SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL 
PEDAGOGIA LICENCIATURA 
ALEGRETE- 2014/ 1 
PROJETO PIBID- PROJETO INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA. 
COORDENAÇÃO: FANI TESSELER e VERONICE CAMARGO 
ESCOLA: EMEB LUIZA DE FREITAS VALLE ARANHA 
BOLSISTA: MARILU S.N. FERREIRA 
SUPERVISORA: GRACIELE RAMOS 
TEMA: APRENDER FAZENDO “ARTE” 
INTERDISCIPLINAR 
INTRODUÇÃO 
No tema aprender fazendo arte, está implícito a aprendizagem através da brincadeira. Um dos pensadores que desenvolveu uma teoria sobre esse tema foi Levy S. Vygotsky (1988). Para ele, o homem constitui-se enquanto ser social e necessita do outro para desenvolver-se. Vygotsky, ao longo de sua obra, discute aspectos da infância, destacando suas contribuições acerca do papel que o brinquedo desempenha, fazendo referência a sua capacidade de estruturar o funcionamento psíquico da criança. 
Segundo Vigotsky, As crianças que tem contato com o brinquedo de bebê amadurecem mais rápido do que as que não têm; Pois é através deste que as crianças desenvolvem noções de tamanho, forma, textura e até como funcionam as
coisas. Assim o brinquedo antecipa o desenvolvimento; com ele a criança começa a adquirir a motivação, as habilidades e as atitudes necessárias a sua participação social, a qual só pode ser completamente atingida com a assistência de seus companheiros da mesma idade e mais velha. (VYGOTSKY, 1998). 
Na opinião de Melo & Valle “Brincar de forma livre e prazerosa permite que a criança seja conduzida a uma esfera imaginária, um mundo de faz de conta consciente, porém capaz de reproduzir as relações que observa em seu cotidiano, vivenciando simbolicamente diferentes papéis, exercitando sua capacidade de generalizar e abstrair” (MELO & VALLE, 2005, p. 45). 
Os teóricos, Melo & Valle, assim como Vygotsky, em seus estudos e teorias, acreditavam que a criança ao brincar se desenvolvia mais completamente, pois ao vivenciar os diversos papéis, exercitava sua capacidade de abstração e generalização. Para que um trabalho desenvolvido de modo lúdico de resultados, na aprendizagem e desenvolvimento do aluno, é preciso que haja compreensão sobre a ação, promovendo a ação de brincar como um impulso grande no aprender. O conhecimento não acontece unicamente do tentear, de apenas o encontro da criança com o objeto; mas do resultado da ação decorrente da manipulação consciente, refletida e, como consequência, a produção da abstração e a propagação de noções assimiladas. 
JUSTIFICATIVA 
A educação é um tema que abrange todos os seguimentos da sociedade. Ela é imprescindível na nossa atuação enquanto indivíduo parte de um contexto social. Começa no âmbito familiar e tem sua continuidade na escola, do momento em que a criança tem seu envolvimento com a convivência escolar. Ao ser inserida nesse meio, a criança está apta a essa busca de aprendizagem, a qual complementa e aprimora a educação que lhe é em parte disponibilizada pela família. 
Quando se observa os problemas de sua realidade educativa, surgem algumas dificuldades detectadas no processo ensino-aprendizagem e a busca das possíveis soluções através de novas ideias teórico-metodológicas e também de experiências adquiridas. O convívio em sala de aula acontece quase que sempre num ambiente
envolvido por uma multiplicidade de significados que, por sua vez, fazem parte de um universo cultural que deve ser considerado muito importante dado a sua complexidade. Segundo Vygotsky é o próprio processo de aprendizagem que gera e promove o desenvolvimento das estruturas mentais superiores, o desenvolvimento cognitivo do aluno acontece, com sua convivência com outras pessoas e com o meio. Nessa interação o aluno tem a possibilidade de absorver conhecimento e ter novas experiências sociais, mediada entre a linguagem e a ação. Ao educador cabe ter o olhar de descobrir, detectar possíveis necessidades escondidas às vezes no cognome, de preguiçoso, desligado, ou outra manifestação qualquer, que envolve a postura de seus alunos. Na convivência cotidiana é possível o professor ter a percepção de situações que fogem do padrão social. A criança demonstra suas angustias, suas necessidades de compreensão para suas atitudes. Precisam apenas que as olhem de verdade. Com esse novo modelo de educação onde os alunos inclusos fazem parte da escola regular, existe uma premência de aprimoramento nas busca de metodologias que se adequem para que se desenvolva um bom trabalho. O professor observando as reais demandas de seus alunos, vai criando, adequando maneiras diversas, materiais alternativos, adaptações que farão diferença no desenvolvimento intelectual e cognitivo da criança. A metodologia utilizada faz a diferença no aprendizado do aluno, nela consiste assimilação ou não do que lhe está sendo aplicado, pois ela pode facilitar, estimular ou retrair uma criança. É necessário que os educadores tenham esse olhar de aperfeiçoamento de metodologias para trabalhar com seus alunos, sendo eles deficientes ou não. 
