Colégio Estadual São José Projeto Poesia Profª. Mirla Granja – CE 2009
 
Vida e Obra Patativa do Assaré
 
Biografia Antônio Gonçalves da Silva , dito Patativa do Assaré, nasceu a 5 de março de 1909 na Serra de Santana, pequena p...
Biografia
B iografia Em 1970, Figueiredo Filho publicou seus poemas comentados Patativa do Assaré. Tem inúmeros folhetos de cordel e...
Biografia Patativa do Assaré era unanimidade no papel de poeta mais popular do Brasil. Para chegar onde chegou, tinha uma ...
Biografia Após a  gravação  do primeiro LP o  recitador , fez uma série de shows com  seu discípulo  Fagner. Em  81 a apre...
Biografia Nesta mesma ocasião gravou  seu segundo LP "A Terra é Naturá", também pela CBS. Patativa sempre cantou...
Biografia A toada-aboio "Vaca Estrela e Boi Fubá" que narra a saudade da terra natal e do gado foi o sucesso  do...
Obras
Livros · Inspiração Nordestina - 1956 · Inspiração Nordestina: Cantos do Patativa -1967 · Cante Lá que Eu Canto Cá - 1978
Córdeis <ul><li>*  Digo e não peço segredo; </li></ul><ul><li>* Aqui Tem Coisa -  </li></ul><ul><li>*  Brosogó, Militão e ...
Exemplo de cordel <ul><ul><li>Brosogó, Militão e o Diabo </li></ul></ul><ul><ul><li>O melhor da nossa vida </li></ul></ul>...
Quem faz um grande favor Mesmo desinteressado Por onde quer que ele ande Leva um tesouro guardado E um dia sem esperar Ser...
Conclusão O que faz a força e o sabor da poesia de Patativa do Assaré é, sem dúvida, este vínculo indestrutível entre o po...
Conclusão O canto só pode ser plenamente compreendido por aqueles que comungam desse quotidiano e dessas mesmas experiênci...
 
Equipe: Izaner nº 12 Priscila n º 14 Soraya nº 15 Livramento de Souza nº 31 Raimundo Nonato nº 37
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Homenagem Patativa

2.364 visualizações

Publicada em

Slides sobre um pouco da vida e obra do poeta Patativa do Assaré.

Publicada em: Educação, Diversão e humor
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.364
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
81
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
67
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Homenagem Patativa

  1. 1. Colégio Estadual São José Projeto Poesia Profª. Mirla Granja – CE 2009
  2. 3. Vida e Obra Patativa do Assaré
  3. 5. Biografia Antônio Gonçalves da Silva , dito Patativa do Assaré, nasceu a 5 de março de 1909 na Serra de Santana, pequena propriedade rural, no município de Assaré, no Sul do Ceará. É o segundo filho de Pedro Gonçalves da Silva e Maria Pereira da Silva. Foi casado com D. Belinha, de cujo consórcio nasceram nove filhos. Publicou Inspiração Nordestina, em 1956,  Cantos de Patativa, em 1966.
  4. 6. Biografia
  5. 7. B iografia Em 1970, Figueiredo Filho publicou seus poemas comentados Patativa do Assaré. Tem inúmeros folhetos de cordel e poemas publicados em revistas e jornais. Está sendo estudado na Sorbonne, na cadeira da Literatura Popular Universal, sob a regência do Professor Raymond Cantel.
  6. 8. Biografia Patativa do Assaré era unanimidade no papel de poeta mais popular do Brasil. Para chegar onde chegou, tinha uma receita prosaica: dizia que para ser poeta não era preciso ser professor. 'Basta, no mês de maio, recolher um poema em cada flor brotada nas árvores do seu sertão', declamava.
  7. 9. Biografia Após a  gravação  do primeiro LP o  recitador , fez uma série de shows com  seu discípulo  Fagner. Em  81 a apresentação  da dupla no Festival de Verão do Guarujá ganha ampla repercussão na imprensa.
  8. 10. Biografia Nesta mesma ocasião gravou  seu segundo LP &quot;A Terra é Naturá&quot;, também pela CBS. Patativa sempre cantou as  saudades da sua terra, embora não tenha deixado o seu Cariri no último pau-de-arara, como diz a letra. Seu lamento arrastado  e monocórdico acalanta os que se retiraram  e serve de ombro aos que ficam. .
  9. 11. Biografia A toada-aboio &quot;Vaca Estrela e Boi Fubá&quot; que narra a saudade da terra natal e do gado foi o sucesso  do  disco em versão gravada por Fagner no LP &quot;Raimundo Fagner&quot;, de 1980. &quot;Eu  sou filho  do Nordeste, não nego o  meu  naturá Mas uma seca medonha me tangeu  de lá pra cá Lá  eu tinha o  meu gadinho,  num  é bom nem imaginar Minha  linda Vaca  Estrela e o  meu  belo Boi Fubá. Quando  era de tardezinha eu começava a aboiar&quot;.
  10. 12. Obras
  11. 13. Livros · Inspiração Nordestina - 1956 · Inspiração Nordestina: Cantos do Patativa -1967 · Cante Lá que Eu Canto Cá - 1978
  12. 14. Córdeis <ul><li>* Digo e não peço segredo; </li></ul><ul><li>* Aqui Tem Coisa - </li></ul><ul><li>* Brosogó, Militão e o Diabo </li></ul><ul><li>* O poeta da roça </li></ul>
  13. 15. Exemplo de cordel <ul><ul><li>Brosogó, Militão e o Diabo </li></ul></ul><ul><ul><li>O melhor da nossa vida </li></ul></ul><ul><ul><li>É paz, amor e união </li></ul></ul><ul><ul><li>E em cada semelhante </li></ul></ul><ul><ul><li>A gente ver um irmão </li></ul></ul><ul><ul><li>E apresentar para todos </li></ul></ul><ul><ul><li>O papel da gratidão </li></ul></ul>
  14. 16. Quem faz um grande favor Mesmo desinteressado Por onde quer que ele ande Leva um tesouro guardado E um dia sem esperar Será bem recompensado Em um dos nossos estados Do nordeste brasileiro Nasceu Chico Brosogó Era ele um miçangueiro Que é o mesmo camelô La no Rio de Janeiro...
  15. 17. Conclusão O que faz a força e o sabor da poesia de Patativa do Assaré é, sem dúvida, este vínculo indestrutível entre o poeta, o sertão e o público. O canto só pode nascer da repetição do quotidiano, com seu labor, suas alegrias e sofrimentos.
  16. 18. Conclusão O canto só pode ser plenamente compreendido por aqueles que comungam desse quotidiano e dessas mesmas experiências. Testemunhando a afeição com que é tratado pelos habitantes do sertão que vêm visitá-lo e que pedem que lhes recite o seu poema preferido;
  17. 20. Equipe: Izaner nº 12 Priscila n º 14 Soraya nº 15 Livramento de Souza nº 31 Raimundo Nonato nº 37

×