Historia de santa catarina 2

1.617 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.617
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
55
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Historia de santa catarina 2

  1. 1. História de Santa Catarina Profº Carlos Eduardo Cossettin Glufke
  2. 2. Santa Catarina na Rep. Velha <ul><li>Com a proclamação da República os, agora, Estados passaram a ter uma maior autonomia. </li></ul><ul><li>Em SC assume o poder Lauro Muller logo foi substituído por Gustavo Richard, voltando ao poder em 1891, mas em razão da renúncia de Deodoro da Fonseca deixou o cargo. </li></ul><ul><li>Com a posse de Floriano Peixoto estoura no Sul a Revolução Federalista. </li></ul><ul><li>Manifestações em SC foram sentidas no conflito entre federalistas e legalistas. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Federalistas: Eliseu Guilherme, Severo Pereira e Fernando Hackraadt. </li></ul><ul><li>Legalistas: Hercílio Luz e Lauro Muller. </li></ul><ul><li>Foi instalado em SC o Governicho de Frederico de Lorena , que enfrentou Hercílio Luz. </li></ul><ul><li>Com o apoio do governo federal os revoltosos foram derrotados. </li></ul><ul><li>Em 1894 Hercílio Luz assumiu o governo onde a capital passou a ser chamada de Florianópolis. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Guerra do Contestado (1912 – 1916) </li></ul><ul><li>Disputa de terras entre SC e PR; </li></ul><ul><li>Movimento Messiânico; </li></ul><ul><li>No séc. XIX devido a exploração dos caboclos – surge um beato – João Maria; </li></ul><ul><li>No início do XX a exploração é também por empresas estrangeiras – clima de miséria; </li></ul><ul><li>Surge um novo beato – José Maria que busca por uma sociedade igualitária, Monarquia Celestial – semelhante a Canudos, não obedecia as ordens da Rep. Velha. </li></ul><ul><li>Foram violentamente perseguidos pelos coronéis, donos das empresas estrangeiras e pelo exército. </li></ul>
  5. 5. Santa Catarina – a partir dos anos 30 <ul><li>Como a Revolução de 30, o então governador Fúlvio Aducci se posicionou contra Vargas e foi afastado. No seu lugar ocuparam o cargo alguns interventores: Ptolomeu A. Brasil, Rui Zobaran e Aristiliano Ramos. </li></ul><ul><li>Com a constituição de 1934, ocorreram eleições indiretas onde foi eleito Nereu Ramos. </li></ul><ul><li>1937 – Estado Novo – fim da autonomia dos Estados, Nereu Ramos permaneceu no governo até 1945. </li></ul>
  6. 6. Acontecimentos na Era Vargas <ul><li>Nacionalização do ensino – evitar a propagação do nazi-fascismo nas colônias. </li></ul><ul><li>Criação do Departamento de Saúde Pública e dos hospitais Colônia Santa Tereza e Sant'Ana. </li></ul><ul><li>Meio-oeste catarinense – colônia austríaca Treze Tílias. </li></ul><ul><li>Criação do território do Iguaçu que ocupou áreas de SC e PR, após 1945 as regiões foram reintegradas. </li></ul>
  7. 7. Após Vargas e até o golpe militar <ul><li>Com as eleições de 1945, E. Dutra assume a presidencia, em SC Luis Gallotti assume até as eleiçoes em 1947 onde foi eleito Aderbal Ramos da Silva. Na sequência: </li></ul><ul><li>Irineu Bornhausen: Plano de Obras e Equipamentos. </li></ul><ul><li>Jorge Lacerda: Usina Termoel. de Capivari. </li></ul><ul><li>Celso Ramos: Plano de Metas Governamentais. </li></ul><ul><li>Ivo Silveira: último eleito pelo voto direto antes do golpe militar. </li></ul>
  8. 8. Durante a ditadura <ul><li>Assumem o poder governadores que representavam o governo militar federal, como: Colombo Salles, Antônio Carlos K. Reis, Jorge K. Bornhausen, entre outros. </li></ul><ul><li>Durante o governo de J. K. Bornhauser ocorreu uma manifestação contra a presença de Figueiredo, conhecida como Novembrada. </li></ul>

×