OBJETIVOS 
GERAL 
 Utilizar metodologias lúdicas no desenvolvimento de conteúdos que contribuam na evolução cognitiva e motricidade ampla do aluno, potencializando o prazer de aprender e a ludicidade na aprendizagem.
ESPECÍFICOS 
 Resgatar valores necessários para a convivência da turma, tais como: respeito, gentileza, cooperação. 
 Incentivar a leitura objetiva-se transmitir valores que determinem atitudes éticas, possibilitando assim uma melhor convivência no ambiente escolar, social e familiar. 
 Trabalhar interdisciplinarmente, 
 Utilizar metodologias lúdicas e diferenciadas; com todos os recursos possíveis e disponibilizados na escola. EX: data show aparelho de som, computador, objetos reciclados, fantasias, etc... 
 Intervenções que contemplem o aprendizado do aluno e possibilite a interação do professor (a). 
 Proporcionar o desenvolvimento do ensino aprendizagem através de jogos educativos. 
DESENVOLVIMENTO 
 Conteúdos trabalhados com metodologias lúdicas 
 Trabalhos manuais com materiais diversos; reciclados, EVA, cartolina etc... 
 Tecnologias e afins; laboratório de informática, data show, not book, pen drive, vídeos, etc... 
 Jogos educativos 
 Dicionário 
 Pesquisa on line 
 Brincadeiras auto dirigidas 
 Artes plásticas, 
 Desenho, 
 Música, 
 Canto, 
 Contação de histórias, 
CRONOGRAMA
MESES 2014/ 1 
DESCRIÇÃO 
MÊS 1 
MÊS 2 
MÊS 3 
MÊS 4 
MÊS 5 
MÊS 6 
OBSERVAÇÃO 
X 
X 
PLANEJAMENTO 
X 
X 
X 
X 
X 
X 
INTERVENÇÃO 
X 
X 
X 
X 
X 
ENCERRAMENTO 
X 
EXPOSIÇÃO DE TRABALHOS 
X 
X 
SEMINÁRIO 
X 
RESULTADOS ESPERADOS 
A aprendizagem significativa do aluno é importante para o professor que desenvolve seu trabalho com metodologias lúdicas. Com o embasamento em teóricos como Vygostsky é possível desmistificar o brincar como mero momento de descontração. Segundo ele brincando a criança vai evoluindo em seu cognitivo de uma maneira tranquila e prazerosa. 
Com minha intervenção em um contexto educacional, utilizando metodologias lúdicas no desenvolvimento de atividades interdisciplinarmente, espera-se que os resultados sejam positivos. O trabalho que está sendo desenvolvido como parte do projeto PIBID, na escola municipal referida neste texto é realizado com toda ética necessária. 
Ética por si só já é uma palavra que soa forte. Ela traduz a intenção de desígnio do caráter do indivíduo. O respeito ao outro, às regras, normas, à conduta moral, são imprescindíveis no convívio e atuação humana. Levando em conta essas considerações, e na perspectiva da realização de um bom trabalho, todo o cuidado dispensado ao desenvolvimento do projeto foi rigorosamente tomado. Portanto, é necessário estar ciente, que, como é um projeto em andamento os resultados não foram descritos.
REFERÊNCIAS 
EFDeportes.com, Revista Digital. Buenos Aires, Año 16, N] 163, Diciembre de 2011 > Disponível em http://www.efdeportes.com/ > Acesso em 31/05/2014. 
BRUNER, J. O jogo na educação. São Paulo: Cia Ed. Nacional, 1968. 
FERREIRA, C.; MISSE, C.; BONADIO, S. Brincar na educação infantil é coisa séria. Atrópolis Umuarama, V.12, nº 4, p.222 – 223 Outubro/Dezembro 2004. KISHIMOTO, T. M. (Org.) Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. São Paulo: Cortez, 1996. KISHIMOTO, T. M. (Org.) Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. 3º Ed. São Paulo: Cortez, 1999. KISHIMOTO, T. M. (Org.) Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. 4ºed. São Paulo: Cortez, 2000, p.183. KISHIMOTO, T. M. (Org.) Jogo, brinquedo e a educação. São Paulo: Cortez, 2003. KISHIMOTO, T. M. (Org.) Jogo, Brinquedo, Brincadeira e a Educação, 13ª Ed. São Paulo: Cortez, 2010. MELLO, L.; VALLE, E. O brinquedo e Brincar no Desenvolvimento Infantil. Psicologia Argumento, Curitiba, V.23, nº 40, p.43 – 48, Janeiro/Março 2005. PIAGET, J. A formação do símbolo na criança: imitação, jogo e sonho, imagem e representação. 3ºed. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1978. PIAGET, J. INHELDER, B. A psicologia da Criança. 10ºed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989. p.135. 
ROLIM-Amanda Alencar Machado, GUERRA- Siena Sales Freitas, TASSIGN Mônica Mota – 2008 Uma leitura de Vygotsky sobre o brincar na aprendizagem e no desenvolvimento infantil > Disponível em http://brincarbrincando. pbworks.com /f/brincar%2B_vygotsky.pdf. > Acesso em 31/05/2014. VIGOTSKY, L. S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 2º. ed. Porto Alegre: Martins Fontes, 1988. 168p. VIGOTSKY, L. S. 1986-1954. V741L. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem / L. S.; Vigotski, L., Romanovich, A. L., Leontiev A. N; Tradução Villalobos, M. P. São Paulo: Ícone, 2001.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pedagogia e Didática da Educação de Infância
Pedagogia e Didática da Educação de InfânciaPedagogia e Didática da Educação de Infância
Pedagogia e Didática da Educação de InfânciaMaria Figueiredo
 
