SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Baixar para ler offline
Disciplina: Filosofia Geral
Docente: Ana Maria Curso: Direito Turma: 2014/1
Discentes: Aurineides Ribeiro, Gean Gefferson, Gelcyane
Coelho, Kleiton Barbosa, Mirailton Borges, Neila Guedes,
Ricardo D´Corsino e Walneyde Crystina.
POLÍTICA E PODER
O Estudo do domínio social
POLÍTICA E PODER
O ESTUDO DO DOMÍNIO
SOCIAL
• POLÍTICA
• Origem do Grego polis (“cidade-Estado”);
• Designa o campo da atividade humana que se
refere à cidade, ao Estado, à administração pública
e ao conjunto dos cidadãos.
• Quando Aristóteles definiu o HOMEM como animal
político é porque, na sua concepção, a própria razão
é, essencialmente, política.
• FILOSOFIA POLÍTICA
• Campo de reflexão filosófica que,
historicamente, se ocupou do fenômeno
político e das características que o distinguem
dos demais fenômenos sociais, analisando as
instituições e práticas das sociedades políticas
existentes e conjecturando sobre a melhor
maneira de se construir as sociedades futuras.
POLÍTICA E PODER
O ESTUDO DO DOMÍNIO
SOCIAL
• Integra a TEMÁTICA BÁSICA DA
FILOSOFIA POLÍTICA as reflexões em
torno:
• Do poder;
• Do Estado;
• Dos regimes políticos e formas de
governo;
• Da participação dos cidadãos na vida
pública;
• Da liberdade.
POLÍTICA E PODER
O ESTUDO DO DOMÍNIO
SOCIAL
CONCEITO ANTIGO E
MODERNO DE POLÍTICA
• A obra de Aristóteles intitulada Política é
considerada um dos primeiros tratados
sistemáticos sobre a arte e a ciência de governar a
pólis.
• Para Aristóteles, a política era uma continuação
da ética, só que aplicada à vida pública.
• Aristóteles investigou em Política as instituições
públicas e as formas de governo capazes de
propiciar uma melhor maneira de viver em
sociedade.
• Aristóteles considerava essa investigação
fundamental, pois, para ele, a cidade (a pólis)
é uma criação natural e o homem também é,
por natureza, um animal social e político.
• O conceito grego de política como esfera de
realização do bem comum se tornou um
conceito clássico e permanece até nossos
dias, mesmo que seja como um ideal a ser
alcançado.
CONCEITO ANTIGO E
MODERNO DE POLÍTICA
• O filósofo político italiano Norberto
Bobbio, o conceito moderno de política
está estreitamente ligado ao de poder.
• Haroldo Dwight Lasswell e Abraham
Kaplan: “Política é o processo de
formação, distribuição e exercício do
poder”.
CONCEITO ANTIGO E
MODERNO DE POLÍTICA
O FENÔMENO DO PODER
• PODER
• Vem do latim potere, posse, “poder, ser capaz
de”.
• Refere-se basicamente à faculdade,
capacidade, força ou recurso para produzir
certos efeitos.
• Assim dizemos:
• O poder da palavra;
• O poder do remédio;
• O poder da polícia;
• O poder da imprensa;
• O poder do presidente.
• Bertrand Russell:
“Poder é a posse dos meios que levam à
produção de efeitos desejados”.
• O fenômeno do poder costuma ser dividido
em duas categorias: o poder do homem
sobre a natureza e o poder do homem
sobre outros homens.
• A filosofia política investiga o poder do
homem sobre outros homens, isto é, o
poder social.
O FENÔMENO DO PODER
AS TRÊS FORMAS DO PODER SOCIAL
• Levando-se em conta o meio do qual se
serve o indivíduo para conseguir os
efeitos desejados, podemos encontrar
três formas básicas de poder social:
• Poder Econômico;
• Poder Ideológico;
• Poder Político.
• Poder Econômico:
Utiliza a posse de certos bens
socialmente necessários para induzir
aqueles que não os possuem a adotar
determinados comportamentos, como,
por exemplo, realizar determinado
trabalho.
AS TRÊS FORMAS DO PODER SOCIAL
• Poder Ideológico:
• Utiliza a posse de certas ideias,
valores, doutrinas para influenciar a
conduta alheia, induzindo as pessoas
a determinadas modos de pensar e
agir.
AS TRÊS FORMAS DO PODER SOCIAL
• Poder Político:
• Utiliza a posse dos meios de coerção
social, isto é, o uso da força física
considerada legal ou autorizada pelo
direito vigente na sociedade.
AS TRÊS FORMAS DO PODER SOCIAL
• O que essas três formas de
poder têm em comum?
“É que elas contribuem conjuntamente
para instituir e manter sociedades de
desiguais divididas em fortes e fracos,
com base no poder político: em ricos e
pobres, com base no poder econômico;
em sábios e ignorantes, com base no
poder ideológico”.
• O poder político preocupa-se em garantir o
domínio da força institucional e jurídica
controlando os instrumentos de coerção
social.
AS TRÊS FORMAS DO PODER SOCIAL
O poder econômico preocupa-se em
garantir o domínio da riqueza controlando a
organização das forças produtivas.
O poder ideológico preocupa-se em garantir
o domínio sobre o saber controlando a
organização do consenso social.
• Desses 3 poderes (econômico, político e
ideológico) qual seria o principal, o mais eficaz?
• Para Bobbio é o poder político cujo meio
específico de atuação consiste na possibilidade
de utilizar a força física legalizada para
condicionar comportamentos.
• “O poder político é, em toda sociedade de
desiguais, o poder supremo, ou seja, o poder
ao qual todos os demais estão de algum modo
subordinados.”
AS TRÊS FORMAS DO PODER SOCIAL
REFERÊNCIA
BIBLIOGRÁFICA
• COTRIM, Gilberto. Fundamentos da Filosofia:
história e grandes temas. 16 ed. reform. e ampl.
São Paulo: Saraiva, 2006.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Os Movimentos Sociais
Os Movimentos Sociais Os Movimentos Sociais
Os Movimentos Sociais Isaquel Silva
 
