Chefe, euquero vender  bolinhos.   Por Kelyanna Vasconcelos
A propostaToda mulher tem um dom pra “Amélia”. Não importa se o foco é a comida que faz, aforma como mantém sua casa impec...
O que é um cupcake?“O cupcake é um bolinho feito para servir uma única pessoa. O mesmo é assado emforminhas de papel, e po...
Ok, mas qual o diferencial?Atualmente, é muito difícil não conhecer uma pessoa que nunca sequer tenha experimentado umcupc...
Sendo assim, seria criada a Cupmake, onde ocliente poderia escolher entre: 3 tipos de massa (chocolate, baunilha eamêndoa...
As lojasTendo em vista o público alvo, pessoas de 14 a 30 anos, com um estilo de vida mais alternativo, eque gosta de sent...
E também uma lojinha móvel, inspirada nos “foodtrucks” americanos, que nada mais são doque forgões onde são montadas peque...
A AçãoA integração entre a loja e os consumidores seria feita através de uma fanpage, que seriadivulgada nos pontos de ven...
A promoçãoA idéia promocional seria realizada no Instagram. Durante o atendimento, o usuário seriamotivado a tirar uma fot...
O lado bomA melhor parte disso tudo, é que sempre que puder dar uma passada na loja, logicamente, vairolar uns cupcakes pr...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Chefe, eu quero vender bolinhos.

971 visualizações

Publicada em

Tive uma idéia!

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
971
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Chefe, eu quero vender bolinhos.

  1. 1. Chefe, euquero vender bolinhos. Por Kelyanna Vasconcelos
  2. 2. A propostaToda mulher tem um dom pra “Amélia”. Não importa se o foco é a comida que faz, aforma como mantém sua casa impecável, ou o cuidado com sua família.Acontece que, dessa forma, o mercado ganhou mulheres que atuam em áreas de grandeimportância. Mulheres que conseguem conciliar o trabalho e a vida doméstica, sem deixarnenhum dos dois em desfalque.Pensando nisso, resolvi abrir um negócio a partir de um hobbie que adquiri: fazercupcakes. É um trabalho quase que artesanal, mas muito gratificante. E bonito.
  3. 3. O que é um cupcake?“O cupcake é um bolinho feito para servir uma única pessoa. O mesmo é assado emforminhas de papel, e possui inúmeros tipos de coberturas e recheios.”Possui em sua estrutura: file:///C:/Users/Derivados.LYANNA-PC/Pictures/bolinho2.jpg
  4. 4. Ok, mas qual o diferencial?Atualmente, é muito difícil não conhecer uma pessoa que nunca sequer tenha experimentado umcupcake. Denominado como “bolinho hipster”, os ditos cujos tem ganhado imensa aceitaçãoprincipalmente do público jovem.As lojas estão produzindo os bolinhos nos mais diferentes sabores e padronagens. Sendo assim,fica difícil se diferenciar no mercado. Conceito: do jeito que você quiser.Com a recente inserção de marcas alimentícias, onde você pode montar seu alimento à suamaneira, abriu-se também espaço para que o consumidor não saia insatisfeito de forma alguma,podendo consumir um produto feito exclusivamente pra ele, assim como já fazem algumasmarcas, como:
  5. 5. Sendo assim, seria criada a Cupmake, onde ocliente poderia escolher entre: 3 tipos de massa (chocolate, baunilha eamêndoas) Variados tipos de cobertura Variados tipos de confeitosAlém disso, o cliente poderia adicionar outrostoppings, como são chamadas as porções decada parte acima descrita.Dessa forma, seria mais fácil atrair mais pessoaspara a loja, tendo em vista a disponibilidade quea mesma ofereceria em relação às diversasmontagens possíveis.Além disso, daria ao consumidor a liberdade decomer o que bem entendesse, sem ser pego desurpresa por algum ingrediente desconhecido(ou desagradável ao seu paladar), gerandomaior conforto e satisfação.
  6. 6. As lojasTendo em vista o público alvo, pessoas de 14 a 30 anos, com um estilo de vida mais alternativo, eque gosta de sentir-se em ambientes totalmente diferenciados, seria criada uma loja fixa, comdecoração vintage, para proporcionar uma experiência mais tradicional ao consumidor, como sefosse transportá-lo a à uma época diferente.
  7. 7. E também uma lojinha móvel, inspirada nos “foodtrucks” americanos, que nada mais são doque forgões onde são montadas pequenas lanchonetes ambulantes. Contariam também commesas de montar e iluminação para vendas a noite.
  8. 8. A AçãoA integração entre a loja e os consumidores seria feita através de uma fanpage, que seriadivulgada nos pontos de venda. O endereço da mesma estaria impresso em bandeirinhas, queestaria afixadas em palitos, estes espetados nos cupcakes, como na imagem abaixo.Curtindo a página, os consumidores participam de promoções, concorrem a brindes edescontos, e ainda podem sugerir locais para o funcionamento da loja móvel.
  9. 9. A promoçãoA idéia promocional seria realizada no Instagram. Durante o atendimento, o usuário seriamotivado a tirar uma foto, utilizando seu celuar, com a hashtag #fiznacupmake.Ao final da semana, a foto que recebesse mais “likes” ganharia R$50,00 reais em produtos daloja. Isso estimularia os clientes a postarem suas fotos, atraindo possíveis cliente através daimagem, e a loja ganharia marketing simples e eficiente através da hashtag.
  10. 10. O lado bomA melhor parte disso tudo, é que sempre que puder dar uma passada na loja, logicamente, vairolar uns cupcakes pra galera da agência, né?

×