Planejamento na educação infantil
Planejamento na educação infantilPlanejamento na educação infantil
Planejamento na educação infantilPaula Spadoni
 
A importância da ludicidade na construção da aprendizagem em sala de aula.
A importância da ludicidade na construção da aprendizagem em sala de aula.A importância da ludicidade na construção da aprendizagem em sala de aula.
A importância da ludicidade na construção da aprendizagem em sala de aula.Vilar Vasconcelos
 
Conhecimento pedagógico de conteúdo na Educação de Infância: episódios de Mat...
Conhecimento pedagógico de conteúdo na Educação de Infância: episódios de Mat...Conhecimento pedagógico de conteúdo na Educação de Infância: episódios de Mat...
Conhecimento pedagógico de conteúdo na Educação de Infância: episódios de Mat...Maria Figueiredo
 
Artigo cientifico o_planejamento_pedagogico_na_educacao_infantil
Artigo cientifico o_planejamento_pedagogico_na_educacao_infantilArtigo cientifico o_planejamento_pedagogico_na_educacao_infantil
Artigo cientifico o_planejamento_pedagogico_na_educacao_infantilcefaprodematupa
 
Construtivismo na Educacao Infantil
Construtivismo na Educacao InfantilConstrutivismo na Educacao Infantil
Construtivismo na Educacao InfantilMayara Vellardi
 
O brincar e a criação
O brincar e a criaçãoO brincar e a criação
O brincar e a criaçãoMaria Bersch
 
Unidade 3 pedagogia da educação infantil
Unidade 3  pedagogia da educação infantilUnidade 3  pedagogia da educação infantil
Unidade 3 pedagogia da educação infantilMarta Carolina Santos
 
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetivaCombinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetivaAlanWillianLeonioSil
 
Ise tcc thaisy_lomenso
Ise tcc thaisy_lomensoIse tcc thaisy_lomenso
Ise tcc thaisy_lomensoMARCOS SOUSA
 
Ludico,uma proposta inovadora e dinamica na gestão escolar
Ludico,uma proposta inovadora e dinamica na gestão escolarLudico,uma proposta inovadora e dinamica na gestão escolar
Ludico,uma proposta inovadora e dinamica na gestão escolar270284
 
3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian
3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian
3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanianSimoneHelenDrumond
 

Mais procurados (20)

Bruna sdmara
Bruna sdmaraBruna sdmara
Bruna sdmara
 
Pedagogia e Didática da Educação de Infância
Pedagogia e Didática da Educação de InfânciaPedagogia e Didática da Educação de Infância
Pedagogia e Didática da Educação de Infância
 
Planejamento na educação infantil
Planejamento na educação infantilPlanejamento na educação infantil
Planejamento na educação infantil
 
A importância da ludicidade na construção da aprendizagem em sala de aula.
A importância da ludicidade na construção da aprendizagem em sala de aula.A importância da ludicidade na construção da aprendizagem em sala de aula.
A importância da ludicidade na construção da aprendizagem em sala de aula.
 
Conhecimento pedagógico de conteúdo na Educação de Infância: episódios de Mat...
Conhecimento pedagógico de conteúdo na Educação de Infância: episódios de Mat...Conhecimento pedagógico de conteúdo na Educação de Infância: episódios de Mat...
Conhecimento pedagógico de conteúdo na Educação de Infância: episódios de Mat...
 