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe AssunçãoATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre O que é Linguagem?
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre O que é Linguagem?Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre O que é Linguagem?
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre O que é Linguagem?Turma Olímpica
 
Introdução à Sociologia
Introdução à SociologiaIntrodução à Sociologia
Introdução à SociologiaAlison Nunes
 
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe AssunçãoAvaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
Trabalho e alienação
Trabalho e alienaçãoTrabalho e alienação
Trabalho e alienaçãoMary Alvarenga
 
Introduçao a sociologia
Introduçao a sociologiaIntroduçao a sociologia
Introduçao a sociologiaMarcelo Freitas
 

Mais procurados (20)

Escola de Frankfurt - Indústria Cultural
Escola de  Frankfurt - Indústria CulturalEscola de  Frankfurt - Indústria Cultural
Escola de Frankfurt - Indústria Cultural
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
Introdução a filosofia
Introdução a filosofiaIntrodução a filosofia
Introdução a filosofia
 
Os Movimentos Sociais
Os Movimentos Sociais Os Movimentos Sociais
Os Movimentos Sociais
 
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe AssunçãoATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre O que é Linguagem?
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre O que é Linguagem?Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre O que é Linguagem?
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre O que é Linguagem?
 
Introdução à Sociologia
Introdução à SociologiaIntrodução à Sociologia
Introdução à Sociologia
 
Sociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula IntrodutóriaSociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula Introdutória
 
Ideologia
IdeologiaIdeologia
Ideologia
 
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe AssunçãoAvaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
 
Avaliação Diagnóstica de História
Avaliação Diagnóstica de HistóriaAvaliação Diagnóstica de História
Avaliação Diagnóstica de História
 
Política e poder
Política e poderPolítica e poder
Política e poder
 
Cultura material imaterial
Cultura material imaterialCultura material imaterial
Cultura material imaterial
 
Poder e política
Poder e políticaPoder e política
Poder e política
 
Trabalho e alienação
Trabalho e alienaçãoTrabalho e alienação
Trabalho e alienação
 
Introduçao a sociologia
Introduçao a sociologiaIntroduçao a sociologia
Introduçao a sociologia
 
Poder, política e estado
Poder, política e estadoPoder, política e estado
Poder, política e estado
 
A ciência e a arte
A ciência e a arteA ciência e a arte
A ciência e a arte
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 

Semelhante a Política e Poder - Filosofia

Semelhante a Política e Poder - Filosofia (20)

Política e Poder.pptx
Política e Poder.pptxPolítica e Poder.pptx
Política e Poder.pptx
 
