. Ele se ajusta ao espetáculo.
  6. 9. Públicos de uma pessoa só, produtos se adaptam às pessoas.
  7. 10. A concorrência está a um clique de distância...
  8. 11. Web 2.0 Memes
  9. 12. “ Como genes propagam-se num monte de genes pulando de corpo em corpo através do esperma ou de um óvulo, da mesma forma, memes propagam-se num monte deles pulando de cérebro para cérebro, de uma forma geral podemos chamar isso de imitação.” Richard Dawkins, em o Gene Egoísta
  10. 14. Web 2.0 Serviços
  11. 15. Características de conteúdo <ul><li>Descentralização </li></ul><ul><li>Creative Commons </li></ul><ul><li>Taxonomia, Folksonomia , Ontologias </li></ul><ul><li>CGM (Consumer Generated Media) </li></ul><ul><li>Inteligência coletiva </li></ul><ul><li>Long Tail </li></ul><ul><li>Marketing Viral </li></ul><ul><li>Social Media </li></ul>
  12. 17. Características de interatividade <ul><li>Interface Ajax, javascript não-obstrusivo </li></ul><ul><li>Web como plataforma (Oh RLY?) </li></ul><ul><li>Customização </li></ul><ul><li>Adaptatividade </li></ul><ul><li>Sociabilidade, gerência social </li></ul><ul><li>Usuário no controle </li></ul><ul><li>Acesso independente de dispositivo (+RSS) </li></ul><ul><li>Widgetização </li></ul><ul><li>Memética </li></ul><ul><li>Facilidade de uso </li></ul><ul><li>Privacidade </li></ul><ul><li>Inteligência artificial </li></ul><ul><li>Semântica </li></ul><ul><li>Ontologias </li></ul>
  13. 19. Interatividade Nathan Shedroff, Information Interaction Design: A Unified Field Theory of Design, http://www.nathan.com/thoughts/unified/13.html
  14. 20. Tipos de serviços <ul><li>Audio: Last.fm, Pandora, emusic. </li></ul><ul><li>Browsing: Chrome, Reader, Netvibes. </li></ul><ul><li>Commerce e Reviews: Amazon, Paypal, Ebay. </li></ul><ul><li>Comunicação: Gtalk, MSN, Skype. </li></ul><ul><li>Produtividade: Calendar, Remember the Milk, Mint. </li></ul><ul><li>Fotografia e publishing: Flickr, Blogger, Picasa. </li></ul><ul><li>Procura e referência: Google, Ask, Bing. </li></ul><ul><li>Social: Orkut, Facebook, Twitter. </li></ul><ul><li>Utilidade e segurança: OpenID, Dropbox, Bittorrent. </li></ul><ul><li>Video: Ustream, Youtube, Vimeo. </li></ul>
  15. 21. Mashups Mistura de dois ou mais serviços web para a criação de novo serviço. Ex: www.dipity.com
  16. 22. E daqui pra frente? <ul><li>Direito autoral e software proprietário estão mudando/acabando </li></ul><ul><li>Padrões open para logins, relações sociais, etc </li></ul><ul><li>Como manter a privacidade, sem precisar ser um anônimo </li></ul><ul><li>Internet semântica (microformats, ontologias, RDF, etc) </li></ul><ul><li>Erro humano e abuso </li></ul><ul><li>Entender comportamento humano </li></ul><ul><li>Personalização </li></ul><ul><li>Computação física </li></ul><ul><li>Mobilidade e ubiqüidade </li></ul>

×