Artigo cientifico o_planejamento_pedagogico_na_educacao_infantil
Artigo cientifico o_planejamento_pedagogico_na_educacao_infantilArtigo cientifico o_planejamento_pedagogico_na_educacao_infantil
Artigo cientifico o_planejamento_pedagogico_na_educacao_infantil
 
Aline eliane
Aline elianeAline eliane
Aline eliane
 
Construtivismo na Educacao Infantil
Construtivismo na Educacao InfantilConstrutivismo na Educacao Infantil
Construtivismo na Educacao Infantil
 
Artigo 2011.
Artigo 2011.Artigo 2011.
Artigo 2011.
 
O brincar e a criação
O brincar e a criaçãoO brincar e a criação
O brincar e a criação
 
Unidade 3 pedagogia da educação infantil
Unidade 3  pedagogia da educação infantilUnidade 3  pedagogia da educação infantil
Unidade 3 pedagogia da educação infantil
 
Elizangela kenia erika
Elizangela kenia erikaElizangela kenia erika
Elizangela kenia erika
 
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetivaCombinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
 
Artigo6
Artigo6Artigo6
Artigo6
 
E-poster
E-posterE-poster
E-poster
 
Maria solange
Maria solangeMaria solange
Maria solange
 
Coordenacão pedagógica
Coordenacão pedagógicaCoordenacão pedagógica
Coordenacão pedagógica
 
Ise tcc thaisy_lomenso
Ise tcc thaisy_lomensoIse tcc thaisy_lomenso
Ise tcc thaisy_lomenso
 
Ludico,uma proposta inovadora e dinamica na gestão escolar
Ludico,uma proposta inovadora e dinamica na gestão escolarLudico,uma proposta inovadora e dinamica na gestão escolar
Ludico,uma proposta inovadora e dinamica na gestão escolar
 
3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian
3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian
3592 9657-1-pb o ludico na educação simone helen drumons ischkanian
 

Semelhante a Projeto pibid 1º semestre

Ana carolina g. c. flores
Ana carolina g. c. floresAna carolina g. c. flores
Ana carolina g. c. floresequipetics
 
Ludicidade infantil artigo
Ludicidade infantil artigoLudicidade infantil artigo
Ludicidade infantil artigoMárcia Santos
 
BRINCADEIRAS NO PARQUINHO: O ENCONTRO COM AS CRIANÇAS POR MEIO DA EXTENSÃO UN...
BRINCADEIRAS NO PARQUINHO: O ENCONTRO COM AS CRIANÇAS POR MEIO DA EXTENSÃO UN...BRINCADEIRAS NO PARQUINHO: O ENCONTRO COM AS CRIANÇAS POR MEIO DA EXTENSÃO UN...
BRINCADEIRAS NO PARQUINHO: O ENCONTRO COM AS CRIANÇAS POR MEIO DA EXTENSÃO UN...Leticiacs10
 
4791-32024-1-PB.pdf
4791-32024-1-PB.pdf4791-32024-1-PB.pdf
4791-32024-1-PB.pdfValria13
 
A escola como espaço relacional
A escola como espaço relacionalA escola como espaço relacional
A escola como espaço relacionalFilipe Simão Kembo
 
Trabalho ev056 md1_sa17_id12465_19082016201330
Trabalho ev056 md1_sa17_id12465_19082016201330Trabalho ev056 md1_sa17_id12465_19082016201330
Trabalho ev056 md1_sa17_id12465_19082016201330SimoneHelenDrumond
 
Trabalho ev056 md1_sa17_id12465_19082016201330
Trabalho ev056 md1_sa17_id12465_19082016201330Trabalho ev056 md1_sa17_id12465_19082016201330
Trabalho ev056 md1_sa17_id12465_19082016201330SimoneHelenDrumond
 
1 Artigo Letícia Chaval.docx
1 Artigo Letícia Chaval.docx1 Artigo Letícia Chaval.docx
1 Artigo Letícia Chaval.docxana gomes
 
Brincadeiras na educação infantil artigo 29.03
Brincadeiras na educação infantil   artigo  29.03Brincadeiras na educação infantil   artigo  29.03
Brincadeiras na educação infantil artigo 29.03Tom Sales
 
SLIDE SOCIALIZAÇÃO PROJETO DE ENSINO UNIASSELVI
SLIDE SOCIALIZAÇÃO PROJETO DE ENSINO UNIASSELVISLIDE SOCIALIZAÇÃO PROJETO DE ENSINO UNIASSELVI
SLIDE SOCIALIZAÇÃO PROJETO DE ENSINO UNIASSELVIcarolinesouza2612
 