Política de turismo aula 1
Política de turismo   aula 1Política de turismo   aula 1
Política de turismo aula 1
 
Aula 17 - Introdução ao pensamento político
Aula 17 - Introdução ao pensamento políticoAula 17 - Introdução ao pensamento político
Aula 17 - Introdução ao pensamento político
 
Política
PolíticaPolítica
Política
 
POLITICA.pptx
POLITICA.pptxPOLITICA.pptx
POLITICA.pptx
 
Filosofia política
Filosofia políticaFilosofia política
Filosofia política
 
Filosofia unidade v
Filosofia unidade vFilosofia unidade v
Filosofia unidade v
 
Fil do direito politica
Fil do direito politicaFil do direito politica
Fil do direito politica
 
Marga conceitos de política
Marga conceitos de políticaMarga conceitos de política
Marga conceitos de política
 
Conversas sobre política
Conversas sobre políticaConversas sobre política
Conversas sobre política
 
Cap14 filosofiapoltica-130123100652-phpapp02
Cap14 filosofiapoltica-130123100652-phpapp02Cap14 filosofiapoltica-130123100652-phpapp02
Cap14 filosofiapoltica-130123100652-phpapp02
 
Filosofia .docx
Filosofia .docxFilosofia .docx
Filosofia .docx
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
A questão do poder - pensadores
A questão do poder - pensadoresA questão do poder - pensadores
A questão do poder - pensadores
 
Filosofia dussel (1)
Filosofia dussel (1)Filosofia dussel (1)
Filosofia dussel (1)
 
Trabalho de politicas publicas
Trabalho de politicas publicasTrabalho de politicas publicas
Trabalho de politicas publicas
 
Aula DE CIENCIAS POLITICAS
Aula DE CIENCIAS POLITICASAula DE CIENCIAS POLITICAS
Aula DE CIENCIAS POLITICAS
 
Os clássicos da sociologia
Os clássicos da sociologiaOs clássicos da sociologia
Os clássicos da sociologia
 
Estudo para ps de ciência política
Estudo para ps de ciência políticaEstudo para ps de ciência política
Estudo para ps de ciência política
 
1º Aulão Filosofia - Cont. 2º.pptx
1º Aulão Filosofia - Cont. 2º.pptx1º Aulão Filosofia - Cont. 2º.pptx
1º Aulão Filosofia - Cont. 2º.pptx
 

Mais de Kleiton Barbosa

Embargos infrigentes e de nulidade agravo em execução - ok
Embargos infrigentes e de nulidade   agravo em execução - okEmbargos infrigentes e de nulidade   agravo em execução - ok
Embargos infrigentes e de nulidade agravo em execução - okKleiton Barbosa
 
Lei Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte
Lei Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno PorteLei Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte
Lei Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno PorteKleiton Barbosa
 
Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental - ADPF
Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental - ADPFArguição de Descumprimento de Preceito Fundamental - ADPF
Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental - ADPFKleiton Barbosa
 
Tutela provisória CPC/2015
Tutela provisória   CPC/2015Tutela provisória   CPC/2015
Tutela provisória CPC/2015Kleiton Barbosa
 
Tutela Provisória - CPC/2015
Tutela Provisória - CPC/2015Tutela Provisória - CPC/2015
Tutela Provisória - CPC/2015Kleiton Barbosa
 
Psicologia Jurídica - Bases para uma Psicologia do Testemunho
Psicologia Jurídica - Bases para uma Psicologia do TestemunhoPsicologia Jurídica - Bases para uma Psicologia do Testemunho
Psicologia Jurídica - Bases para uma Psicologia do TestemunhoKleiton Barbosa
 
Trabalho de extinção dos contratos Direito Civil III
Trabalho de extinção dos contratos   Direito Civil IIITrabalho de extinção dos contratos   Direito Civil III
Trabalho de extinção dos contratos Direito Civil IIIKleiton Barbosa
 
Questionário sobre a lei nº 8666 93 dos artigos 54 à 88
Questionário sobre a lei nº 8666 93 dos artigos 54 à 88Questionário sobre a lei nº 8666 93 dos artigos 54 à 88
Questionário sobre a lei nº 8666 93 dos artigos 54 à 88Kleiton Barbosa
 
