O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
MOYSÉS SIMANTOB
SÃO PAULO, ABRIL DE 2013
saber depende da
capacidade de...
perceber, compreender
estático
refletir, questionar
potencial
agir, transformar
cinético
gibbons: modos de produção de
conhecimento…
• Modo 1
– contexto acadêmico
– barreiras disciplinares
– homogeneidade de
per...
a criação de conhecimento passa por… 5Cs
1. conflitos criativos
– fricção deliberada, espaço para novas idéias
2. colisões...
E isso redefinirá a agenda intelectual e profissional
de todos que se preocupam com o modus operandi e
o modus vivendi tam...
O conhecimento é um
processo e progride
pela capacidade de
contextualizar e
englobar.
CO-WORKERS
“ETOPIA”
w. mitchell
O crowdsourcing conta
com os insights de
voluntários de todo o
planeta.
Um livro fruto da
inovação colaborativa.
Sanford, Linda. 2006. Building an Innovation Company for the 21st Century. MIT-IBM Innovation
Interessante
saber...
que tal um
exemplo…
Rice to Riches
Uma loja que faz do arroz doce uma experiência memorável
Sobre a empresa
Neighborhood: Manhattan/Little
Italy
37 Spring Street
(between Mott St & Mulberry St)
New York, NY 10012
(...
Decoração temática
Pratos especiais
Elimine
pistas negativas
Embalagens
e sinalização
Souvenir
Trabalhe com
lembranças
Harmonize
impressões com
pistas positivas e
agregadoras
Souvenir e sinalização
Harmonize
impressões com
pistas positivas e
agregadoras
Dez mandamentos
Capítulo 1:
Regra fundamental
Todos os funcionários da Rice to Riches estão sujeitos a um
cansativo, intensivo e exigente ...
1. Quem está sempre certo, você ou o Cliente? Uma dica, não é você!
2. Nunca discuta com o Cliente, é só arroz doce, não p...
Design Thinking 9
Design Thinking 9
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Design Thinking 9

2.921 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Design Thinking 9

  1. 1. MOYSÉS SIMANTOB SÃO PAULO, ABRIL DE 2013
  2. 2. saber depende da capacidade de... perceber, compreender estático refletir, questionar potencial agir, transformar cinético
  3. 3. gibbons: modos de produção de conhecimento… • Modo 1 – contexto acadêmico – barreiras disciplinares – homogeneidade de percepções – controle de qualidade e relevância pelos pares – estrutura e organização hierárquica e estática – responsabilidade interna – liberdade (acadêmica) e “desafio do conhecimento” • Modo 2 – contexto da aplicação – multidisciplinaridade – heterogeneidade de percepções – qualidade e relevância definidos externamente – organizações ad-hoc e estruturas planas – responsabilidade externa – usuários e interesses definem a agenda... http://www.intermedia.uio.no/konferanser/skikt-02/skikt-research-conferance.html
  4. 4. a criação de conhecimento passa por… 5Cs 1. conflitos criativos – fricção deliberada, espaço para novas idéias 2. colisões – interações F2F: cafés da XEROX e UPS 3. comunidades de prática – gente motivada, entusiasta e “bons” problemas 4. constelações – redes sociais informais, grupos de usuários... 5. combinações – 1-4 mais... IMPROVISAÇÃO e LIBERDADEde COMUNICAÇÃO.
  5. 5. E isso redefinirá a agenda intelectual e profissional de todos que se preocupam com o modus operandi e o modus vivendi também
  6. 6. O conhecimento é um processo e progride pela capacidade de contextualizar e englobar. CO-WORKERS “ETOPIA” w. mitchell
  7. 7. O crowdsourcing conta com os insights de voluntários de todo o planeta. Um livro fruto da inovação colaborativa.
  8. 8. Sanford, Linda. 2006. Building an Innovation Company for the 21st Century. MIT-IBM Innovation Interessante saber...
  9. 9. que tal um exemplo…
  10. 10. Rice to Riches Uma loja que faz do arroz doce uma experiência memorável
  11. 11. Sobre a empresa Neighborhood: Manhattan/Little Italy 37 Spring Street (between Mott St & Mulberry St) New York, NY 10012 (212) 274-0008
  12. 12. Decoração temática
  13. 13. Pratos especiais
  14. 14. Elimine pistas negativas Embalagens e sinalização
  15. 15. Souvenir Trabalhe com lembranças Harmonize impressões com pistas positivas e agregadoras Souvenir e sinalização
  16. 16. Harmonize impressões com pistas positivas e agregadoras Dez mandamentos
  17. 17. Capítulo 1: Regra fundamental Todos os funcionários da Rice to Riches estão sujeitos a um cansativo, intensivo e exigente programa de treinamento. Nossos engenheiros de alimentos colocam nossos funcionários em situações de emergência da vida real, para prepará-los para servir você melhor. Desde o primeiro dia os seguintes princípios estão enraizados em cada funcionário. Se você achar que estes princípios não foram seguidos durante a sua visita ao Rice to Riches, conte isso para a gente... Qualquer funcionários que seja culpado deve responder com a execução. A Fórmula para se tornar um funcionário Rice to Riches A gente garante que nenhum funcionário foi machucado ou ofendido durante o processo de treinamento. Definindo a experiência
  18. 18. 1. Quem está sempre certo, você ou o Cliente? Uma dica, não é você! 2. Nunca discuta com o Cliente, é só arroz doce, não política. 3. As vezes coisas ruins acontecem com o bom arroz doce, se o pedido de um Cliente é menos do que o perfeito, faça ficar perfeito. 4. Sempre olhe para o Cliente, é difícil de ver o sorriso por trás de sua cabeça. 5. Se você tem tempo de descansar, você tem tempo para limpar. 6. Cumprimente a todos que passem pela porta, a coisa que mais combina com o nosso arroz doce é um sorriso doce e um coração hospitaleiro 7. Trate todos os Clientes com respeito, sempre diga por favor e obrigado, como a sua mãe te ensinou... Não faça a gente lavar a sua boca com sabão. 8. Trate da loja como se fosse a sua casa. Pensando bem, trate melhor ainda. a gente tem escutado sobre a sua casa... 9. Ninguém gosta de quem se acha demais, seja sempre atencioso e humilde, não só quando alguém estiver olhando. 10.Nunca aceite uma gorjeta! Recomende ao Cliente que ele guarde este dinheiro para o próximo arroz doce.

×