O que a creche pode ensinar
O que a creche pode ensinarO que a creche pode ensinar
O que a creche pode ensinargracabt2011
 
O Cotidiano Da EducaçãO Infantil
O Cotidiano Da EducaçãO InfantilO Cotidiano Da EducaçãO Infantil
O Cotidiano Da EducaçãO Infantilmarlene_herter
 
Unidade 04 ano 01 PNAIC-AM
Unidade 04 ano 01 PNAIC-AMUnidade 04 ano 01 PNAIC-AM
Unidade 04 ano 01 PNAIC-AMIone Dolzane
 
A importancia do ludico na educação
A importancia do ludico na educaçãoA importancia do ludico na educação
A importancia do ludico na educaçãoMarcia Lopes
 
Priscila verdelho e ananda
Priscila verdelho e anandaPriscila verdelho e ananda
Priscila verdelho e anandaFernando Pissuto
 

Semelhante a Projeto pibid 1º semestre (20)

Recnei ed. inf.
Recnei ed. inf.Recnei ed. inf.
Recnei ed. inf.
 
Ana carolina g. c. flores
Ana carolina g. c. floresAna carolina g. c. flores
Ana carolina g. c. flores
 
Ludicidade infantil artigo
Ludicidade infantil artigoLudicidade infantil artigo
Ludicidade infantil artigo
 
BRINCADEIRAS NO PARQUINHO: O ENCONTRO COM AS CRIANÇAS POR MEIO DA EXTENSÃO UN...
BRINCADEIRAS NO PARQUINHO: O ENCONTRO COM AS CRIANÇAS POR MEIO DA EXTENSÃO UN...BRINCADEIRAS NO PARQUINHO: O ENCONTRO COM AS CRIANÇAS POR MEIO DA EXTENSÃO UN...
BRINCADEIRAS NO PARQUINHO: O ENCONTRO COM AS CRIANÇAS POR MEIO DA EXTENSÃO UN...
 
4791-32024-1-PB.pdf
4791-32024-1-PB.pdf4791-32024-1-PB.pdf
4791-32024-1-PB.pdf
 
O lúdico
O lúdicoO lúdico
O lúdico
 
A escola como espaço relacional
A escola como espaço relacionalA escola como espaço relacional
A escola como espaço relacional
 
Trabalho ev056 md1_sa17_id12465_19082016201330
Trabalho ev056 md1_sa17_id12465_19082016201330Trabalho ev056 md1_sa17_id12465_19082016201330
Trabalho ev056 md1_sa17_id12465_19082016201330
 
Trabalho ev056 md1_sa17_id12465_19082016201330
Trabalho ev056 md1_sa17_id12465_19082016201330Trabalho ev056 md1_sa17_id12465_19082016201330
Trabalho ev056 md1_sa17_id12465_19082016201330
 
1 Artigo Letícia Chaval.docx
1 Artigo Letícia Chaval.docx1 Artigo Letícia Chaval.docx
1 Artigo Letícia Chaval.docx
 
Brincadeiras na educação infantil artigo 29.03
Brincadeiras na educação infantil   artigo  29.03Brincadeiras na educação infantil   artigo  29.03
Brincadeiras na educação infantil artigo 29.03
 
SLIDE SOCIALIZAÇÃO PROJETO DE ENSINO UNIASSELVI
SLIDE SOCIALIZAÇÃO PROJETO DE ENSINO UNIASSELVISLIDE SOCIALIZAÇÃO PROJETO DE ENSINO UNIASSELVI
SLIDE SOCIALIZAÇÃO PROJETO DE ENSINO UNIASSELVI
 
O que a creche pode ensinar
O que a creche pode ensinarO que a creche pode ensinar
O que a creche pode ensinar
 
O Cotidiano Da EducaçãO Infantil
O Cotidiano Da EducaçãO InfantilO Cotidiano Da EducaçãO Infantil
O Cotidiano Da EducaçãO Infantil
 
Unidade 04 ano 01 PNAIC-AM
Unidade 04 ano 01 PNAIC-AMUnidade 04 ano 01 PNAIC-AM
Unidade 04 ano 01 PNAIC-AM
 
Desenvolvimento infantil 2
Desenvolvimento infantil 2Desenvolvimento infantil 2
Desenvolvimento infantil 2
 
A importancia do ludico na educação
A importancia do ludico na educaçãoA importancia do ludico na educação
A importancia do ludico na educação
 
Kelly
KellyKelly
Kelly
 
Priscila verdelho e ananda
Priscila verdelho e anandaPriscila verdelho e ananda
Priscila verdelho e ananda
 