DIREITO À SAÚDE NO BRASIL: Uma análise à luz da Constituição Federal de 1988
DIREITO À SAÚDE NO BRASIL: Uma análise à luz da Constituição Federal de 1988DIREITO À SAÚDE NO BRASIL: Uma análise à luz da Constituição Federal de 1988
DIREITO À SAÚDE NO BRASIL: Uma análise à luz da Constituição Federal de 1988Kleiton Barbosa
 
Trabalho estrito cumprimento do dever legal ok2.docx
Trabalho   estrito cumprimento do dever legal   ok2.docxTrabalho   estrito cumprimento do dever legal   ok2.docx
Trabalho estrito cumprimento do dever legal ok2.docxKleiton Barbosa
 
Sociedade de economia m ista direito administrativo trabalho
Sociedade de economia m ista   direito administrativo   trabalhoSociedade de economia m ista   direito administrativo   trabalho
Sociedade de economia m ista direito administrativo trabalhoKleiton Barbosa
 
Trabalho de previdência social e assistência social - Direito Constitucional III
Trabalho de previdência social e assistência social - Direito Constitucional IIITrabalho de previdência social e assistência social - Direito Constitucional III
Trabalho de previdência social e assistência social - Direito Constitucional IIIKleiton Barbosa
 
Teoria Geral da Prova Penal - Processo Penal
Teoria Geral da Prova Penal - Processo PenalTeoria Geral da Prova Penal - Processo Penal
Teoria Geral da Prova Penal - Processo PenalKleiton Barbosa
 
Trabalho de direito civil extinção dos contratos nov 2015
Trabalho de direito civil   extinção dos contratos   nov 2015Trabalho de direito civil   extinção dos contratos   nov 2015
Trabalho de direito civil extinção dos contratos nov 2015Kleiton Barbosa
 
Trabalho de direito administrativo controle administrativo nov 2015
Trabalho de direito administrativo   controle administrativo   nov 2015Trabalho de direito administrativo   controle administrativo   nov 2015
Trabalho de direito administrativo controle administrativo nov 2015Kleiton Barbosa
 
Trabalho de direito penal extinção da punabilidade nov 2015
Trabalho de direito penal  extinção da punabilidade   nov 2015Trabalho de direito penal  extinção da punabilidade   nov 2015
Trabalho de direito penal extinção da punabilidade nov 2015Kleiton Barbosa
 
Trabalho de calculo da dosimetria da pena - Kleiton Barbosa
Trabalho  de calculo da dosimetria da pena - Kleiton BarbosaTrabalho  de calculo da dosimetria da pena - Kleiton Barbosa
Trabalho de calculo da dosimetria da pena - Kleiton BarbosaKleiton Barbosa
 

Mais de Kleiton Barbosa (20)

Contrato de fiança ok
Contrato de fiança   okContrato de fiança   ok
Contrato de fiança ok
 
Furto
FurtoFurto
Furto
 
Embargos infrigentes e de nulidade agravo em execução - ok
Embargos infrigentes e de nulidade   agravo em execução - okEmbargos infrigentes e de nulidade   agravo em execução - ok
Embargos infrigentes e de nulidade agravo em execução - ok
 
Lei Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte
Lei Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno PorteLei Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte
Lei Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte
 
Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental - ADPF
Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental - ADPFArguição de Descumprimento de Preceito Fundamental - ADPF
Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental - ADPF
 
Tutela provisória CPC/2015
Tutela provisória   CPC/2015Tutela provisória   CPC/2015
Tutela provisória CPC/2015
 
Tutela Provisória - CPC/2015
Tutela Provisória - CPC/2015Tutela Provisória - CPC/2015
Tutela Provisória - CPC/2015
 
Psicologia Jurídica - Bases para uma Psicologia do Testemunho
Psicologia Jurídica - Bases para uma Psicologia do TestemunhoPsicologia Jurídica - Bases para uma Psicologia do Testemunho
Psicologia Jurídica - Bases para uma Psicologia do Testemunho
 
Trabalho de extinção dos contratos Direito Civil III
Trabalho de extinção dos contratos   Direito Civil IIITrabalho de extinção dos contratos   Direito Civil III
Trabalho de extinção dos contratos Direito Civil III
 
Questionário sobre a lei nº 8666 93 dos artigos 54 à 88
Questionário sobre a lei nº 8666 93 dos artigos 54 à 88Questionário sobre a lei nº 8666 93 dos artigos 54 à 88
Questionário sobre a lei nº 8666 93 dos artigos 54 à 88
 
