O que ahistória conta?
Do grego Systema (sy significa „junto‟ esta, „permanecer‟), sistema, em Matemática, é oconjunto de equações que devem ser ...
Sistemas Lineares          Há quase três séculos os matemáticos              estudam os sistemas lineares.                ...
Esse trabalho foi aprofundado no século XIX pelo alemão Car Gustav Jacobi(1804-1851).      Outras contribuições vieram deK...
Contribuições de Jacobi                         As    pesquisas     de     Jacobi                  levaram-no, em 1829, a ...
Contribuições de Arthur Cayley       Em 1858, o matemático inglês ArthurCayley (1821-1895) notabilizou-se ao tratarde sist...
Os problemas que envolvem equações linearesexistem há muito tempo. Você se lembra dos papirosegípcios? Neles já apareciam ...
O livro chinês NoveCapítulos      sobre      a     arteMatemática,      de    Chui-changSuan-Shu, por exemplo, contém246  ...
Referências bibliográficas:  FILHO, Benigno Barreto; Silva, Cláudio Xavier. Matemática Aula por  Aula. São Paulo, FTD,2003...
O que a historia conta
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O que a historia conta

516 visualizações

Publicada em

O que a historia conta

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
516
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
54
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O que a historia conta

  1. 1. O que ahistória conta?
  2. 2. Do grego Systema (sy significa „junto‟ esta, „permanecer‟), sistema, em Matemática, é oconjunto de equações que devem ser resolvidas“juntas”, ou seja, os resultados devem satisfazê-lassimultaneamente.
  3. 3. Sistemas Lineares Há quase três séculos os matemáticos estudam os sistemas lineares. Gabriel Cramer A teoria de sistemas lineares surgiu em meados doséculo XVII, paralelamente á teoria dos determinantes. Esse estudo evoluiu, contando com a colaboração devários matemáticos, como o suíço Gabriel Cramer (1704-1752), que resolveu um sistema de equações num casoparticular.
  4. 4. Esse trabalho foi aprofundado no século XIX pelo alemão Car Gustav Jacobi(1804-1851). Outras contribuições vieram deKronecker, que buscou a solução para Car Gustav Jacobio sistemas de equações lineareshomogêneas e também de Fontene, KroneckerRouché e Frobenius, que participoaramdo aperfeiçoamento desse estudo.
  5. 5. Contribuições de Jacobi As pesquisas de Jacobi levaram-no, em 1829, a publicar um trabalho sobre funções elípticas que foi considerado um dos seus estudos mais importantes. Publicou também De determinantibus functionalibus dedicado principalmente aos determinantes jacobianos. Esses trabalhos foram publicado no Jornal deCar Gustav Jacobi Crelle, um dos periódicos matemáticos lançados no século XIX.
  6. 6. Contribuições de Arthur Cayley Em 1858, o matemático inglês ArthurCayley (1821-1895) notabilizou-se ao tratarde sistemas lineares representando, em Arthur Cayleyforma de matrizes, os dados extraídos desistemas de equações. Foi considerado oprimeiro matemático a lançar mão dessetipo de representação.
  7. 7. Os problemas que envolvem equações linearesexistem há muito tempo. Você se lembra dos papirosegípcios? Neles já apareciam equações lineares. Ascivilizações antigas, com Egito, Babilônios, China eÍndia, embora haja dificuldades em se precisar asépocas, apresentaram documentos matemáticosimportantes, e todos continham problemas queenvolviam situações corriqueiras, do dia a dia, alémde problemas algébricos, caracterizados por tratar asvariáveis genericamente.
  8. 8. O livro chinês NoveCapítulos sobre a arteMatemática, de Chui-changSuan-Shu, por exemplo, contém246 problemas sobremensuração deterras, agricultura, sociedades, engenharia, impostos, cálculos, soluções de equações epropriedades dos triângulosretângulos, costume herdado dosbabilônios de compilar coleçõesde problemas específicos. Essaobra data de aproximadamente250 a.C. e já apresentavaequações lineares simultâneas.
  9. 9. Referências bibliográficas: FILHO, Benigno Barreto; Silva, Cláudio Xavier. Matemática Aula por Aula. São Paulo, FTD,2003. http://www.google.com.br/search?q=gabriel+cramer&hl=pt-PT&rlz=1W1AURU_pt- BRBR502&prmd=imvnsbo&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=OhKMUNSBD5TC0AHgwYBQ&sqi=2&ved=0CB8QsA Q&biw=1152&bih=624 http://www.google.com.br/search?q=carl+gustav+jacobi&hl=pt-BR&qscrl=1&rlz=1T4AURU_pt- BRBR502BR502&prmd=imvnso&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=6heMUKq6HIrE0AHboYHgAg&sqi=2&ved=0CDoQsAQ& biw=1152&bih=624 http://pt.wikipedia.org/wiki/Leopold_Kronecker http://www.google.com.br/search?q=arthur+cayley&hl=pt-PT&rlz=1W1AURU_pt- BRBR502&prmd=imvnsbo&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=S2SMUNK- I4jI0AH7nYHYAw&sqi=2&ved=0CB8QsAQ&biw=1152&bih=585 http://www.google.com.br/search?q=arthur+cayley&hl=pt-PT&rlz=1W1AURU_pt- BRBR502&prmd=imvnsbo&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=S2SMUNK- I4jI0AH7nYHYAw&sqi=2&ved=0CB8QsAQ&biw=1152&bih=585#hl=pt-PT&rlz=1W1AURU_pt- BRBR502&tbm=isch&sa=1&q=civiliza%C3%A7%C3%B5es+antigas+egipicios&oq=civiliza%C3%A7%C3%B5es+antigas+egipicios&g s_l=img.3...81078.84562.2.85125.10.8.0.1.1.0.250.1625.0j4j4.8.0...0.0...1c.1.msMxVnotl5w&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.r_qf.&fp=4b6da27f dcb838b4&bpcl=35466521&biw=1152&bih=624http://www.google.com.br/search?q=arthur+cayley&hl=pt-PT&rlz=1W1AURU_pt-BRBR502&prmd=imvnsbo&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=S2SMUNK-I4jI0AH7nYHYAw&sqi=2&ved=0CB8QsAQ&biw=1152&bih=585#hl=pt-PT&rlz=1W1AURU_pt-BRBR502&tbm=isch&sa=1&q=Chui-chang+Suan-Shu&oq=Chui-chang+Suan-Shu&gs_l=img.12...631250.631250.0.633125.1.1.0.0.0.0.235.235.2-1.1.0...0.0...1c.1.Jg4moT785K8&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.r_qf.&fp=4b6da27fdcb838b4&bpcl=35466521&biw=1152&bih=624

×