Função social da escrita eliane poster
Função social da escrita eliane  posterFunção social da escrita eliane  poster
Função social da escrita eliane poster
 

Mais de Kleriton Franklin

Plano sabrina revisado 2ºsem
Plano sabrina revisado 2ºsemPlano sabrina revisado 2ºsem
Plano sabrina revisado 2ºsemKleriton Franklin
 
Plano milene revisado 2º sem
Plano milene revisado  2º semPlano milene revisado  2º sem
Plano milene revisado 2º semKleriton Franklin
 
Planos milenelariane 1ºsem-ok
Planos milenelariane 1ºsem-okPlanos milenelariane 1ºsem-ok
Planos milenelariane 1ºsem-okKleriton Franklin
 
Planos sabrinadâniele 1ºsem-ok
Planos sabrinadâniele 1ºsem-okPlanos sabrinadâniele 1ºsem-ok
Planos sabrinadâniele 1ºsem-okKleriton Franklin
 
Escola waldemar borges planos de aula e portifolio do pibid 2014
Escola waldemar borges  planos de aula e portifolio do pibid 2014Escola waldemar borges  planos de aula e portifolio do pibid 2014
Escola waldemar borges planos de aula e portifolio do pibid 2014Kleriton Franklin
 
Projeto pibid ieeoa 1ºsem2014
Projeto pibid ieeoa 1ºsem2014 Projeto pibid ieeoa 1ºsem2014
Projeto pibid ieeoa 1ºsem2014 Kleriton Franklin
 
Portífolio das práticas 2014.1 Pibid
Portífolio das práticas 2014.1 Pibid Portífolio das práticas 2014.1 Pibid
Portífolio das práticas 2014.1 Pibid Kleriton Franklin
 

Mais de Kleriton Franklin (11)

Plano sabrina revisado 2ºsem
Plano sabrina revisado 2ºsemPlano sabrina revisado 2ºsem
Plano sabrina revisado 2ºsem
 
Plano milene revisado 2º sem
Plano milene revisado  2º semPlano milene revisado  2º sem
Plano milene revisado 2º sem
 
Planos milenelariane 1ºsem-ok
Planos milenelariane 1ºsem-okPlanos milenelariane 1ºsem-ok
Planos milenelariane 1ºsem-ok
 
Planos sabrinadâniele 1ºsem-ok
Planos sabrinadâniele 1ºsem-okPlanos sabrinadâniele 1ºsem-ok
Planos sabrinadâniele 1ºsem-ok
 
Escola waldemar borges planos de aula e portifolio do pibid 2014
Escola waldemar borges  planos de aula e portifolio do pibid 2014Escola waldemar borges  planos de aula e portifolio do pibid 2014
Escola waldemar borges planos de aula e portifolio do pibid 2014
 
Projeto pibid ieeoa 1ºsem2014
Projeto pibid ieeoa 1ºsem2014 Projeto pibid ieeoa 1ºsem2014
Projeto pibid ieeoa 1ºsem2014
 
Projeto 2014.1
Projeto 2014.1Projeto 2014.1
Projeto 2014.1
 
Portífolio das práticas 2014.1 Pibid
Portífolio das práticas 2014.1 Pibid Portífolio das práticas 2014.1 Pibid
Portífolio das práticas 2014.1 Pibid
 
Fotos Pibid
Fotos PibidFotos Pibid
Fotos Pibid
 
Pedagogias do Presente
Pedagogias do PresentePedagogias do Presente
Pedagogias do Presente
 
Formação setembro
Formação setembroFormação setembro
Formação setembro
 

Último

cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarIedaGoethe
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdfJorge Andrade
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADOcarolinacespedes23
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinhaMary Alvarenga
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfmirandadudu08
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinha
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdf
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 