Agradecimentos
AgradecimentosAgradecimentos
Agradecimentos
 
DIREITO À SAÚDE NO BRASIL: Uma análise à luz da Constituição Federal de 1988
DIREITO À SAÚDE NO BRASIL: Uma análise à luz da Constituição Federal de 1988DIREITO À SAÚDE NO BRASIL: Uma análise à luz da Constituição Federal de 1988
DIREITO À SAÚDE NO BRASIL: Uma análise à luz da Constituição Federal de 1988
 
Trabalho estrito cumprimento do dever legal ok2.docx
Trabalho   estrito cumprimento do dever legal   ok2.docxTrabalho   estrito cumprimento do dever legal   ok2.docx
Trabalho estrito cumprimento do dever legal ok2.docx
 
Sociedade de economia m ista direito administrativo trabalho
Sociedade de economia m ista   direito administrativo   trabalhoSociedade de economia m ista   direito administrativo   trabalho
Sociedade de economia m ista direito administrativo trabalho
 
Trabalho de previdência social e assistência social - Direito Constitucional III
Trabalho de previdência social e assistência social - Direito Constitucional IIITrabalho de previdência social e assistência social - Direito Constitucional III
Trabalho de previdência social e assistência social - Direito Constitucional III
 
Teoria Geral da Prova Penal - Processo Penal
Teoria Geral da Prova Penal - Processo PenalTeoria Geral da Prova Penal - Processo Penal
Teoria Geral da Prova Penal - Processo Penal
 
Trabalho de direito civil extinção dos contratos nov 2015
Trabalho de direito civil   extinção dos contratos   nov 2015Trabalho de direito civil   extinção dos contratos   nov 2015
Trabalho de direito civil extinção dos contratos nov 2015
 
Trabalho de direito administrativo controle administrativo nov 2015
Trabalho de direito administrativo   controle administrativo   nov 2015Trabalho de direito administrativo   controle administrativo   nov 2015
Trabalho de direito administrativo controle administrativo nov 2015
 
Trabalho de direito penal extinção da punabilidade nov 2015
Trabalho de direito penal  extinção da punabilidade   nov 2015Trabalho de direito penal  extinção da punabilidade   nov 2015
Trabalho de direito penal extinção da punabilidade nov 2015
 
Trabalho de calculo da dosimetria da pena - Kleiton Barbosa
Trabalho  de calculo da dosimetria da pena - Kleiton BarbosaTrabalho  de calculo da dosimetria da pena - Kleiton Barbosa
Trabalho de calculo da dosimetria da pena - Kleiton Barbosa
 

Último

A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfmúsica paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfWALDIRENEPINTODEMACE
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonRosiniaGonalves
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfSandra Pratas
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxLuisCarlosAlves10
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.pptDaniloConceiodaSilva
 
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfAula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfaulasgege
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfSandra Pratas
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfmúsica paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
 
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfAula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 