Projeto pibid 1º semestre

  • 1. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL PEDAGOGIA LICENCIATURA ALEGRETE- 2014/ 1 PROJETO PIBID- PROJETO INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA. COORDENAÇÃO: FANI TESSELER e VERONICE CAMARGO ESCOLA: EMEB LUIZA DE FREITAS VALLE ARANHA BOLSISTA: MARILU S.N. FERREIRA SUPERVISORA: GRACIELE RAMOS TEMA: APRENDER FAZENDO “ARTE” INTERDISCIPLINAR INTRODUÇÃO No tema aprender fazendo arte, está implícito a aprendizagem através da brincadeira. Um dos pensadores que desenvolveu uma teoria sobre esse tema foi Levy S. Vygotsky (1988). Para ele, o homem constitui-se enquanto ser social e necessita do outro para desenvolver-se. Vygotsky, ao longo de sua obra, discute aspectos da infância, destacando suas contribuições acerca do papel que o brinquedo desempenha, fazendo referência a sua capacidade de estruturar o funcionamento psíquico da criança. Segundo Vigotsky, As crianças que tem contato com o brinquedo de bebê amadurecem mais rápido do que as que não têm; Pois é através deste que as crianças desenvolvem noções de tamanho, forma, textura e até como funcionam as
  • 2. coisas. Assim o brinquedo antecipa o desenvolvimento; com ele a criança começa a adquirir a motivação, as habilidades e as atitudes necessárias a sua participação social, a qual só pode ser completamente atingida com a assistência de seus companheiros da mesma idade e mais velha. (VYGOTSKY, 1998). Na opinião de Melo & Valle “Brincar de forma livre e prazerosa permite que a criança seja conduzida a uma esfera imaginária, um mundo de faz de conta consciente, porém capaz de reproduzir as relações que observa em seu cotidiano, vivenciando simbolicamente diferentes papéis, exercitando sua capacidade de generalizar e abstrair” (MELO & VALLE, 2005, p. 45). Os teóricos, Melo & Valle, assim como Vygotsky, em seus estudos e teorias, acreditavam que a criança ao brincar se desenvolvia mais completamente, pois ao vivenciar os diversos papéis, exercitava sua capacidade de abstração e generalização. Para que um trabalho desenvolvido de modo lúdico de resultados, na aprendizagem e desenvolvimento do aluno, é preciso que haja compreensão sobre a ação, promovendo a ação de brincar como um impulso grande no aprender. O conhecimento não acontece unicamente do tentear, de apenas o encontro da criança com o objeto; mas do resultado da ação decorrente da manipulação consciente, refletida e, como consequência, a produção da abstração e a propagação de noções assimiladas. JUSTIFICATIVA A educação é um tema que abrange todos os seguimentos da sociedade. Ela é imprescindível na nossa atuação enquanto indivíduo parte de um contexto social. Começa no âmbito familiar e tem sua continuidade na escola, do momento em que a criança tem seu envolvimento com a convivência escolar. Ao ser inserida nesse meio, a criança está apta a essa busca de aprendizagem, a qual complementa e aprimora a educação que lhe é em parte disponibilizada pela família. Quando se observa os problemas de sua realidade educativa, surgem algumas dificuldades detectadas no processo ensino-aprendizagem e a busca das possíveis soluções através de novas ideias teórico-metodológicas e também de experiências adquiridas. O convívio em sala de aula acontece quase que sempre num ambiente
  • 3. envolvido por uma multiplicidade de significados que, por sua vez, fazem parte de um universo cultural que deve ser considerado muito importante dado a sua complexidade. Segundo Vygotsky é o próprio processo de aprendizagem que gera e promove o desenvolvimento das estruturas mentais superiores, o desenvolvimento cognitivo do aluno acontece, com sua convivência com outras pessoas e com o meio. Nessa interação o aluno tem a possibilidade de absorver conhecimento e ter novas experiências sociais, mediada entre a linguagem e a ação. Ao educador cabe ter o olhar de descobrir, detectar possíveis necessidades escondidas às vezes no cognome, de preguiçoso, desligado, ou outra manifestação qualquer, que envolve a postura de seus alunos. Na convivência cotidiana é possível o professor ter a percepção de situações que fogem do padrão social. A criança demonstra suas angustias, suas necessidades de compreensão para suas atitudes. Precisam apenas que as olhem de verdade. Com esse novo modelo de educação onde os alunos inclusos fazem parte da escola regular, existe uma premência de aprimoramento nas busca de metodologias que se adequem para que se desenvolva um bom trabalho. O professor observando as reais demandas de seus alunos, vai criando, adequando maneiras diversas, materiais alternativos, adaptações que farão diferença no desenvolvimento intelectual e cognitivo da criança. A metodologia utilizada faz a diferença no aprendizado do aluno, nela consiste assimilação ou não do que lhe está sendo aplicado, pois ela pode facilitar, estimular ou retrair uma criança. É necessário que os educadores tenham esse olhar de aperfeiçoamento de metodologias para trabalhar com seus alunos, sendo eles deficientes ou não. OBJETIVOS GERAL  Utilizar metodologias lúdicas no desenvolvimento de conteúdos que contribuam na evolução cognitiva e motricidade ampla do aluno, potencializando o prazer de aprender e a ludicidade na aprendizagem.
  • 4. ESPECÍFICOS  Resgatar valores necessários para a convivência da turma, tais como: respeito, gentileza, cooperação.  Incentivar a leitura objetiva-se transmitir valores que determinem atitudes éticas, possibilitando assim uma melhor convivência no ambiente escolar, social e familiar.  Trabalhar interdisciplinarmente,  Utilizar metodologias lúdicas e diferenciadas; com todos os recursos possíveis e disponibilizados na escola. EX: data show aparelho de som, computador, objetos reciclados, fantasias, etc...  Intervenções que contemplem o aprendizado do aluno e possibilite a interação do professor (a).  Proporcionar o desenvolvimento do ensino aprendizagem através de jogos educativos. DESENVOLVIMENTO  Conteúdos trabalhados com metodologias lúdicas  Trabalhos manuais com materiais diversos; reciclados, EVA, cartolina etc...  Tecnologias e afins; laboratório de informática, data show, not book, pen drive, vídeos, etc...  Jogos educativos  Dicionário  Pesquisa on line  Brincadeiras auto dirigidas  Artes plásticas,  Desenho,  Música,  Canto,  Contação de histórias, CRONOGRAMA
  • 5. MESES 2014/ 1 DESCRIÇÃO MÊS 1 MÊS 2 MÊS 3 MÊS 4 MÊS 5 MÊS 6 OBSERVAÇÃO X X PLANEJAMENTO X X X X X X INTERVENÇÃO X X X X X ENCERRAMENTO X EXPOSIÇÃO DE TRABALHOS X X SEMINÁRIO X RESULTADOS ESPERADOS A aprendizagem significativa do aluno é importante para o professor que desenvolve seu trabalho com metodologias lúdicas. Com o embasamento em teóricos como Vygostsky é possível desmistificar o brincar como mero momento de descontração. Segundo ele brincando a criança vai evoluindo em seu cognitivo de uma maneira tranquila e prazerosa. Com minha intervenção em um contexto educacional, utilizando metodologias lúdicas no desenvolvimento de atividades interdisciplinarmente, espera-se que os resultados sejam positivos. O trabalho que está sendo desenvolvido como parte do projeto PIBID, na escola municipal referida neste texto é realizado com toda ética necessária. Ética por si só já é uma palavra que soa forte. Ela traduz a intenção de desígnio do caráter do indivíduo. O respeito ao outro, às regras, normas, à conduta moral, são imprescindíveis no convívio e atuação humana. Levando em conta essas considerações, e na perspectiva da realização de um bom trabalho, todo o cuidado dispensado ao desenvolvimento do projeto foi rigorosamente tomado. Portanto, é necessário estar ciente, que, como é um projeto em andamento os resultados não foram descritos.
  • 6. REFERÊNCIAS EFDeportes.com, Revista Digital. Buenos Aires, Año 16, N] 163, Diciembre de 2011 > Disponível em http://www.efdeportes.com/ > Acesso em 31/05/2014. BRUNER, J. O jogo na educação. São Paulo: Cia Ed. Nacional, 1968. FERREIRA, C.; MISSE, C.; BONADIO, S. Brincar na educação infantil é coisa séria. Atrópolis Umuarama, V.12, nº 4, p.222 – 223 Outubro/Dezembro 2004. KISHIMOTO, T. M. (Org.) Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. São Paulo: Cortez, 1996. KISHIMOTO, T. M. (Org.) Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. 3º Ed. São Paulo: Cortez, 1999. KISHIMOTO, T. M. (Org.) Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. 4ºed. São Paulo: Cortez, 2000, p.183. KISHIMOTO, T. M. (Org.) Jogo, brinquedo e a educação. São Paulo: Cortez, 2003. KISHIMOTO, T. M. (Org.) Jogo, Brinquedo, Brincadeira e a Educação, 13ª Ed. São Paulo: Cortez, 2010. MELLO, L.; VALLE, E. O brinquedo e Brincar no Desenvolvimento Infantil. Psicologia Argumento, Curitiba, V.23, nº 40, p.43 – 48, Janeiro/Março 2005. PIAGET, J. A formação do símbolo na criança: imitação, jogo e sonho, imagem e representação. 3ºed. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1978. PIAGET, J. INHELDER, B. A psicologia da Criança. 10ºed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989. p.135. ROLIM-Amanda Alencar Machado, GUERRA- Siena Sales Freitas, TASSIGN Mônica Mota – 2008 Uma leitura de Vygotsky sobre o brincar na aprendizagem e no desenvolvimento infantil > Disponível em http://brincarbrincando. pbworks.com /f/brincar%2B_vygotsky.pdf. > Acesso em 31/05/2014. VIGOTSKY, L. S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 2º. ed. Porto Alegre: Martins Fontes, 1988. 168p. VIGOTSKY, L. S. 1986-1954. V741L. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem / L. S.; Vigotski, L., Romanovich, A. L., Leontiev A. N; Tradução Villalobos, M. P. São Paulo: Ícone, 2001.