Política e Poder - Filosofia

  • 1. Disciplina: Filosofia Geral Docente: Ana Maria Curso: Direito Turma: 2014/1 Discentes: Aurineides Ribeiro, Gean Gefferson, Gelcyane Coelho, Kleiton Barbosa, Mirailton Borges, Neila Guedes, Ricardo D´Corsino e Walneyde Crystina. POLÍTICA E PODER O Estudo do domínio social
  • 2. POLÍTICA E PODER O ESTUDO DO DOMÍNIO SOCIAL • POLÍTICA • Origem do Grego polis (“cidade-Estado”); • Designa o campo da atividade humana que se refere à cidade, ao Estado, à administração pública e ao conjunto dos cidadãos. • Quando Aristóteles definiu o HOMEM como animal político é porque, na sua concepção, a própria razão é, essencialmente, política.
  • 3. • FILOSOFIA POLÍTICA • Campo de reflexão filosófica que, historicamente, se ocupou do fenômeno político e das características que o distinguem dos demais fenômenos sociais, analisando as instituições e práticas das sociedades políticas existentes e conjecturando sobre a melhor maneira de se construir as sociedades futuras. POLÍTICA E PODER O ESTUDO DO DOMÍNIO SOCIAL
  • 4. • Integra a TEMÁTICA BÁSICA DA FILOSOFIA POLÍTICA as reflexões em torno: • Do poder; • Do Estado; • Dos regimes políticos e formas de governo; • Da participação dos cidadãos na vida pública; • Da liberdade. POLÍTICA E PODER O ESTUDO DO DOMÍNIO SOCIAL
  • 5. CONCEITO ANTIGO E MODERNO DE POLÍTICA • A obra de Aristóteles intitulada Política é considerada um dos primeiros tratados sistemáticos sobre a arte e a ciência de governar a pólis. • Para Aristóteles, a política era uma continuação da ética, só que aplicada à vida pública. • Aristóteles investigou em Política as instituições públicas e as formas de governo capazes de propiciar uma melhor maneira de viver em sociedade.
  • 6. • Aristóteles considerava essa investigação fundamental, pois, para ele, a cidade (a pólis) é uma criação natural e o homem também é, por natureza, um animal social e político. • O conceito grego de política como esfera de realização do bem comum se tornou um conceito clássico e permanece até nossos dias, mesmo que seja como um ideal a ser alcançado. CONCEITO ANTIGO E MODERNO DE POLÍTICA
  • 7. • O filósofo político italiano Norberto Bobbio, o conceito moderno de política está estreitamente ligado ao de poder. • Haroldo Dwight Lasswell e Abraham Kaplan: “Política é o processo de formação, distribuição e exercício do poder”. CONCEITO ANTIGO E MODERNO DE POLÍTICA
  • 8. O FENÔMENO DO PODER • PODER • Vem do latim potere, posse, “poder, ser capaz de”. • Refere-se basicamente à faculdade, capacidade, força ou recurso para produzir certos efeitos. • Assim dizemos: • O poder da palavra; • O poder do remédio; • O poder da polícia; • O poder da imprensa; • O poder do presidente.
  • 9. • Bertrand Russell: “Poder é a posse dos meios que levam à produção de efeitos desejados”. • O fenômeno do poder costuma ser dividido em duas categorias: o poder do homem sobre a natureza e o poder do homem sobre outros homens. • A filosofia política investiga o poder do homem sobre outros homens, isto é, o poder social. O FENÔMENO DO PODER
  • 10. AS TRÊS FORMAS DO PODER SOCIAL • Levando-se em conta o meio do qual se serve o indivíduo para conseguir os efeitos desejados, podemos encontrar três formas básicas de poder social: • Poder Econômico; • Poder Ideológico; • Poder Político.
  • 11. • Poder Econômico: Utiliza a posse de certos bens socialmente necessários para induzir aqueles que não os possuem a adotar determinados comportamentos, como, por exemplo, realizar determinado trabalho. AS TRÊS FORMAS DO PODER SOCIAL
  • 12. • Poder Ideológico: • Utiliza a posse de certas ideias, valores, doutrinas para influenciar a conduta alheia, induzindo as pessoas a determinadas modos de pensar e agir. AS TRÊS FORMAS DO PODER SOCIAL
  • 13. • Poder Político: • Utiliza a posse dos meios de coerção social, isto é, o uso da força física considerada legal ou autorizada pelo direito vigente na sociedade. AS TRÊS FORMAS DO PODER SOCIAL
  • 14. • O que essas três formas de poder têm em comum? “É que elas contribuem conjuntamente para instituir e manter sociedades de desiguais divididas em fortes e fracos, com base no poder político: em ricos e pobres, com base no poder econômico; em sábios e ignorantes, com base no poder ideológico”.
  • 15. • O poder político preocupa-se em garantir o domínio da força institucional e jurídica controlando os instrumentos de coerção social. AS TRÊS FORMAS DO PODER SOCIAL O poder econômico preocupa-se em garantir o domínio da riqueza controlando a organização das forças produtivas. O poder ideológico preocupa-se em garantir o domínio sobre o saber controlando a organização do consenso social.
  • 16. • Desses 3 poderes (econômico, político e ideológico) qual seria o principal, o mais eficaz? • Para Bobbio é o poder político cujo meio específico de atuação consiste na possibilidade de utilizar a força física legalizada para condicionar comportamentos. • “O poder político é, em toda sociedade de desiguais, o poder supremo, ou seja, o poder ao qual todos os demais estão de algum modo subordinados.” AS TRÊS FORMAS DO PODER SOCIAL
  • 17. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA • COTRIM, Gilberto. Fundamentos da Filosofia: história e grandes temas. 16 ed. reform. e ampl. São Paulo: Saraiva, 2006.